Se você já começou a faculdade no Brasil, mas pretende continuar os estudos de forma definitiva em Portugal, então está no lugar certo. São muitos os estudantes universitários brasileiros que buscam na transferência uma forma de estudar em terras lusitanas. Por isso, apresentamos neste conteúdo o que é preciso para transferir faculdade para Portugal.

É possível transferir faculdade para Portugal?

Sim. É possível transferir a faculdade iniciada no Brasil para Portugal. Essa é uma forma de aproveitar as disciplinas já cursadas na universidade brasileira e evitar começar o curso do zero para estudar em Portugal.
O processo da transferência é denominada mudança de par instituição/curso em Portugal, e pode ser realizado tanto para universidades públicas quanto privadas. O importante é conhecer os cursos disponíveis no país para entender qual corresponde melhor ao iniciado no Brasil e, assim, aproveitar as disciplinas cursadas.

Como transferir faculdade para Portugal?

O processo exato de transferência vai depender da universidade na qual pretende se inscrever em Portugal, mas geralmente o processo envolve:

Passo 1: pesquise sobre as universidades portuguesas

Encontrar a que mais se enquadra nos seus objetivos pode evitar que refazer algumas disciplinas. Quanto mais similar ao curso no Brasil, mais disciplinas serão aproveitas. No site da DGES é possível encontrar os cursos oferecidos em cada universidade e assim verificar as grades curriculares.

Passo 2: entre em contato com a universidade em Portugal

Como cada universidade tem seu processo, é essencial entrar em contato direto ou verificar se a universidade tem informações suficientes disponíveis sobre o processo. Em alguns casos o processo é todo realizado online, as informações e prazos para transferência estão disponíveis. Mas caso tenha dúvidas, o ideal é entrar em contato direto para evitar atrasos no pedido.

Passo 3: se informe sobre prazos e documentos

O prazo correto para dar entrada no pedido de transferência para evitar atrasos na mudança ou, mesmo, ter que adiar em um ano os planos. Por isso, verifique a lista de documentos solicitados e quando eles precisam ser apresentados.

Passo 4: providencie os documentos junto a universidade do Brasil

Com a lista de documentos em mãos é hora de solicitá-los na sua universidade no Brasil. Porém, nem todos são emitidos como padrão nas universidades, por isso, pode ser preciso algum empenho e idas à secretaria para conseguir tudo que precisa. Confira as informações e verifique se estão completas para serem enviadas.
Conheça o ranking com os melhores universidades de Portugal.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Quer morar em Portugal com segurança e qualidade de vida?

Recomendamos a assessoria boutique da Atlantic Bridge, para quem deseja ir para Portugal de forma planejada, sem contratempos e com a segurança de ser acompanhado pelos profissionais mais experientes do mercado.

Saber Mais →

Passo 5: autenticação dos documentos

Todo documento brasileiro para ter validade no exterior precisa da Apostila de Haia e, em alguns casos, para consegui-la, é preciso reconhecer firma da assinatura. Assim, leve os documentos para apostilar e reconhecer firma.

Passo 6: dê entrada no processo

Dentro dos prazos da universidade pretendida em Portugal, envie os documentos (geralmente eles são aceitos digitalizados e apresentados pessoalmente ao chegar ao país). Verifique taxas a serem pagas e, novamente, os prazos.

Passo 7: faça a equivalência das disciplinas

Esta etapa é fundamental para aproveitar o que foi cursado no Brasil. É preciso pagar uma taxa para equivaler cada disciplina, por isso, esteja preparado. Quanto mais disciplinas aproveitadas, menos tempo demorará para finalizar o curso em Portugal.

Entenda o Tratado de Bolonha

Ao transferir faculdade para Portugal, você vai ouvir falar muito sobre o Tratado de Bolonha, ECTS e outros termos que não está habituado no Brasil. O tratado foi a maneira encontrada de reformular a educação superior na Europa e padronizar alguns aspectos da educação.
documentos para transferir faculdade
Segmentando o ensino superior em 3 ciclos, os cursos de licenciatura tem entre 180 e 240 ECTS e os de mestrado entre 90 e 120 ECTS. Pelo tratado, os cursos de licenciatura tem entre 3 e 4 anos de duração e os mestrados 2 anos.
Um dos termos que gera mais confusão entre os brasileiros é o ECTS – European Credit Transfer System. O sistema padroniza a carga horário dos cursos, assim 1 ano no ensino superior corresponde a 60 ECTS, ou seja, cada semestre são 30 ECTS.
Uma disciplina pode ter 6, 12 ou mais ECTS, sendo que uma disciplina com 6 ECTS corresponde à 160 horas. Calma, não são 160 horas de aula, mas horas em sala e de dedicação autônoma.
Algumas universidades podem solicitar que tenha equivalência de aulas/hora das disciplinas cursadas no Brasil, com os ECTS, por isso a importância da carga horária nos documentos exigidos para a transferência.

