Nômades digitais: saiba como é estilo de vida e trabalho

Trabalhar com horários fixos e carteira assinada pode ser coisa do passado para algumas pessoas e profissões. Milhares de pessoas que trabalham com internet, por exemplo, se perguntam: por que tenho que estar todos os dias na empresa para realizar um trabalho que posso desenvolver em qualquer lugar do mundo? Essa é a vida dos nômades digitais.

Mas você sabe o que são? Hoje vamos te contar como é a vida de nômades digitais e quais são as profissões que te permitem ser um.

O que são nômades digitais?

Ser um nômade digital é poder trabalhar de qualquer lugar do mundo, sem escritório fixo, necessitando, somente, de um laptop e de uma internet estável.

Visando maior flexibilidade de horários e melhor rendimento, muitos profissionais têm buscado trabalhar com mais qualidade, seja em casa, em escritórios compartilhados, ou em locais ao ar livre, onde se sintam bem e criativos para o trabalho fluir.

Precisa enviar dinheiro para o exterior?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Nomadismo digital é um estilo de vida em que pessoas viajam pelo mundo sem abrir mão do seu trabalho, já que suas atividades podem ser feitas de forma remota, devido à evolução da tecnologia nos dias atuais.

Nômade digital x trabalhar no exterior x período sabático

Vale frisar que trabalhar pela internet é bem diferente de aceitar bicos como trabalhar em hostels, ser babá em casas de família ou lavar pratos em restaurantes.

O nômade digital faz seus trabalhos online e pode realizar as mesmas tarefas tanto dentro de casa quanto numa cidadezinha da Rússia, desde que tenha acesso à internet – diferente de quem vai para o exterior com a intenção de juntar dinheiro e trabalhar em qualquer área.

Além disso, muita gente (por desconhecimento ou ignorância) atribui o estilo de vida nômade a um período sabático e afastado do trabalho.

Não poderia ser mais diferente: o nômade prioriza sua carreira, mas de uma forma não tão tradicional, tanto que mesmo de longe dedica-se às atividades da mesma forma que faria presencialmente.

O que os nômades digitais fazem?

Basicamente, quem vive como nômade digital está sempre com o pé na estrada, conhecendo cidades, vilarejos e países e desfrutando da cultura local, mas ao invés de curtir como turista dedica um tempo diário para trabalhar remotamente.

E esse trabalho pode ser feito no quarto de um hostel, em uma cafeteria ou até dentro de um trem, desde que o local ofereça acesso à internet, pois é como nômades digitais ganham dinheiro.

Por que ser um nômade digital?

Esse estilo de vida é recomendado para aquelas pessoas que buscam uma forma alternativa de relacionamento com o trabalho e com o mundo. São profissionais que procuram desenvolver um modelo de trabalho diferente que visa uma certa liberdade fora dos padrões corporativos e, ao mesmo tempo, busca um estilo de vida de viajante.

A maioria dos profissionais que trabalham com criatividade não gosta de ficar presa em um escritório formal, com regras e horário comercial a ser cumprido. Com as novas tecnologias de informação e a internet, é possível estar conectado em qualquer lugar do mundo, seja no Brasil ou na Europa.

Quem escolhe ser um nômade digital quer aproveitar os melhores anos da vida e não pretende esperar até a aposentadoria para ter tempo para viajar e curtir os momentos.

nomades digitais van

Como ser um nômade digital?

Antes de qualquer coisa, é preciso planejamento psicológico (e coragem) e financeiro para iniciar uma viagem ou a mudança de país.

Morar fora não é tarefa fácil. Será que você tem o perfil para morar no exterior? É importante também definir objetivos e metas e, principalmente, possuir uma profissão que te permita trabalhar de forma remota pelo mundo.

De acordo com a Organização Internacional do Trabalho, hoje, cerca de 30% das empresas já trabalham com profissionais longe da companhia. E a tendência mundial é que esse número aumente a cada ano.

Como eu virei um nômade digital

Eu sempre tive problemas com rotinas cotidianas e após um período sabático, eu não consegui me adaptar a vida “normal” de um trabalhador e comecei a trabalhar em uma Startup de Londres que me permitiu continuar viajando mundo afora e me tornar um nômade digital.

