Como morar na Irlanda: confira tudo sobre viver no país

Irlanda  / 

São muitas as motivações para morar em outro país: conhecer uma nova cultura, estudar um novo idioma, aventurar-se, cursar um mestrado, trabalhar no exterior, entre outras. E se você quer saber como morar na Irlanda, país bastante procurado por brasileiros nos últimos anos, nos acompanhe neste artigo.

Aqui, vamos contar para você qual é o custo de vida da região, quais são as principais vantagens e desvantagens em morar no país, as melhores zonas e cidades para morar, além de te passar informações sobre casas para comprar e alugar.

Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil.


Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem. Faça uma cotação online sem compromissos e confira as várias opções de seguro para a sua viagem.

FAZER COTAÇÃO »

Como morar na Irlanda: onde fica o país e quais são as melhores cidades e zonas

O país fica na parte oeste da Europa, como você pode ver no mapa da Irlanda abaixo:

A área da Irlanda é de 70.285 km² e há 4,8 milhões de habitantes no país (dados de 2018). Suas principais cidades são: Dublin, Cork, Galway, Limerick e Waterford.

the temple bar irlanda

As melhores zonas para morar em Dublin, capital da Irlanda, são:

  • Centro Comercial;
  • St Stephen’s Green;
  • Temple Bar;
  • Portobello;
  • Rathmines.

Confira outros bairros que estão entre os mais escolhidos brasileiros nas principais cidades irlandesas.

  • Em Cork: Centro, Ballinlough, Ballintemple, Blackpool e The Lough;
  • Em Galway: Centro, próximo à universidade NUI Galway e Shop Street.

Confira o artigo específico que fizemos sobre as 10 principais cidades da Irlanda.

Como morar na Irlanda: vantagens e desvantagens

Devido à situação de frequente crise no Brasil, cada vez aumenta mais o número de brasileiros que buscam informações sobre a vida em outros países, principalmente os europeus.

Para te ajudar a saber como morar na Irlanda, apresentamos para você as principais vantagens e desvantagens em viver no país.

Vantagens em morar na Irlanda

  • Ter boas oportunidades de emprego;
  • Aprender o inglês local ou treinar o idioma;
  • Aprender novas culturas;
  • Ter a possibilidade de viajar para outros países europeus, principalmente por causa das constantes promoções de passagens aéreas;
  • Receptividade da população;
  • Salário mínimo por hora elevado (9,80€ em 2019);
  • Pouca burocracia para intercambista conseguir visto.

O St. Patrick’s Day é um dia especial para os irlandeses. Saiba tudo sobre esta data.

Desvantagens em morar na Irlanda

  • O país é bastante conservador, principalmente no que diz respeito à religião e ao homossexualismo;
  • Há dificuldade para conseguir moradia;
  • O preço do aluguel é elevado;
  • O clima é bem diferente do Brasil: os dias normalmente são cinzentos e chuvosos.

Como morar na Irlanda: custo de vida

Como dissemos, o salário mínimo por hora na Irlanda atualmente é 9,80€ a hora. Com esse valor, é possível se manter na ilha, mas sem muito luxo.

Você consegue pagar o aluguel, provavelmente dividindo casa e quarto (os valores de aluguel em Dublin, por exemplo, são bem altos), pagar suas contas como mercado, luz, água, telefone, transporte e ainda pode ser que sobre um pouco no final, dependendo da sua economia.

Mas, se você quer saber como é morar na Irlanda e quanto um casal precisa ter, confira a seguir o custo de vida na Irlanda detalhado, considerando todas as despesas básicas, como: aluguel, alimentação, luz, gás, água, lixo, internet, telefone e televisão, transporte e lazer.

Custo de vida médio na Irlanda (nacional) para um casal

Apartamento de dois quartos

1.400€

Supermercado

350€

Refeição em restaurante

55€

Eletricidade, água, gás e lixo

140€

Internet, TV e telefone

140€

Transporte

200€

Academia

70€

Lazer

200€

Observação: os preços exibidos são uma média dos que vêm sendo praticados para morar na Irlanda e foram calculados com base na nossa vivência e em pesquisas realizadas em maio de 2019.

