Home Portugal Como morar em Portugal em 2021: Guia passo a passo

Como morar em Portugal em 2021: Guia passo a passo

0
Como morar em Portugal em 2021: Guia passo a passo
Morar em Portugal é ideal para quem busca qualidade de vida

(Atualizado em Abril de 2021). Portugal é o país que mais recebe brasileiros no continente europeu. Seja pela facilidade do idioma ou pelo custo de vida mais baixo que outros países europeus, os brasileiros já representam 1 em cada 4 imigrantes vivendo em terras lusitanas. Esse também é o seu sonho? Nesse artigo vamos te mostrar como morar em Portugal, nas palavras de quem já veio morar por aqui!

Então o que você precisa fazer para morar em Portugal?

Manual para morar em Portugal legalmente

Se você tem o desejo de morar em Portugal, nós vamos ajudar! Mas antes de mostrarmos o nosso guia para você organizar a sua mudança para Portugal, precisamos abordar a questão da pandemia de Covid-19 no país.

Brasileiros podem entrar em Portugal agora?

A maior parte dos brasileiros ainda não pode entrar em Portugal.

Quer morar em Portugal com segurança e qualidade de vida?

Recomendamos a assessoria boutique da Atlantic Bridge, para quem deseja ir para Portugal de forma planejada, sem contratempos e com a segurança de ser acompanhado pelos profissionais mais experientes do mercado.

Portugal vive, nesse momento, um processo de desconfinamento depois de ter passado por um lockdown muito restrito decretado em janeiro. Desde o fim de março, a situação está controlada, as mortes reduzidas a menos de 10 por dia e o país avança para o fim do confinamento, reabertura do comércio, dos bares, lojas, etc.  Você pode acompanhar a situação do Covid-19 em Portugal no site do Ministério da Saúde do país.

As fronteiras com o Brasil, que ficaram suspensas por quase 3 meses, voltaram a abrir, mas com restrições. Só se pode viajar para o país para viagens essenciais, seguindo alguns requisitos:

Podem embarcar para Portugal os brasileiros que:

  • Tiverem cidadania europeia: caso o brasileiro tenha dupla cidadania de um dos países da União Europeia, é possível entrar em Portugal;
  • Tiverem autorização de residência válida para algum país europeu;
  • Viajarem para Portugal por questões de saúde ou humanitárias.

Além disso, será exigido de todos os passageiros que embarcam do Brasil para Portugal um teste PCR negativo para Covid-19 realizado no máximo 72 horas antes do embarque e, além disso, devem cumprir uma quarentena obrigatória de 14 dias após a chegada no país.

Portanto, Portugal tem fronteiras fechadas para o turismo de brasileiros no país e mesmo que tem um visto para entrar no país ainda não pode desembarcar por aqui.

Então é hora de desistir de morar em Portugal?

Consideramos que não. O momento agora é de planejamento. A vacinação da população continua a ocorrer e o sistema público de saúde já está trabalhando de forma controlada e sem superlotação.

Portugal vai continuar sendo um país seguro, com excelente qualidade de vida e um dos menores custos do continente europeu, características que atraem muitos brasileiros (como eu!) para cá.

O que é preciso para morar em Portugal?

Essa é a pergunta mais recorrente e de maneira bem simples, para morar em Portugal você precisa de:

  1. Passaporte válido;
  2. Visto (ou cidadania europeia);
  3. Planejamento emocional e financeiro.

Abaixo explicamos o passo a passo para obtenção de visto, falamos sobre o custo de vida e o quanto você deve ter para mudar para Portugal.

Visto para morar em Portugal

O primeiro passo e um dos mais importantes é conseguir um visto adequado para morar em Portugal (caso você não tenha cidadania de nenhum país europeu). Os tipos de visto mais comuns que você pode solicitar são:

  • Visto de Estudo;
  • Visto de Trabalho;
  • Visto de Empreendedor;
  • Visto para Startup;
  • Visto de Rendas Próprias (aposentados, por exemplo);
  • Golden Visa (compra de imóvel).

