Sempre que consideramos morar em outro país, a segurança, juntamente com a qualidade de vida, economia e boas oportunidades de emprego, são pontos determinantes nessa escolha. A segurança na Irlanda está entre as melhores do mundo e com certeza esse fator contribui muito para o número crescente de brasileiros que migram para o país todos os anos.

Confira como funciona a segurança pública na Irlanda, saiba quais são os crimes mais comuns, a quem recorrer e as cidades mais seguras para morar na Ilha Esmeralda.

Como é a segurança na Irlanda?

A Irlanda é o terceiro país mais seguro do mundo, atrás apenas da Islândia e Dinamarca. O índice foi divulgado pelo site Vision of Humanity e coletou dados do ano de 2023 para mensurar o Índice Global de Paz e fazer um ranking de 163 países e seus níveis de segurança.

O relatório considera fatores como número de mortes violentas, impacto do terrorismo, segurança social, conflitos internos e relações internacionais. No total, o índice é composto por 23 indicadores quantitativos e qualitativos, cada um ponderado numa escala de 1 a 5. Quanto menor a pontuação, mais pacífico é o país. A pontuação da Irlanda é 1,312.

Inclusive, a taxa de criminalidade na Irlanda tem diminuído nos últimos anos. Segundo a MacroTrends, a taxa de criminalidade na Irlanda foi de 0,44 por 100 mil habitantes em 2021 — últimos dados da plataforma, o que representou um declínio de quase 34% em relação ao ano anterior.

Como é segurança pública da Irlanda é dividida?

É possível dividirmos a segurança pública da Irlanda em Força Policial Nacional, a Garda e suas competências, incluindo o Comando de Táticas e Operações Especiais, Polícia Militar, Serviço de Polícia Aeroportuária e Departamento de Justiça, incluindo Alfândega e Imigração.

Confira abaixo as atribuições de cada um dos setores da segurança pública da Irlanda.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Garda

A Garda Síochána (Gardaí) é a força policial nacional. O nome Garda Síochána em inglês significa “guardiões da paz”.

Essa é a divisão responsável pelo desempenho de todas as funções policiais no Estado irlandês, além de prestar serviços de segurança do país e realizar toda a aplicação da legislação criminal e de trânsito.

Atualmente existem aproximadamente 14 mil membros da Garda em atividade no país. Suas divisões se classificam conforme as seguintes competências:

Serviços às Vítimas

A Garda visa prestar um nível de serviço consistentemente elevado a todas as vítimas de crime. Prezando pela prestação de um serviço respeitoso, tranquilizador, ágil e confiável, atendendo às necessidades e expectativas de todas as vítimas de uma forma não discriminatória.

Prevenção de Crime

A polícia irlandesa trabalha para combater o crime de várias maneiras, uma das quais é através do Policiamento Comunitário, valorizando a prevenção de crimes. O policiamento comunitário ocorre onde a polícia e os membros da comunidade e agências estatutárias e voluntárias trabalham juntos.

Policiais da Garda em Dublin.
A Garda é a responsável por todas as funções policiais na Irlanda. Atualmente são 14 mil “guardiões da paz”.

Essa competência tem como finalidade também a divulgação de conselhos cruciais sobre prevenção da criminalidade e mensagens de segurança rodoviária. Trabalha também com a emissão de importantes apelos públicos. Inclusive, um programa de TV mensal na emissora nacional RTÉ.

Verificação da Polícia

O objetivo principal da Verificação da Polícia é fornecer um serviço de verificação preciso e responsável que aumente a proteção de crianças e pessoas vulneráveis, permitindo decisões de recrutamento mais seguras.

Estradas mais seguras

Melhorar a segurança rodoviária e reduzir significativamente a incidência de ferimentos graves e fatais nas estradas irlandesas é a principal responsabilidade do Gabinete Nacional de Policiamento Rodoviário de Garda. As Unidades de Policiamento Rodoviário se concentram na proteção da comunidade, na prevenção do crime e na proibição do uso das estradas aos criminosos.

Comando de Táticas e Operações Especiais

O Comando de Táticas e Operações Especiais (STOC) foi criado em agosto de 2017, visando tornar o policiamento mais seguro, fornecendo armas de fogo especializadas e serviços menos letais, inclusive para incidentes espontâneos, como ligações para o 999 e para operações pré-planejadas.