Se calcularmos que cada membro do casal ganhe, em média, o mínimo, dá para se manter sem luxos na Irlanda, pois um casal gasta, em média, de 2.500 a 3 mil euros por mês.

Mas é importante avaliar qual o seu propósito antes de largar tudo e começar algo do zero em outro país. É importante avaliar, ainda, em quais condições você irá imigrar: se vai ser para trabalhar ou estudar etc.

A experiência é sempre válida. Porém, é preciso pesar na balança antes para não se arrepender depois, já que o custo com passagens, curso de inglês e visto são elevados.

Aluguel de imóvel na Irlanda

Assim como em todos os lugares, na Irlanda o valor do aluguel depende do imóvel e de sua localização.

De acordo com consulta feita no site Numbeo em maio de 2019, alugar um apartamento de um quarto no centro da cidade custa, em média, 1.111,98€. Já fora do centro, o valor médio fica em 957,03€.

Para alugar um apartamento de três quartos no centro da cidade, é preciso desembolsar cerca de 1.860,29€ por mês. Já se uma pessoa quiser morar na Irlanda em um apartamento fora do centro, o valor médio fica em 1.479,91€.

Alugar moradia individual não é uma tarefa simples na Irlanda

Como você viu, alugar apartamento na Irlanda não custa nada barato. Por isso, é preciso se programar bem financeiramente caso você imigre sem trabalho certo.

Além do preço, há, ainda, a dificuldade de alugar: são poucas ofertas e os proprietários costumam dificultar a entrada de estudantes em seus apartamentos, principalmente por medo de inadimplência, motivo pelo qual muitas pessoas que fazem intercâmbio na Irlanda optem por moradias compartilhadas.

Compra de imóvel na Irlanda

De acordo com o Numbeo, o preço médio por metro quadrado para comprar apartamento para morar na Irlanda, no centro da cidade, é 3.786,40€. Se você optar por um imóvel fora do centro, o valor médio fica em 2.534,02€.

Além disso, cada instituição financeira possui o direito de decidir critérios para liberar o crédito imobiliário. Não existe programa governamental de suporte, nem algo como o FGTS, para que que você utilize como garantia: a negociação é entre o banco e você.

Vistos para morar na Irlanda

Conhecida pelas deslumbrantes paisagens verdes, a Ilha Esmeralda é uma ótima alternativa para quem quer estudar e trabalhar no país. Porém, por ser um dos países União Europeia com o controle de imigração mais rígido, é preciso estar com tudo em dia e seguir a lei para não ser pego de surpresa e ter a entrada barrada na imigração na Irlanda.

Se você quer saber como morar na Irlanda e não possui dupla cidadania, não precisa ficar sem esperanças; há algumas opções de vistos para estar legalizado no país. Para brasileiros, é possível morar legalmente no país como estudante de inglês, com curso superior ou pós-graduação e mestrado ou com visto de trabalho.

Conheça nesse artigo todos os tipos de visto para Irlanda.

Visto para estudar na Irlanda

O mais conhecido e mais solicitado é o visto de estudante de inglês. Para solicitá-lo, é necessário adquirir um curso em uma das escolas credenciadas pelo governo.

Normalmente, as escolas comercializam cursos de curta duração. Mas o mais procurado é o pacote de seis meses de aula e dois meses de férias, que totaliza oito meses de permanência no país. Com este visto, é possível estudar na Irlanda por dois anos, fazendo a renovação dessa autorização a cada oito meses, por duas vezes.

Outra opção para conseguir o visto de estudante é cursar faculdade, pós-graduação ou mestrado. Infelizmente, os cursos na Irlanda não são os mais baratos (um curso de Administração pode custar a partir de 3 mil euros, mas outros podem custar até 15 mil euros por ano).

No entanto, o investimento vale a pena: o país possui universidades renomadas, situadas em Dublin, Galway, Limerick e Cork, principais cidades desta ilha.

Lembramos também que para conseguir o visto de estudante você vai obrigatoriamente precisar de um seguro viagem para Irlanda. Saiba como contratar esse seguro neste artigo.

Visto para trabalhar na Irlanda

O visto de trabalho é o mais almejado entre os cidadãos que não são europeus e que querem morar e trabalhar na Irlanda. Porém, é também o processo mais burocrático.

Para conseguir este visto, é necessário entrar com um processo na imigração por meio da empresa na qual o imigrante vai trabalhar. A companhia precisa anunciar publicamente a vaga e comprovar que nenhum cidadão europeu está apto para entrar.

Além disso, é preciso pagar taxas, assim como diversos outros pontos devem ser avaliados pelo governo irlandês para que o visto seja (ou não) aprovado.

As vagas na Irlanda mais comuns estão na área de Tecnologia da Informação. Dublin é conhecida como o Vale do Silício Europeu.

Posso trabalhar na Irlanda com visto de estudo?

Ok, mas se eu for morar na Irlanda, posso também trabalhar? Quantas horas?”. Estas perguntas são comuns entre os brasileiros que querem tentar algo novo no exterior e morar na Irlanda.

Uma das vantagens da Irlanda é a possibilidade de estudar e trabalhar, garantido a permanência no país. Mas você não deve pensar em vender tudo no Brasil e ficar rico do dia para a noite no país só porque vai receber em euros, pois não é bem assim que as coisas funcionam.

Estudar e trabalhar na Irlanda

Com o visto de estudante, você pode morar na Irlanda e, durante o período de aulas, você pode trabalhar 20 horas por semana e, nos meses especificados pelo governo (que são de 15 a dezembro a 15 de janeiro e de junho a setembro), até 40 horas semanais. Para isso, você precisa estar de férias escolares.

Se o estudante descumprir a lei e trabalhar mais horas do que deveria, corre o risco de ser deportado. Além disso, maioria das empresas tem seguido estas regras rigidamente, já que a multa para quem descumpre as leis é elevada.

Dupla cidadania

Se você quer saber como morar na Irlanda e tem dupla cidadania europeia, tudo se torna mais simples. Muitos brasileiros têm buscado pesquisar a história de seus descendentes para garantir o direito de morar na Europa e circular livremente pela União Europeia sem a necessidade de solicitar visto.

As maioria das pessoas que adquire dupla cidadania possui descendentes dos seguintes países: Portugal, Espanha, Itália e Alemanha.

Veja tudo o que escrevemos sobre cada uma dessas principais cidadanias e saiba como solicitá-las, clicando nos links de nossos artigos:

Fazer contato ajuda na integração

Se você gostou de saber informações sobre como morar na Irlanda e quer trabalhar no país, uma dica fundamental é a pesquisa. Pesquise informações em grupos do Facebook, peça ajuda àquele amigo que conhece um amigo que mora na Irlanda ou em qualquer outro país, e busque saber sobre tudo relacionado a essa mudança.

Assim, você consegue se programar melhor e aproveitar ao máximo a sua experiência em um novo país e legalmente.

Para mais informações sobre tipos de visto para morar na Irlanda, acesse o site do Serviço de Imigração e Naturalização Irlandês (INIS).

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autores

Carolina é luso-brasileira, jornalista e especializada em Comunicação Empresarial. Desenvolve e revisa conteúdos para diversas mídias. Adora viajar o mundo, conhecer novas culturas e escrever sobre suas experiências. Tem prazer em dar dicas de restaurantes, hotéis e também em ajudar brasileiros que desejem morar em outro país.

Júlia é brasileira, formada em jornalismo e aos 22 anos foi para a Irlanda estudar inglês. Os 6 meses de intercâmbio transformaram-se em 3 anos. Viajou para 22 países na Europa desde que saiu do Brasil e é incentivadora do estilo de vida “pegue sua mochila e vá ver o mundo”.