Custo de vida em Lisboa: saiba quanto é preciso para viver na cidade

Portugal  / 

Com sua rica história, economia aquecida e bons índices de segurança, a capital de Portugal tem ganhado destaque como um destino popular, especialmente entre os brasileiros. Mas, com este crescente interesse, veio também o aumento do custo de vida em Lisboa, principalmente no quesito aluguel. Por isso, se você está pensando em se mudar para Portugal, neste artigo vamos detalhar todos os gastos que você precisará considerar para viver na capital portuguesa.

Pensando em se mudar para Portugal? Conheça o nosso Guia

Venha morar em Portugal sem complicações nem imprevistos com a orientação do nosso guia Como Morar em Portugal.


Num só lugar você vai encontrar o passo a passo para conseguir trabalho em Portugal, cidadania ou visto, saber os documentos obrigatórios, tudo sobre custo de vida, educação, as melhores cidades para morar e muito mais.

AMOSTRA GRÁTIS »

Tudo sobre o custo de vida em Lisboa

De acordo com o estudo global sobre o Custo de Vida de 2019 da Mercer (Cost of Living Survey), apesar de Lisboa ter caído duas posições no ranking, em relação a 2018, a capital portuguesa ainda é a 95ª cidade mais cara do mundo em termos de custo de vida.

Bairro da Alfama em Lisboa

Mas, em comparação às demais capitais europeias, morar em Lisboa é consideravelmente mais barato do que morar em Berlim, em Milão, em Paris ou em Madrid, por exemplo.

Principais despesas do custo de vida em Lisboa

Como falamos, a crescente quantidade de pessoas que escolhem a capital portuguesa para viver tem impactado diretamente no custo de vida em Lisboa. Confira os custos relacionados a despesas com aluguel, alimentação, transporte, serviços e lazer na cidade. Os dados são dos sites Numbeo e Expatistan.

Aluguel

Definitivamente o aluguel aumentou em Lisboa, e essa será a sua maior despesa ao decidir morar na cidade. Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), a capital portuguesa apresentou o valor de aluguel mensal mais elevado do país, praticamente o dobro da média nacional.

Localização e número de quartos do apartamento Custo
Apartamento (1 quarto) no Centro da Cidade 871,79€
Apartamento (1 quarto) Fora do Centro 600,84€
Apartamento (3 quartos) no Centro da Cidade 1.692,21€
Apartamento (3 quartos) Fora do Centro 1.085,61€

Alimentação

A alimentação em Lisboa é muito acessível, principalmente se você morar perto de um bom supermercado, que é o que não falta na cidade. As redes Continente, Pingo Doce e Lidl têm produtos excelentes e preços super competitivos em Portugal, principalmente se você optar pelos produtos de marca branca.

Alimentos Preço
Leite (normal, 1 litro) 0,65€
Pão Branco Fresco (500g) 1,13€
Arroz branco (1kg) 0,91€
Ovos (1 dúzia)  1,71€
Queijo Regional (1kg) 7,64€
Peito de Frango (1kg) 5,12€
Bife ou carne vermelha equivalente (1kg) 9,31€
Maçãs (1kg) 1,52€
Batata (1kg) 1,02€
Cebola (1kg) 1,05 €

Já se você precisar comer fora, o custo de vida em Lisboa aumenta um pouco. A média de preços não fica abaixo dos 8,50€ em restaurantes econômicos e 10€ em restaurantes médios.

Serviços (água, gás, eletricidade e internet)

Os serviços públicos (água, gás, eletricidade e internet) também são uma parte considerável do custo de vida em Lisboa. Porém, tenho aqui que dizer que é um dinheiro muito bem pago, principalmente em comparação com o Brasil, onde se paga caro e muitas vezes não há eficiência no serviço.

Despesas Preços
Básicos (eletricidade, aquecimento, arrefecimento, água, lixo) em apartamento de 85m2  93,60€
1 min. de telefone pré-pago para chamada local (sem descontos ou planos) 0,22€
Internet (60 Mbps ou mais, dados ilimitados, Cabo/ADSL) 32,69€

Esses gastos ainda podem variar por pessoa e tamanho da residência em você vai morar.