Você pode ver aqui todos os tipos de visto para Portugal e os documentos necessários para solicitar cada um deles. Se você tem a cidadania portuguesa (ou de outro país da União Europeia), não precisa de nenhum visto para morar na Europa.

Melhor cidade para morar em Portugal

Fazer um ranking com as melhores cidades para morar em Portugal (ou em qualquer outro país) é complicado por que tudo depende do seu estilo de vida. Esse ranking é baseado em qualidade de vida, custo de vida e oportunidade de trabalho.

  1. Lisboa – Como é morar em Lisboa;
  2. Porto – Como é morar no Porto;
  3. Braga – Como é morar em Braga;
  4. Coimbra – Como é morar em Coimbra;
  5. Guimarães – Como é morar em Guimarães;

Claro que você deve levar em consideração o propósito de morar em Portugal para escolher a cidade que vai morar. Se você não quer morar em uma cidade grande, Braga pode se adequar melhor ao seu estilo de vida. Se quer trabalhar com tecnologia em Portugal, provável que tenha que escolher entre Porto e Lisboa, por exemplo.

Nós recomendamos que, se for possível, venha para Portugal para conhecer o país e visitar diversas cidades antes de vir de forma definitiva. É preciso sentir a atmosfera do local, perceber se Portugal é mesmo o seu local para chamar de lar e assim evitar que todo o planejamento e investimento seja em vão caso não se adapte.

Mosteiro dos Jerónimos Portugal
Mosteiro dos Jerónimos é ponto turístico de Lisboa

Morar em Portugal aposentado

Desde que Portugal criou um visto especial para pessoas que possuem rendas próprias (aposentados ou não), o país tem recebido anualmente milhares de aposentados que veem aqui a oportunidade de viver melhor, gastando menos do que gastavam no Brasil e com muito mais segurança.

Sem dúvida, é uma escolha acertada. O custo de vida em Portugal pode ser até 50% mais barato caso vá viver em cidades pequenas de Portugal, e além disso, os aposentados brasileiros acabam conseguindo ter um conforto muito maior, além de se sentirem mais seguros, respeitados e acolhidos.

Nós já escrevemos, inclusive, um guia de como viver em Portugal depois de aposentar. Se esse for o seu caso, recomendamos a leitura.

Qual o custo de vida em Portugal?

Sem dúvida o custo de vida em Portugal é um dos itens que você deve considerar antes de mudar para o país. O custo de vida vai depender da cidade que você escolher para viver e do seu estilo de vida.

Lisboa e Porto são as cidades mais caras para morar em Portugal, mas também é onde mais tem oportunidades de trabalho e onde pagam melhor, ou seja, uma coisa compensa a outra.

Se considerar um casal, sem filhos, vivendo em um apartamento bem localizado com um quarto, incluindo as contas básicas (água, luz, telefone, internet) e comida, o custo de vida por cidade seria mais ou menos assim:

  • Lisboa – 2.000€;
  • Porto – 1.500€;
  • Braga – 800€;
  • Coimbra – 700€;
  • Guimarães – 700€.

Claro que essa é uma conta genérica, onde o seu estilo de vida e principalmente que tipo de imóvel quer alugar, vai fazer toda a diferença. Esses são os custos mínimos para viver uma vida econômica em cada uma das cidades.

Dados Numbeo

O site Numbeo, que calcula custo de vida ao redor do mundo, informa que uma pessoa sozinha precisa de 561,43 euros mensais (sem o valor do aluguel incluído) para morar em Lisboa. Já para o Porto, uma pessoa sozinha precisaria de 548,55 euros mensais (sem o valor do aluguel incluído) para viver na cidade de forma econômica.

Na cotação do euro de março de 2021, isso representaria R$3.772,35 mais aluguel para Lisboa e R$3.685,80 mais aluguel para o Porto.

Mas afinal, quanto custa o aluguel? Veja abaixo.

Aluguel em Portugal

Nos últimos anos, Portugal sofreu um boom com a chegada de uma grande quantidade de pessoas que vieram em busca de emprego, educação e mais qualidade de vida. Com a grande procura de casas, o fenômeno do aumento dos valores aconteceu.