Não se trata de um trabalho temporário e, sim, uma escolha de vida que concilia a possibilidade de estar em vários lugares ao mesmo tempo em que se trabalha.

Profissões dos nômades digitais

A seguir, listamos algumas profissões que se encaixam no perfil de nômade digital. Descubra se sua está na lista.

Profissionais de comunicação e marketing

Redatores, designers, tradutores, roteiristas e publicitários têm grandes chances de conseguir freelas e trabalhar em qualquer lugar do mundo. Sites como 99 Freelas, Get Ninjas e 99 Jobs oferecem oportunidades diversas.

Pessoas experientes que saibam produzir conteúdos, redigir textos, produzir vídeos, editar, gerenciar mídias sociais, fazer artes etc.

Criar um blog, um canal do Youtube, lançar e-books são atividades que podem ser feitas online e de qualquer lugar do mundo, basta ter uma boa ideia para um projeto próprio – ou clientes – e um ótimo acesso à internet.

Profissionais de TI

Programação, criação de jogos, aplicativos e sites também são trabalhos que podem ser desenvolvidos com um laptop e uma internet de qualidade.

Leia também o artigo sobre como trabalhar como TI em Portugal.

Fotógrafos

Fotógrafos podem tirar fotografias pelo mundo, vendê-las para bancos de imagens, revistas, jornais e/ou sites.

Esses profissionais podem, ainda, trabalhar com eventos, festas de aniversário ou de casamento, e, até mesmo, realizar propaganda de lojas dos locais por onde passarem, como lojas de roupas ou pizzarias.

Áreas de emprego para nômades digitais

Falar idiomas ajuda bastante na negociação do seu trabalho, veja aqui indicações de cursos de idiomas.

Venda de ações, de produtos ou de conhecimento

Quem trabalha no mercado de compra e venda de ações da Bolsa de Valores, venda de produtos online (o e-commerce, comércio eletrônico) ou de conhecimento não precisa estar em um local específico.

Com a modernização, é comum vermos profissionais atendendo à distância. Professores de língua estrangeira são exemplos de profissionais que atendem via Skype.
Pode ser útil conhecer plataformas para alugar moradias ao redor do mundo, como a Uniplaces.

Trabalho remoto

Além dessas carreiras, é possível trabalhar de forma remota em uma empresa, tendo um contrato de trabalho. As reuniões são realizadas por videoconferência, os relatórios são enviados por e-mail, as imagens são armazenadas na nuvem, e só é preciso estar online, não importa em que local do mundo estiver.

Você pode conferir também 7 dicas úteis para quem quer morar fora do país.

Blogs

Blogueiros existem aos montes, mas é preciso ter uma boa audiência e textos de alta qualidade para ganhar dinheiro através de um blog.

Para isso é necessário dedicação diária, temas que chamem a atenção do leitor e, principalmente, algo que faça com que o internauta volte mais vezes e assine a newsletter.
Blogueiros de moda, viagem, gastronomia e outros temas que fazem sucesso conseguem parcerias e fecham acordos de publicidade através daqueles banners dispostos no site.

Cada vez que uma pessoa clica nos banners o blogueiro recebe uma determinada quantia de dinheiro, e a mesma regra se aplica a canais no Youtube com aqueles anúncios que você pode até achar incômodo, mas que são o ganha pão daqueles profissionais na frente das câmeras.

Aulas e consultoria online

Graças ao Skype e até FaceTime é possível oferecer aulas à distância, e essa é uma das explicações de como nômades digitais ganham dinheiro.

Esse formato de ensino é mais popular para aulas de idiomas, principalmente entre aqueles que estão estudando a língua oficial do país onde residem e veem nas aulas online um meio de ganhar dinheiro e treinar.

Ao mesmo tempo, também é possível oferecer aulas de matemática, língua portuguesa, culinária e até consultoria sobre suas experiências viajando pelo mundo – pessoas querendo fazer o mesmo não faltam!

Empreendedorismo

Muitos nômades digitais começaram o próprio negócio através de e-commerces, investimento em ações ou mini franquias que permitem o trabalho remoto. Tendo acesso à internet e outras ferramentas, é perfeitamente possível viajar e manter o negócio funcionando.

Dá para pagar as contas?