Documentos necessários para transferência para faculdade em Portugal

Apesar de ser regulado pela DGES – Direção-Geral do Ensino Superior – os documentos necessários para transferir faculdade para Portugal podem variar de uma universidade para outra. Entre os documentos que geralmente são solicitados estão:

  • Comprovativo de matrícula na instituição brasileira;
  • Declaração de que o curso é aprovado pelo MEC;
  • Discriminação das unidades curriculares realizadas na universidade com as respectivas notas;
  • Grade curricular do curso com carga horária e ECTS;
  • Comprovativo de conclusão do ensino médio no país de origem.

Todos os documentos devem ter a Apostila de Haia para serem reconhecidos em Portugal.

Requisitos para a transferência de faculdade

Entre as condições apresentadas pelas universidades portuguesas, informação consultada no site da UPorto e Universidade de Coimbra, são requisitos para solicitar o pedido de transferência:

  • Tenham estado matriculados e inscritos em outro par instituição/curso e não o tenham concluído;
  • Tenham realizado os exames nacionais do ensino secundário correspondentes às provas de ingresso fixadas para esse par, para esse ano, no âmbito do regime geral de acesso. No caso de estudantes brasileiros, esse exame corresponde ao Enem;
  • Tenham, nesses exames, a classificação mínima exigida pela instituição de ensino superior, nesse ano, no âmbito do regime geral de acesso;
  • Tenham estado inscritos e matriculados em instituição de ensino superior estrangeiro em curso definido como superior pela legislação do país em causa, e não o tenham concluído;
  • Satisfaçam os pré-requisitos, quando exigidos pelo curso pretendido.

Entenda, também, como estudar em Portugal usando o Enem.

E em faculdade particular, como transferir meu curso para Portugal?

Como já explicamos, cada universidade estabelece os próprios critérios para a transferência de alunos. Dessa forma, é preciso consultar o processo da instituição desejada. Porém, assim como nas instituições públicas, o processo nas faculdades particulares é bem semelhante.
Uma vantagem das universidades particulares é que pode haver mais vagas, mas não se esqueça de avaliar bem a grade de disciplinas da instituição e verificar se será necessário retroceder muito no curso já iniciado.
Conheça melhor o ensino em Portugal e entenda as diferenças para o Brasil.

Tem que pagar? Quanto custa transferir faculdade do Brasil para Portugal?

O processo de solicitação de transferência tem custos, porém é preciso consultar a instituição desejada para conhecer os valores aplicados ao processo. As taxas, geralmente, são semelhantes à inscrição, que varia entre 50€ e 100€, esse valor não é reembolsável caso não seja aprovado.
Após a aprovação é hora de realizar a matrícula na instituição. O aluno deve pagar os custos referentes a propina, que é o valor anual aplicado aos cursos, esse valor varia de uma instituição para outra. Caso entre como estudante internacional, ou seja, caso não tenha cidadania europeia, os valores são mais elevados, chegando aos 7 mil euros anuais em algumas universidades.
transferência de faculdade como escolhertransferência de faculdade como escolher
Além disso, também é necessário pagar para validação das disciplinas cursadas no Brasil. Na Universidade de Coimbra, por exemplo, os valores cobrados por cada creditação de unidade curricular cursada em outro instituição de ensino superior, custa 20€.
Entenda quanto custa estudar em Portugal, quais as faculdades mais caras e as mais baratas para brasileiros.

É difícil conseguir transferir curso para Portugal?

Não. Não é difícil transferir faculdade para Portugal, mas é um processo que precisa ser bem avaliado pelo aluno. Caso cumpra os requisitos e tenha vagas disponíveis na universidade desejada, não é difícil conseguir a transferência. Por outro lado, pode ser difícil aproveitar as disciplinas, especialmente na área da saúde.
É muito importante avaliar se vale a pena transferir o curso para Portugal, especialmente dependendo de quanto tempo falta para se formar no Brasil. Caso as grades dos cursos sejam muito diferentes, seja preciso começar do zero ou quase do zero.

Verifique se vale a pena

Assim, avalie bem a grade curricular da instituição, quanto tempo faltaria para se formar e quais os custos agregados. Em algumas situações pode valer a pena terminar o curso no Brasil e validar o diploma em Portugal.
Em algumas situações fazer um mestrado ou doutorado no país pode valer mais a pena do que a transferência. Por isso, avalie bem as condições e entenda quanto tempo, em média, será necessário para terminar o curso em Portugal.
Planejando estudar no país? Seja para transferência ou para começar um curso novo, lançamos um guia completo para ajudar você a se planejar. O e-book Estudar em Portugal apresenta todas as informações necessárias para estudar no país, desde o processo de escolha da universidade, documentação para a mudança até o período de adaptação.