Seja para estudo, trabalho ou imigração, a Irlanda é um dos países europeus que mais recebem imigrantes anualmente. O país investe cada vez mais em políticas migratórias, bem como em políticas que visam a inserção de estrangeiros no mercado de trabalho irlandês. Você que chegou neste artigo, já sabe das opções de visto para Irlanda? Vem que a gente te conta!

Precisa solicitar o visto para a Irlanda ainda no Brasil?

Não. Cidadãos brasileiros não precisam de visto para entrar na Irlanda e podem permanecer desta maneira por até 90 dias sob o visto de turista.

Entretanto, mesmo sem a necessidade de visto para Irlanda, a imigração solicita que o viajante apresente passagem de volta, passaporte com, no mínimo, 6 meses de validade, seguro viagem internacional, comprovação financeira e estadia para todo o período.

Uma vez dentro do país, a pessoa pode apresentar-se à imigração com a documentação exigida pelo visto em questão.

Quais os tipos de visto para Irlanda?

Em termos de visto, a Irlanda possui algumas opções para brasileiros que desejam passar um longo período no país.

Como ressaltamos, cidadãos brasileiros não precisam de visto para Irlanda se a viagem durar até 90 dias, já que a imigração irlandesa entende esse período como turismo. Entretanto, para quem deseja permanecer no país por um período superior a esse, será necessário aplicar para um visto que se enquadre nos propósitos da viagem.

Stamp 1 – visto de trabalho

O Stamp 1 ou visto de trabalho na Irlanda é o visto mais desejado pelos brasileiros, pois permite que o aplicante trabalhe full-time.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Segundo o Serviço de Imigração Irlandês, o Stamp 1 concede a permissão para trabalho ou para empreender na Irlanda, de acordo com condições pré-determinadas.

O Stamp 1 será concedido para estrangeiros que já tenham pelo menos um dos documentos abaixo:

  • Work Permit, Green Card ou outra permissão para administrar negócios na Irlanda;
  • Permissão de residência na Irlanda;
  • Permissão de trabalho como dependente de cônjuge.

Stamp 1G – Recém-graduados

O Stamp 1G é uma modalidade de visto relativamente recente e é destinado aos estudantes que finalizaram os seus estudos de nível NFQ 8 a 10 e querem procurar um emprego na Irlanda para ingressar no mercado de trabalho.

Com esse visto, o estudante pode permanecer no país por até 1 ano depois de se formar, podendo trabalhar em período integral, ou seja, 40h por semana.

O Stamp 1G é uma boa alternativa para recém-graduados que querem permanecer no país, pois pode abrir portas para um Work Permit ou qualquer outra permissão que possibilite que o estudante fique de forma permanente na Irlanda.

Stamp 2 – Visto de estudo com permissão de trabalho

O Stamp 2 é o visto que permite a entrada da maioria dos brasileiros em solo irlandês. Para ser elegível para o visto de estudante para Irlanda e permissão de trabalho, o estudante precisa estar matriculado em um curso de pelo menos 25 semanas.

Ao entrar no país, a imigração concede um prazo, normalmente de um mês, para que a documentação do visto seja organizada e o estudante retorne à imigração para a validação dos documentos e concessão do visto para Irlanda.

Aeroporto internacional Irlanda

O Stamp 2 possibilita que os estudantes trabalhem até 20h por semana e 40h em épocas específicas (entre os meses de junho e setembro, isto é, na temporada do verão europeu; e entre 15 de dezembro e 15 de janeiro).

Quem pode requisitar esse visto?

O Stamp 2, conhecido como IRP – Irish Residence Permit, também é o visto requerido para pessoas que venham fazer graduação, mestrado ou doutorado na Irlanda, mas nesse caso o visto é anual e você terá direito de renovar todo ano, até terminar o seu curso.

Cuidados a ter antes de passar imigração

Vale lembrar que mesmo tendo que emitir o visto em solo irlandês, a regra é clara, em qualquer caso para passar na imigração irlandesa é preciso ter passaporte em dia, seguro de saúde internacional em mãos, cobrindo todo o tempo da sua estadia no país, e acomodação garantida por pelo menos uma semana.

Além do básico necessário para passar na imigração, quando você decide vir como estudante, que vai ficar mais do que 90 dias no país, mais documentos podem ser pedidos na imigração.

Basicamente, a imigração tem o direito de pedir qualquer documento que você já deveria ter para apresentar na hora da retirada do visto.

Stamp 2A – Visto de estudo sem permissão de trabalho

Menos comum, o Stamp 2A concede a permissão para estudar na Irlanda, em um curso que não esteja presente na lista (ILEP), ou seja, pessoas que não venham estudar um curso de inglês full time e nem um curso universitário integral.

Entretanto, o Stamp 2A não permite que o estudante trabalhe nem em período full-time (40h), nem em período part-time (20h). Esse tipo de visto para Irlanda libera a permanência de cidadãos não-europeus no país por até no máximo 6 meses.

Cursos de curta duração, profissionais ou ensino médio

Estudantes que se enquadram nesse visto, vem para Irlanda para, por exemplo, fazer um curso de fotografia, cinema, culinária, ou então, estudar apenas um semestre em uma faculdade irlandesa. Também é requerido para estudantes estrangeiros que queiram estudar o ensino médio em uma escola na Irlanda.

É um visto menos solicitado

Esse visto para Irlanda é menos comum principalmente porque não dá direito de o estudante trabalhar, sendo que o processo para retirada do visto é o mesmo que o do Stamp 2, e também só poderá ser renovado mais 2 vezes.

Stamp 3 – Visto de dependente

O Stamp 3 é o visto que concede permissão de residência aos cônjuges e dependentes de cidadãos não-europeus que possuem o direito de trabalhar legalmente na Irlanda.

Antes, estrangeiros sob esse visto não podiam trabalhar, entretanto, em 2019 houve uma alteração na legislação que passou a permitir que pessoas com o Stamp 3 possam trabalhar full-time.

Outros tipos de visto para morar na Irlanda

São muitos os cenários que podem fazer você vir morar na Irlanda. Dependendo da sua situação você pode precisar de outros vistos mais específicos como:

  • Stamp 4 (Visto para pedido de cidadania ou naturalização);
  • Stamp 5 (Imigrantes residentes legalmente há pelo menos 8 anos no país);
  • Stamp 6 (Dupla nacionalidade).

No site do governo irlandês é possível saber exatamente qual visto cabe a você e aplicar para qualquer um dos vistos.

Quais os documentos necessários para solicitar o visto?

A documentação necessária vai depender do tipo de visto para Irlanda.Entretanto, há uma documentação padrão que é solicitada a todos na entrada do país:

  • Comprovante de acomodação;
  • Seguro viagem para Irlanda;
  • Passagem de volta;
  • Comprovação financeira (não há valor fixado, pode ser um cartão de crédito);
  • Passaporte com validade de no mínimo 6 meses após a volta.

Documentação para o visto de trabalho

Para a emissão do visto para trabalhar na Irlanda, é necessário:

  • Ter uma proposta de trabalho com um empregador elegível para a contratação de um estrangeiro;
  • Não trabalhar sem o visto de trabalho, a não ser que tal ação seja autorizada previamente pelo Serviço de Imigração;
  • Se o solicitante pretender permanecer no país após a data de expiração do visto, deve renovar o mesmo antes da expiração.

Documentação para o visto de estudante

A documentação necessária para a emissão do visto de estudante com permissão de trabalho inclui:

  • Carta da escola com a carga horária mínima exigida (15 horas semanais);
  • Comprovante que a escola tem o Learner Protection;
  • Seguro governamental;
  • 3.000 euros como comprovação financeira;
  • Comprovante de residência;
  • Pagamento de 300€ no ato da concessão do visto.

Documentação para os demais vistos

É importante salientar que cada visto possui as suas especificidades em termos de documentação.

Embora o nosso objetivo seja pontuar os documentos necessários para as diferentes documentações, se você tiver uma dúvida muito específica ou quiser acesso integral às exigências da imigração irlandesa, recomendamos sempre que consulte o portal do Irish Immigration Service.