De início, é bom contar com uma reserva financeira para garantir a estadia no exterior sem maiores problemas. Com o tempo e a experiência os trabalhos vão chegando, e mesmo que o retorno financeiro não seja dos melhores, a situação pode se normalizar aos poucos.

É importante lembrar, no entanto, que assim como nômades digitais ganham dinheiro exercendo os trabalhos listados e outras profissões, a experiência dos outros nem sempre se aplica a todo mundo.

Na internet são muitos os exemplos de pessoas que tiveram sucesso nesse tipo de carreira e estão satisfeitas com a própria vida, mas o planejamento é essencial para não ser pego desprevenido e para ter onde correr caso as coisas não corram como gostaria. Quer mais uma opção para ganhar dinheiro viajando? Você precisa conhecer o Grabr, veja esse artigo especial sobre a plataforma.

Vantagens e desvantagens dos nômades digitais

As vantagens de uma vida como nômades digitais é poder viajar pelo mundo (sozinho ou acompanhado), não ter horário fixo, poder trabalhar de frente para o mar, em um café ou em um parque, e poder aproveitar a vida com mais qualidade.

A maior desvantagem é a instabilidade financeira que muitos nômades digitais enfrentam. O grande desafio desses profissionais é procurar trabalhos, clientes ou criar seu próprio modelo de negócio, de maneira a conseguirem certa segurança.

Nem todo mês você terá o dinheiro que precisa ou que deseja e seus horários não ficarão restritos ao horário comercial.

Vale a pena ser um nômade digital?

Vida de nômade digital não é para todo mundo. Mas, se você se sente preparado para este desafio, se sua profissão permite o trabalho fora de escritórios convencionais, se você sabe organizar seus horários e é responsável em relação às suas demandas, por que não tentar?

É preciso trabalhar bastante, ter foco e resiliência para não desistir no meio do caminho. A experiência de poder unir o seu trabalho à qualidade de vida pode ser incrível, basta ter coragem e se planejar!

Prós e contras

A lista de vantagens é extensa, geralmente os nômades digitais são inquieto e curiosos. E a grande vantagem é de experimentar continuamente novas culturas e realidades sem abdicar da carreira, além de ter a liberdade, flexibilidade, mobilidade, realização pessoal e profissional. São valores que não tem preço.

O lado ruim

Em média, um nômade digital viaja 6 meses consecutivos. Por tanto tempo fora é normal existirem pontos negativos como: saudades da família, lidar com a insegurança de acontecer algo e estar longe de tudo e de todos. Fora a preocupação de manter-se saudável, pois não há nada mais complicado que ficar doente viajando.

O lado ótimo

Porém, se você conversar com um nômade sobre essas questões de vantagens e desvantagens, logo vai perceber que a paixão por viajar está além das explicações lógicas, é algo imensurável e tem uma palavra em alemão que define esse sentimento: Wanderlust – vontade de viajar pelo mundo mais do que qualquer outra coisa, é um interesse genuíno por conhecer novas culturas e explorar ambientes ainda não conhecidos. Veja como é voar com companhia aérea low cost, para economizar.

Quero ser um Nômade Digital, o que preciso?

O planejamento é a palavra-chave para começar o processo de transição.

Primeiramente você precisa de um trabalho que permite ter liberdade. Já citamos algumas carreiras que se encaixam nesse perfil. Existem alguns sites que disponibilizam vagas de trabalho e agilizam o processo seletivo. São eles:

Planeje-se

Dentro do planejamento é indispensável mapear os países para a definição de um roteiro. Nessa parte você precisa se atentar ao tipo de visto de cada país, o período que cada um te permite ficar legalmente, os requisitos relacionados a vacina, taxas alfandegárias, etc.

No meu caso o passaporte europeu (italiano) me ajuda muito e facilita neste processo. Um site bem interessante é o Nomadlist que lista as melhores cidades para se viver como Nômade e o melhor – dá uma estimativa de custo mensal.

Antes de colocar o pé na estrada, é preciso ter uma gordurinha financeira para suprir qualquer tipo de imprevisto – poupar uma grana é necessário. 5 mil dólares de poupança é um bom dinheiro para reservas de emergência. Uma solução que eu encontrei para fazer minha reserva foi vender meu carro.

Ser nômade digital depende de você.

