Estudar em Portugal: quanto custa, visto e melhores universidades

Portugal  / 

Se estudar no exterior está nos seus sonhos, saiba que é possível realizá-lo. Portugal pode ser uma ótima opção para entrar na sua lista. Veja no artigo abaixo tudo o que precisa saber para estudar em Portugal.

Vantagens de estudar em Portugal

No país europeu é possível fazer intercâmbio durante a faculdade, cursar toda a graduação, fazer mestrado, doutorado, pós-doutorado, ou então, mestrado ou doutorado sanduíche (uma parte no Brasil e outra parte em Portugal).

Há uma grande oferta de cursos em áreas bem específicas e as universidades estão preparadas para receber os estudantes internacionais.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Faculdades de excelência

Apesar de se tratar de um país pequeno, Portugal tem 5 universidades entre as 500 melhores do mundo. A Universidade de Lisboa tem a melhor classificação, seguida pela Universidade do Porto. As outras três são Aveiro, Coimbra e Minho.

Já a Universidade Nova de Lisboa é uma das 50 melhores universidades que existem há menos de 50 anos. Ou seja: não faltam boas instituições de ensino para quem deseja se graduar por aqui.

Outras vantagens de se estudar em Portugal são: a convivência com alunos de todo o mundo, a troca de experiências, descobertas de novas culturas, convívio com diferentes línguas (muitas aulas, seminários e congressos em inglês) e upgrade no seu currículo acadêmico.

Está planejando morar em Portugal e quer saber mais sobre o país Europeu? Conheça a experiência pessoal de vários brasileiros que moram em Portugal.

Como estudar em Portugal

O que é preciso para estudar em Portugal

Estudar em Portugal durante a sua graduação é possível através do setor de Relações Internacionais da sua universidade no Brasil. Muitas instituições de ensino possuem acordos com as universidades portuguesas para o intercâmbio durante o curso (o período de estudo no exterior pode ser de 3 a 12 meses).

Já para o mestrado, doutorado ou pós-doutorado você deve se candidatar diretamente através do site da universidade em Portugal escolhida por você.

Entrada pelo ENEM

Se você pretende fazer graduação em Portugal, a boa notícia é que a sua nota do ENEM serve como entrada em uma universidade portuguesa. Atualmente, 31 universidades de Portugal aceitam a prova como forma de ingresso.

A nota mínima do ENEM para usar como forma de ingresso no curso superior em Portugal, geralmente, varia entre 500 e 600 pontos, de acordo com a universidade. Elas têm critérios distintos para admissão – como notas mínimas, pesos, o curso requerido e números de vagas disponíveis.

Precisa enviar dinheiro do Brasil para a Europa?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram e etc), a plataforma que nós recomendamos é a TransferWise.


Com mais de 35.000 avaliações positivas, na TransferWise você vai economizar até 8x nas suas transferências. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

A escala de classificação portuguesa 0-200 é adotada em grande parte das universidades. Neste caso, a pontuação do ENEM, cuja escala é de 0-1000, será dividida por cinco.

Veja as universidades de Portugal que aceitam o ENEM.

Quanto custa estudar em Portugal

Os preços das universidades em Portugal variam de acordo com a instituição, curso e modalidade. É fundamental ter em mente que mesmo as instituições públicas são pagas, ainda que muito mais baratas do que as privadas.

As taxas de candidatura variam de 20€ a 110€. Alguns cursos geram despesas extras com teste de aptidão física e desportiva ou com exame médico e de robustez física.

Em caso de aprovação, os calouros poderão desembolsar mensalidades de até 700€ ou anuidades que vão de 1.500€ a 7.000€ em até dez vezes. Os melhores classificados terão a chance de serem contemplados com descontos e pagarem taxas anuais inferiores, de 1.040€ a 2.250€.

Quer saber como pode morar, trabalhar ou estudar tranquilamente em Portugal?

A Atlantic Bridge é o parceiro que nós recomendamos para ajudar você a legalizar o seu sonho de vir para Portugal.

SABER MAIS »

A maioria da universidades públicas possui subsídio do governo português onde aplica-se um desconto para alunos do Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, São Tome e Príncipe e Timor-Leste, é a chamada bolsa de estudo CPLP.

Já o custo mensal com alojamento, material, transporte, alimentação e outras despesas básicas podem variar de 300 a 500 euros por mês. Em alguns casos, as instituições oferecem a possibilidade do estudante incluir alojamento e alimentação na anuidade, resultando em um acréscimo de 250€ por mês.

Saiba também quanto custa fazer mestrado em Portugal.

Em Portugal os pagamentos das universidades são chamados de propinas (dessa forma, fica mais fácil você pesquisar o curso do seu interesse).

Confira os preços para alunos estrangeiros nas principais universidades:

Você pode conferir qual o custo de vida em Portugal e o salário mínimo em Portugal.

estudar em portugal coimbra

Bolsas de Estudo em Portugal

Existem diversas opções de bolsas de estudo (tanto do Brasil, quanto de Portugal). As bolsas mais conhecidas são da Fundação CAPES (Ministério da Educação no Brasil) e a FCT (Fundação para a Ciência e a Tecnologia) de Portugal. Para se candidatar é preciso acompanhar as instituições e ficar atento a abertura dos editais.

Além disso, se você é funcionário de uma universidade pública no Brasil, muitas vezes é possível conseguir uma licença para fazer um mestrado, doutorado ou pós-doutorado em Portugal recebendo salário.

Veja também: como estudar em Portugal de graça.

Visto para estudar em Portugal

Para fazer o visto de estudante é preciso ter sido aceito em uma universidade portuguesa, reunir toda a documentação e ir até o consulado de Portugal mais próximo da sua cidade ou estado.