Como solicitar o visto para Irlanda?

Todos os vistos para Irlanda são solicitados quando o estrangeiro já está em solo irlandês e cidadãos brasileiros não precisam de visto para permanecer no país por até 90 dias – e é normalmente durante esse período em que o imigrante consegue organizar os documentos para aplicar para o visto desejado.

Passaporte irlandês

Portanto, não há nenhum tipo de procedimento em relação ao visto a ser realizado antes do embarque, a não ser separar a documentação padrão para apresentar na entrada do país.

Quanto custa o visto para Irlanda?

O custo do visto para Irlanda pode variar de acordo com as exigências de cada permissão.

O Stamp 2, o visto de estudo com permissão de trabalho, por exemplo, cobra o valor de 300 euros pelo registro do Irish Residence Permit (IRP). Já o custo do visto de trabalho muitas vezes é pago pelo próprio empregador.

Por isso, recomendamos que visite o site da imigração para verificar as especificidades e valores de cada visto.

Qual a validade do visto irlandês?

A validade do documento vai depender do tipo de visto concedido. Via de regra, os vistos mais duradouros são os de permanência e de trabalho.

Vistos com permissão de estudo normalmente possuem validade menor. O Stamp 2, por exemplo, tem duração de 8 meses, enquanto o Stamp 2A é elegível para estudantes que queiram ficar no país por, no máximo, 6 meses.

O documento pode ser renovado?

A renovação do visto irlandês é, sim, possível. Entretanto, cada visto possui as suas especificidades e restrições, portanto, vale a consulta nos sites oficiais para verificar as condições para renovação.

Inclusive, uma boa notícia é que recentemente o governo irlandês criou um novo portal sobre imigração. O novo site é mais dinâmico e apresenta informações bastante detalhadas sobre os processos para conseguir o visto para Irlanda.

Renovação do visto STAMP 2

Em caso de renovação do visto STMAP 2, o governo irlandês leva bastante a sério a presença do imigrante nas aulas frequentadas anteriormente. É importante sempre manter 85% de presença nas aulas, percentagem estipulada pelo próprio governo.

Essa informação será checada na hora que você renovar o seu visto e será levada em conta para a aprovação da sua renovação.

Quem tem visto para Irlanda pode pedir cidadania por tempo de residência?

Dependendo do tipo de visto, é possível pedir cidadania por tempo de residência.

A cidadania irlandesa é concedida aos cidadãos não-europeus que possuem visto de residência permanente no país.

Por exemplo, estrangeiros casados com cidadãos irlandeses podem solicitar a cidadania, desde que a união tenha duração superior a 3 anos e que, antes de iniciar o processo para a naturalização, o cônjuge não-europeu tenha vivido ininterruptamente na Irlanda por, no mínimo, um ano.

Apesar de burocrático, uma vez que o estrangeiro cumpre com os requisitos, pedir cidadania por tempo de residência não é difícil. Inclusive, é comum ouvirmos histórias de brasileiros na Irlanda que, após algum tempo, conseguiram a cidadania irlandesa.

Mas afinal, pedir visto para Irlanda é fácil?

Nenhum processo de visto para Irlanda é tão simples, sempre existe muita burocracia e controle por parte do governo, mas sem dúvida nenhuma a Irlanda é um país onde existem as mais variadas opções para o estrangeiro que decide desembarcar aqui.

Muitos brasileiros acabam arrumando um emprego na área

É comum ver brasileiros chegando apenas para fazerem um intercâmbio na Irlanda, estudar inglês e trabalhar por meio período, e acabarem ficando para sempre.

Isso acontece porque muitos acabam encontrando um emprego na sua área de atuação, conseguindo um Work permit, por exemplo, decidindo ficar e construir uma vida na Ilha da Esmeralda.

Quer saber mais sobre histórias de brasileiros que foram viver o sonho no velho continente? Confira o nosso ebook O Sonho de Viver na Europa e se inspire com os relatos sobre ser um imigrante brasileiro na Europa.