Suécia

Sistema de saúde na Suécia

Grande parte dos gastos com sistema de saúde público da Suécia é subsidiada pelo governo através do dinheiro que as pessoas desembolsam ao pagar (muitos) impostos.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Isso faz com que todas as pessoas possam ter ajuda para tratamentos médicos e odontológicos, mas não quer dizer que tudo é sempre 100% de graça, e é este o assunto do nosso texto de hoje.

Quanto custa usar o sistema de saúde na Suécia?

Preço varia com o serviço prestado

Os preços relacionados ao sistema público de saúde da Suécia variam não só de acordo com o serviço em questão mas também de acordo com a região onde a pessoa mora. Os preços (e outras informações) apresentados neste textos são válidos para pessoas residentes na região de Västerbotten durante o ano de 2017.

Teto máximo para gastos com o sistema público de saúde e ajudas de custo

No sistema de saúde na Suécia existem diferentes limites de gastos que as pessoas têm de pagar para poder usar o sistema público de saúde durante um certo período. É bem simples: atingiu o teto máximo a pessoa para de pagar.

Veja como funciona o salário mínimo na Suécia e a quais as profissões que ganham mais.

Consultas e exames no sistema de saúde na Suécia

Teto máximo para gastos com consultas, exames e outros procedimentos: 1100kr (R$419). As pessoas precisam pagar até a soma dar as tais 1100kr, e após atingir esse teto máximo não é mais necessário pagar pela maioria dos serviços durante o período de um ano (que começa a ser contato desde a data do primeiro pagamento).

É necessário pedir que os pagamentos sejam registrados, sendo que alguns custos não entram na conta, como por exemplo, diárias para pacientes que ficam internados em hospitais, vacinas (com algumas exceções, principalmente para crianças e contra a gripe) e multas para quem marca uma consulta ou exame mas não comparece.

Diária em um hospital na Suécia

Tratamentos e consultas na Suécia
Em geral uma diária em um hospital custa 100kr (R$38), sendo que o teto máximo no caso de internações de qualquer espécie é de 1200kr (R$459) durante o período de 30 dias.

Crianças e jovens até 20 anos não precisam pagar, e pessoas com menos de 40 anos que recebem algum auxílio do governo por terem algum tipo de doença, lesão ou deficiência pagam apenas 50kr por cada diária.

Já compartilhamos algumas dicas sobre como estudar de graça na Suécia.

Tratamentos para quem mora em diferentes cidades Suecas

Em alguns casos quem precisa viajar para fazer algum tratamento em outra cidade pode receber uma ajuda de custo, sendo que a pessoa vai ter que desembolsar no máximo 1600kr (R$610) durante o período de um ano com as viagens necessárias (boa parte desse dinheiro as vezes acaba sendo devolvida pelo governo).

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Tratamento dentário de graça na Suécia

Uma das curiosidades do sistema de saúde na Suécia, o tratamento dentário para quem até 22 anos é de graça. As pessoas que precisam pagar, irão gastar até 3000kr (R$1.150) durante o período de um ano, e após essa soma ser atingida elas poderão receber ajuda do governo para poder continuar o tratamento.

Cabe à Agência Sueca de Seguro Social (Försäkringskassan) decidir quem irá receber a ajuda ou não.

Escrevemos um texto sobre como conseguir emprego no exterior, ainda no Brasil, que pode ajudar nessa grande mudança.

A compra de medicamentos na Suécia

Também existe um teto máximo para quem precisa comprar medicamentos com receita médica, e funciona assim: durante o período de um ano o paciente arca com os custos dos medicamentos sozinho até somar 1100kr (R$419).

Depois disso ele começará a pagar cada vez menos até atingir a soma de 2200kr, sendo que se a pessoa precisar de mais medicamentos após a conta atingir esse valor ela não precisará pagar mais nenhuma coroa pelo resto do ano.

Importante: alguns medicamentos são sempre de graça, como por exemplo insulina e medicamentos que previnem gravidez (para jovens até 21 anos).

Benefício para quem precisa de óculos ou lentes na Suécia

Um dos benefícios do sistema de saúde na Suécia é para as crianças e jovens até 19 anos, pois estas podem receber uma ajuda de custo no valor de 800kr (R$300) caso precisem comprar óculos de grau ou lentes de contato. O benefício é pago uma vez por ano.