Esteja preparado para imprevistos

Todos os detalhes são importantes e fazem a diferença. Os detalhes surgem desde o momento de decidir o que levar na mochila, descobrir quais países são mais favoráveis, fazer um bom e real planejamento financeiro, e muitos outros.

E por mais planejada que seja sua jornada, imprevistos dos mais adversos acontecerão. Perrengues os quais você se lembrará para sempre e futuramente virará uma boa história para ser contada, uma experiência incrível.

Prepare o inglês

Bom, nem precisamos citar que falar idiomas é essencial, principalmente o inglês. Se isso for um problema, sugiro parar com o planejamento e fazer um intercâmbio para praticar o inglês e ganhar experiências mundo afora.

Você também pode investir em um curso de inglês grátis.

Abra uma conta internacional

Esta é outra dica interessante. As taxas que os bancos cobram para quem está viajando no exterior são excessivas. Por isso, a melhor solução é abrir uma conta digital no exterior. Outra boa opção é a conta Borderless da TransferWise que permite enviar dinheiro para o exterior e converter na moeda de mais de 40 países.

E o contrato de trabalho? É diferente?

Bom, no meu caso a empresa fica em Londres e lá as leis trabalhistas são mais flexíveis e colaboram para este tipo de relação de trabalho. Eu preciso cumprir 36 horas semanais de trabalho independente de onde eu esteja e pronto.

Mas já conheci nômades que tem vínculo com empresas do Brasil. Em todos os casos o nômade deve abrir uma empresa no Brasil (pessoa jurídica) e fazer um contrato de prestação de serviço já visando o Home Office, já que as leis CLT não estão atualizadas para este novo estilo de trabalho.

A vida pode ser diferente

Conheço muitas pessoas que reclamam do trabalho, do chefe e da rotina que a vida proporciona. Mas nunca faz nada para mudar, sempre acomodados e reclamando. Há certos momentos que a vida pede por mudanças.

Você pode (e deve) ler milhares de textos como esse, tentar aprender com algumas dicas na web. Isso é válido e faz parte do processo de aprendizado e planejamento. Mas estamos falando de uma mudança radical.

Decidir ser um nômade digital é mais complexo do que um simples post de Facebook. Você precisa vencer seus medos e limites. Portanto comece devagar e com viagens mais curtas e simples. Saia da sua zona de conforto, pense diferente!

Essas frases podem parecer clichê, mas fazem sentido caso queira mudar sua vida. Muitas vezes é necessário dar um passo no desconhecido e lá na frente tudo fará sentido.
Leia esse artigo e entenda como ganhar dinheiro viajando.

Leia agora quais são os melhores países para nômades digitais e escolha o seu próximo destino!

Carolina Carvalho
Carolina é luso-brasileira, jornalista e especializada em Comunicação Empresarial. Desenvolve e revisa conteúdos para diversas mídias. Adora viajar o mundo, conhecer novas culturas e escrever sobre suas experiências. Tem prazer em dar dicas de restaurantes, hotéis e também em ajudar brasileiros que desejem morar em outro país.

Artigos relacionados

Family Search: saiba se é seguro e como funciona

Para ajudar a conectar familiares existe o Family Search, ferramenta que coleta, preserva e compartilha registros genealógicos no mundo todo.

Carta de motivação: modelos e dicas para preparar o documento

Confira dicas para preparar uma carta de motivação, um modelo desse documento e veja exemplos de como escrevê-la para intercâmbio, mestrado e universidade.

Países fáceis de imigrar: veja os 4 mais receptivos da Europa

Confira a lista de países fáceis de imigrar e descubra o porquê da facilidade. Veja como é a adaptação, visto e burocracias para brasileiros nesses países.

Apostila de Haia: o que é, como fazer e quanto custa

Entenda o que é a Apostila de Haia, por que ela ajuda quem quer morar fora do Brasil, quais documentos pode apostilar e onde apostilar.

Cidades que pagam para morar: 10 regiões encantadoras

Confira a lista de cidades que pagam para morar ou dão moradia ou terreno e veja quais são as condições para isso. Há várias na Europa.

Profissões mais bem pagas na Europa: confira o top 10

Procurando emprego no Velho Continente? Existem vagas e ótimos salários à sua espera. Confira quais são as profissões mais bem pagas na Europa.

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube