Tem vontade de fazer um mestrado em Portugal? As universidades portuguesas estão de portas abertas para receber alunos internacionais, especialmente brasileiros. Para que esse sonho se torne uma realidade, é preciso reunir uma série de documentos, ficar atento às datas de candidatura e preparar-se financeiramente.

Quer saber como fazer o mestrado no país luso? Continua a leitura, pois preparei um guia completo para te ajudar a conquistar a sua vaga.

Pergunta Resposta
Quanto custa o mestrado em Portugal? Depende do curso e da universidade, geralmente entre 1.925€ a 7.000€ anual para estudantes internacionais.
Como fazer o mestrado de graça em Portugal? É difícil, pois as bolsas de estudo para o nível de mestrado são bem limitadas, mas elas existem.
Onde fazer mestrado em Portugal? Assim como no Brasil, existem diversas opções de universidades públicas e privadas. Vale saber quais são as melhores para a sua área de estudo.

Como fazer mestrado em Portugal?

O que você precisa ter em mente é que só é possível fazer o mestrado em Portugal se você estiver mesmo interessado. Isso quer dizer que você precisa ter disposição para correr atrás dele e não ficar apenas sonhando acordado.

De maneira geral, não é difícil conquistar uma vaga, mas precisa ter um pouco de fôlego e perseverança para seguir esses passos:

1. Planeje-se financeiramente

O conceito da palavra “público” em Portugal não significa gratuidade. Você terá que pagar para estudar em Portugal seja em uma universidade pública ou privada. Portanto, comece pelo planejamento financeiro para fazer o mestrado em Portugal e não passar dificuldade.

Além dos custos com as propinas (mensalidades/anuidades), você ainda precisa considerar o custo de vida em Portugal, que vem aumentando consideravelmente nos últimos anos.

2. Encontre o mestrado do seu interesse em Portugal

Entre no site de cada uma das universidades portuguesas para verificar quais os mestrados disponíveis na sua área. Leia com atenção todas as informações sobre os cursos de interesse, currículo dos professores, saídas profissionais, valor da propina (no caso ela é apresentada em forma de anuidade) e outras informações que julgar necessárias.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Quer morar em Portugal legalmente e com segurança?

Recomendamos a assessoria da Madeira da Costa, uma sociedade de advogados experientes para auxiliar na sua solicitação de vistos, autorização de residência e outros trâmites. É da nossa confiança.

Saber Mais →

3. Prepare-se para a candidatura do mestrado

Encontrou o mestrado em Portugal do seu interesse? Hora de pesquisar o calendário da universidade para verificar o período de candidatura. Geralmente, elas são divididas por fases conforme o número de vagas disponíveis.

A primeira fase de candidatura costuma abrir em janeiro/fevereiro e é quando estão disponíveis o maior número de vagas. A segunda fazer costuma acontecer em março/abril ainda costuma ter uma boa ofertas, mas a terceira fase (junho/julho) o número de vagas é bem reduzido. Então, anota na agenda, coloca um lembrete no celular, mas não venha dizer que perdeu o prazo.

Preparação para o mestrado em Portugal requer muita pesquisa.
A pesquisa é um ponto fundamental para escolher o mestrado em Portugal e se candidatar a uma vaga.

Um ponto importante: não deixe para a terceira fase, pois você ainda precisa considerar o tempo para solicitar o visto para estudar, que pode demorar até 90 dias para ser aprovado (vou falar dele mais adiante).

Além do período, deve ler o edital do curso de interesse para saber quais os documentos precisa providenciar para submeter a candidatura. Existe a documentação básica, comum para todos os cursos, assim como a documentação específica, que vai variar de curso para curso.

4. Envie a sua candidatura

Ao abrir o período para as candidaturas, entre no site da universidade e faça a sua inscrição, preenchendo todos os formulários corretamente e anexando todos os documentos solicitados no edital. Lembre-se de colocar tudo em formato PDF, pois geralmente é o formato mais aceito.

Pague a taxa da inscrição da sua candidatura, que pode variar de 55€ a 150€ (depende da universidade). Geralmente é possível pagar com cartão de crédito internacional e, em alguns casos, com transferência bancária internacional.

5. Fase de avaliação das candidaturas

Após finalizar e pagar a taxa de candidatura, aguarde o processo de seleção correr.

Se prepare para uma possível entrevista por videoconferência, pois algumas universidades podem solicitá-la para critérios de desempate. Recomendo ver alguns vídeos no YouTube para ir acostumando com o sotaque português e não se perder na entrevista. Por mais que seja a mesma língua, no início pode ser difícil entendê-los.