Transporte

Também é importante considerar os gastos com transporte no cálculo do custo de vida em Lisboa. Apesar de os valores serem razoáveis, se você morar distante do trabalho (o que é a opção de muita gente para diminuir os custos com moradia), isso pode fazer diferença no seu orçamento.

Uma passagem de transporte público em Lisboa (válida para ônibus, trem, bonde ou ferry) custa 1,65€ e você pode obter um passe mensal por 35€. Mesmo que você não precise de um passe mensal, não deixe de adquirir um cartão Viva Viagem recarregável para pagar a tarifa mais barata. Sem esse cartão, você pagará quase o dobro nas locomoções.

Transporte em Lisboa

Táxis, Ubers e outros aplicativos nesse estilo também são acessíveis. Uma viagem de 9 km da Praça do Comércio ao Aeroporto de Lisboa, por exemplo, custaria cerca de 10€. Além disso, Lisboa é muito segura e também uma cidade pequena (para os padrões brasileiros), sendo fácil se locomover a pé.

Lazer

Morar em Lisboa e não curtir tudo de bom que a capital portuguesa tem a oferecer é mesmo um desatino. Portanto, ao considerar o custo de vida em Lisboa, também é preciso levar em conta os itens de lazer.

Atrações Custo
Academia (1 adulto/mês) 34,37€
Oceanário de Lisboa (entrada adulto) 17,10€
Cinema, Lançamento Internacional 7,00€
Cerveja de meio litro em um bar da vizinhança 2,23€

Resumo do custo de vida em Lisboa

Para você ter uma ideia de quanto é o total do custo de vida em Lisboa, fizemos um resumo com os principais valores médios gastos em um mês para um casal. Aqui estão incluídas apenas as despesas básicas. No entanto, destacamos que esses valores são bem pessoais e podem variar conforme seu estilo de vida.

Despesas Preços
Aluguel (apartamento de 1 quarto)  700€
Despesas fixas (água, luz, telefone, gás, internet) 150€
Alimentação (supermercado) 300€
Lazer (cinema, shows, passeios) 200€
Transporte 70€
Total para um casal 1.420€

Comparação do custo de vida com o Porto e interior de Portugal

Quem não está disposto ou não consegue mesmo pagar pelo custo de vida em Lisboa, pode optar por cidades próximas, como Setúbal e Cascais, ou até mesmo municípios menores do país.

O custo de vida no Porto, por exemplo, é 7% mais baixo do que em Lisboa. Já em Braga, é 18% a menos mais barato para viver.

Salário médio e mínimo em Lisboa

Portugal tem alguns dos salários mínimos mais baixos da Europa, na casa dos 600€ (2019). Já em Lisboa, o salário líquido mensal (após o desconto de impostos) é de, em média 915,38€.

Quer saber como morar, trabalhar ou estudar tranquilamente em Portugal?

A Atlantic Bridge é o parceiro que nós recomendamos para ajudar a planejar e concretizar o seu sonho de vir para Portugal.

SABER MAIS »

Vale a pena viver em Lisboa?

De uma forma geral, pode parecer barato morar em Lisboa, mas lembre-se de que esse valor é bem próximo do salário mínimo na cidade. Além do mais, lembre-se de que essa é uma estimativa de custo médio de vida no “melhor cenário” e com as coisas mais básicas necessárias. Ao adicionar gastos com roupas, calçados, saúde e etc, este custo pode disparar.

Portanto, se você deseja morar em Lisboa, é importante que você se planeje com antecedência e veja as melhores opções para você.

Se morar em Portugal está nos seus planos, não deixe de ler o ebook Como Morar em Portugal. Com ele você confere dicas imperdíveis em um conteúdo exclusivo desenvolvido especialmente para tirar suas dúvidas.

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autor

Andréia é brasileira, jornalista e consultora de viagens. O seu interesse por lugares, culturas, comidas locais, cafés alternativos e cidades antigas beira ao vício, e por isso ela resolveu unir suas duas paixões: viagens e escrita, para inspirar, ensinar e informar que o mundo é mais acessível e seguro do que a gente pensa, e muito mais maravilhoso do que a gente jamais poderia imaginar!