Entretanto, diante do cenário da pandemia de coronavírus, os alugueis em Portugal sofreram uma leve retração, especialmente em Lisboa e Porto. Isso aconteceu devido à queda do turismo, e os proprietários de apartamentos tiveram de adaptar os custos dos aluguéis à realidade de quem mora em Portugal. Atualizamos os valores em 16 de abril de 2021 e notamos uma ligeira queda nos preços no Porto, e ligeira subida dos preços em Braga e Lisboa. Mas a tendência dos valores é de queda desde dezembro de 2020.

Veja abaixo exemplos dos valores de aluguel no país:

Lisboa Porto  Braga
Apartamento de 1 quarto no centro 835.36€ 679.23€ 553.12€
Apartamento de 1 quarto fora do centro 638,75€ 513.33€ 410.59 €
Apartamento de 3 quartos no centro 1,496.94€ 1194€ 871.88€
Apartamento de 3 quartos fora do centro 1,018.84€ 859.38€ 637.50€

Comprar imóvel em Portugal

Se ao invés de morar de aluguel em Portugal, você tem a intenção de comprar ou financiar um imóvel no país, é preciso estar atento à toda a legislação vigente, agendar visitas ao imóvel, tratar do contrato, dos impostos, do registro e escritura, etc.

O valor dos imóveis para compra, no entanto, não apresentou a retração percebida nos imóveis para arrendar.

Para que você tenha uma ideia, veja os valores do metro quadrado nas três principais cidades que os brasileiros escolhem para morar em Portugal:

Lisboa Porto  Braga
Preço do m² para apartamento no centro De 3 mil € a 6.500 € De 2 mil € a 4 mil  € De 1.300€ a 2.000€
Preço do m² para apartamento fora do centro De 1.600€ a 4.000€ De 1.200€ a 2.250 € De 900€ a 1.200€

Como enviar dinheiro para Portugal para aluguel ou compra de imóveis?

Seja para alugar ou para comprar um imóvel em Portugal, você vai precisar realizar uma transferência de um valor elevado para o país.

Para alugar, normalmente os estrangeiros precisam adiantar alguns meses de aluguel ou caução, já que a maioria não tem um fiador no país. Os senhorios ou imobiliárias costumam pedir de 1 a 6 meses de aluguel adiantado para garantir o imóvel.

Melhores formas de enviar dinheiro para Portugal

Se a sua intenção é alugar ou comprar imóvel em Portugal, precisa pesquisar a melhor forma de enviar o dinheiro. Aqui no Euro Dicas nós já fizemos o teste com as principais formas de envio de dinheiro.

Os bancos são a forma mais tradicional e mais cara para o envio de dinheiro, a nossa recomendação é o uso de plataformas online de envio de dinheiro regulamentadas pelo Banco Central (BACEN). Elas são seguras, trabalham com o câmbio comercial (que é mais barato que o câmbio turismo), têm tarifas muito mais baixas e tempo de entrega do dinheiro é curto.

Já fizemos o teste com a Wise (antiga TransferWise), a Remessa Online, a Western Union e a Moneygram.  Todas as listadas são de confiança e possuem taxas bem mais baixas do que a transferência através dos bancos.

Como calcular o meu custo de vida em Portugal?

Bom, como falamos, os valores acima são genéricos, resultado da média da colaboração de milhares de pessoas que vivem em Portugal e informam o quanto gastam por mês. Para saber o quanto você vai gastar nós sugerimos que você pegue um papel e caneta e faça o seguinte exercício:

  • Entre nos sites de imobiliárias em Portugal e veja alguns imóveis que gostaria de morar e o quanto eles custam, anote o valor do aluguel;
  • As contas da casa em Portugal variam entre 60€ e 150€ mensais para duas pessoas, em média. Essa variação acontece porque no inverno o consumo de eletricidade aumenta bastante, portanto, sugerimos que aponte cerca de 120€ mensais por segurança;
  • Entre nos sites de supermercado em Portugal e faça uma simulação de compra online dos produtos que você normalmente consome no Brasil, anote o valor da compra mensal;
  • Você vai utilizar o transporte público em Portugal ou pretende comprar um carro por aqui? Anote os valores mensais que você deve gastar com deslocamento no país.