Controle a sua ansiedade e aguarde o resultado sair. A data de divulgação dos resultados consta no calendário da universidade.

6. Resultado: aceite

Comemore bastante, mas prepara-se que lá vem mais documentos para providenciar. Para fazer o mestrado no país luso vai precisar solicitar o visto de estudante para Portugal ainda no Brasil, através da VSF Global, empresa terceirizada pela Embaixada Portuguesa para desafogar os postos consulares.

Assim que o resultado do mestrado em Portugal sair, não perca tempo e vá logo providenciá-lo, pois o visto pode demorar até 90 dias para ser aprovado. Caso tenha cidadania europeia, comece a procurar as passagens e defina a melhor data para a mudança.

Se o resultado foi negativo, você pode submeter a candidatura novamente quando abrir a fase seguinte. Pode acontecer de você ser aceito, portanto, não desista!

7. Visto de estudante em mãos

É hora de comprar a passagem para Portugal, comunicar a viagem para toda a família e amigos, despedir de todos e se preparar para a mudança e para o início dessa experiência incrível.

8. Como escolher o mestrado em Portugal?

A melhor maneira de escolher o mestrado em Portugal é acessar os sites das universidades para verificar a oferta de cursos oferecidos para a sua área de interesse. Depois, ler com muita atenção a grade curricular e a ementa do curso para saber se realmente é que está buscando.

Mestrado em Portugal para brasileiros: CPLP e alunos internacionais

Para quem não possui cidadania europeia, existem duas categorias para candidatar-se ao mestrado em Portugal.

Para nós brasileiros, a boa notícia é que em algumas universidades nos candidatamos como alunos CPLP – Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. Isso significa que alunos brasileiros pagam um valor de propina (anuidade) mais alto do que alunos nacionais e europeus, porém, mais baixo do que alunos internacionais.

Para exemplificar, veja o quadro de propinas de mestrado em tempo integral da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP).

Categoria Valor da propina* (anuidade)
Alunos nacionais ou membros da comunidade europeia 1.250€
Alunos CPLP 2.200€
Alunos internacionais 4.000€

*Valores anuais 2023/2024 dos mestrados da FLUP, na Universidade do Porto.

Atenção: Não são todas as universidades portuguesas que fazem essa distinção nos valores das propinas entre alunos CPLP e internacionais. Para algumas, independente da nacionalidade, todos os alunos que não fazem parte da União Europeia são enquadrados como estudantes internacionais.

Como se inscrever para o mestrado em Portugal?

Para se inscrever para o mestrado em Portugal é necessário ler com muita atenção o edital de candidatura. Nele, vai encontrar a relação de todos os documentos necessários para se candidatar.

Os documentos variam de acordo com cada mestrado e universidade, porém, alguns são comuns e merecem muita atenção, pois serão muito bem analisados pelos avaliadores:

  • Documentos da graduação: diploma, histórico de notas e média acadêmica;
  • Currículo profissional: aqui posso dizer que temos uma vantagem em relação aos portugueses, uma vez que no Brasil somos incentivados a fazer estágios desde o início da graduação ou até mesmo trabalhamos durante ela;
  • Currículo acadêmico: reúna certificados de cursos extras, palestras, seminários, participação em congressos e tudo que achar relevante para que os avaliadores possam te conhecer no ambiente acadêmico;
  • Carta de motivação: redija uma carta de motivação explicando o que deseja ao se candidatar para o mestrado em Portugal e como pode contribuir para o desenvolvimento da área. Capricha nessa carta;
  • Carta de recomendação: peça para que algum professor da sua graduação escreva uma carta de recomendação, explicando e ressaltando a sua dedicação ao longo do curso e do seu potencial como aluno. Pode ser algum professor que você tenha mais afinidade e/ou aquele que foi o orientador do seu TCC.

Além desses documentos super importantes e indispensáveis para os avaliadores, vai precisar também do passaporte e outros documentos que podem estar indicados no edital de candidatura. Quem deseja fazer faculdade de Arquitetura em Portugal, por exemplo, costuma ter que enviar um portfólio criativo na submissão da candidatura.

Estudantes de Bioquímica analisam amostras em laboratório
O mestrado em Portugal está aberto para os brasileiros, mas é preciso dedicação para garantir uma vaga.

Quanto custa o mestrado em Portugal?

