Terra de Cristiano Ronaldo e de belezas exuberantes, a Ilha da Madeira é um lugar bem convidativo para quem deseja morar em Portugal ou até mesmo fazer turismo. Praias lindas, cachoeiras, mirantes e cidades com uma excelente infraestrutura.

Neste artigo, vou te contar como é morar em um dos lugares mais deslumbrantes de Portugal, como é mercado de trabalho e custo de vida. Por fim, uma entrevista exclusiva com brasileiros que moram na Madeira.

Como é morar na Ilha da Madeira?

Morar na Ilha da Madeira é como morar no paraíso. Afinal, estar cercado de tanta beleza natural é uma das coisas mais agradáveis que se pode ter na vida. Sua floresta é foi declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Duas coisas que você com certeza terá ao morar na Madeira é qualidade de vida e segurança. Aliás, se decidir morar em Portugal, com certeza terá essas duas coisas, independente do local. As ruas da Madeira também impressionam pela limpeza impecável, é bem mais limpo inclusive que Portugal Continental.

Onde está localizada a Ilha da Madeira?

Como o próprio nome já diz, a Ilha Madeira se trata de um arquipélago localizado a 1.000 km de distância de Portugal, país a qual pertence.

Para facilitar o entendimento da localização, se você traçar uma linha reta no mapa, vai ver que ela fica na altura do Marrocos.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Quer morar em Portugal com segurança e qualidade de vida?

Recomendamos a assessoria boutique da Atlantic Bridge, para quem deseja ir para Portugal de forma planejada, sem contratempos e com a segurança de ser acompanhado pelos profissionais mais experientes do mercado.

Saber Mais →

Como chegar na Madeira?

Só existem duas maneiras de chegar na Ilha da Madeira: cruzeiro marítimo ou avião.

No dia 24 de maio de 2021, realizei uma simulação na Logitravel para verificar média de preços praticados nos cruzeiros marítimos. Sendo um cruzeiro, isso significa que passa por vários lugares diferentes, sendo Funchal, a capital da Ilha da Madeira, apenas um deles. E claro, é completamente turístico.

Cruzeiro Tempo Preço
Lisboa a Santos (Brasil) 17 dias 539€ a 819€ + 250€ de taxa
Portugal e Espanha 10 dias 767€ a 1.852€ + 103€ de taxa

A maneira mais comum de chegar na Madeira é por via aérea, pelo Aeroporto Internacional Cristiano Ronaldo. Sim, leva o nome do astro do futebol português.

As principais companhias aéreas que realizam voos diários para a Madeira são a TAP e a easyJet. No dia 24 de maio de 2021, fiz uma simulação em ambos para verificar o valor médio cobrado, considerando apenas a ida de Lisboa para Funchal no dia 1 de julho de 2021:

Companhia aérea Valor
TAP 205€ a 303,47€
easyJet 35,99€ a 79,99€

Os residentes legais da Ilha da Madeira podem ter desconto na passagem aérea devido ao subsídio social de mobilidade que foi publicado no Decreto-Lei n.º 134/2015. O valor do subsídio entre a Madeira e o Continente, varia por tipo de passageiro, sendo:

Residente habitual 86€
Estudantes 65€

Na hora da compra da passagem é preciso inserir o NIF – Número de Identificação Fiscal, que vai comprovar ser residente da ilha e o pedido de reembolso pode ser feito no dia seguinte da viagem ou até 90 dias após. Caso a compra seja com cartão de crédito, o pedido do reembolso pode ser realizado a partir de 60 dias após a compra da passagem ou até 90 dias após a viagem.

O que ninguém te conta sobre o aeroporto da Madeira: o vento forte é constante e é pode acontecer do avião arremeter ou ter que retornar para o aeroporto de Lisboa pela instabilidade na hora do pouso. As aterrissagens difíceis são comuns nesse aeroporto, mas não há registro de acidentes.  Para quem tem medo de voar, um pouco de calma é necessário para o pouso na Madeira.

Custo de vida na Madeira

O custo de vida na Ilha da Madeira pode variar de acordo com cada pessoa ou família, mas dá para ter uma ideia dos preços médios para você poder calcular o seu próprio gasto mensal.