Se você tiver filhos em idade escolar ou na Universidade, ou se você for estudar no país, vale a pena pesquisar também os custos com educação e somar ao montante acima.

Pronto, ao somar o valor total, você terá os gastos básicos do seu custo de vida. Lembre-se que não estão incluídos gastos com lazer, farmácia, restaurantes, etc. Por isso o valor não é absoluto, apenas uma estimativa.

Quanto dinheiro levar para morar em Portugal?

Para saber quanto dinheiro levar para morar em Portugal, primeiro você precisa calcular o seu custo de vida (veja o exemplo no tópico acima) e aplicar uma “fórmula” que é:

(Custo de vida x 6) + (valor do aluguel x 3) = valor mínimo da reserva financeira.

Isso porque, na minha opinião, você deve ter no mínimo 6 meses do valor mensal guardado, para um eventual problema, e o valor de 3 meses do aluguel será necessário para ser “caução” na hora de alugar o imóvel.

Portanto, vamos supor que você pretende morar em Braga. O custo de vida para um casal é de pelo menos 800€/mês e vai alugar um apartamento de 1 quarto no centro por 515€.

Portanto, você precisaria de 1.545€ de aluguel e caução + 4.800€ para garantir o custo de vida por 6 meses. O total de 6.345€ totaliza por volta de R$42633,18 (na cotação do euro de 16/04/2021 a 1€ = R$6,72). E lembramos que esse é o valor mínimo, é sempre bom contar com cerca de 10% a 30% a mais para imprevistos.

Rio Douro no Porto
Porto é uma cidade com rio e praia para curtir no verão

Emprego em Portugal

Esse é um dos pontos fundamentais para a maior parte das pessoas, que vem em busca de um trabalho para poder viver com mais qualidade de vida. O ideal é vir já com um emprego certo, Portugal está enfrentando uma crise causada pelo coronavírus e o mercado de trabalho já sente os efeitos.

Vir com pelo menos uma promessa de contrato de trabalho é a nossa recomendação. Sabemos que não é fácil, a maior parte dos empregadores preferem contratar pessoas que já vivem no país, mas é uma segurança a mais para nossos leitores.

Além do mercado de trabalho estar complicado até mesmo para os nacionais, o tempo médio para conseguir um emprego em Portugal (exceto em tecnologia) é superior a 3 meses. As empresas portuguesas costumam fazer um maior número de entrevistas do que no Brasil e o período de decisão das empresas é maior. Por isso, vir para Portugal e conseguir um trabalho rapidamente é muito raro.

Fizemos um guia de como trabalhar em Portugal, com tudo que você precisa saber antes de começar a sua busca.

Qual é o clima em Portugal?

Portugal possui 561 quilômetros de norte a sul e 218 quilômetros de largura. Claro que, tendo o tamanho do estado de Pernambuco, fica difícil comparar com os diversos climas do Brasil. Mesmo sendo pequeno, o clima em Portugal é bem diferente de região para região do país, sendo o norte do país mais frio e o sul mais quente.

Verão em Portugal

Graças ao clima mediterrânico, que predomina na parte continental de Portugal, no verão, o país consegue ter praias com águas quentes no sul, famosas em todo o mundo.

As temperaturas médias podem chegar aos 40ºC no verão, principalmente no sul e no interior.

No norte do país, as temperaturas também sobem, mas nem tanto, ficando perto dos 30 graus no verão. Lisboa, que fica no centro de Portugal, tem temperaturas agradáveis, com verões quentes e secos.

Inverno em Portugal

No inverno as temperaturas podem chegar a até -5ºC, dependendo da região. Na Serra da Estrela é possível até nevar e aproveitar para esquiar.

