Mestrado em Portugal: onde fazer, quanto custa e outras dicas

A ideia de fazer mestrado em Portugal já passou pela cabeça de muitos brasileiros nos últimos anos. Não é por acaso que os mesmos já representam cerca de um terço do número de estudantes estrangeiros em Portugal – de acordo com a Universidade de Lisboa.

Seja pela facilidade da língua ou até mesmo pelos programas de incentivo para a migração de brasileiros para Portugal, a terrinha tem atraído cada vez mais os nativos do Brasil. Porém, antes de decidir estudar no país, é importante saber como funcionam os processos de seleção, quais são os custos e o que é preciso para realizar o mestrado em Portugal. Entenda melhor como funciona o processo para concretizar uma experiência única na sua vida.

Como fazer mestrado em Portugal?

Muitos alunos que estão finalizando a graduação e querem dar continuidade à vida acadêmica, pensam em fazer mestrado em Portugal, também denominado 2.º ciclo da formação superior. Normalmente, os estudantes podem optar por dois tipos de sistemas: o universitário e o politécnico. No primeiro, são conferidos títulos de licenciado, mestre e doutor. No segundo, os graus acadêmicos são licenciados e mestres.

Se você pensa em fazer mestrado em Portugal, precisa começar pesquisando qual curso pretende fazer e em qual universidade quer estudar. Inicie sua busca pesquisando pelas cidades, seu custo e estilo de vida, para se identificar e optar por uma delas. Também é interessante se informar sobre qual universidade é referência na sua área de estudo e os valores que a mesma cobra para o curso. Depois de definir a cidade e a universidade que deseja estudar, é hora de pensar no processo seletivo.

O passo a passo para o processo seletivo

Um dos fatores mais importantes para fazer mestrado em Portugal é o processo seletivo. O ano letivo em Portugal começa em setembro, portanto, os processos seletivos das universidades são realizados entre março e julho – variando de acordo com cada instituição. O processo de candidatura é completamente on-line. Porém, é recomendável que os estudantes brasileiros se inscrevam logo na primeira fase, para ter tempo de providenciar os documentos exigidos, como o visto de estudante para Portugal.

Morar, trabalhar ou estudar em Portugal?

A Atlantic Bridge é o parceiro que nós recomendamos para ajudar a planejar e concretizar o seu sonho de vir para Portugal.

Com o curso e universidade escolhidos você deve:

  • Verificar a taxa de candidatura para o curso desejado. Essa informação será encontrada no site da instituição;
  • Conhecer o valor da anuidade e avaliar se possui condições financeiras para o investimento;
  • Submeter a candidatura on-line, anexar os documentos em formato digital e aguardar a publicação dos resultados.

Veja a seguir, a lista dos documentos mais comuns de serem solicitados para a inscrição do mestrado em Portugal:

A documentação pode variar de uma instituição para outra, desta forma, é importante ficar atento ao que é pedido. Além disso, algumas instituições realizam uma entrevista por Skype depois da análise curricular. Mas, não se preocupe. A entrevista costuma ser bem tranquila e o entrevistador apenas vai questionar suas razões para estudar na universidade para a qual está se candidatando.

É preciso validar o diploma brasileiro?

Para quem vai fazer mestrado em Portugal, não é necessário validar o diploma brasileiro. A Comissão Científica do curso é quem decide se o candidato está apto ou não a realiza-lo.

Ainda que a resposta seja positiva, não quer dizer que o diploma do candidato tenha a mesma validade de um diploma português, mas apenas que o requerente possui os requisitos exigidos para frequentar o curso para o qual está se candidatando. Isso já é o suficiente, não tendo a necessidade de validar o diploma brasileiro.

Alguns termos da educação em Portugal

Se você vai estudar em Portugal, é interessante conhecer alguns termos que são diferentes dos nossos. Por exemplo, o sistema de créditos ECTS, corresponde ao trabalho de um ano curricular do aluno. O trabalho de um ano curricular corresponde a 60 ECTS e de um semestre 30 ECTS, sendo que 1 ECTS corresponde a 27 horas de trabalho total do estudante.

Antes do período de mobilidade, poderá ser feita uma equivalência do número de créditos realizados na sua universidade de origem, que será comparado aos créditos da universidade portuguesa. É como se fosse nosso sistema de equivalência de disciplinas e horas extracurriculares. O estudante poderá ser dispensado de realizar na universidade aquilo que já houver cursado. Estudantes Mestrado Portugal Outro termo que é importante você saber é “cadeiras”, que são as nossas disciplinas. Você terá que escolher um determinado número de cadeiras por semestre, o que vai depender das regras da universidade e curso que estiver realizando. Cada cadeira corresponde a uma quantidade de créditos, ou seja, você só pode se inscrever nas disciplinas até atingir o máximo de ECTS do semestre.