No dia 24 de maio de 2021, fiz uma simulação no banco de dados colaborativo Numbeo, considerando a cidade Funchal, a maior da Ilha da Madeira.

Custos de aluguel na Madeira

Apartamento Valor
T1 – 1 quarto no centro da cidade 597€
T1 – 1 quarto fora do centro 446€
T3 – 3 quartos no centro da cidade 940€
T3 – 3 quartos fora do centro 650€

Veja também os valores médios por metro quadrado para comprar casa no Funchal. (Sim, no Funchal. Quem mora na capital da Madeira, diz que mora NO Funchal e não EM Funchal).

Preço por metro quadrado para comprar apartamento Valor
No centro da cidade 2.133€
Fora do centro 1.332€

Para encontrar casas para alugar ou comprar na Ilha da Madeira, você pode pesquisar em diretamente nas imobiliárias ou sites especializados em imóveis em Portugal como:

Gatos médios com a casa

Além do aluguel também é preciso considerar os custos com a casa, são eles:

Básico (eletricidade, aquecimento, água) para apartamento de 85m2 91€
Tarifa de celular por minuto 0,22€
Internet e TV 35€

Conheça 17 curiosidades sobre as casas em Portugal.

Custos de alimentação na Madeira

A seguir apresentamos os valores de alguns alimentos, mas aconselho a simular uma compra mensal nos principais supermercados de Portugal.

Item Preço
Leite (1 litro) 0,62€
Pão de forma (500g) 1,37€
Arroz (1kg) 0,83€
Ovos (dúzia) 2,53€
Queijo Local (1kg) 7,25€
Filé de Frango (1kg) 4,92€
Carne vermelha (1kg) 7,50€
Maçãs (1kg) 1,40€
Banana (1kg) 1,30€
Laranjas (1kg) 1,02€
Tomate (1kg) 1,45€
Batata (1kg) 0,91€
Cebola (1kg) 1,19€
Alface (1 molho) 1,33€
Água (garrafa de 5 litros) 0,95€
Garrafa de vinho (gama média) 2,75€
Cerveja nacional (500 ml) 1,04€
Cerveja Importada (330 ml) 1,57€

Custos de transporte

Existem três empresas de transporte público na Ilha da Madeira para atender as rotas urbanas e intercidades, são eles: SAM, Rodoeste e Horários do Funchal.

Empresa Bilhete único Passe mensal
SAM 2,75€ a 4€ 30€ a 40€
Rodoeste 2,20€ a 6€ 30€ a 40€
Horários do Funchal 1,35€ (pré-comprado)

1,95€ (a bordo)

22,50€ a 35€

*Valores pesquisados nos sites oficiais das empresas de transporte.

Para quem pretende comprar carro em Portugal, vale considerar que o preço da gasolina é em média 1,51€/litro.

Gastos com lazer na Madeira

Admirar toda a beleza da Ilha da Madeira não custa nada, mas preparei uma lista de gastos com lazer na Madeira, como comer fora, ir ao cinema, tomar uma cervejinha no bar, curtir um dia de praia, fazer trilhas, entre outros.

Item Preço
Academia de ginástica 43€
Cinema (bilhete único) 7€
Refeição, restaurante barato 6,50€
Refeição para 2 pessoas, restaurante de gama média, três pratos 32,50€
Cerveja doméstica (500 ml) 2€
Cappuccino 1,47€
Refrigerante 1,20€
Água 1,10€
Jardim Monte Palace Madeira (bilhete único) 12,50€
Jardim Botânico (bilhete único) 6€
Aluguel de prancha Stand Up Paddle (1 hora) 15€
Aluguel de prancha de surf (dia inteiro) 30€
Aulas de surf (pacote de 5 aulas) 225€
Praias gratuitas
Trilhas e mirantes gratuitas
Cachoeiras gratuitas

Vale a pena salientar que, apesar das praias serem gratuitas, há também complexos balneares pagos para quem não quer ir para as praias (que são de pedra). Os ingressos não são caros, e os mais famosos são:

  • Lido;
  • Ponta Gorda;
  • Doca do Cavacas;
  • Piscinas Naturais do Porto Moniz.

