De uns anos para cá, estudar na Irlanda se tornou o sonho de muitos brasileiros. Isso pode ser explicado pela relativa facilidade de conseguir o visto de estudante, pela qualidade de vida e a recepção calorosa dos irlandeses. Seja para estudar inglês, realizar um curso de curta duração ou até mesmo ingressar no ensino superior, a Irlanda tem se tornado cada vez mais acessível para os estudantes internacionais.
Está pensando em estudar na Ilha Esmeralda? Então vem comigo, pois nesse artigo separamos as principais dúvidas sobre como estudar na Irlanda!

Como estudar na Irlanda?

Primeiramente, é importante saber quais são os pré-requisitos para quem deseja ir estudar na Irlanda. Portanto, pensar na modalidade de estudo, escolher uma escola ou universidade e verificar a documentação necessária são pontos primordiais para o planejamento do futuro estudante.
Uma boa reserva financeira também é indispensável. Afinal, morar na Irlanda tem como benefício a alta qualidade de ensino, mas tem o ônus do considerável investimento financeiro necessário.

Intercâmbio e ensino superior na Irlanda

Quando se fala em estudar na Irlanda, existem duas possibilidades: fazer um intercâmbio ou ingressar no ensino superior, seja este graduação, mestrado ou doutorado. O intercâmbio mais comum na Irlanda é o de estudo da língua inglesa, em que o estudante vai para o país para aprender ou praticar o idioma.
Também é possível escolher outro curso, um de Business, por exemplo. Neste caso, a escola exige que o aluno já tenha conhecimento prévio do inglês. Essa modalidade de estudos é mais flexível, pois o intercambista pode ficar de um mês até dois anos estudando. O investimento também é menor se comparado ao ensino superior.

Estudar nas universidades da Irlanda

Outra possibilidade é fazer faculdade na Irlanda. As universidades do país possuem excelente reputação, com destaque especial para a Trinity College Dublin, que está entre as melhores do mundo. Contudo, a boa reputação é acompanhada de um alto investimento financeiro. Sim, o ensino superior irlandês tem um custo alto, especialmente para cidadãos não-europeus.
Trinity College em Dublin
Por sorte, com a elevada entrada de brasileiros no país nos últimos anos e com os acordos formalizados entre Brasil e Irlanda, as universidades passaram a investir em bolsas com desconto nas anuidades e em financiamentos estudantis para alunos internacionais.
Para o estudante universitário, existe um bom leque de opções de universidades com qualidade educacional bastante elevada. Contudo, a Irlanda é um dos países europeus mais caros para se estudar, principalmente tratando-se da admissão de estudantes internacionais, que costumam pagar duas vezes mais do que o valor pago por cidadãos europeus.

Como estudar e trabalhar na Irlanda?

Quando há intenção de estudar no país por um período maior que 90 dias, será necessária a aplicação do visto de estudante, chamado Stamp 2. Com ele, o estudante automaticamente ganha permissão de trabalho. Ao entrar no país, a imigração concede um prazo (normalmente de um mês) para que a documentação do visto seja organizada e o estudante retorne à imigração para a validação dos documentos e concessão do visto.
O Stamp 2 possibilita que os estudantes trabalhem até 20h por semana, ou 40h semanais em épocas específicas, entre os meses de junho e setembro, temporada do verão europeu; e entre 15 de dezembro e 15 de janeiro. Para que esse visto seja concedido, é necessário que o estudante esteja matriculado em um curso de, pelo menos, 25 semanas.

Quanto custa para estudar na Irlanda?

Como mencionado anteriormente, a educação superior na Irlanda é excelente, porém exige um investimento financeiro maior, principalmente para cidadãos não-europeus. Abaixo, selecionamos algumas universidades com suas respectivas anuidades de um curso bastante procurado por brasileiros, o Bacharelado em Negócios:

Universidade Anuidade para alunos internacionais
Trinity College Dublin 18.301€
Grifith College Dublin 12.000€
National University of Galway 16.750€
University of Limerick 12.270€

Bolsa de estudo para Irlanda

As universidades irlandesas oferecem programas de bolsas para alunos internacionais, incluindo os brasileiros. Essas bolsas normalmente concedem descontos nas anuidades e você pode encontrá-las no próprio site das instituições.
Nos últimos anos, com a chegada de muitos brasileiros e parcerias entre Brasil e Irlanda, algumas universidades passaram a oferecer o financiamento dos estudos para alunos internacionais. Ainda que não seja uma bolsa de estudos integral, é uma opção que facilita o pagamento das anuidades.
Para estudantes brasileiros com cidadania europeia ou que possuem o Stamp 4, visto comum entre brasileiros que possuem um relacionamento com irlandeses ou europeus que residem na Irlanda, o leque de bolsas e programas universitários é maior.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Precisa de visto para estudar na Irlanda?