O STOC tem uma série de equipes especializadas sob seu comando, incluindo a Unidade de Resposta a Emergências (ERU), o Negociador Nacional e, em Dublin, a Unidade de Apoio Armado (ASU).

Polícia Militar

A Polícia Militar é responsável pela prevenção e investigação de infrações, pela aplicação da disciplina e pelo policiamento geral das Forças de Defesa.

Em tempo de guerra, tarefas adicionais incluem o fornecimento de uma organização de controle de tráfego para permitir o movimento rápido de formações militares para as suas áreas de missão. Outras funções durante a guerra incluem o controle de prisioneiros de guerra e refugiados.

Serviço de Polícia Aeroportuária

O Serviço de Polícia Aeroportuária (APS) é responsável pelo policiamento geral e pelas tarefas de segurança da aviação nos aeroportos de Dublin e Cork. Os serviços agregam também a tarefa de garantir a segurança dos aeroportos e a proteção da aviação civil contra atos ilegais de interferência.

Além disso, o departamento é responsável por responder a emergências, gerir o tráfego e cuidar da preservação da ordem. A Polícia Aeroportuária é “Oficial Autorizado” e tem plenos poderes de policiamento nos aeroportos da República da Irlanda. A gestão do tráfego no aeroporto também é responsabilidade da Polícia Aeroportuária.

Departamento de Justiça

O Departamento de Justiça trabalha para promover a segurança na Irlanda — comunitária e nacional —, promover a justiça e a igualdade e salvaguardar os direitos humanos.

Alfândega e Imigração

Todos os passageiros são obrigados a passar pelos controles de passaporte, alfandegários e de imigração na Irlanda.

Os controles de imigração e fronteira no Aeroporto de Dublin são totalmente mantidos pela Unidade de Gerenciamento de Fronteiras (BMU), que está sob a direção do Serviço Irlandês de Naturalização e Imigração (INIS) do Departamento de Justiça e Igualdade.

A quem devo recorrer?

Se você for vítima de um crime deverá contatar a Polícia. Ligue sempre para o 112 ou 999 em caso de emergência. Uma emergência é qualquer incidente que exija uma resposta imediata da Garda, como, por exemplo:

  • Perigo para a vida;
  • Risco de ferimentos graves;
  • Crime em andamento ou prestes a acontecer;
  • O infrator continua no local ou acabou de sair.

Em situações menos urgentes você pode se dirigir diretamente ao posto local da Garda.

Se estiver procurando por auxílio como vítima de um crime, pode ligar também para a linha de apoio gratuita 116 006. Através desse telefone é possível ter acesso a uma vasta gama de serviços de apoio, falando confidencialmente com um dos voluntários formados.

E se tiver informações para fornecer à Polícia sobre qualquer investigação criminal, ligue para 1800 25 00 25. Este número gratuito confidencial é administrado por um detetive Gardaí especialmente treinado.

Quais os crimes mais comuns na Irlanda?

Em 2021, foram registados 187.795 crimes na República da Irlanda, segundo o site Statista. Por ser um país bastante seguro, os crimes mais comuns na Irlanda consistem em roubos, incluindo assaltos e arrombamento de casas e estabelecimentos.

Mas foi o abuso doméstico o crime que mais somou denúncias nos registros da Garda em 2022. Crimes sexuais e venda de drogas também aparecem com recorrência entre incidentes denunciados.

Segundo o último relatório anual de estatísticas divulgado pela Garda, com dados do ano de 2022, os crimes mais comuns cometidos na Ilha foram os seguintes:

  • Abuso doméstico: média de 3.549/mês;
  • Assalto: média de 1.888/mês;
  • Arrombamento: média de 762/mês;
  • Crimes sexuais: média de 308/mês;
  • Venda e fornecimento de drogas: média de 355/mês;
  • Roubo: média de 171/mês.

Crimes mais graves na Irlanda

Segundo o Central Statistics Office, foram 25 vítimas de assassinato na Irlanda no ano de 2022, apresentando uma queda em relação ao ano anterior, quando foram registrados 28 assassinatos.