Custo médio de viver na Madeira

Agora que você já sabe as médias dos valores praticados, vamos ao custo de vida médio para viver na Ilha da Madeira pensando em um casal sem filhos.

Item Valor
Aluguel 550€
Contas de casa 90€
Alimentação 180€
Transporte 80€
Lazer 200€
Total 1.100€

Mercado de trabalho na Madeira

O mercado de trabalho na Madeira é bom para as áreas de construção civil e turismo em geral (hotelaria, restaurantes, bares e agências). Contudo, o inglês é o mínimo para todas as áreas. Os profissionais que falam um terceiro idioma acabam tendo um diferencial.

Para quem busca oportunidades em outras áreas, melhor seria pensar nas principais cidades de Portugal com a capital Lisboa ou o Porto. Conheça os desafios do mercado de trabalho para brasileiros em Portugal.

Salário na Ilha da Madeira

Os salários da Ilha da Madeira não mudam tanto quando comparado ao resto do país. Porém, o salário mínimo da Ilha difere do Continente, sendo 682€, 17€ a mais que o salário mínimo de Portugal Continental. Já o salário líquido médio da Madeira é de 918€.

Principais atrativos da Madeira

O que não falta são atrativos para te deixar completamente apaixonado pela Madeira.

Praias diversas

Estamos falando de um arquipélago e o que não falta na Ilha da Madeira são as praias. Há opção para todos os gostos, da família aos surfistas.

Trilhas e mirantes

Prepare sua resistência física para percorrer as várias trilhas da ilha, passando por mirantes de tirar o fôlego.

Câmara dos Lobos Ilha da Madeira

Cachoeiras

Impossível se deparar com uma cachoeira e não querer tomar aquele banho que costuma lavar a alma (mesmo com a água bem gelada). Existem várias cachoeiras lindas na ilha.

Esportes de aventura

A Ilha da Madeira é convidativa para praticar os esportes de aventura como, por exemplo, escalada, canyoning (rapel na cachoeira), BTT, parapente e asa delta.

Passeios de barco e mergulho

Aproveite para fazer um passeio de barco para observar várias espécies de cetáceos (golfinhos, baleias, etc) ou fazer uma pesca esportiva. E faça um favor para você, mergulhe na ilha porque a fauna e a flora subaquática é uma das mais ricas da Europa.

Rotas do vinho, da cana-sacarina e do rum

Sim. Existem vários produtores de bebida na ilha e é possível fazer uma rota bem interessante.

Experiências de brasileiros que vivem na Ilha da Madeira

Eu conversei com três brasileiros que vivem na Ilha da Madeira para conhecer a experiência de cada um deles.

A paranaense e criadora de conteúdo, Katria Cantoni, que vive há 2 anos na Madeira, mais especificamente na cidade de Câmara de Lobos e o casal goiano de engenheiro civil e administradora Robson e Katiuscia, que vivem na cidade do Caniço há 2 anos e meio.

1. Por que escolheu morar na Ilha da Madeira?

Katria: “Na verdade, eu nem sabia da existência da Ilha da Madeira, minha irmã morava no Porto e eu e minha família resolvemos ir visitá-la, só que poucos meses antes da previsão da minha viagem, ela se mudou para a Madeira. Até então, fiquei relutante, pois não queria vir para uma ilha (não imaginava que a ilha era tão grande).

Enfim, acabei vindo visitar minha irmã aqui na Madeira e me apaixonei por tudo, pelo lugar, pela segurança, pela tranquilidade e pela certeza de uma vida melhor para meus filhos, ficamos aqui por 28 dias e retornamos ao Brasil para organizar tudo para voltar e morar aqui de vez!”

Robson e Katiuscia: “A princípio íamos para Braga, mas como surgiu uma oportunidade de trabalho para Robson na Ilha da Madeira, aceitamos o desafio.”

Goianos na Madeira
O casal Robson e Katiuscia na Ilha da Madeira / Foto: arquivo pessoal

2. Acha que foi a melhor decisão ou já se arrependeu em algum momento?

Katria:A cada dia que passa tenho mais a certeza que fiz a escolha certa. Não me arrependo de estar aqui, na verdade, sou até suspeita a falar, pois eu amo demais a Madeira.”