Caso o estudante deseje realizar um curso com duração de até 90 dias, não será necessário visto especial, pois brasileiros podem entrar no país como turistas sem que haja a necessidade de apresentar-se à imigração novamente após a entrada no país.
No entanto, o governo irlandês recomenda que o viajante apresente os seguintes documentos na hora da entrada no país:

  • Comprovante de acomodação;
  • Seguro-saúde (você pode cotar a proteção no comparador do Euro Dicas);
  • Passagem de volta;
  • Comprovação financeira (não há valor fixado, pode ser um cartão de crédito);
  • Passaporte com validade de, no mínimo, 6 meses após a volta.

O visto para estudantes na Irlanda é o Stamp 2, que além da permissão aos estudos, também concede o direito de trabalho.

Documentação necessária para o visto de estudante

  • Carta da escola com a carga horária mínima exigida (15h semanais) ou carta de matrícula na universidade;
  • Comprovante que a escola tem o Learner Protection;
  • Seguro governamental;
  • Três mil euros como comprovação financeira;
  • Comprovante de residência;
  • Pagamento de 300€ no ato da concessão do visto.

Custo de vida na Irlanda

O custo de vida na Irlanda pode variar de acordo com o seu estilo de vida. Os valores médios variam entre 700€ e 1.500€ por pessoa, dependendo de quais são os seus gastos mensais.
Custo de vida para estudar na Irlanda
Assim como em outros países, na Irlanda a acomodação é a despesa mais alta e, neste quesito, estudantes costumam ter gastos menores. Isso porque, normalmente, dividem a residência com outros estudantes/intercambistas. A localização também influencia bastante, visto que, via de regra, quanto mais central a moradia, mais caro o aluguel.
Ademais, para o cálculo do custo de vida é levado em consideração variáveis como aluguel, contas da casa, transporte, saúde e lazer. E todos esses custos dependerão da cidade e do estilo de vida.
Se a capital irlandesa for seu destino, confira o custo de vida em Dublin.

Intercâmbio para estudar inglês na Irlanda

Se você está pensando em aprender ou praticar o seu inglês, um intercâmbio na Irlanda pode ser ideal. Brasileiros sem cidadania europeia podem estudar por até três meses sem que seja necessário aplicar o visto de estudante. Neste caso, a modalidade do visto é a de turista e não há permissão de trabalho.
Intercâmbios com duração maior que três meses necessitam da aplicação do visto de estudante e apresentação da documentação necessária citada anteriormente.
A despeito de ser um investimento maior, há a possibilidade de trabalhar durante meio período (20h/semana) e “full-time” (40h/semana) durante os períodos de temporada. Isto é, no verão europeu e nas celebrações de final de ano.

Como escolher uma escola de inglês?

Importante ressaltar que o intercambista deve ficar atento na hora da contratação da escola. O mais indicado é buscar por agências de intercâmbio sérias que trabalhem com escolas certificadas.
Caso o estudante esteja planejando o intercâmbio por conta própria, é importante se certificar se a escola possui o Learner Protection – termo contratual que assegura que, caso a escola venha a fechar, o estudante receberá seu dinheiro de volta ou será realocado para outra instituição.
O site oficial do governo irlandês disponibiliza a ILEP, uma lista com as escolas que possuem o Learner Protection e que estão habilitadas para receberem estudantes internacionais.

Como estudar medicina na Irlanda

Para quem deseja estudar medicina na Irlanda, é preciso ter em mente que, assim como no Brasil, o investimento é alto e a duração do curso é longa. Exemplo disso é o curso na renomada universidade Trinity College Dublin, onde a anuidade para cidadãos não-europeus pode chegar a custar 47 mil euros, em um programa com duração de seis anos.
Diferentemente do Brasil, o ingresso não é feito via vestibular. Para estudar medicina na Irlanda, o candidato precisa preencher alguns pré-requisitos, tais como comprovar proficiência em inglês, validar o diploma brasileiro a fim de comprovar o seu nível educacional e cumprir os demais requisitos da universidade escolhida.
Além dessas comprovações, o candidato ainda precisará realizar um teste de admissão e arcar com os custos do mesmo.

Como funciona o sistema educacional na Irlanda?

A despeito da queda de pontuação nos índices de avaliação internacional nos últimos anos, a educação superior irlandesa ainda é reconhecida por sua excelência. Primeiramente, é importante saber que os níveis de educação da Irlanda são divididos entre primário, secundário e superior, também conhecida como “Third Level“.
É esta última classificação que nos interessa, pois nela que se enquadram as universidades, universidades tecnológicas, institutos tecnológicos, faculdades de educação e faculdades privadas no geral.
O sistema herdado do Reino Unido possui um sistema de classificação próprio e para os que têm interesse em fazer um curso superior na Irlanda, é necessário se atentar às diferentes certificações realizadas pelo National Framework Qualifications (NFQ). São elas:

  • Ordinary Bachelor Degree (NFQ Level 7): Bacharelado;
  • Honours Bachelor DegreeHigher Diploma (NFQ Level 8): Diploma Superior;
  • Masters DegreePost-Graduate Diploma (NFQ Level 9): Mestrado;
  • Doctoral DegreeHigher Doctorate (NFQ Level 10): Doutorado.

É importante entender o sistema de classificação utilizado, pois facilitará a busca pelo curso e formação superior desejados e será de suma importância na procura por colocação no mercado.