No início do ano de 2023, um adolescente foi condenado à prisão perpétua pelo assassinato de uma imigrante de 49 anos da Mongólia. Ela foi esfaqueada quando voltava do trabalho em uma noite de janeiro de 2021.

Em 2019, outro julgamento parecido decretou a prisão perpétua de outro adolescente pelo brutal assassinato de uma jovem de 14 anos. O crime aconteceu em 2018, em Lucan, um bairro da capital Dublin.

Mais recentemente, no final do ano de 2023, aconteceu um ataque à faca contra crianças em frente a uma escola na área central de Dublin. O ato gerou diversos ataques na Irlanda organizados por grupos anti-imigração, que alegavam que o ato havia sido cometido por um imigrante.

Aliás, manifestações contra imigrantes têm se tornado frequentes na Irlanda. Em julho de 2023, entregadores brasileiros protestaram contra uma série de ataques e agressões recorrentes contra os imigrantes.

É comum que imigrantes que trabalham com delivery relatarem ataques físicos e verbais cometidos por grupos de adolescentes irlandeses, chamados de “knackers”. Além das agressões, esses grupos também roubam bicicletas e motos, enquanto os entregadores estão coletando os pedidos nos restaurantes.

Terrorismo é um problema de segurança na Irlanda?

Não há indicação de que haja uma ameaça iminente de terrorismo na Irlanda. Mas é importante lembrar que a Ilha Esmeralda se divide em República da Irlanda, um país independente, e Irlanda do Norte, território que pertence ao Reino Unido.

Divisão essa que fez o norte da Ilha de palco de violentos conflitos por três décadas. A luta tinha de um lado republicanos católicos e favoráveis à reunificação política do país e, de outro, protestantes leais à coroa britânica. O acordo de paz foi assinado em 1998, pondo fim ao conflito que tirou 3.500 vidas.

Vans da Garda em dia nublado em Dublin.
Apesar de não haver uma ameaça de terrorismo, na Irlanda do Norte, território do Reino Unido, pode ser diferente.

Porém, alguns grupos paramilitares permanecem ativos. É o caso do Novo IRA (Exército Republicano Irlandês), responsável por algumas tentativas de ataques cometidos no norte da Irlanda. No início de 2023, as autoridades locais aumentaram para “grave” o risco de um ataque terrorista no território pertencente ao Reino Unido.

Crimes contra turistas são comuns?

O risco geral de crimes contra turistas é baixo. A Irlanda é, em geral, muito segura e você provavelmente não encontrará problemas ao visitar o país.

Ainda assim, é preciso manter alguns cuidados. Veja a baixo uma listagem com os crimes mais comuns cometidos contra turistas.

Batedores de carteira

O pequeno furto é a forma mais comum de crime na Irlanda.

Por ser um país turístico, tenha cuidado com bolsas e pertences como celular e carteiras no bolso. Pode, sim, haver a chance de ter os pertences roubados, especialmente em cidades maiores, como a capital Dublin, e durante grandes eventos.

Risco de assalto

Apesar da Irlanda ser segura quando se trata de assaltos ou mesmo sequestros, é recomendado cuidado ao andar por certas áreas, principalmente durante a madrugada.

É importante também desconfiar de pessoas que oferecem ajuda, orientações e estão dispostas a lhe dar instruções. Elas podem levá-lo a uma área isolada para cometer algum crime.

Como é a segurança na Irlanda comparada a outros países europeus?

Como mencionado, a Irlanda é um dos países mais seguros do mundo, e também da Europa, atrás apenas de Islândia e Dinamarca. Esse fator, somado à boa qualidade de vida e boas oportunidades de emprego no país, contribuíram para a Irlanda bater o recorde de imigração.

Comparado a outros países europeus, o crime é relativamente baixo na Irlanda e o delitos que acontecem são motivados, principalmente, pelo consumo de álcool.

Segundo o relatório do Vision of Humanity, veja abaixo a pontuação dos dez países mais seguros da Europa no Mapa do Índice Global da Paz de 2023:

País Índice de segurança
Islândia 1.124
Dinamarca 1.31
Irlanda 1.312
Áustria 1.316
Portugal 1.333
Eslovênia 1.334
Suíça 1.339
República Tcheca 1.379
Finlândia 1.399
Croácia 1.4

E comparada ao Brasil?