Robson e Katiuscia: “Com certeza foi a melhor decisão que já tomamos juntos até hoje em nossas vidas. Morar na Madeira é um grande presente, por isso nos sentimos privilegiados.”

3. Quais os pontos positivos e negativos que você destaca ao morar na Madeira?

Katria: “Os pontos positivos são muitos. Primeiro de tudo o clima, aqui é uma ilha subtropical, não temos inverno como no continente português, e o calor do verão também não é insuportável!

Depois vem a parte da segurança, andar tranquilo pelas ruas sem medo e ligado a tudo isso, a qualidade de vida, aqui passeamos muito e não gastamos nada com isso, quer dizer, só a gasolina do carro e as comidinhas de supermercado que levamos na mala do carro para fazermos piquenique por aí. Aqui temos mar, montanhas, cachoeiras, parques, neve nos picos mais altos (inverno) e miradouros incríveis em diversos lugares da Madeira.

O único ponto negativo que eu percebi quando precisei, é que aqui na Madeira não tem Consulado Brasileiro, e isso dificulta muito quando necessitamos de algum tipo de atendimento, pois isso só é possível indo ao Porto ou Lisboa, aí fica mais difícil!”

Robson e Katiuscia: “A parte positiva de morar neste ‘pedacinho do céu’ como carinhosamente nós a chamamos, é que aqui é extremamente seguro, é um lugar muito lindo, a escola das crianças é muito boa e avançada, transporte público bom, saúde pública eficiente, o clima subtropical é muito agradável e ameno durante o ano todo; um clima único em toda a Europa, que lembra o clima de alguns lugares do Brasil.

A natureza da ilha é exuberante. É possível fazer trilhas, veredas, levadas e inúmeras opções de desporto (esporte). Ver cachoeiras, aproveitar o mar, piscinas naturais, e no verão ainda há o parque aquático como mais uma opção.

Ao morar na ilha, também é possível ter acesso fácil a diversos lugares da Europa. Usufruir de excelentes espaços públicos para levar as crianças para brincar, fazer um churrasco na serra em meio a natureza ou, ainda, se aventurar pelos parques e jardins maravilhosos que cá existem. Tem-se a opção de aproveitar quaisquer um dos três shoppings com a família ao fim de semana e de apreciar a gastronomia Madeirense que é fantástica em diversas opções de restaurantes.

Vale evidenciar que toda a Ilha da Madeira é muito limpa. Ruas, centros com uma limpeza impecável e que chama a atenção.

Outro fato que é importante ressaltar, é que podes aproveitar o clima da ilha como quiseres. Se quiseres um clima mais quente, é só estar nas zonas mais baixas, e se quiser um clima mais frio, só subir alguns minutos de carro para as montanhas. No inverno, por exemplo, lá no alto das montanhas cai neve, e cá embaixo, um sol maravilhoso para aproveitar mar e piscinas naturais. Tudo isso no mesmo dia. Além disso, morar no pedacinho do céu te permite ir à Ilha da Porto Santo e aproveitar 9km de praia com areias douradas e águas cristalinas, sem contar que não precisamos nos preocupar onde ver queima de fogos no final do ano em outro lugar, e nem sequer apreciar decorações de Natal em outro destino, pois aqui é o lugar mais que perfeito para estes dois momentos.

Quem mora na Madeira e estuda aqui, tem grandes oportunidades em toda a Europa, como intercâmbios, desportos, estágios, etc. E sem contar o carisma e a receptividade do povo Madeirense, que não podemos deixar de mencionar aqui. São pessoas adoráveis que nos fazem sentir em casa. Possuem tradições lindas e que merecem todo nosso carinho e respeito.

Como ponto negativo, o fato de não ter consulado brasileiro aqui. Temos que nos deslocar até Lisboa para resolver algumas questões quando se é necessário. E também o preço para arrendar casas.”