E, por último, é essencial saber o que significa “recurso”, que é a nossa DP (ficar de dependência) ou recuperação. Diferente do Brasil, a nota das universidades portuguesas é de 0 a 20 e não de 0 a 10 ou 100. Se você não tiver uma média de ao menos 10, que equivale a 50% de média, terá que fazer o recurso (que é pago). Mas não se assuste com as notas baixas. Diferente dos brasileiros, é quase impossível que um professor te dê a nota total em uma cadeira. Se você tirar uma nota 17, considere que seu desempenho foi excelente.

Além disso, descubra quais as Universidades de Portugal que aceitam o ENEM.

Quanto custa um mestrado em Portugal?

Ao falarmos sobre o custo para fazer um mestrado em Portugal é importante levar em conta outros gastos além da mensalidade da faculdade. É preciso considerar fatores como custo de vida, gastos pessoais, taxa de candidatura, taxa de inscrição, que podem variar de acordo com a cidade e universidade.

O valor anual dos cursos, chamado de propina em Portugal, varia de acordo com cada curso. Mas, é possível ter uma média de valores de algumas universidades, sejam públicas ou privadas. Se você achou estranha essa afirmação, saiba que mesmo nas públicas é pago um valor, diferente do Brasil. Veja uma seleção de 4 importantes universidades de Portugal e seus respectivos valores.

Universidade do Porto

Os valores do mestrado na Universidade do Porto variam entre os 3 mil € e 6 mil € para estudantes estrangeiros, podendo haver uma redução de até 50% da taxa paga pelos estudantes dos estados que integram a CPLP – Comunidade de Países de Língua Portuguesa (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste).

Universidade de Lisboa

Na Universidade de Lisboa, os valores variam entre 3.500€ a 14 mil € (de acordo com o curso escolhido).

Universidade Nova de Lisboa

A Universidade Nova de Lisboa tem valores variados entre 1.063€ a 8 mil €.

Universidade do Minho

Na Universidade do Minho os valores estão entre 1.250€ e 1.750€.

Universidade Católica Portuguesa

Na Universidade Católica Portuguesa, que ao contrário das outras é privada, os valores irão ser superiores podendo atingir aproximadamente os 8 mil €. Para conhecer melhor a instituição confira o artigo sobre a Universidade Católica Portuguesa com detalhes de cursos e formas de se candidatar.

Diferença entre mensalidade e propina

Apesar de parecer muito estranho para nós brasileiros, os portugueses usam o termo propina para se referir ao valor pago para estudar em uma universidade. Normalmente, propina é o valor pago por ano para cursar.

Porém, mesmo que esse valor seja dividido e você pague uma mensalidade, as pessoas vão se referir a este pagamento como propina. Portanto, não estranhe ao encontrar este termo nos sites das universidades quando procurar um mestrado em Portugal.

Bolsa de mestrado em Portugal

Como já falamos, todos os estudantes precisam pagar para fazer mestrado em Portugal, seja em universidades públicas ou privadas. E como você deve ter percebido, elas não são nada baratas. Porém, se o seu sonho é fazer o mestrado em outro país e não tem condições financeiras para isso, não desanime.

Algumas universidades oferecem bolsas de mestrado em Portugal. Existem opções de bolsas pela CAPES e CNPq, que são as principais agências de financiamento no Brasil. As Fundações de Amparo à Pesquisa Estaduais também oferecem bolsas em alguns casos, para pesquisas ou ensino no exterior (ex.: FAPESP, FAPERJ, FAPESB).

Outra opção é conseguir bolsa por programas de empresas privadas, como Banco Santander, que oferece bolsas de estudos para estudantes brasileiros que queiram realizar parte do mestrado em Portugal (suas bolsas têm duração de apenas um semestre). Ainda existem bolsas Erasmus, que são concedidas pela União Europeia para estudantes europeus ou não. Além de cobrir a anuidade, essa bolsa ajuda no custo para morar no Portugal e auxílio de viagem.

Veja mais sobre bolsa de estudos em Portugal.

Mestrado em Portugal gratuito, existe?

