Seguro de Viagem Internacional, o que é, como escolher e contratar

Seguro Viagem  / 

Neste artigo você vai entender como funciona o seguro de viagem internacional, o que cobre, onde é obrigatório o serviço, entre outras informações importantes para a sua viagem.

Quando o turista resolve sair de férias e viajar para outro país ou continente a última coisa que ele espera é ter que usar o seguro de viagem internacional.

Imagine por um instante estar em uma situação de emergência precisando de cuidados médicos em um país de língua diferente.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Se você acha que não pode piorar? Acredite! Será muito pior se você não tiver contratado um seguro de viagem internacional.

Infelizmente é na hora da necessidade que o turista conhece da verdadeira importância desse serviço e como ele poderia ter evitado tantos problemas.

Neste artigo reunimos todas as informações que você precisa saber sobre Seguro de Viagem Internacional.

O que é o Seguro de Viagem Internacional?

O seguro de viagem internacional garante a qualquer turista, em qualquer lugar do mundo, atendimento médico em casos de emergência.

Uma das principais funcionalidades deste serviço é atender turistas com diferentes perfis e em diversas situações diferentes.

O contratante conta com uma central de atendimento por telefone disponível 24 horas por dia para informar e direcionar o turista ao procedimento mais adequado.

Para que serve o seguro de viagem internacional

O seguro internacional é uma espécie de plano de saúde para o turista só que por tempo determinado, ou seja, válido de acordo com o tempo de viagem.

Além de auxiliar em emergências o serviço garante atendimento em acidentes, doenças, falecimento e também faz o reembolso em casos de roubo ou extravio de bagagem.

Precisa enviar dinheiro do Brasil para a Europa?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram e etc), a plataforma que nós recomendamos é a TransferWise.


Com mais de 35.000 avaliações positivas, na TransferWise você vai economizar até 8x nas suas transferências. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Valores do seguro de viagem internacional

O preço de um seguro de viagem internacional varia em média entre R$12,00 e R$40,00 por cada dia de viagem.
O valor também pode mudar de acordo com o lugar visitado e as práticas turísticas envolvidas no roteiro do contratante.

Já os planos para idosos sofrem alterações nas tarifas pelo risco maior de acidentes e problemas de saúde.
As principais variáveis nos valores dos planos de seguro internacional são:

  • Quantidade de pessoas;
  • Destinos visitados;
  • Perfil do viajante.

Onde o seguro de viagem internacional é obrigatório

Quem vai para a Europa precisa saber que o seguro de viagem internacional é obrigatório e regido pelo “Tratado de Schengen”.

Neste caso o serviço contratado pelo viajante precisa cobrir, no mínimo, € 30.000 (Trinta mil Euros).

O turista que tentar entrar em qualquer país deste tratado sem o seguro será imediatamente deportado ao seu destino de origem.

Este acordo é a segurança para esses países de que o viajante poderá arcar com todos os custos que envolvem emergências.

Portanto, sem contratar o seguro de viagem internacional nenhum turista pode pisar no solo dos seguintes países do velho continente:

  • Alemanha;
  • Áustria;
  • Bélgica;
  • Chipre;
  • Dinamarca;
  • Eslováquia;
  • Eslovênia;
  • Espanha;
  • Estônia;
  • Finlândia;
  • França;
  • Grécia;
  • Holanda;
  • Hungria;
  • Islândia;
  • Itália;
  • Letônia;
  • Lituânia;
  • Liechtenstein;
  • Luxemburgo;
  • Malta;
  • Noruega;
  • Polônia;
  • Portugal;
  • República Tcheca;
  • Suécia;
  • Suíça.

Apesar de o Reino Unido não fazer parte do “Schengen” os turistas que visitam a Irlanda também são obrigados a fazer o seguro de viagem internacional.

Saiba mais sobre o seguro de viagem para a Irlanda.

Porém, não é exigida a cobertura mínima como nos países regidos pelo tratado.

Na Austrália a contratação do seguro de viagem internacional também é obrigatória tanto para turistas quanto para estudantes de intercâmbio.

O governo australiano exige a aquisição do Overseas Student Health Cover (OSHC) que dá acesso aos serviços de saúde pública do país.

O OSHC inclui uma cobertura básica para cobrir o pagamento de médicos e despesas dos hospitais públicos do país.

Regras para utilizar o seguro de viagem internacional

O seguro de viagem para turistas internacionais deve cobrir despesas médicas, hospitalares e odontológicas em solo estrangeiro.

Além disso, vale para indenizações em casos de falecimento ou invalidez permanente do contratante que estiver em viagem no exterior.

Outra regra válida para o seguro de viagem internacional é cobrir as despesas de traslado para regresso sanitário.
Neste caso, o seguro cobre o retorno do segurado que não tenha possibilidades de voltar ao seu país como passageiro.

Por isso, tenha sempre o contato da Central de Atendimento do seu seguro de viagem em mãos para qualquer problema.

Também pode ser interessante saber passagem áerea barata.

Seguro de vida para viagem internacional

Nenhum seguro de viagem internacional vale como um seguro de vida para o seu contratante.

Porém, a maioria dos planos indenizam os familiares de turistas que venham a falecer ou sofrer invalidez durante a vigência do contrato.

Esta indenização é aplicada normalmente em caso de falecimento por causas naturais ou acidentais desde que seja durante o período de viagem.