O custo para fazer um mestrado em Portugal depende da universidade e curso escolhido. Veja alguns valores do ano letivo de 2023/2024 para ter uma ideia:

Mestrado em Engenharia

Universidade Estudante Nacional Estudante CPLP Estudante Internacional
Universidade do Porto 697€ a 2.500€ 2.200€ a 3.000€ 4.000€ a 6.000€
Universidade de Coimbra 697€ não há distinção 7.000€
Universidade de Lisboa 697€ a 1.250€ não há distinção 3.000€ a 7.000€
Universidade de Algarve 1.100€ não há distinção 2.000€ a 4.000€

Mestrado Comunicação

Universidade Estudante Nacional Estudantes CPLP Estudantes Internacional
Universidade do Porto 1.250€ 2.200€ 4.000€
Universidade de Coimbra 697€ não há distinção 7.000€
Universidade de Lisboa 2.300€ (no primeiro ano) e 1.300€ (restantes) não há distinção 2.300€ (no primeiro ano) e 1.300€ (restantes)
Universidade do Algarve 1.100€ não há distinção 2.000€

Mestrado Economia

Universidade Estudante Nacional Estudantes CPLP Estudantes Internacional
Universidade do Porto  1.500€ 2.750€ 5.000€
Universidade de Coimbra 697€ não há distinção 7.000€
Universidade de Lisboa 3.750€ (no primeiro ano) e 2.000€ não há distinção 4.500€ (no primeiro ano) e 2.500€ (restantes)
Universidade do Algarve  2.200€ a 3.250€ não há distinção 4.000€

Mestrado Belas Artes

Universidade Estudante Nacional Estudantes CPLP Estudantes Internacional
Universidade do Porto 1.250€ 1.925€ 3.500€
Universidade de Coimbra 697€ não há distinção 7.000€
Universidade de Lisboa 1.250€ a 1.700€ (no primeiro ano) e 1.250€ (restante) não há distinção 4.000€ (no primeiro ano) e 2.000€ (restante)
Universidade do Algarve 1.100€ não há distinção 1.100€ a 2.000€

Observação: para quem não tem costume de navegar pelos sites das universidades portuguesas, encontrar o valor da propina pode ser uma tarefa difícil. Caso não encontre os valores, não hesite em contactar a universidade por email.

Diferença entre mensalidade e propina

Apesar de parecer muito estranho para nós brasileiros, os portugueses usam o termo propina para se referir ao valor pago para estudar em uma universidade. Os valores apresentados nos respectivos sites para o mestrado em Portugal, referem-se ao valor anual.

No entanto, você tem a opção de dividir o valor total em 10 parcelas mensais para não pesar no bolso.

Como fazer mestrado em Portugal de graça?

Para fazer um mestrado de graça é preciso encontrar uma bolsa de estudo em Portugal que esteja com edital aberto e se candidatar para a mesma, caso esteja habilitado para concorrer.

É mais comum encontrar bolsas de estudo para alunos que já estejam inscritos e cursando o mestrado, pois elas costumam ser divididas em três categorias:

  • Mérito: bolsa dedicada aos alunos excepcionais em níveis acadêmicos;
  • Social: considera-se a situação socioeconômica do aluno;
  • Perfil: algumas universidades desejam aumentar o número de alunos de um determinado perfil, por exemplo, melhorar a atuação de mulheres em cursos de Tecnologia da Informação e engenharias.

Mestrado em Portugal com bolsa

As bolsas de mestrado em Portugal são oferecidas pela própria universidade ou por instituições específicas, tais como:

É importante ressaltar que cada instituição possui regras específicas para que os interessados possam se candidatar. Aconselho a verificar os critérios fazendo uma leitura completa dos editais abertos.

Como concorrer a uma bolsa de mestrado em Portugal?

O primeiro passo para concorrer a uma bolsa de mestrado em Portugal é verificar se existe algum edital aberto, seja na própria universidade (através dos no núcleo Serviços Sociais) ou nas instituições promotoras de bolsa.

Depois é preciso ler o edital para conferir se você cumpre com os pré-requisitos para participar do processo de seleção. Caso esteja apto para participar, deverá submeter a candidatura seguindo o edital e enviando os documentos presentes nele.

Quanto tempo dura mestrado em Portugal?

O mestrado em Portugal tem duração de dois anos.

No primeiro ano letivo, o aluno deve cumprir a grade curricular frequentando aulas, entregando trabalhos e realizando provas. No final desse período, deve ainda apresentar um projeto de pesquisa.

Já o segundo ano é dedicado à pesquisa, a qual deve ser orientada por um professor docente. No final do segundo ano, o aluno faz a defesa da dissertação para obter o grau de mestre.

Para aqueles que não desejam seguir pela pesquisa, podem optar por fazer um estágio curricular e ao final do segundo ano devem apresentar um relatório de estágio.