No norte do país as temperaturas variam entre 2ºC e 15ºC, em média e chove muito.

Diferenças de clima entre Brasil e Portugal

As temperaturas anuais médias variam muito de cidade para cidade e podem ir dos 10ºC aos 18ºC. No verão português quase não chove, porém, no inverno é possível que a chuva caia por vários dias e acompanhadas de muito vento.

As estações em Portugal são ao contrário do Brasil. Os meses de inverno são em dezembro, janeiro, fevereiro e março. Já a primavera abrange os meses de março, abril, maio e junho, quando começa o verão que vai até setembro (período de inverno no Brasil). O outono chega em setembro e fica até dezembro quando volta o inverno.

Como morar em Portugal - Lisboa
Lisboa tem cerca de 260 dias de sol por ano.

Como funciona a saúde em Portugal

O sistema público de saúde em Portugal é o que atende a maioria das pessoas, e tem boa qualidade, inclusive se comparado com hospitais particulares do Brasil. Os hospitais são bem equipados, com atendimento de qualidade e não precisa esperar dias para ser atendido. Mas também diferente do Brasil, não é gratuito.

Mas os valores são muito baixos, uma consulta com o seu médico de família vai custar 4,5 euros e consulta de emergência no hospital entre 18 e 20 euros.

Brasileiros podem usar a saúde pública em Portugal?

Sim! Seja você uma pessoa que mora, trabalha e reside em Portugal, você tem o direito de usar a saúde pública em Portugal.

Será necessário solicitar o PB4 ainda no Brasil para usufruir do direito. O PB4 (gratuito) é um acordo entre Brasil e Portugal no qual todo beneficiário do INSS tem direito a atendimento nas redes de saúde pública dos países que fazem parte do acordo, pagando o mesmo que um cidadão local. Mas lembramos: é preciso apostilar o documento segundo a Convenção de Haia.

Veja onde e como solicitar o PB4 ou então, veja como escolher o melhor seguro viagem Europa.

Como usar o PB4 em Portugal?

Depois que você chegar em Portugal e já tiver em mãos a sua autorização de residência (que deverá ser emitida pelo SEF), você pode ir ao Centro de Saúde (o equivalente ao nosso Posto de Saúde) da sua região de residência para conseguir o seu número de utente. O número do Utente é como se fosse um Número do SUS no Brasil, o registro que você tem no sistema público da saúde português.

Mas vale lembrar que para fazer o registro do seu PB4, a atendente do Centro de Saúde vai exigir de você o comprovante do seu PB4, seu comprovante de endereço em Portugal e seu cartão de residência. Caso não tenha vaga no Centro de Saúde da sua freguesia (bairro), você poderá procurar por outro ou entrar na fila de espera.

Depois de registrado e com o seu número de utente em mãos, você será atendido no Centro de Saúde e nos hospitais portugueses como um nativo: pagando o mesmo valor das taxas moderadoras que os portugueses pagam. Para uma consulta com médico generalista (clínico geral) o valor é de 4,5€ por consulta, com especialista em média 7€, atendimento de urgência no Hospital custa 18€.

Plano de Saúde em Portugal

Em Portugal não se usa o mesmo “conceito” de plano de saúde do Brasil. Aqui é muito mais comum o seguro de saúde!

Você paga um valor mensal e ele cobre uma porcentagem de tudo que você gastar em hospitais / clínicas particulares. Você pode pagar por um seguro de saúde, que em média custa de 10€ a 40€ mensais e quando for fazer consultas e exames, irá pagar apenas uma parcela menor do valor. Quanto maior o valor que você paga por mês, menos terá que pagar para ser atendido.

Por exemplo, se você tem um plano da Generali que custa 36€ por mês, quando for consultar com um especialista que cobra 80€ por consulta, você vai pagar apenas 15€.

Precisa de seguro saúde em Portugal?

Precisar não precisa, mas se você quiser ter mais agilidade e conforto é sempre bom.

O sistema de saúde pública em Portugal é muito bom, mas pode haver demora no atendimento. Em algumas especialidades médicas a demora pode ser de meses. Assim como na urgência e emergência.