Comparar a segurança na Irlanda à segurança do Brasil é uma tarefa bem difícil, tamanha a diferença desse fator entre os dois países. A sensação de insegurança no Brasil é diária e constante, já independe de região ou horário. Já na Irlanda, tendo alguns cuidados básicos, você não terá problemas.

No Mapa do Índice Global da Paz de 2023, a pontuação do Brasil é de 2.462, ocupando a posição de 132º país em um total de 163. E esse é um dado que também ajuda a retratar porque tem tantos brasileiros na Irlanda.

O nível de criminalidade no país, segundo o Numbeo, é moderado. Por outro lado, o nível de criminalidade no Brasil é classificado como alto no site.

Veja na tabela abaixo alguns tópicos levantados pelo banco de dados global de contribuição colaborativa e os níveis de segurança em cada um dos dois países:

Índice de criminalidade Irlanda Brasil
Nível de criminalidade 49,65 (moderado) 76,53 (alto)
Preocupação com a casa destruída e as coisas roubadas 42,19 (moderado) 53,99 (moderado)
Preocupação com assalto ou roubo 40,66 (moderado) 74,89 (alto)
Preocupação com roubo de carro 34,10 (baixo) 66,98 (alto)
Problema com crimes violentos, como agressão e assalto à mão armada 42,95 (moderado) 77,36 (alto)

Cidades mais e menos seguras na Irlanda

Segundo o site Travel Safe, confira a lista das cidades mais seguras da Irlanda:

  1. Roscommon;
  2. Galway;
  3. Kinsale;
  4. Mullingar;
  5. Killarney;
  6. Westport;
  7. Naas;
  8. Cork;
  9. Tralee;
  10. Kilkenny.

Entre as cidades da Irlanda consideradas menos seguras, a capital, Dublin, lidera a lista. Veja:

  1. Dublin;
  2. Drogheda;
  3. Mayo.

É seguro morar na Irlanda?

Sim, morar na Irlanda é bastante seguro. Mas é claro que é preciso sempre ter alguns cuidados e tomar precauções, como evitar andar sozinho por locais isolados e abandonados, especialmente durante a noite.

Também é preciso respeitar a cultura nacional e os conselhos emitidos pela Garda. Mantenha distância de pessoas, especialmente grupos, alcoolizados. Ande acompanhado ou em grupo, use transporte público ou chame um táxi.

Como é a sensação de segurança na Irlanda?

É comum se sentir bastante seguro na Irlanda, especialmente em cidades menores e mesmo em alguns bairros de Dublin como nas regiões de Dublin 4 e 6. Inclusive a segurança, aliada ao custo de vida na Irlanda e as oportunidades de emprego são os fatores que contribuem para o significativo aumento de imigrantes que procuram o país para morar.

De acordo com o site Numbeo, a sensação de segurança na Irlanda andando sozinho durante o dia é elevado. Durante a noite, a sensação de segurança no país é moderada. Os dados coletados são baseados na opinião de mais de 2.300 contribuintes e atualizados em janeiro de 2024.

O Jean divulgou um vídeo sobre a segurança na Irlanda em seu canal do YouTube, Nomadino. Ele fala sobre a comparação entre a segurança na Irlanda e no Brasil e inclusive sobre os “knackers”. Confira!

Eu, Fernanda Fassina, moro no país há quase sete anos e confesso que a sensação de segurança que encontrei aqui foi e continua sendo crucial para minha decisão de escolher a Irlanda como lar.

Desde que cheguei à Ilha, frequento bastante festas, tanto aos fins de semana como dias de semana, e costumo usar o transporte público para voltar para casa. A distância para andar entre a região central de Dublin 1 ou Dublin 2 até a parada de ônibus é de aproximadamente 15 minutos e nunca fui assaltada ou sofri qualquer injúria neste percurso.

Algo que nunca tive a liberdade de fazer no Brasil, mas, é claro que costumo ter alguns cuidados ao percorrer esse percurso.

Dicas para manter a sua segurança na Irlanda

As dicas para manter a sua segurança na Irlanda são aquelas orientações básicas que devemos seguir em qualquer lugar do mundo, mesmo estando em um país seguro como a Irlanda.