Depois do processo chegar ao consulado ele será analisado e, estando em ordem, inserido no sistema de vistos. Depois disso levará, em média, 30 dias para se ter um parecer do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF). O tempo pode variar para mais ou para menos de acordo com a demanda de vistos para o SEF.

Há casos em que o aluno é chamado para uma entrevista inicial – se forem necessários mais esclarecimentos. Em outros, ele deverá comparecer ao Consulado apenas para a retirada do visto, caso o processo tenha sido aceito.

Os consulados indicam que o aluno não compre a passagem sem ter o visto autorizado. Por isso, é muito importante solicitar o seu visto com a devida antecedência, idealmente de seis meses.

Confira a lista de documentos necessárias para dar entrada no seu visto de estudante:

  •  Carta de aceitação: carta emitida pela instituição de ensino portuguesa ou comprovante de inscrição no curso pretendido;
  • Declaração do próprio: carta assinada pelo aluno dizendo o curso que pretende fazer, nome da instituição de ensino, data de início e fim e local de alojamento em Portugal;
  • Comprovativo dos meios de subsistência, que pode ser: 1. comprovante da bolsa de estudos, onde conste o montante que lhe foi atribuído; ou 2. termo de responsabilidade escrito por um familiar. Neste caso, é necessária a cópia da última declaração de imposto de renda desse responsável, além da assinatura reconhecida; ou 3. cópia da última declaração de imposto de renda do aluno, nos casos em que seja ele o responsável pela sua subsistência em Portugal.
  • Alojamento: pode ser: 1. declaração da instituição de ensino dizendo que irá assegurar o alojamento do aluno em residência universitária; ou 2. comprovante de aluguel; ou 3. carta-convite feita por um cidadão que resida legalmente em Portugal (neste caso a declaração deverá vir acompanhada de cópia da identidade da pessoa que convida); ou ainda 4. reserva em hotel, por um período mínimo de uma semana.
  • Seguro médico internacional de viagem ou PB4: seguro médico internacional de viagem, válido pelo período que vai permanecer em Portugal. A apólice de seguro deve incluir a cobertura de repatriação por motivos médicos, necessidade urgente de atenção médica e tratamento hospitalar de emergência. Esse documento pode ser substituído pelo PB4, caso o requerente seja beneficiário do INSS.
  • Atestado de antecedentes criminais: o atestado de antecedentes criminais brasileiro a ser apresentado é o emitido pelo site da Polícia Federal do Brasil e autenticado em cartório;
  • Fotografias: duas fotografias 3×4 coloridas e recentes.
  • Passaporte: cópia simples das páginas de identificação e das folhas usadas. Ele deve ter validade superior a três meses, finda a validade do curso.
  • Autorização SEF: autorização destinada ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras para consulta ao registo criminal português do requerente, exceto para menores de 16 anos.
  • Declaração: declaração de ciência do fato de não dever viajar a Portugal sem o devido visto.
  • Cópia simples da carteira de identidade: RG para brasileiros e RNE para estrangeiro. Neste caso a validade tem que ser superior ao término do pedido do visto em 90 dias;
  • Cópia do boleto bancário pago.

Outros documentos:

Os pedidos feitos por menores de 18 anos devem vir acompanhados de uma autorização para viagem de menor desacompanhado, assinada pelos pais, com assinatura reconhecida em cartório.

Se casado(a), deve enviar cópia simples da certidão de casamento.

Se tiver filhos, deve enviar cópias simples das certidões de nascimento.

Tenha em mente que esses documentos variam de acordo com cada consulado. Por isso, cheque sempre no site do consulado em que vai solicitar o visto quais são os documentos necessários.

Caso queria buscar modelos dos formulários e declarações, eles são disponibilizados pelo site do Consulado de Portugal em São Paulo neste link.

Também já compartilhamos algumas dicas sobre o visto de estudante para Portugal e como o você o pode obter.

Melhores Universidades de Portugal

Portugal é um país pequeno, mas mesmo assim possui universidades em todas as regiões do país. Entre as melhores universidades de Portugal, estão:

Veja também como é estudar medicina em Portugal e estudar direito em Portugal.

Ano letivo em Portugal

O início do ano letivo em Portugal acontece sempre no mês de setembro. Isso acontece para que os estudantes aproveitem mais os meses mais quentes do ano – julho e agosto.

O primeiro semestre vai de setembro a janeiro – com uma pequena pausa para Natal e ano novo. E o segundo semestre acontece de fevereiro até junho.

Moradia em Portugal

Estudantes universitários que vão morar em Portugal procuram quartos e apartamentos para alugar e dividir despesas durante o período de estudo.

Portanto se você pensa em estudar em Portugal, pode encontrar quartos ou apartamentos na Uniplaces, uma plataforma de reserva de alojamento no exterior. Utilize nosso cupom de desconto na Uniplaces! Basta digitar EURODICAS para obter 10% de desconto na sua reserva!

A ferramenta é ideal para quem procura um quarto ou até apartamento inteiro, pois os preços são mais em conta do que nas imobiliárias.

Em destaque na Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autores

Ana é uma jornalista brasileira que em 2017 saiu do Rio de Janeiro e se mudou com a família para o Porto. Ao lado do marido, o fotógrafo André Furtado, criou o site Portuguiando, espaço que usa para contar um pouco sobre a rotina de uma família de brasileiros em Portugal. Hoje se dedica à paixão pela escrita, à maternidade e a explorar a cultura lusitana.

Amanda é brasileira, jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Mora desde 2014 em Portugal. Escreve para seu site Vagas pelo Mundo sobre oportunidades de emprego, a experiência de morar fora, bolsas de estudo e vistos para morar no exterior.