Portanto, se você puder pagar, pode ser uma boa ideia, principalmente se você costuma recorrer a especialidades como psiquiatria/psicologia, dermatologia, oftalmologia, etc, que têm sempre muita espera em Portugal.

Quais os documentos para morar em Portugal?

Quando um estrangeiro se muda para Portugal pode ficar bem confuso sobre os documentos necessários no país europeu e isso é extremamente normal. Mas depende de cada caso. De forma geral, os documentos básicos para morar em Portugal são:

  • Passaporte válido;
  • Visto;
  • Seguro Viagem ou PB4;
  • Comprovante de capacidades financeiras.

Se você vai levar sua família que não possui cidadania europeia, será necessário fazer o reagrupamento familiar. Veja os documentos necessários para o reagrupamento familiar em Portugal.

Vale a pena morar em Portugal?

Em resposta direta, na minha opinião vale sim! Mas isso é a minha opinião, vale para o meu estilo de vida e para os meus objetivos. Você terá que avaliar o seu caso, mas vou dar umas dicas que podem te ajudar.

Para quem vale a pena morar em Portugal:

  • Pessoas que dão mais valor a qualidade de vida do que a ganhar muito dinheiro;
  • Pessoas que gostam de uma vida mais calma;
  • Pessoas que têm ou pretendem ter filhos;
  • Aposentados e pensionistas com uma renda razoável.

Para quem talvez não seja um bom negócio:

  • Pessoas que gostam de viver em grandes metrópoles;
  • Pessoas que querem ganhar um bom dinheiro com trabalhos não técnicos/especialistas;
  • Pessoas que não têm um bom planejamento financeiro para se sustentar até que a vida se encaminhe por aqui.

Eu prefiro dizer que você precisa olhar o seu caso e não se basear no meu, porque diariamente falo com pessoas que querem vir morar em Portugal e muitas vezes elas tem expectativas que o país não corresponde.

Por exemplo, diferente dos Estados Unidos, aqui ninguém vai conseguir chegar e arrumar um emprego para limpar chão (ou qualquer outro serviço braçal) e através desse emprego vai conseguir ter uma boa qualidade de vida, adquirir imóveis, etc.

Atenção: Portugal não é o Brasil

Um problema comum que acontece com muitos brasileiros que vêm para Portugal é achar que vão encontrar aqui um Brasil mais seguro e organizado. Não é bem assim.

Portugal é o país mais próximo do Brasil na Europa, seja no idioma, na comida, em alguns tipos de comportamento da população, mas está longe de ser parecido com o Brasil.

Já vimos brasileiros que voltaram de Portugal para o Brasil porque aqui não é comum ter empregada doméstica (sim, aqui é comum cada família organizar sua própria casa), o país não tem um setor de serviços tão desenvolvido quanto o Brasil, que temos tudo a distância de um click na internet ou uma chamada telefônica (porque a população não tem o costume de utilizar esse tipo de serviço mesmo).

Aqui não há casa de festas infantis, não há escolas de inglês a cada esquina, ter babás, jardineiros e outros empregados não é uma realidade no país (é exclusividade da classe alta).

Em contrapartida, a cultura do país é acolhedora e de fácil adaptação, menos focado no consumismo do que o Brasil. Se você vier de cabeça e coração aberto para se adaptar ao invés de ficar comparando com o Brasil o tempo todo, vai gostar de morar em Portugal.

Vantagens e desvantagens de morar em Portugal

Se você está pensando em morar fora do Brasil, provavelmente só tem pensando nas vantagens que existem em morar em Portugal (e que são muitas), mas também precisa ponderar que existem sim desvantagens.

Quais são as vantagens de morar em Portugal

Segurança, qualidade de vida, custo de vida, saúde pública de qualidade, qualidade de ensino para quem tem filhos ou vem estudar, uma vida muito menos corrida do que a do Brasil.

Quais são as desvantagens de morar em Portugal

Começar a vida de novo, ficar distante da família e amigos, mercado de trabalho mais concorrido, deixar para trás emprego e alguma estabilidade já adquirida, e algum conforto que estamos habituados no Brasil.