Coberturas de um seguro de viagem internacional

Coberturas de seguro de viagem
Cada turista tem um objetivo quando viaja para o exterior e os serviços de seguro se adaptam a cada um dos diversos perfis.

O turismo de aventura, a prática de esportes radicais, as viagens em família ou de grupos de idosos são perfis diferentes e, portanto, exigem cuidados distintos.

É o mesmo caso dos estudantes que precisam de uma cobertura para períodos mais longos em países estrangeiros.
Já os turistas de cruzeiros marítimos devem pagar taxas específicas para cobrir qualquer emergência referente ao serviço marítimo de cada região.

Para todos esses casos são necessários planos específicos de seguro de viagem internacional.

As principais coberturas de um seguro de viagem internacional incluem

  • Atendimento médico e odontológico 24h;
  • Interrupção ou cancelamento da viagem por emergência médica;
  • Visitas ao segurado; acompanhante para hospitalização prolongada;
  • Despesas farmacêuticas; hospedagem pós alta hospitalar;
  • Passagem de volta;
  • Repatriação médica e funerária;
  • Assistência funeral;
  • Indenização em caso de morte e de invalidez permanente ou total;
  • Localização de bagagem extraviada; indenização por extravio de bagagem;
  • Despesas jurídicas;
  • Pagamento antecipado de fiança.

Onde fazer cotação de seguro de viagem internacional

Você pode utilizar um simulador de seguro de viagem internacional acessando este link e fazer uma cotação.

Escolha a opção de plano mais adequada ao seu perfil de viajante e conheça o mundo com toda a segurança.

Como funciona o seguro de viagem internacional para estudantes

Até mesmo em países onde o seguro de viagem não é obrigatório os estudantes estrangeiros precisam contratar este serviço para permanecer.

O seguro de viagem para estudantes é fundamental para cobrir e garantir assistência seja por auxílio médico ou odontológico também.

A cobertura básica de um seguro de viagem internacional para estudantes inclui:

  • Consultas médicas;
  • Emergência;
  • Exames;
  • Cirurgias;
  • Gastos hospitalares e farmacêuticos;
  • Doenças psiquiátricas;
  • Atendimento odontológico.

Seguro de viagem internacional para gestantes

O primeiro passo para gestantes que contratam o seguro de viagem internacional é estar atenta aos detalhes de cada plano.

Para garantir uma cobertura segura é preciso muita paciência e pesquisa sobre cada opção disponível no mercado.

Infelizmente o seguro de viagem internacional oferecido pelas bandeiras de cartões de crédito não são válidos para turistas gestantes.

Por outro lado, existem empresas do ramo que oferecem cobertura de acordo com o período da gravidez.

Também existem planos voltados apenas para mulheres entre a 26ª e a 32ª semana de gestação, enquanto outros são personalizados para as gestantes que estão entre o 3º e o 6º mês.

Vale lembrar que alguns contratos oferecidos por operadoras de seguro não cobrem eventuais complicações na gestação sem que seja provocada por um acidente.

Portanto, o mais importante é tirar todas as dúvidas com um profissional da empresa com a qual você fará o contrato de seguro.

Veja também se é preciso visto para Europa.

Seguro de viagem internacional para idosos

Não é exagero afirmar que o turista da melhor idade tem motivos de sobra para viajar tranquilamente.

Alguns planos mais específicos para turistas deste perfil contam com cobertura para medicamentos, despesas em farmácias e até sessões de fisioterapia.

Porém, o seguro com cobertura especial para turistas da melhor idade costuma ser em média mais caro que os outros.
Um dos motivos principais é o fato de haver um risco maior de acidentes ou eventuais problemas de saúde com o contratante durante a viagem.

Vale lembrar que a maioria das companhias de seguro de viagem internacional exige idade limite para a contratação do serviço.

Seguro de viagem internacional para os Estados Unidos

Os turistas que vão pousar em solo americano não precisam contratar obrigatoriamente o seguro de viagem internacional.

Porém, a contratação do serviço é 100% recomendada para quem pretende conhecer ao vivo a terra do “Tio Sam”.
A imigração americana permite que os turistas de qualquer outro lugar do mundo entrem em seu território sem qualquer cobertura médica.

Em contrapartida os gastos com emergências são muito caros e podem comprometer de forma decisiva no orçamento das férias.

Seguro de viagem internacional para América do Sul

Na América Latina a maioria dos países não exige o seguro viagem ao turista, exceto em Cuba e na Venezuela.
O valor mínimo de cobertura exigido pelo governo cubano é equivalente a US$ 10 mil dólares que é necessário para cobrir a assistência médica.

Na Venezuela a taxa cobrada pelo governo local é ainda maior para os turistas.

O seguro deve cobrir o valor mínimo de US$ 40 mil dólares por pessoa com cobertura para assistência e repatriação médica, além de auxílio funerário.

O governo venezuelano também exige que o turista contrate um seguro adicional para a cobertura de roubos, furtos ou extravio de bagagem.

Faça o seguro de viagem internacional

Antes de tudo, faça seu seguro de viagem internacional

Portanto, seja qual for o seu destino, o seguro de viagem internacional é a principal garantia do turista para todos os imprevistos.

Faça a sua cotação de seguro de viagem internacional em nossa ferramenta clicando neste link.

Em destaque na Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autor

Português nascido na pequena cidade de Aveiro em Portugal, vive atualmente no Porto. Adora surfar, churrasquinhos e claro, viajar. Já viveu na Bélgica e viajou praticamente para todos os países da Europa.