Dica importante: para nós brasileiros, o melhor caminho é a pesquisa. Isso, porque o mestrado em Portugal deve ser validado no Brasil. Se optar pelo estágio em Portugal, pode ser bem difícil fazer a validação do grau de mestre caso queira seguir a carreira no Brasil.

Como funciona o mestrado em Portugal?

De forma geral, funciona de maneira diferente ao mestrado no Brasil e há algumas particularidades. Se você vai estudar em Portugal, é interessante conhecer alguns termos diferentes dos nossos e como ele é de fato.

Sistema europeu de créditos

Por exemplo, o sistema de créditos ECTS, corresponde ao trabalho de um ano curricular do aluno. O trabalho de um ano curricular corresponde a 60 ECTS e de um semestre 30 ECTS, sendo que 1 ECTS corresponde à 27 horas de trabalho total do estudante. O mestrado exige o total de 120 ECTS aprovados nas disciplinas realizadas.

Cadeiras

Outro termo que é importante você saber é “cadeiras”, que são as nossas disciplinas. Você terá que escolher um determinado número de cadeiras por semestre, o que vai depender das regras da universidade e curso que estiver realizando. Cada cadeira corresponde a uma quantidade de créditos, ou seja, você só pode se inscrever nas disciplinas até atingir o máximo de ECTS do semestre.

Recurso

E, por último, é essencial saber o que significa “recurso”, que é a nossa DP (ficar de dependência) ou recuperação. Diferente do Brasil, a nota das universidades portuguesas é de 0 a 20 e não de 0 a 10 ou 100. Se você não tiver uma média de ao menos 10, que equivale a 50% de média, terá que fazer o recurso (que é pago).

Mas não se assuste com as notas baixas. Diferente dos brasileiros, é quase impossível que um professor te dê a nota total em uma cadeira. Se você tirar uma nota 17, considere que o seu desempenho foi excelente.

Não é voltado para a carreira acadêmica

Essa é a principal diferença entre o mestrado em Portugal com o mestrado no Brasil. Em Portugal, o mestrado tem um caráter mais de pós/MBA com foco no mercado de trabalho e não para a carreira acadêmica. Isso significa que você vai fazer muitos trabalhos individuais ou em grupo e fazer muitas provas.

A parte da pesquisa acadêmica em si, ou seja, produção e publicação de artigos científicos vai ser escassa ou inexistente. Na maioria das vezes, vai se resumir apenas a sua dissertação para conclusão do ciclo de estudo (e caso não opte pelo estágio).

Minha experiência: no mestrado de Ciências da Comunicação da Universidade do Porto não cheguei a escrever nem 1 paper, o que dirá um artigo científico. Porém, tenho amigas no Mestrado de Educação, que dizem que há uma produção mais acadêmica, mas nada que seja muito intenso, como a visão que temos do mestrado no Brasil.

Precisa validar diploma para fazer mestrado em Portugal?

Depende do curso e da universidade.

Na maioria das instituições não precisa validar o diploma em Portugal para fazer o mestrado. Porém, tendo uma graduação no Brasil, possivelmente vai querer procurar um emprego na área ao chegar no país luso. Nesse caso, a validação de diploma pode ser necessária para algumas profissões, principalmente as da área de saúde.

E o diploma de mestrado em Portugal é válido no Brasil?

Não. É preciso validar o diploma de mestrado de Portugal no Brasil.

O processo é relativamente simples e rápido. Segundo o Ministério da Educação, em 2016 uma portaria passou a autorizar o reconhecimento dos diplomas de mestrado ou doutorado stricto sensu em universidades públicas, ou particulares no prazo máximo de 180 dias. Anteriormente, a validação podia levar até três anos.

A validação do diploma estrangeiro no Brasil é realizada através da plataforma Carolina Bori lançada pelo MEC.

Estudantes comemoram a formatura do mestrado em Portugal.
Fazer o mestrado em Portugal pode abrir portas para o mercado de trabalho europeu e brasileiro.

Mestrado em Direito em Portugal

Diversas universidades públicas e privadas oferecem o mestrado em Direito em Portugal e áreas afins. As três melhores são:

  • Universidade Nova de Lisboa;
  • Universidade de Coimbra;
  • Universidade de Lisboa.

Precisa validar diploma?

Depende da Universidade. Muitas delas não exigem a validação do diploma, mas para outras, precisa sim fazer o reconhecimento do grau acadêmico de Direito. É preciso conferir no edital da Universidade pretendida.

Segundo a informação no site da Universidade de Coimbra, o objetivo do reconhecimento é satisfazer os objetivos do grau de licenciado pelo Conselho Científico da Faculdade de Direito. O processo de reconhecimento do diploma é realizado pela DGES – Direção Geral de Ensino Superior.