Digo isso não é para desanimar, é apenas para você ponderar se no seu caso é uma boa opção morar em Portugal. Para mim, foi uma boa opção sem dúvida alguma.

Morar em Portugal em 2021 vale a pena?

Depende do seu objetivo em relação à mudança para Portugal. Eu gravei um vídeo rápido abordando essa temática:

Morar em Portugal durante a pandemia de Covid-19

Vale a pena organizar uma mudança para Portugal em meio à pandemia de Covid-19? Bom, o momento é delicado para o mundo todo, Portugal também tem lutado para combater a disseminação do vírus e a população residente no país vive com medidas restritivas desde março de 2020.

Se vale a pena ou não é uma questão muito pessoal. É possível e legal realizar a mudança para Portugal atualmente, desde que você tenha um visto de longa duração ou cidadania europeia, agora se você pode/quer esperar a pandemia passar é algo que você precisa considerar os prós e contras.

Nós já falamos sobre essa temática no editorial Morar na Europa em tempos de coronavírus, aconselhamos a leitura para ajudar na sua decisão de fazer as malas ou não.

Agora, se você está em fase de planejamento, nosso conselho é que continue firme e forte. A vacina já está sendo aplicada na população portuguesa de forma faseada e em breve todos esperamos que essa situação fique sobre controle, e Portugal vai continuar sendo um país com excelente qualidade de vida e boa receptividade aos imigrantes.

Então, o que tenho que fazer para morar em Portugal?

A resposta é simples, PLANEJAR. É verdade que a prática é muito mais complicada, mas é isso que vai fazer você sair do Brasil. Só vai dar certo se você tiver escrito o passo a passo de tudo que você tem que fazer, e correr atrás de cada um desses passos.

A maioria das pessoas que leem esse artigo, não conseguem vir morar em Portugal, porque depois que eles acabam de ler, essa informação fica na cabeça da pessoa, mas não vira um plano de ação.

Então a minha dica é: pegue AGORA um papel, uma planilha, qualquer coisa, e anote quais são os passos que você tem que dar para conseguir viver em Portugal e o principal, coloque DATAS para que cada tarefa seja feita. Só assim, é que você conseguirá chegar aqui e te garanto, vai valer a pena.

Ajuda para morar em Portugal para brasileiros

Além de se planejar, outra dica para quem quer tirar do papel o plano Portugal é se informar. Por isso, recomendamos o nosso Programa Morar em Portugal. São 22 vídeo-aulas com testes práticos e acompanhamento da nossa equipe para ensinar para você todos os passos que você deve seguir para realizar a sua mudança de forma segura e sem imprevistos.  Ele será o seu companheiro durante todo processo, desde a tomada de decisão até a chegada em Portugal.

E é desta forma você terá a chance de planejar melhor a mudança, antecipar problemas e encontrar respostas às perguntas que surgirem no caminho.

Aproveite e ouça a opinião de Erick Gutierrez, fundador do Euro Dicas sobre o tema “como morar em Portugal”.

E então? Vamos morar em Portugal? Bom planejamento e nos vemos por aqui!

Previous article Abrir conta bancária pela internet em Portugal: veja o passo a passo
Next article Visto para Europa: saiba quando é necessário e outras dicas
Erick Gutierrez é co-fundador do Euro Dicas e da empresa Wcontent. Nasceu em São Paulo, trabalha com tecnologia desde os 16 anos e estudou Sistemas de Informação. Aos 21 decidiu morar na Europa, na pequena cidade de Limerick, interior da Irlanda. Depois mudou para o Porto (cidade pela qual é apaixonado) onde se especializou em marketing digital, casou e foi pai de uma menina maravilhosa. Dedica sua vida profissional a criar e distribuir conteúdo de qualidade para sanar as dúvidas das pessoas de maneira simples e eficaz. Também gosta de compartilhar seu conhecimento sobre o mundo digital e é aficcionado por carros.
1