Descubra como é comprar óculos de grau em Portugal.

Consulta médica, psicológica e exames na Suécia

Na Suécia consultas com diversos profissionais custam entre 100kr e 300kr (entre 38 e 114 reais). Como eu escrevi ali em cima, o preço varia de região para região, sendo que aqui em Västerbotten o custo é de 200kr (R$76) para quem tem 20 anos de idade ou mais.

Aqui estão alguns exemplos de quando é preciso pagar as tais 200kr:

  • Consulta com médicos, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos, fisioterapeutas entre outros profissionais;
  • Consulta com médicos, fisioterapeutas e psicólogos particulares mas que são filiados ao governo;
  • Exames extras feitos fora de uma consulta médica;
  • Consultas odontológicas que fazem parte de algum tratamento médico;
  • Ecocardiografias (aortascreening) para homens.

Quando que um tratamento é gratuito no sistema de saúde na Suécia?

Agora que já te falei sobre quando é necessário pagar (com e sem ajuda de custo do governo), nada mais justo do que falar sobre quando não é preciso tirar nenhuma coroa da carteira na hora de procurar ajuda no sistema público de saúde na Suécia.

São muitos (muitos mesmo) os casos onde as pessoas não precisam pagar nada, e para o post não ficar muito grande eu vou resumir te contar alguns deles (no final do texto tem um link para um site onde você pode conferir a lista completa):

  • Atendimento/tratamento médico para crianças e jovens até 19 anos de idade;
  • Atendimento/tratamento odontológico para crianças e jovens até 21 anos ;
  • Exames de prevenção ao câncer de útero para mulheres entre 23 e 26 anos;
  • Mamografia para mulheres entre 40 e 74 anos;
  • Qualquer tipo de serviço para pessoas com 85 anos de idade ou mais;
  • Atendimentos de emergência com médicos de alguma especialidade.

Você também pode conferir como é o custo de vida na Suécia

Multa para quem falta

Quem marca alguma consulta, exame ou algum outro prodecimento mas não comparece tem que pagar o valor correspondete ao serviço mais uma taxa de 50kr (R$19).

Como eu te contei ali em cima, crianças e jovens de até 19 anos não precisam pagar para receber tratamento médico, porém eles (ou a pessoa responsável por eles) também terão que pagar pelo serviço e a multa caso não aparecam no dia e no horário marcado.

Vale lembrar que pacientes não precisa pagar caso desmarquem com no mínimo 24 horas de antecedência.

Assistência médica para turistas

Se você pretende vir para a Suécia como turista saiba que por lei você irá precisar contratar um seguro-saúde/viagem com cobertura de € 30.000,00 e que tenha validade nos países Schengen

Dica: muitas vezes esse seguro pode sair de graça ou por um preço muito baixo caso você compre as passagens em cartões de crédito de certas bandeiras, por exemplo. Vale a pena verificar!

Não viaje sem seguro de saúde

Caso você venha para a Suécia sem o seguro-saúde/viagem sua entrada poderá ser barrada caso o oficial de imigração solicite o seguro e você não tenha, mesmo que você desembarque em um outro país da UE para depois seguir viagem para as terras nórdicas.

Além disso, caso você consiga entrar sem o seguro e precise de assistência médica enquanto estiver por aqui é melhor preparar o bolso, porque a sua conta no hospital pode sair MUITO cara.

Resumindo: não vale a pena viajar sem seguro.

Passaporte europeu e outras informações

Caso você tenha um passaporte europeu ou caso você tenha residência em um país da União Europeia é só trazer a carteira do seu seguro europeu de saúde. Saiba como pedir a sua aqui.

Mais informacões sobre preços no sistema de saúde da Suécia (em qualquer região) você encontra aqui.

Você tem alguma pergunta sobre o sistema de saúde na Suécia? É só deixar um comentário!

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE

Taís Fernandes

Taís é natural do Espírito Santo e mora na Suécia há mais de 6 anos. Criou o Aqui no Exterior, um canal no YouTube, página no Facebook e perfil no Instagram onde ela mostra tudo sobre a vida no exterior, sobre viagens, sobre intercâmbio e tudo que tem a ver com esses temas.

Artigos Relacionados

Fechar