Quanto custa em média?

O valor do mestrado em Direito em Portugal vai variar de acordo com a universidade escolhida e da área de especialização. É possível encontrar propinas anuais de 1.600€, como na Universidade de Lisboa e 7 mil euros, como na Universidade de Coimbra.

Perguntas frequentes sobre mestrado em Portugal

Também reuni três perguntas bem frequentes dos nossos leitores sobre o mestrado em Portugal para respondê-las aqui.

Como fazer mestrado à distância em Portugal?

Existem algumas universidades que oferecem o mestrado à distância em Portugal. A de maior destaque é a Universidade Aberta de Portugal (UAb). Nela, vai encontrar mestrados em diversas áreas, tais como:

  • Administração e Gestão;
  • Bioestatística;
  • Cidadania Ambiental;
  • Ciências do Consumo Alimentar;
  • Estatística e Matemática;
  • Estudos de Língua Portuguesa;
  • Estudos em Patrimônio;
  • Supervisão pedagógica;
  • E tantos outros.

É possível fazer mestrado e trabalhar em Portugal?

Sim. Eu mesma trabalhei em Portugal durante todo o mestrado. O que não você precisa se atentar é ao horário das aulas para que o trabalho não comprometa os seus estudos.

Além disso, existe o Estatuto Estudante-Trabalhador para quem estuda seja ele em qualquer nível da educação escolar ou acadêmico, que regulamenta as faltas justificadas, horas extras, entre outros pontos fazendo com que o estudante não tenha a sua formação prejudicada.

Quanto custa um visto de estudante para Portugal?

O visto de estudante para Portugal custa R$ 653,34 (taxa consular R$ 499,36 + taxa de transferência R$ 15,27 + taxa de processamento R$ 138,71). A taxa de processamento, pode sofrer um pouco de variação, pois é calculada mensalmente, conforme o câmbio do euro.

O visto é obrigatório e deve ser solicitado no Brasil através da VSF Global logo após receber o “aceite” do mestrado em Portugal.

Vale a pena fazer mestrado em Portugal?

Na minha opinião, vale muito a pena.

Eu adorei a experiência de frequentar por dois anos a Faculdade de Letras da Universidade do Porto enquanto fazia o Mestrado em Ciências da Comunicação, mas o ensino em si, não atendeu as minhas expectativas.

Como expliquei acima, o mestrado em Portugal é voltado para o mercado de trabalho e não para a carreira acadêmica. Todos chegamos sem essa informação e acabamos por nos frustrar um pouquinho quando nos deparamos com trabalhos e provas, enquanto poderíamos estar realizando pesquisas e escrevendo artigos, tal como acontece no Brasil.

Porém, como eu disse, essa foi a nossa experiência em um curso específico. Acredito que possa variar conforme o curso escolhido. A minha dica é buscar por pessoas que já fizeram o curso de mestrado em Portugal que você deseja, dessa forma, pode conversar com elas sobre o curso em si para saber se vai atender as suas expectativas.

Confira também o vídeo do canal Léo e Gaby pelo Mundo, onde o Léo fez o mestrado em Ciências da Comunicação com ênfase em Comunicação Estratégica na Faculdade Superior de Ciências e Políticas da Universidade de Lisboa.

Em resumo, ao decidir fazer um mestrado em Portugal é preciso entender que ele é bem diferente do Brasil:

  • Primeiro porque a faculdade em Portugal (graduação) tem duração de três anos e não quatro ou cinco anos, então, os portugueses acabam chegando ao mestrado muito novos e muitas vezes, sem nenhuma experiência profissional, dificultando (para nós brasileiros) debates e tarefas mais densas;
  • Segundo, porque o mestrado acaba sendo como uma extensão da graduação para melhores oportunidades de trabalho, ou seja, lembra a pós-graduação no Brasil, tanto que podemos escolher a pesquisa ou o estágio profissional;
  • Alguns cursos ainda oferecem o mestrado integrado com a graduação para completar os cinco anos, exigido pelo Tratado de Bolonha, responsável pela unificação da educação europeia.

Portanto, tenha em mente essa diferença entre os mestrados do Brasil e Portugal. Se optar por fazê-lo, tenho certeza que vai amar a experiência e curtir bastante a vida universitária portuguesa que é agitadíssima. Além disso, a experiência é muito válida para abrir portas para ingressar no mercado de trabalho português e europeu.

Quer ajuda para fazer o mestrado no país luso? Recomendo o ebook Estudar em Portugal, que conta com todo o passo a passo e informações necessárias para você se preparar para essa jornada. Desde o planejamento no Brasil até os primeiros meses em Portugal. Vale super a pena!