Existem bolsas que cobrem anuidade da instituição, despesas do estudante e gastos com viagem e permitem estudar em Portugal de graça. Elas podem ser adquiridas por mérito, necessidade ou perfil. Geralmente, estas categorias funcionam da seguinte forma:

  • Mérito: quando é provado que você possui um nível avançado ou diferencial acadêmico, esportivo, artístico ou outro;
  • Necessidade: leva-se em conta a renda ou situação socioeconômica do candidato;
  • Perfil: quando uma universidade quer aumentar o número de mulheres em Engenharia, por exemplo.

Essas bolsas poderão ser concedidas pela própria universidade e você precisa pesquisar as regras específicas da universidade que deseja estudar.

O mestrado feito em Portugal é reconhecido no Brasil?

Após concluir o mestrado em Portugal, é preciso validar o diploma no Brasil. Em caso de cursos de pós-graduação, outro termo usado é “reconhecimento”, uma vez que a validação nada mais é que reconhecer um diploma expedido por uma universidade estrangeira.

Desde 2016, este processo se tornou mais simples. De acordo com o portal do Ministério da Educação, uma portaria autorizou o reconhecimento dos diplomas de mestrado e doutorado stricto sensu em universidades particulares e públicas.

Nas normas anteriores, a portaria dificultava o processo. Agora, o prazo máximo de validação e reconhecimento de diplomas é de 180 dias. Antes, o trâmite podia levar até três anos. Entenda melhor sobre a validação de diploma de mestrado em Portugal. Universidade do Porto mestrado

Mestrado em Direito em Portugal: como funciona?

O Mestrado em Direito em Portugal é oferecido em diversas universidades públicas e privadas, e diferentes áreas são abordadas. Para brasileiros se candidatarem ao mestrado em Direito em Portugal, é preciso fazer o reconhecimento do grau acadêmico no site da Direção Geral do Ensino Superior (DGES), onde se encontram diferentes tipos de reconhecimento.

De acordo com a Universidade do Porto e a Universidade de Coimbra, por exemplo, possuir um grau acadêmico superior estrangeiro em Direito, que satisfaça os objetivos do grau de licenciado pelo Conselho Científico da Faculdade de Direito, é um dos requisitos para ingresso.

Mestrado sanduíche em Portugal: como conseguir?

No mestrado sanduíche, o estudante faz parte do curso fora do país. Ele pode iniciar a pesquisa no Brasil, viajar para o exterior e voltar para finalizar a dissertação. Ou seja, o intercâmbio é o “recheio” dos dois anos dessa jornada acadêmica. Este período vai variar de acordo com a modalidade escolhida. Normalmente, são entre três e seis meses, nos quais o estudante pode fazer partes da sua investigação ou frequentar aulas na universidade estrangeira.

Existem muitos programas de pós-graduações brasileiros que firmam parcerias com instituições de outros países. Na prática, é feito um intercâmbio de alunos de ambas e a realização de aulas no exterior.

Caso isso não ocorra no seu programa de pós-graduação, você pode percorrer o caminho inverso. Procure universidades internacionais que aceitem estudantes do Brasil. Em seguida, convença seu orientador e coordenador do curso a avaliar a possibilidade de aproveitar seus créditos cursados em outro país.

Os melhores mestrados em Portugal

Um dos fatores importantes ao fazer mestrado em Portugal, é saber escolher em qual instituição estudar. Segundo o ranking desenvolvido pela Quacquarelli Symonds (QS)  – um dos mais reconhecidos em nível internacional, que avalia anualmente as melhores universidades do mundo – em 2019, sete instituições portuguesas estiveram entre as melhores do mundo. Veja quais são as universidades de Portugal classificadas.

  • Universidade do Porto;
  • Universidade de Lisboa;
  • Universidade Nova de Lisboa;
  • Universidade de Coimbra;
  • Universidade de Aveiro;
  • Universidade do Minho;
  • Universidade Católica Portuguesa.

Mestrado em Portugal a distância

A Universidade Aberta de Portugal (UAb) é a principal instituição de ensino superior público a distância do país. Além disso, é referência na Europa em ensino on-line, com tecnologias de ponta e avançada metodologia, que proporcionam qualidade em qualquer local do mundo.

A UAb foi fundada em 1988 e desde 2008, é disponibilizada de forma on-line. Antes de cada ano letivo, os estudantes fazem gratuitamente um Módulo de Ambientação Online. O curso dura uma semana e é obrigatório para aqueles que desejam estudar na instituição.