4. Como você avalia o custo de vida na Ilha?

Katria: “Conversando com outras pessoas que moram em regiões do Continente português, assim como lá, aqui os valores também variam de acordo com a região que você mora! Se escolher morar no Funchal, vai se deparar com valores mais altos, mas se procurar por arrendamentos (aluguel) nos concelhos aos arredores, se encontra outras possibilidades e valores mais em conta! Os preços são bem semelhantes com Portugal Continental, assim como preços do supermercado também!”

Robson e Katiuscia: “No nosso ponto de vista, o custo de vida aqui não é barato. Uma vez que o arrendamento de uma boa moradia em um bom lugar pode chegar até o valor de um ordenado (682€) e isso dificulta um pouco para quem depende do ordenado mínimo. É comum encontrar moradias de dois quartos entre 500 a 650€. Se for à capital pode ser ainda maior o valor de uma moradia assim. Quanto mais próximo da capital Funchal, mais caras são as moradias, tanto para arrendar quanto para comprar. E atualmente encontrar uma boa moradia com um bom preço aqui, está desafiador.

É extremamente necessário ter um planejamento eficaz ao mudar para cá, pois não há apenas os custos com moradia, mas também com supermercado (que tem preços praticamente iguais ao de Lisboa, Porto) água, internet, telefone, luz, etc. Isso sem contar gastos com passeios, almoçar fora com a família, ir a uma atração turística da Madeira, combustível etc, ou seja, é bom que todos da família estejam trabalhando para dar conta das despesas sem passar dificuldade. E é super importante ter carro aqui. O transporte público é bom, mas ter um carro faz toda a diferença. Já para quem tem casa própria e outras fontes de renda consideramos o custo de vida muito bom.”

5. Como você avalia as oportunidades de emprego na Madeira?

Katria: “Empregos você encontra sim, mas não com as variadas opções como em Portugal Continental. Aqui é uma ilha turística, então tudo que envolve o setor de turismo é mais fácil de encontrar, como a parte de restauração (restaurantes), sendo empregado de mesa (garçom) ou fazer parte da cozinha, lojas no shopping, ramo imobiliário, estafetas (entregadores), hotelaria e há também procura para atendente em supermercados, empregada doméstica ou até mesmo cuidador de idosos.”

Katria Cantoni
Katria Cantoni / Foto: arquivo pessoal

Robson e Katiuscia: “Aqui há muitas oportunidades de emprego nas áreas de hotelaria, restauração (restaurantes) e construção civil. Para se ter uma ideia, mesmo com o momento de pandemia em que estamos, a construção civil não parou. Em épocas digamos que normais, ‘não pandemia’ há muitas oportunidades. Mas como se trata de uma ilha completamente voltada para o turismo, falar idiomas é praticamente essencial. Inglês, alemão e francês. Praticamente todos aqui falam inglês.”

6. A vida cultural é agitada? Existem muitas oportunidades de entretenimento?

Katria: “Siiimmm, aqui eles gostam mesmo de uma festa! O carnaval daqui é sensacional, o Natal maravilhoso, mas além dessas festas populares, existem também as festas tradicionais, que são repletas de muita comida, música e dança! Mas com a pandemia, infelizmente não se vê mais nada como antes!”

Robson e Katiuscia: “Muito agitada. De festas tradicionais, religiosas, arraiais, há festas para a galera jovem. A Madeira preserva muitas tradições e tem festas o ano todo, espalhadas pelos 11 concelhos. Festa da Flor, Festa do Vinho, Festa das igrejas (famosos arraiais), Carnaval, Raly, Festas das frutas em várias freguesias. É tanta opção que fica difícil participar de todas. E, além disso, há opções culturais, como teatro, dança, espetáculos de música, shows e eventos diversos.”

7. Qual foi sua maior dificuldade de adaptação?

Katria: “Acredito que dificuldade de adaptação eu não tive, pois, como eu queria muito morar aqui, acho que se tornou tudo mais leve. Mas o que eu mais senti dificuldade, assim como eu penso que todo o mundo, foi o momento da pandemia, tanto financeiramente como psicologicamente de saber que estava longe, e com medo de algo acontecer com meus pais e eu estando aqui, enfim, foi o período mais difícil!”

