Pular para o conteúdo
Portugal

Investir em Portugal

Descubra o segredo para uma nova vida em Portugal
Conheça nosso e-book Como Morar em Portugal
Saiba tudo que precisa para uma mudança sem estresse: dicas de moradia, burocracia simplificada e muito mais.
Dê o primeiro passo rumo ao seu sonho agora mesmo!
Quero mudar para Portugal

Artigos recentes

Be Belle é o sucesso dos cosméticos brasileiros em Portugal.
Investir em Portugal Portugal

Be Belle: case de sucesso em Portugal dos cosméticos brasileiros

Sustentabilidade, beleza e mercado pet. Estes são três segmentos que devem estar no seu radar quando o assunto é empreender no país luso. Neste artigo, apresento a você mais detalhes como você pode aproveitar a onda nestes mercados e te conto sobre a Be Belle, o sucesso em Portugal dos cosméticos brasileiros. Sucesso requer planejamento e conhecimento Construir um posicionamento fora do Brasil é como sempre digo: uma maratona. Temos muitas vezes a visão de que basta ter sucesso no Brasil que será uma consequência natural ter uma empresa bem sucedida fora do nosso país. Empreender no Brasil é um mega desafio. Assim como eu, você sabe como temos que remar contra uma centena de marés contrárias. Em muitos momentos chego a pensar que ser empresário no Brasil é quase um castigo. Somos punidos por todos os lados. Impostos, processos trabalhistas, logística desafiadora e mais um emaranhado de complexidades que um estrangeiro nunca entende quando tento explicar. Construir uma empresa sólida em nosso país é realmente um grande desafio e os aprendizados para quem tem sucesso não são poucos. Eu gostaria realmente de dizer a você que com tanto aprendizado percorrido, isso já bastaria para que a vitória em Portugal fosse certeiro. Mas, como a vida tem muitos poréns, não posso enganá-lo. Não há sucesso garantido O sucesso no Brasil não é certeza de sucesso em Portugal e justamente por isso, criamos a Atlantic Hub. Nos podemos ajudá-lo em todas as fases deste processo. Digo sempre que quando o assunto é internacionalizar sua empresa para o mundo por meio do país luso, você não está sozinho. Conte com nossa expertise do início ao fim. Ludmila Bonelli Cruz, empresária por trás da marca Be Belle contou conosco quando desejou internacionalizar a sua empresa, que hoje é um case de sucesso em Portugal. Nesta coluna compartilho os caminhos que percorremos juntos e que levou a sua magia do Brasil para a Europa! Uma empresária de coragem Eu poderia descrever a empresária Ludmila como você mesmo poderá pesquisar nos canais onde a Be Belle está presente, afinal a história dela como criadora de uma linha muito mais que especial de cosméticos é famosa em diversos círculos do Brasil. Ludmila Bonelli, proprietária da clínica Belle Bonelli, é cosmetóloga e bacharel em fisioterapia pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, possui mais de 20 anos de experiência em tratamentos estéticos. Sua trajetória tem revelado seu marcante espírito científico, empreendedor e pioneiro em tratamentos para recuperação da saúde da pele, introduzindo este conceito de atuação desde 2002. Membro de sociedades científicas conceituadas na comunidade, autora de artigos e de trabalhos científicos em Congressos e Jornadas. Hoje, reconhecida nacional e internacionalmente, tem se dedicado a estudar, buscar o crescimento profissional e o resultado real que os recursos terapêuticos da estética podem realizar em seus clientes. Criação da Be Belle Nasce deste ímpeto e coragem em pesquisar novos tratamentos para a pele, tornando a Be Belle única. Conhecida por muitos clientes como muito mais do que um tratamento estético, mas sim um aliado contra diversos males da pele e um importante ativo contra o envelhecimento, as fórmulas desenvolvidas pela Be Belle tem uma única origem: a mente inovadora e criativa da Ludmila. Eu, Benício, tenho a oportunidade de conviver com a Ludmila no projeto de internacionalização da sua empresa. Pude estar em diversas reuniões de trabalho e em momentos informais conhecendo a pessoa por trás da empresa. Ludmilla faz o que mais acredita, sua empresa e sua linha de tratamentos são a sua energia vital. Nossa história começa em Portugal. Ludmila conheceu a Atlantic Hub como milhares de brasileiros nos conhecem pelas redes digitais e por meus vídeos — tenho orgulho de dizer que já escrevi mais de 400 artigos sobre como empreender em Portugal e tenho mais que 500 vídeos publicados sobre este mesmo tema. Um passo para trás e dois para frente Quando conheci a história da Ludmila, iniciei um estudo de mercado com ela sobre a oportunidade existente em Portugal e Europa para os produtos da sua linha de tratamentos da pele. Nosso maior desafio, logo no início do projeto, foi justamente que ela já havia, individualmente, feito uma tentativa de internacionalizar em Portugal. Sua tentativa foi bastante complicada e custosa. Eu sempre ressalto os desafios de internacionalizar quando ele é feito emocionalmente e sem os cuidados necessários. A Be Belle sabe bem o que digo. Elas passaram por enormes desafios, tendo colocado muitos recursos financeiros em um projeto que não devolvia em vendas. Quando cheguei ao projeto, infelizmente tive que dizer que precisávamos reiniciar. Esta não é uma boa notícia para quem está tendo custos em euros e com um estoque enorme. Ludmila é sábia e compreendeu que deveríamos dar um passo para trás, entender o mercado de fato, fazer uma análise de concorrência e um estudo detalhado para só depois, traçarmos uma estratégia correta rumo às vendas. [caption id="attachment_172590" align="alignnone" width="750"] Equipe da Atlantic Hub com Ludmila e sua irmã Lessandra, as essências da Be Belle. Foto: Atlantic Hub[/caption] Um “não” é melhor que um “sim” mentiroso. Aprenda isso quando você estiver pensando em internacionalizar. Quero sempre deixar claro que nós da Atlantic Hub apenas apoiamos projetos de empresas com produtos e serviços que realmente fazem sentido fora do Brasil. Desta maneira, ao fecharmos o ciclo dos estudos com a Be Belle, entendemos que estávamos diante de uma boa oportunidade de reverter seus prejuízos e iniciar uma nova fase. Alinhamento de rota e um novo recomeço Foram dois meses entre o estudo de mercado e o alinhamento de rota para uma nova estratégia comercial do seu segmento de negócio em Portugal. Este é um processo que não é simples. Portugal tem suas complexidades e uma das maiores é a dificuldade em abrir reuniões. Os portugueses parecem mais preocupados em questionar se o seu produto é só mais um tentando entrar no mercado ou se, de fato, é mesmo uma empresa que deseja fincar raízes no continente. Nosso trabalho tem desdobramentos em diversas etapas. Em alguns casos, alinhamos os estudos de viabilidade, porém em outros criamos uma estratégia de abertura de mercado para o cliente executar sempre tendo como ponto de partida a viabilidade do negócio. Em casos específicos, esta não é a regra, atuamos diretamente como a frente de vendas. A Be Belle é um exemplo disso, construímos uma estratégia comercial, criamos uma visão dos principais players do mercado e atuamos com nosso networking criando agendas comerciais. Construindo uma autoridade de marca em Portugal A Ludmilla esteve cinco vezes em Portugal (entre setembro de 2023 a maio de 2024), atuando diretamente em frentes comerciais, gerando conteúdo, exposição no mercado e em palestras com especialistas da área. Ela é uma autoridade neste meio, já escreveu dezenas de artigos sobre o tema e palestrou para especialistas do segmento estético em inúmeras cidades de Portugal. Este ativo pessoal é importante uma vez que a venda dos produtos da Be Belle, na sua maioria, ocorre no que chamamos de vendas B2B. Portais e marketplaces são exemplos de empresas que atuam como distribuidores dos produtos da marca. Mas assim como no Brasil, as farmácias são importantes canais de vendas, além de salões de cabeleireiros, profissionais e médicos do setor. [caption id="attachment_172592" align="alignnone" width="750"] Equipe da Atlantic Hub em reunião comercial com uma empresa de distribuição do segmento. Foto: Atlantic Hub[/caption] Duas, três, quatro ou mais reuniões são necessárias para as vendas começarem a acontecer. Importante destacar que além das vendas em pontos de vendas ou em portais, a presença da marca é fundamental. De ações nas mídias digitais a anúncios off-line tudo precisa ser pensado e neste quesito a atuação com uma empresa local é essencial. Em nossa estratégia de internacionalização ter os parceiros ideias também é um dos passos para a redução dos riscos. Cabe salientar que no processo de internacionalização da Be Belle muitos recursos financeiros foram envolvidos. Imagine você que apenas o estoque que existe em Portugal de quatro produtos da linha de tratamento facial já colocam um montante bem expressivo de investimentos. Se internacionalizar é prioridade dentro da sua empresa, saiba que não é apenas a sua boa energia pessoal que será o decisor para o sucesso, mas também, os recursos financeiros até que as primeiras vendas ocorram — e isso não pode ser minimizado. Lições e aprendizados da Be Belle Os aprendizados do processo de internacionalização da Be Belle dariam com certeza um livro. Mas quero colocar para vocês apenas os mais essenciais. Não acredite em uma única opinião para levar seu produto ou serviço para Portugal. Esteja acompanhado de especialistas neste processo; Atue como influenciador dos seus produtos e serviços. Sua história no Brasil deve ser contada em Portugal, mas ela precisará estar no canal correto para ser compreendida. Respeitar a cultura local é essencial; Jamais comece querendo que as vendas alimentem seu processo e paguem os custos da internacionalização. Você precisará investir neste projeto recursos financeiros seus; Apesar de existir recursos dos governos europeus assim como o Portugal 2030 eles não são realidade para quem não tem empresa aberta há pelo menos dois anos e com faturamento. Não se iluda com a promessa de dinheiro fácil em Portugal; Abrir empresa em Portugal é simples, mas registrar produtos como os da Be Belle não é fácil. A Be Belle registrou seus produtos fora de Portugal, estando registrado na União Europeia acaba valendo para todos os países. Portugal, apesar de ser a porta de entrada, é em muitas ações lento e burocrático; Enviar produtos sem desenvolver uma estratégia de entrada e comercial é muito arriscado. A quantidade de produtos que a Be Belle enviou poderia ter sido toda comprometida caso as ações comerciais não decolassem Comece pelo começo, o estudo de mercado e de comportamento dos consumidores são sempre os primeiros passos. Como disse, o “não” no começo é melhor que um “sim” mentiroso. Internacionalizar não é simples. Conte com o apoio de quem sabe como é o mercado. Confira o vídeo com mais informações sobre o projeto e o caso de estudo da Be Belle: Hoje, lideramos a linha de frente das ações da Be Belle. Desenvolvemos um time comercial e estamos, semana após semana, abrindo novas portas comerciais e estratégicas para a Be Belle. As vendas começaram a decolar, porém, a jornada de consolidação no mercado ainda é longa. Estamos perto de atingir o equilíbrio da operação, mas queremos superá-los com ainda mais vendas. Por isso, trabalhamos dia após dia para atingir os objetivos. Deseja internacionalizar? Marque um momento conosco da Atlantic Hub e vamos juntos construir a sua história de sucesso e vamos iniciar uma análise do seu caso. Forte abraço!

Sustentabilidade é um dos segmentos de negócios para empreender em Portugal
Investir em Portugal Portugal

3 segmentos de negócios para empreender em Portugal: veja indicações

Sustentabilidade, beleza e mercado pet, esses são os três segmentos de negócios para empreender em Portugal que devem estar no seu radar. Nessa coluna, apresento a você mais detalhes de como você pode aproveitar a onda destes mercados no país. 3 setores para você empreender em Portugal Quero aprofundar contigo as oportunidades para você empreender em Portugal nos segmentos de sustentabilidade, beleza e cuidados femininos e ainda o mercado pet. Quando falamos em empreender no país luso, cabe ressaltar que você precisa estar devidamente instalado neste país e com sua documentação correta como, por exemplo, ter um visto de empreendedor em Portugal. 1. Sustentabilidade Este mercado está em crescimento! Portugal demonstra um compromisso significativo com a sustentabilidade nos últimos anos, com políticas governamentais e incentivos voltados para energias renováveis, eficiência energética, gestão de resíduos e conservação ambiental. Tal compromisso, cria um ambiente favorável para empreendimentos sustentáveis, oferecendo oportunidades para brasileiros trazerem suas ideias e experiências para um mercado em expansão. Cabe ainda lembrar que temos no Brasil centenas de empresas com soluções brilhantes em sustentabilidade. Desde segmentos de reciclagem, geração de energia ou ainda novos produtos ligados a este mercado. Um bom estudo de adesão de mercado pode mostrar o melhor caminho para você. Fale conosco sobre isso. Localização estratégica e redes de apoio Portugal serve como uma porta de entrada para o mercado europeu, oferecendo acesso a uma vasta rede de contatos e oportunidades de colaboração dentro da União Europeia. Além disso, existem incubadoras de startups e programas de apoio ao empreendedorismo que podem auxiliar os brasileiros a estabelecerem e expandirem seus negócios no país. Temos inclusive uma incubadora que faz parte desta rede. Como brasileiros que empreendem em Portugal há quase dez anos, criamos uma rede para ajudar nossos compatriotas. Se quiser saber mais sobre esta incubadora, entre no Atlantic Station. Crescente consciência ambiental e demanda do consumidor Os consumidores em Portugal estão cada vez mais conscientes sobre questões ambientais e estão dispostos a apoiar empresas e produtos que adotam práticas sustentáveis. Isso cria uma demanda crescente por soluções inovadoras e produtos ecologicamente corretos, proporcionando uma oportunidade para empreendedores brasileiros introduzirem produtos e serviços que atendam a essa demanda específica. Esses argumentos destacam como Portugal oferece um ambiente propício para empreendedores interessados em iniciar negócios no setor de sustentabilidade, com uma combinação de apoio governamental, acesso a mercados e uma base crescente de consumidores conscientes. 2. Beleza e cuidados femininos O segundo entre os três segmentos de negócios para empreender em Portugal é mercado de beleza e cuidados femininos. E esse é um ambiente propício para empreendedores brasileiros e por várias razões! Diversidade cultural contribui para o segmento Em primeiro lugar, a diversidade cultural presente no país cria uma atmosfera receptiva para a introdução de novos produtos e serviços inspirados em tendências populares no Brasil. Com uma influência multicultural, os empreendedores têm a oportunidade de adaptar técnicas e conceitos brasileiros para atender às preferências e necessidades do mercado português, aproveitando o intercâmbio cultural entre Brasil e Portugal. Turismo é uma força impulsionadora significativa no setor O país é um destino turístico de renome, atraindo milhões de visitantes anualmente. Esses turistas representam uma base diversificada de clientes em potencial, e os empreendedores podem capitalizar essa oportunidade desenvolvendo estabelecimentos de beleza estrategicamente localizados em áreas turísticas ou criando produtos e serviços exclusivos que cativem esse público internacional. [caption id="attachment_170032" align="alignnone" width="750"] Mercado de beleza e cuidados femininos tem crescido e se tornado uma ótima oportunidade para brasileiros.[/caption] Outro aspecto importante é a crescente conscientização sobre bem-estar e autoestima entre as mulheres portuguesas. Assim como em muitos outros lugares, as mulheres em Portugal estão cada vez mais interessadas em cuidar de si mesmas e investir em produtos e tratamentos que promovam sua saúde e beleza. Este movimento cria uma demanda contínua por uma variedade de produtos e serviços relacionados aos cuidados de beleza em Portugal. Empreendedores brasileiros podem aproveitar essa tendência oferecendo marcas, tecnologias e abordagens inovadoras que atendam a essa demanda crescente e em evolução, posicionando-se como líderes no mercado português. 3. Mercado Pet O mercado pet shop em Portugal tem testemunhado um crescimento substancial nos últimos anos. Desta maneira, empreendedores brasileiros têm a oportunidade não apenas de preencher lacunas no mercado, mas também de conquistar a confiança e a lealdade dos consumidores portugueses que buscam produtos e serviços de alta qualidade para seus companheiros de quatro patas. Vamos a alguns pontos com mais profundidade sobre esta oportunidade para empreender nesse segmento. Crescente tendência de posse de animais de estimação Assim como em muitos países ocidentais, Portugal tem experimentado um aumento significativo na posse de animais de estimação nos últimos anos. Mais pessoas estão optando por ter pet em Portugal, resultando em uma demanda crescente por produtos e serviços relacionados. Isso cria uma oportunidade para empreendedores brasileiros introduzirem suas ideias e experiências no mercado português, oferecendo uma variedade de produtos, desde alimentos e acessórios até serviços de cuidados e treinamento. Falta de diversidade no mercado Apesar do crescimento no número de animais de estimação em Portugal, o mercado de produtos e serviços para animais ainda carece de diversidade em comparação com outros países europeus. Isso significa haver espaço para inovação e introdução de novos conceitos e marcas por parte de empreendedores brasileiros. Ao trazer produtos e serviços únicos e diferenciados, os empreendedores podem preencher lacunas no mercado e conquistar uma parcela significativa dos consumidores portugueses interessados em proporcionar o melhor para seus animais de estimação. Cultura de bem-estar animal e consciência ambiental Portugal tem uma cultura crescente de bem-estar animal e conscientização ambiental, o que se reflete no interesse das pessoas por produtos e serviços sustentáveis e éticos para seus animais de estimação. Empreendedores brasileiros que valorizam o bem-estar animal e adotam práticas sustentáveis em seus negócios podem se destacar, conquistando a lealdade dos consumidores que valorizam esses princípios. Isso abre oportunidades para a introdução de produtos ecológicos, orgânicos e sustentáveis, bem como serviços que promovam o cuidado responsável e o bem-estar dos animais de estimação. [caption id="attachment_170035" align="alignnone" width="750"] Brasileiros podem exportar muita experiência nesse setor, uma vez que o Brasil tem um mercado avançado.[/caption] Esses argumentos destacam como Portugal oferece um ambiente propício para empreendedores brasileiros explorarem oportunidades no segmento do mercado pet, aproveitando o crescimento da posse de animais de estimação, a falta de diversidade no mercado e a cultura emergente de bem-estar animal e sustentabilidade. Também recomendo conhecer o sucesso dos cosméticos brasileiros em Portugal da Be Belle. Um panorama para empreender em Portugal Abrir uma empresa em Portugal deve ser considerado por você como uma boa oportunidade para gerar rendimentos neste país. A cada segmento que analiso em Portugal descubro novas oportunidades para quem deseja conquistar clientes. A resposta para isso é simples. Muitos segmentos de negócios no país luso, não tiveram uma modernização na mesma velocidade em que mais pessoas começaram a morar por aqui. Um exemplo simples foi a quantidade de novos restaurantes que surgiram no período pós-pandemia, acompanhados do enorme crescimento na quantidade de turistas chegando dia a dia a Lisboa e ao Porto. Em 2023, novos recordes foram batidos no turismo em termos de visitas a Portugal, como também foram batidos novos recordes no número de residentes brasileiros oficiais. Este número já passa dos 400 mil. Apenas estes dois pontos já podem dar a dimensão das oportunidades, mas vou mais além. Tanto o envelhecimento da população portuguesa, que se destaca como a mais sexagenária da Europa como novas demandas do atual momento do mundo, surgem como oportunidades em setores como beleza e cuidados pessoais. Não posso deixar de destacar também as metas da União Europeia quanto à redução do uso de carbono, fertilizantes químicos na agricultura ou ainda uso do plástico e energia renovável. Todos estes mercados são enormes oportunidades. Diversas empresas brasileiras têm grande eficiência e excelentes modelos de negócios no Brasil. A pergunta que faço é: Por que estas empresas não internacionalizam suas atuações tendo Portugal como porta de entrada para a Europa? 8 pontos que deve estar atento antes de empreender em Portugal Já escrevi muito sobre as dificuldades de empreender em Portugal e cuidados que um brasileiro deve ter quando inicia uma jornada de empreendimento no país. Como estamos em uma coluna que expõe três segmentos de negócios para empreender em Portugal, elenquei também osoito pontos importantes para você estar atento se este é seu momento para iniciar este processo. Mas, não se esqueça. A Atlantic Hub está aqui para ajudá-lo em todo o processo. 1. Regulamentações e legislação Um dos principais pontos de atenção para empreendedores brasileiros que desejam ingressar no mercado português é compreender as regulamentações e legislações locais relacionadas aos negócios. Adicione aqui, questões como abertura de empresa, licenciamento, impostos e requisitos específicos do setor. Familiarizar-se com o ambiente regulatório é crucial para garantir a conformidade legal e evitar surpresas desagradáveis no futuro. 2. Cultura e idioma A compreensão da cultura local e o domínio do idioma são essenciais para estabelecer conexões e comunicar-se efetivamente com clientes, parceiros e autoridades locais. Embora o português seja a língua oficial em Portugal, variações regionais e diferenças culturais entre Brasil e Portugal podem influenciar as interações comerciais. Investir tempo e esforço para aprender sobre a cultura e a língua pode facilitar a integração e o sucesso nos negócios. 3. Concorrência e mercado Antes de iniciar um negócio em Portugal, é crucial realizar uma análise detalhada da concorrência e do mercado. Compreender quem são os principais players, quais são os produtos e serviços oferecidos, e como o mercado está se comportando são informações fundamentais para desenvolver uma estratégia competitiva. Identificar nichos de mercado e oportunidades não exploradas pode ser uma vantagem significativa para os empreendedores brasileiros. 4. Custos e finanças Os custos associados à abertura e operação de um negócio devem ser cuidadosamente considerados. Isso inclui despesas iniciais, como registro de empresa e aluguel de espaço comercial, bem como custos contínuos, como salários, impostos e despesas operacionais. É importante criar um plano financeiro realista e garantir que haja recursos suficientes para cobrir todas as despesas enquanto o negócio se estabelece e cresce. 5. Networking e parcerias Construir uma rede de contatos sólida e estabelecer parcerias estratégicas são fundamentais para o sucesso dos negócios em Portugal. Participar de eventos do setor, associações comerciais e grupos de networking pode proporcionar oportunidades de conhecer pessoas influentes e potenciais colaboradores. Além disso, buscar parcerias locais pode ajudar a superar barreiras culturais e facilitar a entrada no mercado. 6. Aspectos tributários e contábeis O sistema tributário e contábil em Portugal pode ser complexo, e os empreendedores brasileiros devem estar cientes das obrigações fiscais e contábeis que acompanham a operação de um negócio no país. Isso inclui questões como registro fiscal, emissão de faturas, declaração de impostos e conformidade com as normas contábeis locais. Consultar um profissional especializado na área pode ser uma medida prudente para garantir a conformidade e evitar penalidades. 7. Mão de obra e recrutamento Encontrar e contratar talentos qualificados pode ser um desafio para os empreendedores, especialmente em setores competitivos. Avaliar as necessidades de mão de obra e desenvolver estratégias eficazes de recrutamento e retenção de talentos são essenciais para construir uma equipe sólida e bem-sucedida. Destaco que é muito importante, compreender as leis trabalhistas em Portugal e os direitos dos funcionários é fundamental para manter um ambiente de trabalho justo e legalmente complacente. 8. Adaptação e flexibilidade Por fim, os empreendedores brasileiros devem estar preparados para se adaptar a um novo ambiente de negócios e demonstrar flexibilidade diante de desafios e mudanças inesperadas. Não tenha dúvida que será necessário incluir em sua estratégia de negócios uma visão importante com base no feedback do mercado, lidar com burocracia e obstáculos regulatórios, e enfrentar a concorrência de maneira eficaz. A capacidade de se adaptar e aprender com experiências é crucial para superar os desafios e alcançar o sucesso empreendedor. Quer aprofundar nos três segmentos de negócios para empreender em Portugal? Assista o vídeo que tem muito mais informações nele! Agora que conhece os três segmentos de negócios para empreender em Portugal, saiba que também é possível empreender sem que você esteja morando lá. Neste caso, você terá que ter um advogado dando suporte em todas as demandas em que será necessário um representante legal. Qualquer dúvida relacionada ao empreendedorismo em Portugal, entre em contato conosco na Atlantic Hub e vamos hoje mesmo iniciar uma análise do seu caso.

Abrir empresa em Portugal em 2024 pode trazer muitas vantagens.
Investir em Portugal Portugal

Seis razões para você abrir empresa em Portugal em 2024

Uma razão para abrir uma empresa em Portugal em 2024 é o ambiente favorável aos negócios e os incentivos oferecidos pelo governo português. Com uma localização estratégica, acesso a mercados internacionais e uma mão de obra desenvolvida, Portugal tem se destacado como um destino atraente para empreendedores. Além disso, o país oferece benefícios fiscais para empresas inovadoras e startups, tornando-o um ambiente propício para o crescimento e desenvolvimento de novos negócios. Agora, imagine não uma, mas seis razões para abrir uma empresa no país. Neste artigo, abordamos esta oportunidade! O cenário para abrir empresa em Portugal em 2024 O ambiente empresarial em Portugal em 2024 não será diferente do que estamos acompanhando nos últimos anos. Quero dizer que ele continuará dinâmico e oferecendo boas oportunidades para quem deseja empreender. As opções são diversas: abrir sua primeira empresa, internacionalizar uma empresa existente no Brasil ou ainda fazer uma aquisição e abrir uma franquia são todas possibilidades que devem estar no radar de quem tem no seu planejamento uma mudança para morar em Portugal. Em 2023, a economia dos países da zona do euro, cresceu pouco mais de 0.5% quando se considera a média dos países deste bloco. A economia de Portugal, por sua vez, cresceu 2.3%. Com crescimento econômico acima da linha dos demais países do euro, Portugal tem feito sua lição de casa. Mesmo os recentes problemas políticos, colocaram uma pimenta adicional no contexto, mas com a aclamação do novo primeiro-ministro Luiz Montenegro, muitas ações ganharam força neste ano. Razões para você abrir empresa em Portugal em 2024 Elenquei seis razões para você abrir empresa em Portugal em 2024. Venha comigo neste artigo e comece hoje mesmo um estudo de mercado para compreender a adesão da sua proposta de valor ao mercado português. Feito isso, venha conosco! Este é um caminho que tenho certeza que não terá volta! 1. Ambiente empresarial facilitado Portugal tem investido significativamente na melhoria do ambiente empresarial, implementando medidas para simplificar processos burocráticos e reduzir os custos de abertura e operação de negócios. Essas iniciativas tornam o país mais acessível para empreendedores, especialmente para startups e pequenas empresas, em especial a empresários e empresárias do Brasil. Um dos exemplos que gosto de dar do ambiente empresarial em Portugal é a simplicidade burocrática. Processos burocráticos simplificados e eficientes para registro e licenciamento de empresas, reduzem a carga administrativa e os custos associados à abertura e operação de negócios. Uma empresa no Brasil chega a ter dezenas de pessoas para cuidar do peso do Estado. Em Portugal, uma pessoa no financeiro, seu contador e o suporte de um advogado será o suficiente. Tudo isso por que existe uma regulação amigável às empresas, que permite que elas operem de forma eficiente e competitiva, incentivando a inovação e o crescimento empresarial. [caption id="attachment_167483" align="alignnone" width="750"] Um ponto bem interessante é que abrir empresa em Portugal não é uma tarefa burocrática.[/caption] Estabilidade política e econômica, são também elementos que tornam este ambiente mais favorável para empreender. Quando existe estabilidade é possível ter previsibilidade e segurança para investimentos de longo prazo. Em outro contexto, mas ainda neste quesito de ambiente de negócios, uma cultura empreendedora forte e vibrante em uma comunidade empresarial ativa que promove o intercâmbio de ideias, colabora para a geração de networking entre empreendedores e empresas. Esse é um ponto incrível em Portugal. Por onde se olha, existem grupos, associações, hubs de inovação e centros de pesquisa que promovem o encontro de quem realmente deseja empreender. 2. Incentivos fiscais e financeiros O país oferece uma série de incentivos fiscais e financeiros para empresas que optam por se estabelecer no país, o que pode ser um fator determinante na decisão de abrir empresa em Portugal em 2024. Estes incentivos visam promover o investimento, estimular o crescimento econômico e atrair empreendedores e investidores estrangeiros. Destaco alguns deles abaixo, acredito que este tema é muito importante para você empresário brasileiro. No Brasil, 80% dos recursos de incentivo são para grandes empresas e 20% quando muito para as pequenas e médias empresas. Em Portugal essa lógica é outra: 80% são para as pequenas e médias empresas e 20% para as grandes companhias. Esteja atento aos pontos abaixo. Regimes Fiscais Especiais Portugal oferece regimes fiscais especiais para determinados tipos de atividades empresariais e setores específicos. Por exemplo, existem incentivos fiscais para empresas que operam em setores como tecnologia, turismo, energia renovável, agricultura e pesquisa e desenvolvimento. Residentes Não Habituais O regime dos Residentes Não Habituais (RNH) é um dos incentivos fiscais mais conhecidos em Portugal. Este regime oferece benefícios fiscais significativos para indivíduos que se tornam residentes fiscais em Portugal, incluindo isenção de impostos sobre rendimentos obtidos fora do país e uma taxa fixa reduzida para certos tipos de rendimentos obtidos em Portugal. Incentivos ao Investimento O governo português oferece uma série de incentivos financeiros para investimentos em áreas específicas do país. Podem incluir subsídios, créditos fiscais, financiamento preferencial e outros benefícios para empresas que investem em regiões menos desenvolvidas, inovação, criação de emprego e formação profissional. Incentivos ao Emprego Para promover a criação de emprego em Portugal, o país oferece vários incentivos fiscais e financeiros para empresas que contratam trabalhadores. Estes podem incluir reduções nas contribuições para a Segurança Social, apoio financeiro para programas de formação e subsídios salariais para a contratação de certos grupos vulneráveis, como jovens ou desempregados de longa duração. Isenções e Deduções Fiscais Além dos regimes fiscais especiais, existem várias isenções e deduções fiscais disponíveis para empresas. Podem incluir isenções de imposto sobre o valor acrescentado (IVA) para exportações, deduções fiscais para despesas de investigação e desenvolvimento (I&D), e benefícios fiscais para reinvestimento de lucros. Em uma visão geral, os incentivos fiscais e financeiros em Portugal são uma parte fundamental da estratégia do país para atrair investimento estrangeiro, promover o crescimento econômico e estimular a competitividade empresarial. Estes incentivos podem oferecer vantagens significativas para empresas e empreendedores que escolhem estabelecer-se e investir no país luso. 3. Acesso ao mercado europeu Como membro da União Europeia (UE), Portugal oferece acesso ao mercado único europeu, que engloba mais de 450 milhões de consumidores. Esta integração no mercado único proporciona às empresas estabelecidas em Portugal a livre circulação de bens, serviços, pessoas e capitais dentro da UE, eliminando barreiras comerciais e facilitando o comércio transfronteiriço com outros países membros. A localização estratégica do país não pode ser ignorada. Situado na extremidade ocidental da Europa e fazendo fronteira com a Espanha. Esta posição geográfica facilita o acesso aos principais mercados europeus, bem como às rotas comerciais internacionais, tornando Portugal um ponto de entrada conveniente para empresas que desejam estabelecer uma presença na Europa. Infraestrutura e conexões Outro elemento é a infraestrutura e conectividade de Portugal. Este pequeno país possui uma infraestrutura moderna e bem desenvolvida, incluindo portos marítimos eficientes, aeroportos internacionais e uma rede de transporte terrestre de alta qualidade. Além disso, Portugal investiu significativamente em infraestrutura digital e telecomunicações, garantindo acesso rápido e confiável à internet e às tecnologias de comunicação. Infraestrutura e conectividade sólidas tornam o país uma porta de entrada ideal para empresas que buscam expandir seus negócios para o mercado europeu, permitindo o transporte eficiente de mercadorias e facilitando a comunicação com clientes e parceiros comerciais em toda a região. Esses pontos são ou não são ótimos motivos para abrir empresa em Portugal em 2024? E tem mais! 4. Ecossistema empreendedor vibrante A Atlantic Hub faz parte deste ecossistema vibrante de negócios. Pertencemos à rede nacional de incubadoras e somos um dos mais de 200 centros onde o empresário pode contar com sólida experiência, acesso a treinamentos e programas e ainda fixar sua empresa em nossa base. Destaco, ainda, o crescente número de startups do país e empresas inovadoras em diversos setores, como tecnologia, fintech, turismo, sustentabilidade e saúde. Lisboa, em particular, emergiu como um centro de inovação, atraindo empreendedores e investidores de todo o mundo. Este crescimento dinâmico reflete o ambiente propício para o empreendedorismo e a cultura de inovação que está se desenvolvendo no país. Comunidade empreendedora Com uma ampla rede de apoio e colaboração, Portugal possui um forte sistema de apoio ao empreendedorismo, composto por incubadoras, aceleradoras, espaços de coworking, universidades e organizações governamentais e não governamentais. Essa rede oferece suporte essencial para startups em estágios iniciais, fornecendo mentoria, acesso a recursos, oportunidades de networking e financiamento. Além disso, a comunidade empreendedora em Portugal é conhecida por sua colaboração e compartilhamento de conhecimento, criando um ambiente onde as empresas podem crescer e prosperar juntas. [caption id="attachment_167482" align="alignnone" width="750"] Portugal incentiva empresas e ajuda a impulsionar pequenos negócios inovadores e na área de tecnologia.[/caption] O investimento em inovação e tecnologia, tanto do governo português como de entidades privadas, têm sido significativos para impulsionar o crescimento do ecossistema empreendedor. Programas de incentivo, como subsídios, fundos de capital de risco e iniciativas de pesquisa e desenvolvimento, estão disponíveis para apoiar empresas inovadoras e promover a adoção de tecnologias emergentes. E isso vem ajudando a posicionar Portugal como um centro de excelência para o empreendedorismo e atraindo talentos e investimentos de todo o mundo. Esses elementos combinados contribuem para um ecossistema empreendedor vibrante, onde as startups encontram o suporte necessário para crescer e inovar, impulsionando assim o desenvolvimento econômico e a criação de empregos no país. 5. Qualidade de vida excepcional A qualidade de vida em Portugal é frequentemente destacada como uma das melhores da Europa e do mundo, sendo um dos principais atrativos para residentes e estrangeiros. Vários fatores contribuem para essa reputação de excelência na qualidade de vida. Sinceramente eu poderia destacar dezenas, mas aponto apenas os mais significativos para você compreender o que digo: Clima agradável Portugal desfruta de um clima mediterrâneo ameno, com verões quentes e secos e invernos suaves e úmidos. Esta condição climática favorável permite atividades ao ar livre durante grande parte do ano, como passeios pela praia, caminhadas nas montanhas e refeições ao ar livre em cafés e restaurantes. Paisagens diversificadas O país possui uma variedade impressionante de paisagens, que vão desde praias de areia dourada ao longo da costa até montanhas verdejantes no interior. Esta diversidade oferece uma ampla gama de opções de lazer e atividades recreativas, como surfe, esqui, caminhadas e observação da natureza. Custo de vida acessível Em comparação com outros países europeus, o custo de vida em Portugal é geralmente mais acessível. Os preços de alimentos, habitação, transporte e serviços são razoáveis, permitindo uma boa qualidade de vida mesmo para aqueles com rendimentos moderados. Sistema de saúde de qualidade Portugal possui um sistema de saúde pública de alta qualidade, que oferece cuidados médicos acessíveis e eficientes para todos os residentes. Além disso, o país conta com uma variedade de hospitais e clínicas privadas que proporcionam serviços de saúde complementares para aqueles que desejam atendimento médico mais personalizado. Segurança e estabilidade Portugal é considerado um dos países mais seguros e estáveis da Europa, com baixas taxas de criminalidade e um ambiente político tranquilo. Esta sensação de estabilidade e segurança em Portugal proporciona tranquilidade aos residentes e contribui para uma qualidade de vida geralmente elevada. Cultura e Gastronomia Rica A rica cultura e gastronomia de Portugal são aspectos essenciais da qualidade de vida no país. Desde a riqueza histórica das cidades como Lisboa e Porto até a deliciosa culinária local, que inclui pratos de peixe fresco, queijos, vinhos e doces tradicionais, há uma abundância de experiências culturais e gastronômicas para desfrutar. 6. Mão de obra qualificada A mão de obra qualificada é um recurso valioso que desempenha um papel fundamental no desenvolvimento econômico e na competitividade do país. Portugal tem uma longa tradição de investimento em educação e formação profissional, resultando em uma força de trabalho altamente qualificada e especializada em uma variedade de setores-chave. A educação em Portugal é reconhecida internacionalmente pela sua qualidade e abrangência. O sistema educacional do país abrange desde o ensino básico até o ensino superior e a formação profissional. As universidades portuguesas oferecem uma ampla gama de cursos e programas de graduação, muitos dos quais são reconhecidos internacionalmente e atraem estudantes de todo o mundo. Além disso, o governo português investe em programas de formação profissional e técnica para garantir que os trabalhadores adquiram as habilidades necessárias para atender às demandas do mercado de trabalho moderno. Destaque em tecnologia e criatividade A força de trabalho qualificada de Portugal é especialmente forte em setores como tecnologia da informação, engenharia, turismo, saúde, energia renovável, e indústrias criativas. Profissionais portugueses são reconhecidos pela sua competência técnica, capacidade de inovação e profissionalismo, tornando-os ativos valiosos para empresas nacionais e internacionais. O país tem uma longa tradição de emigração, o que significa que muitos profissionais portugueses adquiriram experiência internacional em mercados globais. Isso resultou em uma força de trabalho multicultural e multilíngue, capaz de se adaptar a ambientes de trabalho diversificados e colaborar eficazmente em equipes internacionais. Destaque para a proficiência no idioma inglês de mais de 70% da população. Quer empreender no país luso? Então conheça três segmentos de negócios para empreender em Portugal. Jornada para levar sua empresa para Portugal As seis razões para você levar sua empresa para Portugal em 2024 te motivaram? Ótimo, para complementar a informação eu gravei um vídeo onde eu falo de pontos importantes a se considerar antes de enfrentar a jornada de internacionalização. Se você ficou interessado em empreender em terras lusitanas, garanto que vale muito a pena conferir até o fim: Bem, estas foram seis razões para você abrir empresa em Portugal em 2024. Sua jornada começa com um bom planejamento familiar e com um estudo de mercado que crie uma visão bem estruturada do segmento que aspira empreender. Se tiver dúvida por onde começar, marque um momento conosco na Atlantic Hub! Teremos o maior prazer de desenhar uma estratégia para você e para sua empresa. Venha conosco transformar a economia de Portugal!

Abrir empresa de serviços gerais em Portugal
Investir em Portugal Portugal

Abrir empresa de serviços gerais em Portugal: é um bom negócio?

Abrir uma empresa de serviços gerais em Portugal pode ser um bom negócio se houver demanda sólida, estratégia bem planejada e execução eficaz. A viabilidade depende de vários fatores, como demanda pelo serviço, concorrência, regulamentações locais e o seu modelo de negócio específico. No entanto, é crucial realizar uma análise detalhada do mercado do segmento e dos custos envolvidos antes de tomar qualquer decisão. Nesta coluna, aprofundaremos este tema. Considere as diferenças entre os mercados brasileiro e português Em Portugal, existem demandas muito similares ao Brasil, mas com mercado consumidor substancialmente menor. Em alguns estudos de mercado que fizemos ao longo dos cinco últimos anos, nos deparamos com oportunidades realmente boas, mas também com outras que não ofereciam condições para que uma empresa se estabelecesse. Resumo abaixo, alguns pontos que você sempre deve considerar se pensar em abrir uma empresa no setor de serviços em Portugal. Mesmo tendo carências, Portugal tem suas especificidades que jamais devem ser desconsideradas. O que analisar no setor de serviços em Portugal Cada um destes pontos já representa um alerta e reflexão que o empreendedor deve fazer. Em um país com pouco mais de dez milhões de habitantes, pensar em Portugal como destino para sua empresa pode ser um erro crucial. Portugal é a porta de entrada para a Europa. A cada ano que internacionalizamos negócios essa visão fica mais clara. Fechar contratos em Portugal e depois expandir para a Espanha é um desdobramento natural. Vamos agora aos pontos que valem sua reflexão. 1. Demanda de mercado Antes de decidir abrir uma empresa no segmento de serviços gerais em Portugal, é crucial conduzir uma análise de mercado abrangente para entender a demanda local por esses serviços. Isso envolve identificar as necessidades dos clientes potenciais, avaliar o tamanho do mercado e analisar a concorrência existente. Se houver uma demanda substancial e uma lacuna no mercado que você pode preencher com seus serviços, pode ser um bom indicador para avançar. Caso você ainda não tenha lido nossa coluna sobre o estudo de mercado MarketFit, recomendo que acesse e leia com atenção. 2. Custo de operação Os custos operacionais desempenham um papel significativo na viabilidade de um negócio. Além dos custos iniciais de abertura da empresa, é importante considerar despesas contínuas, como aluguel de espaço, salários dos funcionários, compra de equipamentos e materiais, despesas de marketing e outros gastos operacionais. Uma análise cuidadosa desses custos é essencial para determinar se o negócio pode ser lucrativo a longo prazo. 3. Regulamentações e burocracia Portugal possui regulamentações específicas para a abertura e operação de empresas, e é fundamental estar ciente delas desde o início. Isso pode incluir requisitos para registro da empresa, licenças específicas para determinados tipos de serviços, conformidade com normas de segurança e saúde no local de trabalho, além de obrigações fiscais e trabalhistas. Ignorar ou negligenciar essas regulamentações pode resultar em problemas legais e financeiros para o negócio. 4. Localização A escolha da localização para sua empresa de serviços gerais é um aspecto crucial para o sucesso do negócio. Uma localização estratégica pode aumentar a visibilidade, facilitar o acesso para os clientes e ajudar a construir uma base de clientes sólida. Considere fatores como acessibilidade, proximidade de áreas residenciais ou comerciais, concorrência na área e custo do aluguel ao selecionar o local ideal para sua empresa. Cabe aqui um importante lembrete: parte das cidades de Portugal tem menos de 1000 habitantes. As cidades com maior adensamento populacional são Lisboa e Porto. Veja abaixo as vinte cidades com maior população de Portugal. A decisão sobre qual será a sede da sua empresa para o acesso ao mercado é questão essencial. Vamos aos números: Cidade N.º de habitantes (aproximado) Lisboa 500 mil Porto 240 mil Vila Nova de Gaia 180 mil Amadora 180 mil Braga 140 mil Coimbra 140 mil Funchal (Ilha da Madeira) 110 mil Setúbal 90 mil Almada 90 mil Agualva-Cacém 80 mil Queluz 80 mil Aveiro 80 mil Guimarães 70 mil Rio de Mouro 60 mil Odivelas 60 mil Barreiro 60 mil Matosinhos 60 mil Viseu 60 mil Maia 60 mil Leiria 60 mil 5. Potencial de crescimento Avaliar o potencial de crescimento do mercado de serviços gerais no país é essencial para determinar se abrir uma empresa no setor é um bom negócio. Considere tendências demográficas, mudanças nas preferências dos consumidores, desenvolvimentos tecnológicos e outras variáveis que afetem a demanda por seus serviços no longo prazo. Identificar oportunidades de expansão e diversificação também é importante para garantir o crescimento sustentável do negócio ao longo do tempo. 6. Pesquisa de mercado Antes de iniciar qualquer empreendimento, é fundamental conduzir uma pesquisa de mercado abrangente. Isso envolve coletar e analisar dados sobre o comportamento do consumidor, preferências do cliente, concorrência, tendências de mercado e outros fatores relevantes. Uma pesquisa de mercado bem feita pode fornecer informações valiosas para orientar a estratégia de negócios, identificar oportunidades de nicho e minimizar riscos. 7. Planejamento financeiro Desenvolver um plano de negócios sólido e realista é essencial para determinar a viabilidade financeira de abrir uma empresa de serviços gerais em Portugal. Isso inclui projeções financeiras detalhadas, estimativas de receitas e despesas, análise de fluxo de caixa, estratégias de precificação e planos para financiar o negócio. Um planejamento financeiro cuidadoso ajuda a garantir que o negócio esteja bem capitalizado e preparado para enfrentar desafios financeiros ao longo do tempo. Acredito que até este momento você já criou uma visão sobre as oportunidades de abrir uma empresa no segmento de serviços em Portugal. Mas quero que você reflita sobre o que deseja em relação à empresa que irá abrir. Confira seis razões para abrir empresa em Portugal em 2024. Sua empresa em Portugal é para seu próprio sustento ou uma operação de expansão para o mundo? Entender a diferenciação entre uma empresa em Portugal (que sustentará seu fundador e por consequência sua família) de uma empresa em expansão para o mundo, tendo Portugal como porta de entrada, por exemplo, para a Europa, podem ser significativas e envolvem diversos aspectos. Destaco apenas alguns deles, que considero muito relevantes, com as perguntas que faço quando estou diante de empresários e empresárias que estão pensando em internacionalização dos seus negócios. Qual é o escopo da operação? Uma empresa em Portugal focada no sustento do fundador geralmente opera em um mercado local ou regional, atendendo a uma base de clientes limitada. Por outro lado, uma empresa em expansão para o mundo busca alcançar mercados internacionais, expandindo sua presença geográfica e diversificando sua base de clientes em diferentes países e regiões. Quais diferenças existem entre um modelo e outro quanto à estratégia de crescimento? Enquanto uma empresa focada no sustento do fundador pode estar mais preocupada em manter operações estáveis e rentáveis ​​a curto prazo, uma empresa em expansão para o mundo adota uma estratégia de crescimento mais agressiva e orientada para o longo prazo. Isso pode envolver investimentos significativos em pesquisa e desenvolvimento, expansão de infraestrutura e entrada em novos mercados. Os recursos financeiros são os mesmos? Uma empresa focada no sustento do fundador pode ter recursos financeiros limitados, com o fundador muitas vezes reinvestindo os lucros para manter o negócio em funcionamento. Por outro lado, uma empresa em expansão para o mundo geralmente possui acesso a mais capital, seja por meio de investidores, financiamento externo ou lucros acumulados, para sustentar iniciativas de crescimento e expansão internacional. Qual o foco em inovação e tecnologia dos dois modelos? Uma empresa em expansão para o mundo tende a priorizar a tecnologia e a inovação como parte de sua estratégia de expansão global. Isso pode envolver o desenvolvimento de novos produtos ou serviços, a implementação de soluções tecnológicas avançadas e a adaptação às demandas do mercado internacional. Em contraste, uma empresa focada no sustento do fundador pode ser mais conservadora em relação à adoção de novas tecnologias devido a restrições financeiras ou falta de recursos. A forma de gestão organizacional é a mesma? Uma empresa em expansão para o mundo muitas vezes precisa de uma estrutura organizacional mais complexa e uma equipe de gestão experiente para lidar com operações em múltiplos países e culturas. Isso pode envolver a contratação de talentos internacionais, a formação de equipes multidisciplinares e a implementação de processos de governança corporativa robustos. Por outro lado, uma empresa focada no sustento do fundador pode ter uma estrutura organizacional mais enxuta e uma gestão mais centralizada. E no marketing, quais pontos devo analisar? Uma empresa em expansão para o mundo precisa desenvolver uma estratégia de marketing global e uma marca reconhecida internacionalmente para competir em diferentes mercados. Isso pode envolver a adaptação da mensagem de marketing, a personalização de produtos ou serviços para atender às necessidades locais e o estabelecimento de parcerias estratégicas em diferentes regiões. Já uma empresa focada no sustento do fundador pode ter uma estratégia de marketing mais localizada e voltada para a comunidade. [caption id="attachment_165650" align="alignnone" width="750"] Entender qual é o objetivo com sua empresa é fundamental para tomar decisões acertadas para a internacionalização.[/caption] Bem, caminhamos até este momento criando para você um cenário entre os dois modelos de empresa. Uma muito mais focada no retorno no curto prazo, pois ela é a fonte de receita dos seus fundadores. O outro modelo é fruto de um projeto de expansão e mais mercados estão no radar dos seus criadores. Dito isso, vamos ver agora quais setores de serviços gerais são oportunidades para você empreender ou internacionalizar em Portugal. Quer empreender no país luso? Então conheça três segmentos de negócios para empreender em Portugal. Segmentos de serviços gerais em alta em Portugal Cito a seguir seis exemplos, mas a relação abaixo não elimina outras oportunidades em segmentos bem conhecidos. Bares e restaurantes, por exemplo, também oferecem boas oportunidades. Os segmentos abaixo estão em alta não apenas pelas demandas internas de Portugal. Alguns deles representam um pensamento europeu sobre temas relevantes, como energia renovável. Fique à vontade em comentar e a assistir o vídeo que gravei sobre o tema. 1. Tecnologia da informação e serviços digitais Este setor engloba uma ampla gama de serviços relacionados à tecnologia e à digitalização. Com o aumento da demanda por soluções digitais em todos os setores, desde empresas tradicionais até startups inovadoras, os serviços de TI estão em alta demanda. Isso inclui desenvolvimento de software, consultoria em transformação digital, implementação de sistemas de TI, segurança cibernética, análise de dados e inteligência artificial. Empresas que oferecem soluções inovadoras e eficazes para ajudar outras empresas a se adaptarem e prosperarem na era digital têm grandes oportunidades de crescimento. 2. Saúde e bem-estar O setor de saúde e bem-estar está passando por uma transformação significativa, com um foco crescente na prevenção, promoção da saúde e acesso a cuidados personalizados. Há uma demanda crescente por serviços de cuidados domiciliares para idosos, telemedicina, consultoria em saúde e bem-estar, ginásios e centros de fitness, além de produtos e serviços relacionados à saúde mental, como aplicativos de meditação e terapia online. Empresas que oferecem soluções inovadoras para melhorar a qualidade de vida das pessoas e promover um estilo de vida saudável têm um grande potencial de sucesso. 3. Sustentabilidade e energias renováveis Com a crescente preocupação com as mudanças climáticas e a necessidade de reduzir a emissão de carbono, o setor de sustentabilidade e energias renováveis está em alta. Este segmento inclui serviços relacionados à energia solar, eólica, hidrelétrica e outras formas de energia renovável, bem como consultoria em eficiência energética, gestão de resíduos, certificações ambientais e desenvolvimento sustentável. Empresas que oferecem soluções para ajudar outras empresas a reduzir seu impacto ambiental e adotar práticas mais sustentáveis estão bem posicionadas para o sucesso. 4. Educação e formação profissional Com as rápidas mudanças no mercado de trabalho e a necessidade de atualização constante de habilidades, o setor de educação e formação profissional está em alta demanda. Isso inclui serviços de treinamento e capacitação, cursos online, tutoria, coaching executivo, consultoria em desenvolvimento de talentos e programas de aprendizagem corporativa. Empresas que oferecem soluções de aprendizado inovadoras e eficazes para ajudar indivíduos e organizações a desenvolver habilidades relevantes para o mercado de trabalho têm grandes oportunidades de crescimento. 5. Turismo e hospitalidade Apesar dos desafios enfrentados devido à pandemia, o setor de turismo e hospitalidade continua sendo uma parte importante da economia portuguesa. Há oportunidades em serviços de turismo rural, ecoturismo, experiências turísticas autênticas, hospedagem alternativa (como Airbnb), agências de viagens especializadas e turismo de saúde/bem-estar. Empresas que oferecem experiências únicas e autênticas para os viajantes, juntamente com medidas de segurança e sustentabilidade, têm grandes oportunidades de se destacar neste setor competitivo. 6. Manutenção residencial e pequenas reformas O setor de manutenção predial e pequenas reformas vive uma ebulição em Portugal. Movido pelo crescimento da demanda por novas moradias e pela reforma de prédios antigos em mais de 20 anos, nunca se viu o volume de obras em andamento como atualmente por todas as cidades de Portugal. Com uma demanda muito elevada, falta quase tudo neste segmento. De mão de obra a matéria-prima é possível perceber carências das mais diversas origens. Sim, existe uma oportunidade real neste segmento, mas você deve estar atento à escassez de mão de obra. Esse é um ponto que merece atenção. Uma boa opção é pensar em uma linha de formação de mão de obra para ofertar isso a imigrantes. Cabe aqui a sua reflexão. Como iniciar meu negócio se serviços gerais em Portugal? Para iniciar um negócio no segmento de serviços gerais em Portugal, é essencial começar com uma pesquisa de mercado detalhada para entender a demanda local. Você já leu neste sobre a importância do estudo de mercado MarketFit que comentamos. Ele é essencial para ajudá-lo neste processo e nas derivações das ações. Cabe também uma boa análise sobre a concorrência e as oportunidades de crescimento tendo em vista o modelo de empresa que você imagina ser o ideal para você. Em seguida, desenvolva um plano de negócios abrangente que detalhe sua proposta de valor, estratégias de marketing e vendas, estrutura organizacional e projeções financeiras. Após decidir sobre a estrutura jurídica e garantir todas as licenças e autorizações necessárias, escolha uma localização estratégica e configure as instalações e equipamentos necessários. Contrate pessoal qualificado, estabeleça um sistema de gestão financeira eficaz e implemente estratégias de marketing para promover seu negócio e atrair clientes. Priorize o atendimento ao cliente e esteja preparado para se adaptar às mudanças do mercado, buscando constantemente por oportunidades de crescimento e expansão. A Atlantic Hub pode ajudar você a internacionalizar Fácil? Não. Por isso você pode contar conosco nesta empreitada. Marque um momento com nosso time e venha discutir como podemos criar um modelo aderente às suas demandas. Portugal oferece muitas oportunidades no setor de serviços gerais. Aproveitá-las irá depender da energia e do planejamento que você deseja fazer. Forte abraço e até a próxima coluna.

Setores para empreender em tecnologia em Portugal
Portugal Investir em Portugal

Empreender em tecnologia em Portugal é um bom negócio? Descubra

Empreender em tecnologia em Portugal exige inovação, agilidade e visão estratégica. Identificar oportunidades, buscar investimentos e focar na experiência do usuário é essencial. Resiliência diante de desafios e transformação de erros em aprendizado também são fundamentais. Nesta coluna, aprofundo sobre como empreender em tecnologia em Portugal pode ser uma boa opção para os brasileiros. Empreender na área de tecnologia em Portugal Quando falamos em empreender em tecnologia, sempre nos vem à cabeça a construção de algum software ou - com a recente onda das chamadas startups - fazer um aplicativo. Posso garantir a você que é bem mais amplo que isso. Empreender em tecnologia, além de ampliar ainda mais estes horizontes, traz à tona outras possibilidades - como as dos nômades digitais que falaremos mais a frente. O segmento tem oferecido uma enorme gama de novas profissões. Há ainda as demandas por soluções digitais e tecnológicas que batem à porta do mercado para que novas empresas resolvam os novos problemas do mundo atual. A tecnologia está em todos os setores Poucas áreas do conhecimento ampliaram tanto sua influência em nossas vidas quanto a tecnologia da informação e suas variantes. Quando pensamos em robótica, como exemplo, a aplicação destas soluções, antes restrita a uma ou outra área da indústria, hoje pode ser percebida em cadeias inteiras. Você pode empreender em tecnologia em Portugal. Em nossa experiência, este é um dos segmentos mais promissores para empresas brasileiras, mas cabem algumas reflexões que faremos com você ao longo desta coluna. O mercado de tecnologia em Portugal é diferente do Brasil? Sim, é diferente. No Brasil, temos absolutamente de tudo. Somos fortes em empresas de desenvolvimento de sistemas, inclusive uma das maiores do mundo nasceu aqui, a famosa Totvs. Também temos grandes empresas do segmento de segurança e cyber segurança, e ainda temos empresas com porte considerável do setor de recrutamento e seleção, digital marketing e muitos outros setores. Temos algumas similaridades e Portugal tem carências em que uma empresa do Brasil pode atuar, ganhando mercado e validando suas teses no país. Em Portugal, a chamada relação B2B é muito interessante. É um mercado importante para conquistar os primeiros clientes na Europa e construir um desdobramento para o restante do continente. Mas você tem que estar atento, caso seu mercado seja B2C. Este é um ponto de alerta. Com pouco mais de dez milhões de habitantes e bem envelhecido, este pode não ser um mercado atraente para seu negócio. Empresas com multinacionalidade Um dado muito relevante das empresas de tecnologia em Portugal (que é bastante diferente do Brasil) é a quantidade de nacionalidades presentes nas empresas deste setor. Portugal é um país que atrai com grande intensidade profissionais do mundo todo. Desta maneira, torna-se muito comum que, em uma empresa de tecnologia com cinco ou dez colaboradores, 40% a 60% serem de pessoas de outros países. De europeus mesmo a cidadãos do mundo todo. Portugal é um centro de atração para quem deseja empreender ou trabalhar com este segmento. Qualidade de vida e ativos gastronômicos e turísticos estão no topo dos motivos. Não podemos esquecer, porém, que boas universidades existem em Portugal, sendo algumas delas pertencentes ao grupo de melhores da Europa, no que toca à qualidade e relevância. Dito estes pontos, podemos dizer que, apesar de algumas diferenças, Portugal possui mais similaridade do que divergências com o Brasil. Empreender em tecnologia em Portugal acaba sendo tão exigente quanto na América do Norte ou na Inglaterra. A importância de falar inglês Você já deve ter ouvido falar da importância de dominar a língua inglesa para ter maior sucesso profissional. Talvez, justamente por que Portugal tem como idioma principal o português, a visão de que não dominar o inglês para empreender em Portugal pode ser uma opção. Sinceramente, não quero ser alguém que coloque problemas em sua frente, pelo contrário, estamos aqui no Euro Dicas para abrir portas a você. Mas não posso também iludi-lo. Quero dizer assim que o inglês será essencial também em Portugal para que você obtenha tranquilidade para trabalhar no mercado de tecnologia neste país. [caption id="attachment_164595" align="alignnone" width="750"] Seja para investir ou para trabalhar com tecnologia em Portugal, o idioma inglês será um ponto importante.[/caption] A título de informação, 75% da população de Portugal fala fluentemente o inglês. Além de mais de 50% da população dominar um terceiro idioma. Como disse, um ponto que é comum das empresas de tecnologia de Portugal é a presença intensa de pessoas de diversas nacionalidades. A língua que acaba dominando reuniões, interações com o time ou negociação de propostas é o inglês. Em muitos casos, no ambiente das empresas de tecnologia, o começo de uma conversa se dá em inglês. Essa não é uma exceção é muito comum, pois neste universo é o inglês a linha mãe e a forma de conexão entre os diversos países. Setores em que o mercado brasileiro pode ser útil ao português As empresas brasileiras de tecnologia podem auxiliar em muitas demandas que hoje Portugal compra soluções de outros mercados. Talvez o exemplo mais específico seja o marketing digital. Muito maduro no Brasil, este segmento detém grandes empresas de tecnologia como é o caso da Resultados Digitais que tanto poderia impulsionar o mercado de Portugal, como levar novas abordagens a diversos setores do uso do marketing digital. Outro segmento da tecnologia que o Brasil exporta muitas soluções é o de segurança da informação. Temos expertise tanto na proteção, quanto na recuperação de dados quando eles são objeto de invasões e roubos. Se você tem atuação no mercado de tecnologia, vale a pena considerar fazer um estudo de mercado para analisar se seu produto ou serviço tem adesão ao mercado de Portugal. Quer empreender no país luso? Então conheça três segmentos de negócios para empreender em Portugal. Melhores cidades para empreender em tecnologia em Portugal Este é um ponto relevante quando o assunto são empresas de tecnologia. Os polos para empresas de tecnologia em Portugal estão nas cidades de Lisboa e Porto. Porém, outras cidades neste caminho ou entorno também devem ser observadas por você. Um bom exemplo da estrutura de Portugal, quando o assunto são os programas de aceleração ou de incubação, é Leiria. Assim como a cidade de Leiria tem seu programa que oferece recursos, espaço e mentorias para empresas de tecnologia, outras cidades como Coimbra, Aveiro e Évora também dispõem de propostas similares. Analise o seu caso concreto Você deve analisar o que é melhor para sua empresa com base na sua maturidade e do seu negócio diante do que os programas oferecem. A grande maioria das cidades irá exigir que você também se instale fisicamente nelas. Se você depende do mercado consumidor local, talvez a maioria destas pequenas cidades não seja bem o que você procura. Mas se precisar de apoio e seu mercado estiver no mundo todo por ser mais digital, vale a pena analisar. Programa StartUP Visa Importante ainda destacar que o StartUP Visa é outro caminho para você conseguir apoio das incubadoras locais e a autorização de residência. Para isso, você precisa submeter seu projeto no portal do programa, que é coordenado pelo IAPMEI (Agência para a Competitividade e Inovação) e aguardar a análise e os trâmites. Veja que percorri diversos caminhos. Porém, ainda tem o caso das empresas de maior porte que podem já ter recursos para sua implantação, mas precisam mesmo de uma estratégia de mercado e acesso a ele. Neste caso, agende um momento conosco. Com certeza, podemos desenhar a melhor forma de você conseguir alcançar seus objetivos. Eu falo mais informações sobre este programa e sobre investimentos no vídeo que gravei especialmente para essa coluna. Confira abaixo: Em resumo, a cidade que você irá se instalar depende de dois fatores: Sua definição de mercado consumidor alvo; Sua estrutura quanto ao acesso à mão de obra. Cidades muito pequenas podem não ter o que você precisa, por isso as empresas de tecnologia acabam se concentrando em Lisboa. Atualmente, em 2024, a cidade detém mais de 60% de todas as empresas de tecnologia de Portugal. Não é trivial, portanto, analisar bem onde será sua sede e você concentrará seus esforços. Confira seis razões para abrir empresa em Portugal em 2024. Nômades digitais: Portugal é um dos países mais procurados por eles Por definição, um nômade digital é uma pessoa que utiliza a tecnologia para trabalhar de maneira remota, permitindo-lhe ter um estilo de vida mais flexível e independente em termos de localização. Esses profissionais muitas vezes não estão vinculados a um escritório físico tradicional e podem realizar suas atividades profissionais de qualquer lugar do mundo, contanto que tenham acesso à internet. Os nômades digitais geralmente fazem uso intensivo de ferramentas online, como videoconferências, colaboração em nuvem, e-mails, e outras tecnologias que possibilitam a comunicação e a realização de tarefas à distância. Eles podem trabalhar como: Freelancers; Empreendedores; Profissionais autônomos; Funcionários remotos de empresas. Esse estilo de vida oferece a liberdade de escolher onde viver, permitindo que os nômades digitais explorem diferentes lugares, culturas e experiências enquanto mantêm suas carreiras profissionais. Esse termo tornou-se mais comum com o aumento da conectividade global e o avanço das tecnologias de comunicação. [caption id="attachment_164592" align="alignnone" width="750"] Por oferecer muitas vantagens, o número de trabalhadores remotos que escolhem Portugal têm aumentado nos últimos anos.[/caption] São vários os fatores que têm contribuído para a escolha de Portugal como destino para nômades digitais. É importante você saber quais são eles, justamente por que eles tanto podem representar boa parte da sua força de trabalho, bem como alavancarem dentro da sua empresa no Brasil políticas para a retenção de colaboradores com um plano de carreira para morar em Portugal. Veja quais fatores têm colocado Portugal como um dos destinos mais procurados pelos nômades digitais viverem: Custo de vida: Portugal tem um custo de vida relativamente mais baixo em comparação com outros países europeus. Isso inclui despesas com alimentação, moradia e transporte, o que pode ser atrativo para nômades digitais que buscam um estilo de vida mais acessível; Qualidade de vida: o país é conhecido por sua qualidade de vida. Possui um clima ameno, rica herança cultural, belas paisagens e uma população acolhedora, o que pode ser atrativo para quem busca uma vida equilibrada entre trabalho e lazer; Comunidade de nômades digitais: a presença de uma comunidade ativa de nômades digitais pode ser crucial. A existência de espaços de coworking, eventos e redes sociais que conectam profissionais remotos pode proporcionar um ambiente de apoio e networking; Infraestrutura digital: Portugal tem investido em infraestrutura digital, proporcionando uma boa conectividade à internet em diversas regiões do país. Isso é essencial para nômades digitais que dependem fortemente de uma conexão confiável para o trabalho remoto; Programas de residência: alguns países têm implementado programas específicos para atrair nômades digitais. Portugal, por exemplo, lançou seu visto para nômades digitais, facilitando a residência temporária de profissionais remotos no país; Proximidade com outros destinos europeus: a localização geográfica de Portugal é estratégica para viajantes que desejam explorar outros países da Europa. A proximidade facilita viagens e permite que os nômades digitais experimentem diferentes culturas sem grandes deslocamentos. Todos esses fatores, combinados, têm feito de Portugal uma escolha popular entre nômades digitais que buscam uma combinação de estilo de vida atraente, custo de vida acessível e oportunidades profissionais. Oportunidades de investimento no setor de tecnologia em Portugal O segmento de tecnologia sempre está entre os mais procurados pelos investidores para diversificar suas posições ou mesmo por estarem em busca de empresas com bom poder de retorno. Portugal oferece opções interessantes de investimento tanto para quem procura empresas para investir, como para as empresas do setor que desejam buscar investimentos. Para quem deseja investimento para sua empresa de tecnologia, cabe lembrar que a maioria dos investidores procura quem já está efetivamente operando em Portugal. O mesmo vale para muitas das linhas existentes. Caso você não esteja instalado em Portugal, fica complicado obter recursos. A Portugal Ventures, maior fundo de investimento de Portugal, que embora seja público, atua com recursos privados, é um bom exemplo de fundos existentes em Portugal. Vale a pena ficar atento, pois eles abrem linhas de investimento com muita frequência. Para quem deseja investir, convido você a conhecer o fundo de investimento Core Angels Atlantic. Basicamente formado por investidores do mundo todo, investem em startups brasileiras com produtos e serviços para o mundo. Se investir é seu desejo, veja como funciona, pois pode interessar a você. Empreender em tecnologia em Portugal: seu momento é agora! Qual o momento para você iniciar sua jornada em empreender no segmento de tecnologia em Portugal? Eu não tenho dúvida, é agora! Não subestime os desafios, portanto, estude seu mercado, estruture um plano de negócios e coloque foco. Internacionalizar seu negócio não é obter clientes novos, este é apenas um passo e não quer dizer que seja o primeiro. Validar a aderência do seu produto ou serviço é o passo essencial neste início. Quer saber como? Marque um momento conosco e falaremos sobre isso. Forte abraço e até a próxima coluna.

setores para investir na construção civil em Portugal
Investir em Portugal Portugal

Investir na construção civil em Portugal: confira três tendências

A construção civil é um importante motor da economia de Portugal. Dados do governo português projetam que, apenas em Lisboa, há um déficit de mais de 100 mil moradias devido à alta demanda por novas habitações, ao fluxo de imigrantes e ao turismo. São dados importantes para quem deseja investir na construção civil em Portugal. A indústria se destaca por sua importância econômica, contribuindo significativamente para o desenvolvimento urbano e a infraestrutura do país. Neste artigo, aprofundo o tema e apresento a você três tendências deste setor para você ficar atento. 1. Práticas de sustentabilidade na construção civil em Portugal Uma das principais tendências esperadas para 2024 em matéria de ESG (ambiente, social e governança empresarial) e sustentabilidade nas novas moradias que devem ser construídas é o aumento da regulamentação e o desenvolvimento de novas práticas no que se refere à informação sobre sustentabilidade que as empresas devem tornar pública. O fato em si é que não será mais possível construir novas moradias sem que os pilares da sustentabilidade estejam do projeto a entrega da obra. Novas normas para o setor surgiram recentemente, ampliando as regulamentações e inserindo novos controles. Importante destacar que estes controles acabam ocorrendo ao nível europeu. Mesmo que você não pretenda construir em Portugal ou investir em uma empresa do setor, mas sim comprar uma residência neste país, vale estar atento às regulamentações do setor. Oportunidade no retrofit Um exemplo são os prédios antigos modernizados, movimento que se chama retrofit. Nestes prédios, toda a reforma feita para modernizá-lo passa por regulamentação com os pilares da sustentabilidade. Antes de comprar, valide como as reformas foram feitas para efetivamente estar fazendo um bom negócio. Cabe destacar que em termos práticos, as empresas do setor da construção civil terão de analisar se as novas leis e regulamentações do setor estão dentro do seu escopo de atuação ou se elas precisaram se adaptar. Como consumidor, muitas vezes não temos como validar todo o processo. Estar bem assessorado é o que torna uma compra de imóvel segura e o investimento neste setor da construção civil um bom negócio. Se tiver dúvida de como fazê-lo, marque um momento conosco que teremos o maior prazer em alinhar com você sua jornada para Portugal. Experiência brasileira em Portugal Muitos estudos que elaboramos para o setor da construção civil em Portugal apontam para os empresários brasileiros que nos procuraram em diversas possibilidades. Uma grande parte destas oportunidades nasce justamente da expertise que estas empresas do Brasil desenvolveram com as demandas locais. O volume de moradias ou prédios comerciais entregues por boa parte das construtoras brasileiras é muito maior que o volume de Portugal. Para uma comparação, a maior construtora brasileira de prédios e residências, a mineira MRV, entregou em 2023 mais imóveis do que o total entregue em Lisboa e Porto somados. Esta expertise das empresas brasileiras é um enorme diferencial para o setor em Portugal. As construtoras do Brasil dominam em suas áreas práticas de sustentabilidade desde o projeto. Devem estar atentas ao refino e à adequação ao mercado europeu. 2. Condomínios com áreas de lazer em formato de clubes A origem dos condomínios resort como chamamos no Brasil não é das mais belas. Preocupados com a segurança, criamos no Brasil um formato de ilhas de conforto, acesso e tranquilidade. Nascem assim os condomínios com tudo incluso. Um bom exemplo deles é o condomínio pioneiro na grande São Paulo chamado de Alphaville. Ele se expande por mais de 20% da cidade de Barueri. Com mais de 8.000 residências e prédios, transformou-se em uma cidade, tendo como base o acesso a entretenimento e segurança. Em Portugal, segurança é algo que existe em sua origem. As pessoas ocupam os espaços públicos. Praças, ruas, bares, jardins são espaços que todos utilizam sem medo. Presença de brasileiros pode alterar a tendência O que torna a presença de condomínios com áreas enormes de entretenimento como opção em Portugal para morar e para investir é sem dúvida o volume de brasileiros em Portugal. Já somos cerca de 400 mil em Portugal. Com este percentual, algumas demandas comuns no Brasil começam a se tornar opção de investimento em Portugal. É o caso dos condomínios com clube interno. De uma demanda de um público específico há uma oportunidade de investimento em si. Este modelo de construção para moradia, apesar de estar iniciando em Portugal, promete para os próximos anos ser um dos modelos mais interessantes, principalmente nos arredores das maiores cidades. A segurança não é o pilar destes empreendimentos, mas sim o conforto de ter tudo muito perto e ao alcance de poucos passos. Vale a pena sua visita em um destes empreendimentos para analisar o movimento que está por trás deles. 3. Cidades inteligentes ou cidades com inteligência? O movimento de tornar as cidades inteligentes está muito de acordo com a visão de que a melhor forma de tornar o mundo mais sustentável é ter as pessoas morando mais perto uma das outras, otimizando recursos de todas as naturezas. Partindo deste ponto, cidades que adotam práticas sustentáveis e inteligentes ampliam o acesso de seus serviços a uma maior parcela de pessoas. Nascido na Espanha, mais precisamente em Barcelona, este movimento tomou volume e se espalhou pela Europa e outros países do mundo. Da modernização da infraestrutura básica à coleta de lixo, tudo precisa ser repensado. Porém, com o avanço da tecnologia, estamos presenciando uma grande aceleração da modernização das cidades. Quando pensamos em cidades inteligentes, pensamos em construções modernas Neste ponto, Portugal oferece ainda atualmente mais de 3.000 prédios que precisam ser modernizados com técnicas de retrofit. Este número é apenas para Lisboa. Imagine em todo país a quantidade de oportunidades que existem para você que deseja investir neste segmento. Uma cidade inteligente, deve aproveitar as suas mazelas para tornar-se mais moderna. Um bom exemplo disso foram as enchentes que ocorreram em Lisboa em 2022. Naquela ocasião, boa parte dos bairros do centro e da baixa Lisboa, ficaram debaixo d'água. O volume de chuva realmente foi enorme para o período, mas em tempos de mudanças climáticas, não é mais possível imaginar um país que não dê atenção ao tema das águas. O exemplo de Lisboa Lisboa aproveitou este desastre e iniciou um enorme conjunto de obras para reuso da água da chuva, seu represamento em piscinões para o despejo no Tejo e a modernização do sistema de tratamento de água. Analisei toda a obra e fiquei surpreso com a dimensão e a influência dela na Lisboa do futuro. Para você criar uma imagem mental do tema, quase todos os bairros de Lisboa estarão sob o impacto destas obras, pois quando você olha a praça do comércio, está caminhando por uma várzea de expansão do Tejo. Saiba que em uma boa parte, existe por baixo de Lisboa uma estrutura sob as águas e sob milhares de anos de história. Estruturar a infraestrutura de uma cidade, muito mais que torná-la inteligente, abre possibilidades de investimento. Acredite, muitos serão os empreendimentos que você poderá investir para comprar, analisar para morar ou ainda comprar para aproveitar o crescimento sem retorno do turismo. Lisboa é uma cidade inteligente. Pode não ser a mais inteligente da Europa, mas caminha para os próximos anos para se tornar uma das mais sustentáveis do mundo. Eu poderia ainda falar sobre a volta dos golfinhos no Tejo em Lisboa, eles estão lá devido à alta qualidade da água e do respeito a eles por parte do tráfego de navios. Mas sobre isso, deixo para você pesquisar ou mesmo quem sabe eu possa escrever em outro artigo. Se você quer entender mais sobre esse assunto, veja o vídeo que gravei especialmente para esse artigo: Oportunidades muito além da construção de novos prédios As tendências evidenciadas acima, demonstram que construir em Portugal precisa estar em alinhamento com sustentabilidade, gestão e com as demandas dos novos moradores. As construtoras brasileiras, em muitos casos, estão alinhadas com estes modelos. Mas chamo a atenção para oportunidades muito além da própria construção de novos prédios ou casas. A cadeia de suprimentos que envolve o setor é um dos pontos fortes nas oportunidades. Os insumos necessários exigem todo um conglomerado de empresas que atualmente não suportam o crescimento do mercado. Softwares de controle e gestão também estão na ponta das oportunidades. Neste quesito, empresas de tecnologia também podem se aproveitar desse mercado. Criam-se ainda oportunidades nos setores adjacentes, tais como mobiliário ou mesmo a gestão de imóveis para o turismo. Dados atuais sobre os setores Para você refletir um pouco mais sobre as oportunidades no setor, apenas em 2022, segundo o Instituto de Estatística e Preço de Portugal, o preço mediano de venda de alojamentos novos adquiridos por compradores com domicílio fiscal em Portugal foi 1.454 €/m². Por compradores com domicílio no estrangeiro situou-se em 2.250 €/m². Entre os 24 municípios com mais de 100 mil habitantes, Lisboa registou os preços medianos da habitação mais elevados, em ambas as categorias de domicílio fiscal do comprador: 3.768 €/m² por compradores do território nacional e 5.367 €/m²por compradores com domicílio estrangeiro. Os municípios de Cascais, Oeiras e Porto, registaram preços medianos de alojamentos familiares superiores a 2.500 €/m² em transações de compradores com domicílio fiscal em território nacional e superiores a 3.500 €/m² por compradores no estrangeiro. Os valores acima expostos e o gráfico abaixo evidenciam o que temos presenciado há anos, os valores dos imóveis em Portugal estão em elevação. Até cidades com pequenas populações têm percebido esse aumento. Investir em cidades diferentes (além de Lisboa e Porto) amplia as possibilidades. Cidades que devem ser observadas como oportunidades Relaciono abaixo, algumas cidades que devem estar no seu radar, pois a valorização está acontecendo e não percebemos nenhuma tendência de retorno. São elas: Figueira da Foz; Coimbra; Braga; Sintra; Funchal; Viseu; Aveiro. Estas cidades representam importantes polos de valorização imobiliária. É importante perceber que algumas delas têm, inclusive, fortes contingentes de estudantes. Ou as universidades portuguesas estão dentro das cidades, ou estão próximas a elas. Esse é um detalhe, mas não uma tendência. O fator principal é que, estando com preços muito elevados nos grandes centros, muitos habitantes começam a procurar outras cidades. Como a qualidade de vida, segurança e estradas são ótimas, morar nelas é uma excelente oportunidade de bem-estar. No gráfico abaixo fecho este tema dos valores medianos por m² de alojamentos familiares por domicílio fiscal do comprador, com uma visão geral das principais cidades. [caption id="attachment_161174" align="alignnone" width="750"] Portugal e municípios com mais de 100 mil habitantes, 2022.[/caption] Com valores em elevação e com a procura com forte demanda por novas habitações, todas as cadeias ligadas à construção civil oferecem boas oportunidades tanto para investimento quanto para empreender em Portugal. Se você deseja internacionalizar neste segmento, também fique atento. Boas oportunidades estão reservadas a você. Marque um momento conosco e vamos conversar sobre as possibilidades. Forte abraço.

Vale a pena abrir empresa no turismo em Portugal
Investir em Portugal Portugal

Abrir empresa no setor de turismo em Portugal: vale a pena?

Mais uma vez eleito o melhor destino europeu para turismo, Portugal consolida sua posição e atrai cada vez mais pessoas para este pequeno país que conta com toda a infraestrutura para quem deseja descansar, comer bem ou mesmo abrir empresa no turismo em Portugal. Conheço Portugal de ponta a ponta e posso afirmar que cada região tem seus ativos individuais e seus encantos únicos. Dos bairros tradicionais às comidas típicas, Portugal acolhe e oferece atrativos para todos os gostos. Neste artigo, relato nossa experiência neste segmento. Venha comigo e amplie sua visão de constituir uma empresa neste setor. Existe mercado para investir no setor de turismo e entretenimento em Portugal? Portugal oferece diversas oportunidades de empreendimento nestes setores. Alguns dos melhores segmentos para empreender na área relaciono abaixo, mas lembre-se que sempre o mais recomendável é fazer um estudo de mercado sobre o local e modelo de negócio que pretende empreender em Portugal. Antes de apresentar as opções que devem estar no seu radar, gostaria de comentar sobre um cliente que, no ano passado, nos procurou para aprofundarmos uma análise de mercado em um restaurante que ele gostaria de abrir em Mafra, Portugal. Esta é uma região de praia onde, em pelo menos oito meses do ano, não há o que fazer. Quando o verão está a pino, enche de turistas e não há lugar para ninguém. Quando o sol se vai, ficam apenas os moradores. Essa é a questão. Como fica um restaurante que depende de turistas para ter suas vendas acontecendo se durante oito meses do ano não há clientes? Bem, nosso estudo apontou que não havia mercado para o modelo proposto no local que o cliente queria. Mesmo a contragosto dos nossos apontamentos, ele continuou o empreendimento e abriu o estabelecimento. É fundamental estudar e entender o mercado O setor de turismo é incrível em Portugal e seu crescimento tem sido acentuado ano após ano, mas saber onde e por que empreender é essencial. Quando o assunto é esse segmento, existem sim possibilidades e tendências, mas fique atento ao que realmente importa. Tendências são comportamentos humanos. Assim, também após apresentar os mercados dentro do turismo que valem a pena, comento sobre três tendências que você deveria prestar atenção. Segmentos no turismo que devem estar no seu radar Conheça agora as informações sobre nove setores que podem ser boas possibilidades de investimento no turismo em Portugal. 1. Hospedagem e alojamento Com o crescente turismo em Portugal, oportunidades no setor hoteleiro, como hotéis boutique, pousadas, hostels e aluguel de casas, continuam a se expandir. Uma das empresas que auxiliamos a entrada em Portugal está inserida no segmento do turismo com alojamentos locais. A demanda por hospedagens fez esta empresa dobrar ano a ano nos últimos três anos. Empreender neste segmento é uma oportunidade única. 2. Gastronomia e vinho A cozinha portuguesa é renomada, e abrir restaurantes, bares de tapas, adegas ou oferecer degustações de vinhos é uma opção atraente. Como comentei no caso que descrevi, este é um segmento muito importante, mas você deve estar atento a qual público irá atender. 3. Turismo cultural e histórico Portugal tem um rico patrimônio cultural e histórico, incluindo cidades antigas, castelos, mosteiros e museus. Empreendimentos relacionados a passeios turísticos, visitas guiadas e interpretação histórica são populares e atraem cada vez mais turistas. De passeios a pé pelas cidades de Portugal a experiências gastronômicas, existem oportunidades em todos os cantos do país. [caption id="attachment_157396" align="alignnone" width="750"] A quantidade de patrimônio histórico em Portugal favorece o crescimento do setor de turismo cultural e histórico.[/caption] 4. Turismo de natureza e aventura Portugal oferece belas paisagens naturais, praias e oportunidades para atividades ao ar livre, como caminhadas, ciclismo, surf e observação de aves. Este é um segmento que ainda guarda grandes oportunidades. Ano passado, estive na Serra da Estrela e não foi fácil encontrar uma empresa para que eu fizesse um tour pelos parques. Falta mão de obra e operadoras que façam trabalhos nesta região. 5. Turismo de saúde e bem-estar Spa, centros de bem-estar, retiros de ioga e serviços de saúde e beleza são populares para turistas em busca de relaxamento e cuidados com a saúde. 6. Eventos e casamentos Portugal é um destino popular para eventos, casamentos e conferências. Serviços de organização de eventos, planejamento de casamentos e aluguel de locais são áreas em crescimento. Em uma visita em 2023, estive na Áustria estudando o turismo local, descobri que o número de estrangeiros que buscam casamentos por lá é o triplo de Portugal. Ou seja, este segmento pode crescer imensamente em Portugal. 7. Turismo de cruzeiros Portugal tem portos costeiros importantes que atraem linhas de cruzeiros. Empreendimentos relacionados a excursões em terra e serviços para passageiros, como os cruzeiros no Rio Douro, são oportunidades de negócios. 8. Turismo de negócios e conferências O país é um local atraente para conferências e reuniões de negócios. Empreendimentos que oferecem serviços de conferências e eventos corporativos podem prosperar. 9. Turismo digital e tecnológico Com a crescente digitalização do setor, há oportunidades para startups que oferecem soluções tecnológicas para o turismo e entretenimento, como aplicativos, plataformas de reservas e experiências de realidade aumentada. Um dos exemplos da pujança deste segmento é o Web Summit. Este é o maior evento de tecnologia do mundo, mais de 70.000 pessoas visitam Portugal no mês de novembro em busca das principais inovações tecnológicas que serão tendência nos anos seguintes. E, quando falamos de turismo, não podemos deixar de analisar o mercado da restauração. Este é o segmento que congrega bares, restaurantes e bistrôs. Veja a seguir como existem oportunidades também nesta outra face do turismo. Confira seis razões para abrir empresa em Portugal em 2024. Bares, restaurantes e bistrôs em Portugal O mercado de restauração e similares (inclui estabelecimentos de bebidas e de catering de eventos) é composto por 36.506 empresas portuguesas, sendo que 88% são microempresas. Estas empresas situam-se, maioritariamente, na área metropolitana (A. M.) de Lisboa (36%), na A. M. do Porto (16%), no Algarve (8%), em Coimbra (4%) e na Ilha da Madeira (4%). O volume de negócios deste setor em 2021 foi de 7.023,2 milhões de euros, números ainda inferiores aos de 2019 (8.848,1 milhões de euros). Além disso, para as pessoas que pretendem trabalhar no turismo em Portugal, é válido saber que este setor emprega cerca de 201.000 pessoas. Recuperação do setor pós-pandemia Em 2021, o setor registou uma recuperação face a 2020, com um crescimento de 14,2%. Segundo a Informa D&B, o segmento de comida rápida foi o mais dinâmico, algo que se atribui à competitividade de preços e às mudanças nos hábitos de consumo da população. No setor, o volume de negócios cresceu 19% em 2021, alcançando 1,1 mil milhões de euros. [caption id="attachment_157437" align="alignnone" width="750"] Em 2022, o crescimento se manteve e as previsões indicam que o cenário segue melhorando nos próximos anos.[/caption] Portugal tem apresentado grandes crescimentos no setor, não só porque os portugueses estão cada vez mais a comer fora de casa ou em take-away/entrega ao domicílio, mas também porque o país tem atraído cada vez mais turistas, que incluem a visita a espaços de restauração no seu roteiro turístico. Ainda, o fato de os chefs portugueses estarem a ter cada vez maior reconhecimento internacional, tem atraído muito turismo gastronômico. Já é possível encontrar em Portugal comida de qualquer parte do Globo, e restaurantes com vários modelos de negócio. Segmentos da restauração em Portugal Dos vários tipos de restaurantes que existem em Portugal, podemos agrupá-los em várias categorias: Fast-food (por exemplo, McDonald’s ou Pizza Hut); Casual Rápido (como H3 ou Vitaminas); Restaurantes Gourmet (por exemplo, Belcanto ou O Talho); Restaurante Temático (por exemplo, Zenith ou Beco-Cabaret Gourmet); Buffets (como o Sabor Mineiro ou Chinês Royal); Cozinha de autor (como o 100 Maneiras ou Alma); Cozinha de Fusão (por exemplo, Rio Maravilha ou Volver de Carne Y Alma); Gastro Pubs (como o Rossio GastroBar ou Mini Bar); 100% Take-away (como o A-100 ou Pinguim-Refeições Take Away). Relativamente aos bares, em 2021 existiam 1930 empresas, que apresentavam um volume total de vendas de 149,5 milhões de euros. A maioria (95%) são microempresas e localizam-se na A. M. Lisboa (27%), no Algarve (13%), na Madeira (13%) ou na A. M. do Porto (13%). Hábitos portugueses na restauração Cerca de 70% dos portugueses prefere ir a restaurantes ao jantar, enquanto apenas 30% mostra preferência pelo horário do almoço. Os dias preferidos para a ida a um restaurante são sábados (48,8%) ou sexta-feira (22,0%). Os principais motivos de ida a um restaurante são: Passar tempo com a família/amigos (35,4%); Experimentar novas comidas (30,3%); Descontração (26,5%); Qualidade da comida (5,9%). Os principais fatores valorizados na escolha de um restaurante e gastrobar são: comida de qualidade (36,7%), preços acessíveis (23,9%) e a proximidade do local de residência (22,5%). Tecnologia na restauração Ressalta-se ainda a crescente digitalização de processos e o prolongamento da tendência dos serviços de entrega ao domicílio e de recolha no restaurante, em consequência das mudanças nos hábitos dos consumidores durante a pandemia. Neste ponto, também existem diversas oportunidades, uma vez que além do crescimento das entregas estamos diante de uma mudança comportamental dos consumidores. Dos estrangeiros, no turismo e mesmo na sociedade mais tradicional, acentua-se o crescimento neste segmento. Eu falo dessa oportunidade de investimento no turismo em Portugal neste vídeo que gravei para complementar este conteúdo, me acompanhe: Portugal como melhor destino turístico Mais uma vez, Portugal foi eleito o melhor destino turístico da Europa no World Travel Awards, a entrega de prêmios aconteceu em outubro de 2023 em Batumi, na Geórgia. Na mesma cerimônia, o país recebeu outros destaques no World Travel Awards 2023: A cidade do Porto foi distinguida como o melhor destino europeu para Escapadela Urbana; O Algarve foi vencedor do melhor destino de praia da Europa; Lisboa foi considerado o melhor destino de cidade da Europa; A Ilha da Madeira é o Melhor Destino Insular da Europa; Os Passadiços do Paiva, em Arouca (distrito de Aveiro), como melhor atração de Turismo de Aventura. Este prêmio é um reconhecimento internacional de Portugal, das empresas, dos seus trabalhadores e dos portugueses. É uma distinção que enaltece a excelência do nosso turismo. Portugal, em todo o seu território, é o melhor destino europeu. Esta premiação não é uma novidade para o país, afinal os milhões de turistas que já descobriram este destino ano a ano retornam e ampliam o dinamismo deste importante segmento da economia. Comece certo em Portugal A Atlantic Hub criou processos e jornadas que podem contribuir para ajudá-lo a criar o seu mercado em Portugal. Eu convido você a conhecer melhor como podemos ajudá-lo. O primeiro passo é estudar seu produto ou serviço em Portugal. Para isso, você precisa conhecer o nosso estudo de mercado Market Fit. O segundo passo é marcar um momento conosco para conversarmos sobre as melhores estratégias para você acessar o mercado. Tenha certeza de que você estará com quem conhece a Europa e construiu bases sólidas em Portugal. Nosso time terá o maior prazer em ajudá-lo neste processo. Venha conosco começar esta nova fase da sua vida. Nós da Atlantic Hub, queremos fazer parte desta sua nova história. Forte abraço e até o próximo artigo.

O mercado da saudade é uma oportunidade de negócio
Investir em Portugal Portugal

O mercado da saudade pode ser um bom negócio em Portugal

O mercado da saudade desponta como uma oportunidade cada vez que verificamos os números crescentes de brasileiros em Portugal. A pergunta que fica é: Será mesmo que é possível colocar um produto no mercado de Portugal para brasileiros? Neste artigo, abordamos este tema. Das memórias, nasce a saudade A palavra saudade, remete sempre a algo que nos traz memórias de experiências ou vivências. Elas podem ter sido criadas através de parentes próximos ou mesmo foram momentos e passagens marcantes em nossa vida. Nosso cérebro adora a saudade. Ele utiliza das memórias das experiências vividas para nos atualizar de que aquilo pelo qual estamos vivendo não é novidade, mas sim fruto de algo já vivenciado. Assim como eu, você já deve ter passado por aquela situação de entrar em algum restaurante e sentir o cheiro de algum alimento que imediatamente desperta em você inúmeras memórias afetivas. Dito isso, estas experiências geram memórias que criam em nós o que somos. Um ser humano é a soma de tudo que já viveu. Fica mais evidente isso porque um ser humano sem memória é quase um ser sem vida. A imigração e a saudade Se existem memórias, existe saudade. Quando migramos de um país para outro, começamos uma nova jornada de experiências em nossa vida. Podemos até dizer, que quando mudamos de país começamos a criar novas “saudades”. O processo de adaptação em um novo país passa, segundo minha própria experiência de vida, por três estágios: 1. Até 14 dias em outro país Neste estágio somos chamados de turistas. Tudo é novo, quase tudo belo e percebemos pouco o que é ruim. Este é um estado de contemplação. Muito importante para abrir a mente a uma nova cultura, mas que não desperta grandes sentimentos de saudade. É certo que neste estágio, sentimos saudade de um alimento, bebida, família ou mesmo do cotidiano que temos em nosso país. Mas como ao final do ciclo de até duas semanas voltamos a nossa casa, nada gera grandes dores emocionais. 2. Até 35 dias em outro país Neste momento, muitos começam a ter problemas. Nosso cérebro, após os 14 dias fora das nossas rotinas, começa a gerar incômodos. Segundo o livro “O poder do hábito”, depois de 21 dias, começamos a formar novos hábitos. Perda de hábitos, surgimento de novos hábitos, mecanismo cerebral da saudade a todo vapor no nosso cérebro buscando tudo que temos de emoções para nos trazer de volta a nossa vida que perdemos. Nosso cérebro evoluiu para o conforto. Ele detesta mudar seus hábitos. Tudo que gera novos hábitos, demanda uma energia imensa. Este gasto de energia, como não pode ser compensado de imediato, gera dores e desconfortos. 3. Depois de 35 dias em outro país Já passei por esta sensação duas dezenas de vezes em minha vida. Depois de 35 dias fora do país de origem, ou começamos a morar de fato neste novo local, ou simplesmente não se aguenta. Retornar é a única coisa que se deseja. Mas e se o desejo fosse justamente morar neste outro país? É justamente aqui que nasce o chamado mercado da saudade. Ele alimenta nosso cérebro das experiências fundamentais para que não percamos nossas memórias e continuemos evoluindo no novo país que escolhemos para chamar de lar. Existem oportunidades no mercado da saudade para abrir uma empresa em Portugal? Podemos dizer que uma resposta direta é sim. Existe oportunidade em abrir uma empresa neste mercado tendo como público-alvo os brasileiros residentes em Portugal. Claro que você deve estar atento a qual produto ou serviço estamos realmente falando. Nem tudo consegue ficar de pé e dar lucro apenas vendendo para brasileiros. Cabe também lembrar que não estamos distribuídos em um único lugar, na verdade, aquela brincadeira de que todo lugar tem brasileiro não é nada brincadeira. Os brasileiros em Portugal estão nos quatro cantos deste país. De Braga a Porto e Coimbra. De Lisboa a Bragança, percorrendo o país até Monsaraz e voltando para Tomar, todos os recantos de Portugal têm colônias brasileiras. Como distribuir um produto ou serviços em todo o território? Neste ponto, cabe realizar um bom estudo de mercado para definir em que local sua empresa deve focar o acesso aos consumidores e como deve ser definida a melhor forma de fazer isso. Se você ainda não conhece essa ferramenta, entenda a importância de um estudo de mercado bem feito e como ele pode ser fundamental para o sucesso do seu negócio em Portugal. Vale a pena se libertar dos produtos que já estão no mercado Gostaria de lembrar que, mesmo havendo oportunidades, não vejo que exista espaço para continuarmos tentando levar produtos brasileiros já consolidados em Portugal. Os casos mais clássicos são produtos como açaí, tapioca, pão de queijo, caipirinha, etc. É necessário mais do que um produto que seja tradicional no Brasil para que o mercado da saudade realmente gere boas oportunidades. Um exemplo que gosto de dar é o restaurante Palaphita em Cascais. Ele tem como concepção a comida brasileira, tendo um forte traço da cozinha amazônica. É um restaurante, que leva produtos brasileiros, mas que eleva sua qualidade e margem de lucro, pois justamente sai do trivial. Nasce do mercado da saudade, mas tem muito mais do que apenas a saudade como atributo. [caption id="attachment_155404" align="alignnone" width="750"] Com brasileiros por todo o país, o mercado da saudade focado em alimentação em uma boa oportunidade de negócio.[/caption] Ainda no campo dos restaurantes, as churrascarias, são outro bom exemplo de atendimento a demandas locais do Brasil, mas que ganham gosto dos europeus. Que nosso churrasco é bom, não temos dúvida, mas para que um bom churrasco saia, dependemos de bons insumos e bons churrasqueiros. Apenas uma operação de uma churrascaria já gera uma cadeia de prestadores e produtos. Essa pode ser sua próxima empresa, mas para que ela dê certo, muito planejamento ainda existe a ser feito. Para isso, conte conosco. Onde mais existe oportunidade no mercado da saudade? Apesar de muito comuns em Portugal, as cafeterias ainda são uma boa oportunidade de negócio. Com a variedade de grãos que temos no Brasil, isso pode ser um ótimo negócio desde que esteja bem alicerçado. As cervejas artesanais ainda são raras em Portugal. Um bom pub ou bistrô com cervejas artesanais e bom menu pode ofertar ao mercado justamente o que não há em Portugal. Dominado pela Super Bock e Sagres, não se acha muita variedade e quando o assunto é cervejas IPAs, por exemplo, estas marcas erram feio. Com uma população brasileira enorme, já temos mercado para estas variedades de cervejas, mas o turismo também é outro mercado enorme para estes produtos. O desafio da logística no mercado da saudade Como vimos até aqui, existe uma oportunidade inclusive com detalhes de produtos brasileiros para o chamado mercado da saudade. Este mercado é, sim, interessante, mas você deve estar atento à distribuição geográfica dos brasileiros em Portugal. Os brasileiros acabaram criando verdadeiras “colônias” em algumas cidades portuguesas. O maior exemplo é a cidade de Braga. Hoje mais de 15 mil brasileiros vivem em Braga. Por distribuição geográfica, as cidades que mais brasileiros residem são: Lisboa; Porto; Cascais; Braga. Abrir uma empresa em cidades que não têm grande expressão de brasileiros, tendo como alvo o mercado da saudade, pode não ser uma boa estratégia. Esteja atento também à concentração da população para que faça sentido sua empresa nestas cidades. É um erro acreditar que o mercado da saudade tem aderência em outras populações. Pessoas de outras nacionalidade e culturas precisariam compreender e fazer experiências do que são produtos brasileiros. Eles podem, sim, ser consumidores, mas antes, precisariam conhecer do que estamos falando e como podem até mesmo utilizar estes produtos. A comunidade brasileira não para de crescer em Portugal Dados do SEF de Portugal (Órgão que atua no controle migratório em Portugal), de setembro de 2023, apontam que oficialmente os brasileiros bateram a marca de 390 mil moradores oficiais em Portugal. Sendo dados oficiais 390 mil, podemos dizer sem margem de erro que já somos efetivamente mais de 600 mil, porém algumas estimativas apontam para mais de 700 mil. Esse número, em constante crescimento há pelo menos dez anos, não parece arrefecer. Em outras estimativas, estudos de projeção apontam que em meados de 2030, seremos mais de um milhão. Brasileiros já somam o maior contingente de um país individualmente em Portugal, mas sem dúvida tendo este número em constante aumento, estamos mesmo vendo Portugal se tornar um pedaço do Brasil. O ponto, porém, é que Portugal não é e nunca será o Brasil. E aqui é que nasce uma enorme oportunidade de negócio neste mercado. Com estimativas de cerca de um milhão de pessoas, muitos produtos e até serviços começam a ter viabilidade econômica e podem tornar-se mais populares, inclusive na população mais tradicional. Comece certo em Portugal A Atlantic Hub criou processos e jornadas que podem contribuir para ajudá-lo a criar o seu mercado em Portugal. Eu convido você a conhecer melhor como podemos ajudá-lo. O primeiro passo é estudar seu produto ou serviço em Portugal. Para isso, você precisa conhecer o nosso estudo de mercado Market Fit. O segundo passo é marcar um momento conosco e conversarmos sobre as melhores estratégias para você acessar o mercado. Tenha certeza de que você estará com quem conhece a Europa e construiu bases sólidas em Portugal. Nosso time terá o maior prazer em ajudá-lo neste processo. Venha conosco começar esta nova fase da sua vida. Nos, da Atlantic Hub, queremos fazer parte desta sua nova história. Forte abraço e até o próximo artigo.

Guias e dicas sobre a Europa

Mais dicas sobre

Portugal

Mais dicas sobre

Espanha

Mais dicas sobre

Itália

Mais dicas sobre

França

Mais dicas sobre

Inglaterra

Mais dicas sobre

Alemanha

Mais dicas sobre

Irlanda

Mais dicas sobre

Outros países
Conteúdo exclusivo da Europa no seu email!
Receba na sua caixa de entrada os artigos, notícias e colunas da sua preferência para mergulhar no mundo europeu e preparar sua mudança!
Assine já nossa Newsletter