Intercâmbio na Irlanda

Irlanda  / 

Quem busca por um destino para estudar inglês ou até mesmo um curso superior no exterior, em algum momento acaba se deparando com a Ilha Esmeralda nas suas pesquisas. Os brasileiros, que antes escolhiam cursos nos Estados Unidos, Austrália e Inglaterra, encontraram entre as novas opções, o intercâmbio na Irlanda.

O país da cerveja preta Guinness, dos vikings e da cultura celta, hoje está no topo da lista dos brazucas como destino de intercâmbio. Apesar de ter passado, nos últimos dois anos, por uma série de mudanças e adaptações nas regras para estrangeiros, a Irlanda ainda é um dos países com melhor custo-benefício na hora de decidir para onde ir.

Segundo o governo irlandês, as últimas reformas aplicadas estão diretamente ligadas à melhoria do sistema de educação. Isso porque várias escolas ficaram conhecidas como “fábricas de visto”, e não ofereciam as mínimas condições exigidas pelo governo, além de vender cursos apenas para garantir a permanência de cidadãos não-europeus de forma ilegal. As mudanças servem também para proteger os futuros intercambistas contra fraudes e golpes por parte das escolas e empresas que vendem os cursos de intercâmbio na Irlanda.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Visto para Intercâmbio na Irlanda

Atualmente, o visto para estudantes de inglês tem o período total de oito meses, sendo seis de curso mais dois de férias. Para permanecer no país durante mais tempo, é possível renovar este visto (Stamp 2) por mais duas vezes, totalizando dois anos de permanência na Irlanda.

Para quem pretende estender ainda mais a vida por lá, é preciso ingressar em um curso superior ou então conseguir o disputado visto de trabalho. Já para aqueles que possuem cidadania europeia, não é preciso visto para permanecer no país.

Nas atuais regras de intercâmbio de idiomas na Irlanda, os estudantes também são obrigados a cumprir o requisito frequência. Para não ter nenhum problema com a imigração, é preciso ter 85% de presença nas aulas. Caso o aluno não esteja comparecendo, as escolas precisam informar ao INIS (Serviço de Naturalização e Imigração Irlandês) e ao GNIB (Garda National Immigration Bureau). O não cumprimento das regras pode ocasionar na expulsão do aluno da escola, bem como o convite para se retirar do país, então é importante levar a sério.

O intercâmbio na Irlanda ainda é um dos poucos que permite os estudantes a trabalharem meio período durante as aulas (20h semanais) e período integral nas férias (40h semanais). Porém, o governo definiu que só será permitido trabalhar full-time de junho a setembro e do dia 15 de dezembro ao dia 15 de janeiro. Ou seja, para conseguir trabalhar as 40 horas legalmente, é preciso estar de férias durante o período delimitado.

Outra vantagem para quem decide fazer intercâmbio na Irlanda é a renda a ser comprovada. Para os estudantes que aplicam para o visto de 8 meses, é preciso comprovar €3 mil (R$ 9780)*. Para quem vai passar menos de 6 meses estudando, a imigração exige comprovação de €500 (R$ 1630) por mês de permanência.

Diferente de países como a Austrália, onde ao aplicar para o visto é preciso comprovar renda que cubra o pagamento do curso, passagens aéreas, alimentação e acomodação para os primeiros 12 meses de permanência no país ou para o período total do curso. Na Irlanda, o custo para tirar o visto é de €300 (R$ 978).

Quanto custa um curso de inglês na Irlanda?

Você pode comprar um pacote de intercâmbio para a Irlanda de duas formas: a primeira é através de agências de turismo e intercâmbio, que normalmente já vendem o pacote completo. Isso inclui passagens, curso de inglês, seguro viagem e normalmente acomodação para as duas primeiras semanas no novo país, que pode ser em um hostel, acomodação familiar ou acomodação da própria empresa. Além do mais, estas empresas normalmente oferecem um suporte na chegada do intercambista a Irlanda.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Saiba mais sobre o seguro de viagem para a Irlanda.

A outra forma é fazer o processo por conta. Praticamente todas as escolas de idiomas da Irlanda possuem marketing que lidam com clientes brasileiros e isso facilita muito a comunicação, principalmente para quem não entende a língua ainda.

Para quem se pergunta o que sai mais barato, tudo vai depender de muita pesquisa. Algumas empresas têm parceria com as escolas, que oferecem promoções em determinadas épocas do ano. Assim como também, algumas escolas fazem promoção relâmpago, o que faz o curso sair muito mais em conta.

A média de preços dos cursos pode ir de €1600 a €3000 ou até mais – valores em reais R$ 5216 a R$ 9780*. Isso vai depender de alguns fatores que definem a qualidade das escolas e serviços adicionais que oferecem. O importante para quem está pesquisando é perguntar, fazer contato em grupos no Facebook e, se tiver algum conhecido que já fez intercâmbio, tirar todas as dúvidas, perguntar quais são as melhores e mais conceituadas escolas e porquê.

A média de valores de uma acomodação em residência familiar varia entre €700 a €1000 por mês (R$ 2282 a R$ 3260). Para economizar, é melhor abrir mão um pouco do conforto, já que intercâmbio significa experimentar tudo de novo que o mundo tem a te oferecer. Porque não tentar um hostel e compartilhar experiências com outras pessoas? A média de preços de Dublin, é de €450 a €550 por mês (R$ 1467 a R$ 1793).

Para quem decide comprar tudo separado, é bom ficar atento a todos os seus direitos caso algo aconteça fora do previsto. Informação extra nunca é demais e pode ajudar muito quando acontecer algo não planejado.

*Cotação do Euro no dia 21/02/2017 €1 = R$ 3,26

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autor

Júlia é brasileira, formada em jornalismo e aos 22 anos foi para a Irlanda estudar inglês. Os 6 meses de intercâmbio transformaram-se em 3 anos. Viajou para 22 países na Europa desde que saiu do Brasil e é incentivadora do estilo de vida “pegue sua mochila e vá ver o mundo”.