Melhores cidades para estudar na Irlanda

Quem optar pelos estudos na Irlanda terá um leque extenso de instituições de ensino, seja de universidades ou escolas de inglês. São quatro as principais e melhores cidades para se estudar:

  • Dublin;
  • Galway;
  • Cork;
  • Limerick.

A melhor universidade de cada cidade é, respectivamente: Trinity College Dublin, National University of Ireland, Galway, University College Cork e University of Limerick.

O que você precisa saber antes de estudar na Irlanda

Agora que já vimos que a ilha é um excelente país para estudar, confira algumas coisas que você não pode esquecer antes de estudar na Irlanda.

1. Visto de estudante

Se o seu intercâmbio tiver duração de mais de noventa dias, ou se você pretende ingressar em um curso superior, obrigatoriamente precisará de um visto de estudante. É importante se atentar aos documentos exigidos pela imigração.

2. Planejamento financeiro

Um bom planejamento financeiro é imprescindível para arcar com os custos dos estudos, da comprovação financeira do visto e de eventuais imprevistos.

3. Bolsas e financiamentos

Vale ficar de olho e se atentar às modalidades de bolsas e financiamentos ofertados pelas universidades. Os sites das instituições costumam ser bastante completos e você consegue encontrar essas informações na seção “international students“.

4. Permissão de trabalho

Com o visto de estudante, a permissão de trabalho é concedida automaticamente, o que ajuda a arcar com o custo de vida no país. A Irlanda é um dos países europeus com o maior salário/hora.

5. Frequência mínima nas escolas de inglês

Indo fazer um intercâmbio? Se atente à frequência mínima exigida nas escolas. O governo irlandês exige que os estudantes tenham uma frequência de, pelo menos, 85% nas aulas.
Isso para garantir que o estudante está na Irlanda realmente para estudar. O não cumprimento desse requisito pode gerar muita dor de cabeça na hora da renovação do visto.

6. Nível de inglês para fazer faculdade

No caso de ingresso no ensino superior irlandês, será necessário um certificado de proficiência em inglês (IELTS, por exemplo), a validação do diploma e histórico escolar e um teste de admissão exigido pela universidade. Portanto, é de suma importância que após a escolha da instituição de ensino, você verifique no site da universidade qual a documentação necessária para a matrícula.

7. Dedicação

Por último, mas não menos importante, sempre que falamos sobre estudos, é preciso falar sobre dedicação. Aprender uma língua nova ou ter a oportunidade de ingressar no ensino superior em outro país requer bastante empenho e dedicação para que, ao final da experiência, você tenha um resultado satisfatório de toda essa experiência incrível.
Universidade Nacional da Irlanda em Galway

Vale a pena estudar na Irlanda?

Particularmente, acredito que estudar na Irlanda vale muito a pena, seja para fazer um intercâmbio ou um curso superior. Um dos melhores investimentos que fiz na vida certamente foi ter realizado meu intercâmbio em Dublin e a possibilidade de trabalho foi um diferencial importante que ajudou a custear a minha estadia.
Ademais, o país vem investindo cada vez mais no setor educacional para receber alunos internacionais. O número de escolas qualificadas e certificadas cresce e as universidades vêm investindo, ainda que timidamente, em bolsas e financiamentos.
Por fim, não tem como falar sobre a Irlanda e não citar a excelente qualidade de vida, a recepção calorosa dos irlandeses, a facilidade de viajar para outros países na Europa, a vida cultural agitada e a ótima mobilidade urbana.

Vantagens de estudar na Irlanda

  • Ter um diploma de uma faculdade ministrada em inglês comprova além do seu conhecimento na área que você decidiu estudar, também sua fluência na língua. Isso significa que você não precisará mais fazer nenhuma prova para comprovar seu nível em inglês;
  • Poder estudar e trabalhar, existem muitas oportunidades de emprego. Isso é ótimo para quem faz faculdade aqui, afinal é o primeiro passo para o mercado de trabalho;
  • Ter um diploma valorizado em qualquer país, especialmente no Brasil, se sua intenção for voltar;
  • As faculdades são cheias de imigrantes, esse contato com diferentes povos vai possibilitar conhecer novas culturas e abrir seus olhos para o mundo.

E as desvantagens?

  • Estudar na Irlanda é caro, especialmente para pessoas que não tem passaporte europeu;
  • Você precisa pagar a anuidade escolar de uma vez só;
  • Conseguir uma bolsa não é tão simples;
  • A quantidade de horas de aula é elevada. Isso porque, na Irlanda, a faculdade é em período integral para estudantes internacionais, o que significa 15h de aula semanalmente;
  • Faltar uma aula não é uma opção, isso faz com que você também tenha que estudar mais em casa, então é bom ficar preparado.

E aí, já está se preparando para estudar na Irlanda? Para inspirar você nessa empreitada, lançamos o livro O Sonho de Morar na Europa que reúne histórias de brasileiros em vários países europeus. Além disso, apresenta dicas sobre o processo migratório e a adaptação de cada um deles.