Para se candidatar ao mestrado da UAb, é preciso ter pré-requisitos relativos ao grau, preencher um formulário on-line e realizar o pagamento para formalizar a candidatura. Estudantes estrangeiros podem fazer o pagamento por transferência bancária. Veja nesse artigo dicas de como pagar a faculdade no exterior.

Saiba também como é o MBA em Portugal para brasileiros e descubra se vale a pena.

Vale a pena fazer mestrado em Portugal?

Além de estudar em instituições renomadas internacionalmente, fazer um mestrado em Portugal pode abrir muitas portas, inclusive para conseguir um bom emprego no Brasil ou em Portugal. Além do diferencial no currículo, estudar em Portugal pode trazer outros benefícios:

  • Conhecer culturas diferentes (não só de Portugal, mas de outros países ao conviver com estudantes estrangeiros);
  • Praticar idiomas (em contato com pessoas de outras nacionalidades);
  • Fazer novas amizades;
  • Conhecer lugares novos, inclusive outros países devido à facilidade de circular pelos países europeus.

Experiência pessoal de fazer mestrado em Portugal

Veja como foi a experiência de Giovanna Santos, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, ao realizar mestrado em Portugal:

“O mestrado em Portugal para mim, e também para alguns brasileiros que já conversei sobre, foi como uma continuação da faculdade. O primeiro ano, que é de aulas, parecia uma continuação do meu curso de graduação. No segundo ano, houve a construção da tese. Eu não senti maior peso acadêmico ou dificuldade. Por isso, acredito que o estudante brasileiro está bem preparado para o mestrado aqui. Nós somos mais independentes dos professores no Brasil e temos mais experiência acadêmica. O que achei um diferencial do mestrado de Portugal foi a abrangência internacional, com bibliografia em inglês, espanhol, francês, proporcionando um conhecimento acadêmico globalizado. E o acompanhamento dos professores também é mais próximo. A quantidade de pessoas na sala é reduzida, o que contribui para essa atenção mais especial. Outro fator que senti é que os brasileiros que fazem o mestrado são mais experientes e muitas vezes, já estiveram no mercado de trabalho. Enquanto os portugueses na maioria das vezes, vêm direto da graduação. Por essa combinação de fatores, acredito que o brasileiro não tem dificuldades para fazer mestrado em Portugal. Temos facilidade, boas notas e conseguimos boas colocações por termos mais experiência acadêmica e vivência profissional que eles. De modo geral, foi uma experiência muito válida fazer o mestrado em Portugal”.

Vai morar em Portugal?

Caso você esteja certo que vai fazer mestrado no país, nosso ebook de “Como Morar em Portugal” pode ser muito útil. Trata-se de um livro digital completo, com todos os passos para quem deseja morar em Portugal de forma tranquila e sem imprevistos. Você vai encontrar desde custo de vida até como fazer as malas para se mudar.

Vale a pena! Saiba também tudo sobre a Lei de Estrangeiros em Portugal.

Veja também outros países para fazer mestrado na Europa.

Mariele Velloso
Mariele é brasileira, formada em Jornalismo e especialista em Marketing Digital. Nasceu em Minas Gerais, estudou em Portugal e hoje mora em São Paulo. Suas duas grandes paixões são: viajar e escrever. Já visitou 9 países e conhece especialmente Portugal e Itália. Todos os dias aguarda ansiosamente pela próxima viagem.

Artigos relacionados

Como morar em Portugal em 2020 (Guia Atualizado!)

Dicas que ninguém te conta sobre como morar em Portugal na primeira pessoa: passo a passo, como conseguir um visto, qual é o custo de vida e mais.

Sites de emprego em Portugal: veja a lista com os melhores

Descubra os melhores sites de emprego em Portugal e algumas alternativas para encontrar a sua vaga, seja através de sites, agências ou pelas redes sociais.

Visto para Portugal: tipos, custos e como solicitar o seu

Vai se mudar para Portugal?Sozinho ou com a família? Confira o visto necessário, custos e procedimentos passo a passo para viajar tranquilo.

Como trabalhar em Portugal: visto, salários e oportunidades

Todos os passos para trabalhar em Portugal: veja como obter o visto de trabalho, média salarial, os melhores sites de emprego e mais.

Custo de vida em Portugal 2020: quanto custa viver no país

Conheça o custo de vida em Portugal, quanto custa alugar apartamento, fazer compras do mês, gasto com saúde, transporte e salário para viver no país.

Documentos para morar em Portugal: confira a lista completa

Aqui vamos apresentar de maneira simples e objetiva os documentos para morar em Portugal que você precisará providenciar para viver no país.

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube