Doutorado em Portugal: bolsas, modalidades e como candidatar

Portugal  / 

O Doutorado em Portugal é quase o grau máximo de especialização de um estudante, depois que passou pela graduação e pelo mestrado. E o país é uma ótima escolha para aprofundar os estudos, com universidades internacionalmente reconhecidas e tradicionais, que oferecem mais de 700 programas de doutorado em Portugal. As universidades de Lisboa, do Porto, Aveiro, Coimbra e Minho com frequência então nos rankings das melhores do mundo. Se você está interessado em ir adiante na sua formação, siga na leitura deste artigo e boa sorte!

Pensando em se mudar para Portugal? Conheça o nosso Guia

Venha morar em Portugal sem complicações nem imprevistos com a orientação do nosso guia Como Morar em Portugal.


Num só lugar você vai encontrar o passo a passo para conseguir trabalho em Portugal, cidadania ou visto, saber os documentos obrigatórios, tudo sobre custo de vida, educação, as melhores cidades para morar e muito mais.

AMOSTRA GRÁTIS »

Como fazer Doutorado em Portugal?

Quem possui um grau de mestre pode se candidatar a uma vaga em um Doutorado em Portugal, que também é conhecido como curso de 3º ciclo. Alguns estudantes com um currículo escolar especialmente relevante pode tentar sem ter um mestrado, apenas com o grau de licenciado. Mas vai depender da universidade e dos critérios de cada curso.

Antes de se candidatar, é preciso pesquisar um pouco entre as universidades os cursos que elas oferecem e quais possuem afinidade com as pesquisas que você já desenvolve. Dependendo da sua área, há centros de referência que valem mais a pena.

A importância da afinidade do tema com a instituição

Um estudante de História das Américas, por exemplo, deve procurar entre as faculdades de história ou áreas afins aquelas que atuam na linha de pesquisa do seu interesse, com professores que realizem trabalhos e artigos acadêmicos próximos do seu tema de estudos. Vale a pena entrar em contato por e-mail com algum professor ou com a coordenação para obter mais informações e entender se faz sentido entrar no processo seletivo.

Esta afinidade com os professores e com as linhas de pesquisa amplia as chances de ser aceito no Doutorado em Portugal de seu interesse.

Doutoramento ou Doutorado em Portugal: é a mesma coisa?

Exatamente! Enquanto no Brasil se fala em Doutorado, em Portugal costuma-se usar a palavra Doutoramento ou curso de 3º ciclo para designar a formação que vem geralmente depois do grau de mestre. É bastante útil saber essa denominação para realizar uma busca mais eficiente nos sites das universidades portuguesas, para obter todas as informações para avançar nos seus estudos.

Como se candidatar?

A candidatura aos programas de Doutorado em Portugal costuma ser realizada diretamente no site da faculdade na universidade que o aluno pretende frequentar. Por exemplo, dentro na Universidade de Coimbra temos várias faculdades, como Letras, Psicologia, Direito, Economia e outras.

Às vezes, uma faculdade oferece vários doutorados. E cada curso de doutorado tem seu sistema e divulga seu processo seletivo, com os prazos, documentos necessários, critérios de seleção e outras informações.

O primeiro passo é verificar os prazos de inscrição. Geralmente iniciam em fevereiro ou março, mas alguns cursos abrem vagas ao logo de todo o ano. Lembrando que, em Portugal, o primeiro semestre letivo começa em meados de setembro e vai até o início de fevereiro; o segundo semestre vai do início de fevereiro até o final de julho. São datas aproximadas, mas já servem como uma referência para quem vai tentar o Doutorado em Portugal.

Veja todos os detalhes ao ano letivo em Portugal neste artigo.

Documentos solicitados para concorrer ao doutorado

De forma geral, os seguintes documentos são solicitados nas seleções de Doutorado em Portugal:

  • Cópia do passaporte;
  • Cópia dos diplomas e históricos escolares de graduação e mestrado;
  • Currículo profissional com data e assinatura;
  • Projeto de pesquisa que se pretende desenvolver;
  • Alguns cursos solicitam uma carta de motivação, falando sobre sua trajetória acadêmica e explicando porque deseja estudar naquele curso e naquela universidade;
  • Há cursos que pedem a cópia de artigos acadêmicos já publicados pelo candidato;
  • Termo de Aceitação assinado pelo orientador ou orientadores, se comprometendo com a mentoria do estudante no doutorado;
  • Comprovante de pagamento da taxa de inscrição, que pode variar de 40€ e 120€, dependendo do programa e da instituição de ensino.

Importante: em alguns processos de candidatura você já pode se candidatar nesta fase a bolsas de estudo para o Doutorado em Portugal.

Passo a passo da seleção para o Doutorado em Portugal

  1. Visite o site da universidade onde você pretende se inscrever e veja todos os prazos e documentos necessários;
  2. Confirme se você e seu projeto atendem aos requisitos de entrada antes de iniciar o processo;
  3. Verifique a taxa de candidatura do curso e também se você tem como pagar as taxas e propina do curso (valor anual);
  4. Pague a taxa de inscrição e realize o envio dos documentos online ou na forma solicitada pelo curso;
  5. Acompanhe o processo online, se a instituição o disponibilizar, ou então aguarde o contato da para agendamento da entrevista com o coordenador do curso escolhido. Não se preocupe, pois ela pode ser realizada via Skype ou pessoalmente. Aproveite para esclarecer dúvidas sobre curso também;
  6. Se for aprovado, você receberá um aviso, geralmente por email, e uma Carta de Aceitação. Ela pode ser utilizada para obter visto de estudante e alugar uma moradia;
  7. A matrícula pode ser realizada na primeira semana de aula. É importante que todos os seus diplomas brasileiros estejam validados com a Apostila de Haia, realizada em cartórios brasileiros.

Atenção: há taxas que podem ser cobradas ao longo do curso, como a emissão do diploma de Doutorado, que pode custar por volta de 400€.

Quanto custa em média um Doutorado em Portugal?

Há universidades públicas e provadas que oferecem custos de Doutorado em Portugal. Um ponto interessante é que em Portugal as instituições públicas não são gratuitas, possuem mensalidades/anuidades, que são bem mais baratas que as universidades privadas. A mensalidade, em muitos sites portugueses, é chamada de propina – que tem um significado bem diferente no Brasil.

O preço do curso também varia de acordo com a área acadêmica, se ela tem muitas aulas que exigem laboratório e experimentos complexos ou se o curso é muito requisitado. Neste sentido, cursos de Arte e Humanidades, Ciências Sociais e Ciências da Comunicação podem sair mais barato do que um doutorado nas áreas de Ciências Químicas, Administração, Veterinária.

Valores

Há cursos que chegam a 12 mil euros, mas vamos trazer aqui valores médios. Em linhas gerais, um curso de Doutorado em universidades públicas (como a Universidade do Porto, Universidade Nova de Lisboa e Universidade de Coimbra) podem custar por ano os valores a seguir:

  • Para estudantes de nacionalidade portuguesa ou da União Europeia: 1.300€ a 3 mil €;
  • Para estudantes internacionais: 3 mil € a 8.500€;
  • Para estudantes internacionais dos países CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa): 1.300€ a 3 mil €. Vamos explicar mais adiante como esta redução beneficia brasileiros.

Já a taxa anual para o doutorado em instituições privadas (a exemplo da Universidade Católica Portuguesa e Universidade Autônoma de Lisboa) custa em média de 3.200 €a 3.600€.

Lembrando que o doutorado em Portugal dura 3 anos, então é preciso prever pelo menos o triplo destas anuidades no orçamento.

Estes valores anuais podem ser pagos de uma vez, na inscrição. Algumas faculdades oferecem um parcelamento em 6 ou 10 prestações. Às vezes, a anuidade é mais alta no primeiro ano do curso e diminui um pouco nos seguintes, conforme o número de disciplinas cursadas vai sendo reduzido.

Quer saber como morar, trabalhar ou estudar tranquilamente em Portugal?

A Atlantic Bridge é o parceiro que nós recomendamos para ajudar a planejar e concretizar o seu sonho de vir para Portugal.

SABER MAIS »

Saiba qual o custo de vida em Portugal para se planejar.

Doutorado Portugal

Doutorado sanduíche em Portugal

Esta é uma das maneiras menos complicadas de estudar no Doutorado em Portugal e eu recomendo muitíssimo esta experiência acadêmica. No meu caso, fiz doutorado sanduíche na França. Foi, sem dúvida, a melhor escolha que eu poderia ter feito! Certamente, vale a pena em Portugal também.

O que é

O doutorado sanduíche é um programa de estudos em que o aluno de doutorado no Brasil realiza parte de sua pesquisa em uma universidade no exterior. Depois, ele retorna ao Brasil e conclui sua tese a ser defendida. Como o período no exterior fica entre as etapas no Brasil, chama-se sanduíche.

O estudante geralmente está apto a tentar um doutorado sanduíche após um ou dois anos cursando o doutorado no Brasil. O sanduíche pode durar poucos meses, um ano ou um pouco mais de tempo.

Objetivos

A proposta é realizar um intercâmbio de ideias para enriquecer a tese de doutorado, entrando em contato com pesquisadores experientes de outro país em aulas, atividades práticas e colaborações em artigos científicos.

O doutorado em Portugal nesta modalidade também pode ajudar a acelerar uma pesquisa que necessite de recursos e laboratórios que não estão disponíveis no Brasil, por exemplo. Ao mesmo tempo, para a faculdade portuguesa, é uma oportunidade de ampliar seu conhecimento sobre temas e outras práticas.

Como realizar

E como aproveitar tudo isso? Primeiro é preciso estar cursando regularmente um doutorado no Brasil. Será necessária a concordância do orientador do Brasil e justificar a relevância de sair do país para a execução da pesquisa, além de se vincular a um curso de Doutorado em Portugal que faça sentido para a pesquisa realizada.

Há muitas universidades brasileiras bem conceituadas que possuem parcerias com instituições portuguesas de ensino e pesquisa. Isso pode facilitar na prática o processo de intercâmbio e até isentar o aluno do pagamento de taxas – ou, pelo menos, reduzi-las.

O processo normalmente é intermediado pela instituição do Brasil. Em alguns casos, o estudante precisa fazer uma matrícula no Doutorado em Portugal escolhido, para ser considerado aluno por lá.

Vale ressaltar que o estudante não necessariamente vai obter um diploma de doutor na instituição portuguesa e brasileira. Há um processo específico para obter um duplo diploma. O que costuma acontecer na maioria das vezes é o aluno defender a tese no programa de doutorado brasileiro e, tanto no diploma como no currículo lattes, constar a menção do doutorado sanduíche.

Saiba mais sobre intercâmbio em Portugal.

Doutorado em Portugal à distância

Esta não é uma modalidade comum nos programas de doutorado em Portugal das grandes universidades. É provável, contudo, que se encontre esta opção em algumas universidades. No geral, as aulas, atividades e laboratórios acontecem nos dois primeiros anos de forma presencial. As horas de aula são contabilizadas para que a formação seja validada no histórico escolar e no diploma.

O que pode ocorrer é, já no final do Doutorado em Portugal e na fase de escrita da tese, que as orientações possam ser à distância. Afinal, tratam-se de conversas com o professor tutor, indicações de bibliografia, sugestões de abordagem e a leitura dos capítulos da tese que podem ser feitas online. Tudo sempre de acordo com a instituição de ensino e com o professor.

Confira mais informações gerais sobre pós-graduação em Portugal.

Bolsas para Doutorado em Portugal

As bolsas de estudo possuem diversas modalidades. A maioria isenta o aluno do pagamento de mensalidade no Doutorado em Portugal e pode adicionar uma ajuda de custo, para aluguel e despesas pessoais. A principal dica é consultar os editais das bolsas regularmente e com atenção em cada site.

Bolsas integrais Capes e CNPq

Atualmente, as instituições que fomentam a pesquisa no Brasil passam por um período turbulento, com cortes de verba e falta de incentivo em geral. O CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e a CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) são as principais que oferecem bolsas de doutorado no exterior integrais.

As bolsas contemplam um valor mensal para que a pessoa se mantenha no país, um auxílio-instalação que permite o pagamento do primeiro aluguel, um seguro saúde e uma quantia adicional em cidades com custo de vida elevado (Portugal não está nesta lista).

Você pode fazer a busca no site da CAPES e do CNPq para ver se possuem editais de bolsas abertos.

Bolsa sanduíche

Para quem já cursa um doutorado no Brasil e deseja passar um período em Portugal, o primeiro passo é conversar e se informar com seu professor orientador no Brasil, que já poderá dar alguns atalhos e facilitem a busca.

Quem estuda em universidades do Brasil com um alto conceito CAPES, de 4 a 6, pode conseguir uma bolsa sanduíche com apoio da universidade e do professor orientador. Quem já tem alguma bolsa de estudos pode ter o processo facilitado. Algumas abrem editais ou também é possível submeter propostas no site da CAPES (ver em Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior ou PDSE) ou do CNPq, que são federais.

Há também agências de fomento estaduais. Em São Paulo, a conceituada Fapesp também viabiliza esse tipo de bolsa sanduíche no exterior. Na grande maioria dos casos, consegue quem já é bolsista regular de doutorado da Fapesp, bastando fazer uma solicitação no sistema deles e entrar em um processo seletivo.

Além do mais, muitas universidades já possuem parcerias próprias que podem incluir outras instituições de fomento ou acordos com faculdades portuguesas que viabilizam o intercâmbio de estudantes brasileiros interessados no Doutorado em Portugal.

Erasmus Mundos no Brasil

Outra possibilidade é tentar uma bolsa Erasmus, que é um programa europeu criado para estimular o intercâmbio entre culturas por meio do ensino. Confira nosso artigo sobre o Erasmus Mundos e conheça melhor este programa de intercâmbio. E acesse o site Erasmus Mundos no Brasil para conferir as bolsas disponíveis.

Fundação para a Ciência e a Tecnologia

A FCT em Portugal pode ser outro canal para quem procura bolsas de doutorado. Eles abrem anualmente seleções e os interessados podem enviar seus projetos de estudo e pesquisa, além de currículo acadêmico e profissional. Podem concorrer portugueses, pessoas com cidadania portuguesa e brasileiros, graças ao Estatuto de Igualdade de Direitos e Deveres.

Bolsas das próprias universidades portuguesas

Muitas instituições oferecem bolsas para os melhores classificados. A Universidade de Lisboa (UL) e outras instituições também disponibilizam incentivos para receber estudantes, como bolsa de doutoramento própria. Desde 2015, a UL lançou este programa e, entre este ano e 2018, disponibilizou 225 bolsas a doutorandos de diferentes áreas. Veja aqui mais informações no site da Universidade. Lembrando que outras instituições também podem contar com seus próprios programas de bolsas, então não deixe de navegar detalhadamente nos sites.

CPLP

Os valores também consideram o país de origem do aluno, pois alguns são subsidiados ou recebem incentivos. É o caso, em algumas instituições, para quem vem da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), como é o caso do Brasil. Pode haver, neste caso uma redução de 50% no valor do curso, o que é uma ótima notícia. Por isso, é necessário que você visite o site da faculdade de seu interesse para se informar com maior precisão, procurando pela Tabela de Propinas.

Também vale consultar as bolsas disponíveis para cidadãos pela própria CPLP, que beneficiam brasileiros. Qualquer pessoa que tenha a nacionalidade de um dos países do grupo pode se candidatar às bolsas, incluindo para Doutorado em Portugal.

Já fizemos um artigo sobre bolsas de estudo CPLP, confira.

Outras instituições que oferecem bolsas

Listamos outras organizações conhecidas que também podem ajudar você a financiar o Doutorado em Portugal e se manter no país. São muitos os critérios, mas costuma pesar a relevância do projeto e a afinidade do tema com o propósito das instituições envolvidas. Regularmente estes sites publicam novas ofertas de bolsas:

Não deixe de ler o artigo sobre estudar em Portugal de graça.

Doutorado em Portugal e os brasileiros

Graças a um idioma muito atrativo para os brasileiros e outros fatores, temos visto um crescimento muito expressivo de estudantes brasileiros em Portugal. Mais de 500% a mais entre 2005 e 2018, passando de 1907 para mais de 12 mil alunos. As universidades mais procuradas são a de Coimbra (hoje com 2 mil brasileiros em vários cursos e níveis), seguida pelas universidades do Porto, de Lisboa e do Minho.

Entre os cursos mais procurados pelos brasileiros em Portugal está a Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, na qual mais de 68% dos alunos de doutorado são brasileiros.

Veja como é estudar Direito em Portugal.

Há descontos para brasileiros?

Sim. Muitos brasileiros se beneficiam das condições facilitadas para os cidadãos da CPLP e também do Tratado de Amizade, Cooperação e Consulta que conferiu, em 2000, igualdade de condições entre portugueses e brasileiros. E isso é muito importante, uma vez que os estrangeiros de outras localidades podem pagar até o dobro no valor das anuidades no Doutorado em Portugal.

Algumas excelentes universidades que oferecem desconto da CPLP ou outros incentivos para brasileiros:

Seguro Viagem Portugal é obrigatório

Para quem pensa em estudar em Portugal ou planeja apenas uma viagem de férias, é preciso considerar que o seguro viagem é obrigatório para entrar no país. Pesquise planos com preços reduzidos utilizando nosso comparador de seguros viagem, com proteções importantes em caso de mala perdida, reembolso das despesas com emergências médicas e odontológicas e mais.

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autores

Luciana Andrade é jornalista, doutora em história, cursa especialização em marketing digital e não cansa de aprender coisas novas. À frente da Flows Conteúdo & Comunicação, escreve para diversos sites e clientes corporativos. Já morou em cinco cidades - no Brasil e na França - e está sempre planejando a próxima viagem.

Amanda é brasileira, jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Mora desde 2014 em Portugal. Escreve para seu site Vagas pelo Mundo sobre oportunidades de emprego, a experiência de morar fora, bolsas de estudo e vistos para morar no exterior.