Como já mencionei, é comum eu andar pelas ruas da Irlanda, especialmente Dublin, mesmo durante a madrugada. Apesar de nunca ter tido nenhum problema, já precisei estar atenta e atravessar a rua para não passar por grupos de pessoas que pareciam alcoolizados. Também já desviei caminho de ruas que sei que são mais desertas ou perigosas.

Confira nossas dicas para manter a sua segurança na Irlanda:

Esteja sempre atento

É preciso sempre estar atento ao que acontece ao nosso redor. Demostrar que você está alerta, sem distrações, pode evitar alguma abordagem desagradável.

Observe se há alguém te seguindo e entre em algum estabelecimento, se preciso. Mesmo durante a madrugada, é possível encontrar algumas redes de fast food que permanecem abertas 24 horas.

Evite mexer no celular

Mesmo em países seguros é sempre bom evitar mexer no celular e deixar bens expostos. Os criminosos aproveitam o descuido e a distração para roubá-los.

Conheça o local

É sempre muito importante conhecer a região por onde você está andando. Mesmo na Irlanda há localizações que possuem maior incidência de assaltos ou ataques que você deve se atentar.

Além disso, há um grupo de cidadãos irlandeses, formado principalmente por adolescentes, que podem atacar imigrantes. Os “knackers” podem tanto jogar ovos ou gritar e cuspir por perceberem que você não é irlandês, como podem também roubar pertences e até atacar imigrantes quando estão em grupos.

Procure sempre pontos mais movimentados, com câmeras de segurança e policiamento. Evite ruas desertas e mal iluminadas. Pesquise sobre as regiões e converse com quem já mora no local há mais tempo.

Salve os contatos de emergência

Se necessário, ligue para o 112 ou 999 para solicitar auxílio imediato da Garda.

Perguntas frequentes sobre a segurança na Irlanda

Trabalhar como segurança na Irlanda vem se tornando um emprego bastante procurado por muitos brasileiros no país. A demanda é grande e as oportunidades podem ser bem diversificadas.

Mas há sempre algumas questões bastante comuns sobre o assunto. Quer saber como trabalhar na Irlanda como segurança? Confira nossa lista de perguntas mais frequentes sobre o tema.

Como fazer curso de segurança na Irlanda?

São diversas as instituições que oferecem cursos de segurança, tanto em Dublin, quanto em outras cidades do país, como Galway e Cork. Uma das mais citadas é a Security Excellence, que oferece novas turmas semanalmente.

Para se inscrever, acesse o site e escolha qual tipo de especialização quer fazer — diurno, noturno, combinado dos dois turnos ou gerenciamento. Os cursos são online e incluem sessão ao vivo com tutor via Zoom. Os preços variam de 375€ a 595€ e o curso tem duração aproximada de uma semana.

Após a conclusão do curso, para conseguir emprego na Irlanda de segurança, você precisará do certificado para aplicar para a licença a ser enviada para análise da Garda.

Dentre as documentações exigidas, estará o certificado de antecedentes criminais. No caso de brasileiros, será preciso apresentar também a tradução juramentada em inglês de um certificado de antecedentes criminais emitido pelo Itamaraty.

Onde conseguir emprego de segurança na Irlanda?

As oportunidades de emprego na Irlanda, incluindo a área de segurança, continuam em alta. Além das sempre bem-vindas indicações de quem já atua na área, é possível encontrar anúncios nos sites de emprego como Jobs.ie, Indeed e Irish Jobs.

A área de atuação também varia bastante, desde os mais lembrados como pubs, locais de eventos e comércio, até hotéis, hospitais e construções.

Quanto segurança na Irlanda ganha?

O salário médio de um segurança na Irlanda é de 12,70€ por hora. No entanto, numa indústria em constante crescimento, há muitas funções que pagam mais do que esta taxa.

Agora que você já sabe que a Irlanda é um país bastante seguro tanto para visitar como turista ou morar para estudar e trabalhar na Ilha, arrume as malas e tenha uma ótima viagem. See you soon!

E se desejar uma inspiração e até mesmo uma reflexão sobre a vida de imigrante na Europa, recomendo o ebook “O sonho de viver na Europa”, que reúne relatos de diversos brasileiros que atravessaram o Atlântico e compartilham as suas oportunidades e dificuldades. Vale a pena conferir!