Robson e Katiuscia: “Tivemos muita dificuldade financeira, pois não viemos com planejamento adequado. Viemos sem documento e isso foi muito complicado. Para morar aqui é essencial ter documentação tudo certinho. Com a autorização de residência em mãos, é completamente diferente, pois as portas se abrem, as oportunidades são muito melhores. Na verdade, grande maioria aqui só contrata quem tem documento legal.”

8. Já sofreu algum tipo de xenofobia por aí?

Katria: “Não. Muito pelo contrário, fomos bem recebidos pelos Madeirenses. Infelizmente conheço pessoas que já passaram por situações terríveis, principalmente lá em Portugal Continental, mas eu graças a Deus, ainda não passei por nada semelhante!”

Robson e Katiuscia: “Nesse tempo todo em que moramos aqui, nenhum de nós dois, nem as crianças.”

9. Tem alguma dica especial para quem está considerando morar na Ilha da Madeira?

Katria: “A primeira dica é em relação a empregos. Como eu disse, lá no continente você encontra um leque de opções, aqui você encontra emprego, mas sugiro entrar nos sites de emprego para dar uma olhadinha. A última dica: traga uma reserva financeira para ficar tranquilo de 3 a 6 meses. Pois, você não sabe o tempo que vai demorar para conseguir um trabalho, e aí você precisa arrendar um imóvel, que geralmente eles pedem 1 aluguel + 1 caução, compra de supermercado, enfim, até você se organizar, tenha essa tranquilidade!”

lazer na Ilha da Madeira

Robson e Katiuscia: “Nossa dica é, se considera morar na Ilha da Madeira, venha com visto que melhor se encaixe no seu perfil. Há mais de 7 tipos de visto e estude a possibilidade de um deles se encaixar no seu perfil. Veja se tem alguma ascendência portuguesa, e corra atrás da documentação, espere ficar pronto para depois se mudar. Não venha na empolgação, de forma precipitada, sem planejamento coerente. Faça um planejamento financeiro para uns 5 a 6 meses e evite tantas dores de cabeça e dificuldades.

Tenha um carro para aproveitar cada cantinho da Ilha da Madeira (que não se engane, é enorme e muito desenvolvida tanto tecnologicamente quanto no que se diz respeito a estruturas). Aproveite para se envolver com as tradições, a história da Madeira, a cultura, gastronomia, e com a natureza perfeita que há aqui. Para nós, viver na Madeira é um grande presente que Deus nos deu. A pérola do Atlântico, nosso Pedacinho do Céu.”

Vale a pena morar na Ilha da Madeira?

Para desfrutar de tamanha beleza e qualidade de vida, com certeza vale a pena. Contudo, as ofertas de emprego podem ser bem limitadas dependendo da área. Já os aposentados em Portugal, pode ser uma excelente escolha. Então, vale avaliar se realmente morar na Ilha da Madeira vai valer a pena para o que você está buscando.

Na experiência da Katria: “Claro que vale, muitas pessoas pensam numa ilha como algo preso, uma prisão, que não tem o que fazer, que não tem para onde correr, eu sei porque eu também pensava assim. Mas a Madeira é muito grande, tem muitas coisas para serem vistas por aqui, tem tudo ao nosso alcance! Por isso eu sempre falo, se você tiver a oportunidade de conhecer, apenas conhecer a Madeira, venha, mas já aviso que você corre o sério risco de se apaixonar como eu.”

O Robson e Katiuscia reforçam: “Vale super a pena. Indicaríamos com toda certeza. Mas é importante ressaltar que sem planejamento não vale a pena. É muito importante estudar sobre a cultura, e sobre tudo o que diz respeito a ilha. Respeitar o povo Madeirense, sua história, tradições e seu espaço. Tem que vir com a mentalidade de agregar valor, somar à Madeira. E se preparar tanto financeiramente quanto psicologicamente para poder aproveitar o que há de melhor aqui nesse pedacinho do céu.”

Se você desejar morar na Ilha da Madeira, não preciso nem dizer que o planejamento é importantíssimo, né? Porém, sempre gosto de reforçar. Se precisar de ajuda, fica a minha recomendação para o Programa Morar em Portugal, que conta com 22 videoaulas passando por todos os pontos que devem ser considerados na mudança e um ebook completo com o passo a passo para concretizar esse desejo.