A crise imobiliária da Suécia

Suécia  / 

Que tal ter que esperar 10 anos para alugar um apartamento ou ter que esvaziar a sua carteira para comprar um imóvel cujo o preço é extremamente alto e desproporcial? Não parece nada bom, certo?

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

E realmente não é. A crise imobiliária da Suécia é algo que dá dor de cabeça para muita gente que já mora ou que quer morar por aqui, independentemente de nacionalidade. Mas afinal, porque é tão difícil alugar e tão caro comprar um imóvel por aqui?

A crise imobiliária da Suécia

A população da Suécia neste ano (2017) é de cerca de 10 milhões de pessoas. Comparando com cidades como São Paulo este número de habitantes não aparenta ser um grande problema, certo? Mas não se engane.

Muita gente e poucos lugares para morar

Explicando de maneira bem simples: é muita gente e poucos lugares para morar. E não se engane: quem diz que o problema só existe em grandes cidades como Estocolmo ou Gotemburgo está errando feio. Atualmente 255 municípois (kommuner) dos 290 que existem no país se declaram afetados pela crise imobiliária da Suécia em diferentes graus.

Também já compartilhamos várias dicas para morar na Suécia.

Preco do aluguel na Suécia

Confira agora o quão diferente pode ser o preço do aluguel de apartamentos em diferentes cidades da Suécia (de acordo com o site www.numbeo.com)

Comparação do preço de aluguel em diferentes cidades
Imóvel Cidade de grande porte, Estocolmo Cidade de médio porte, Umeå> Diferença de preço
Apartamento de um apartamento de 1 quarto no centro 4,573.29 R$ – (11,621.10 kr) 2,164.44 R$ – (5,500.00 kr) -52.67 %
Aluguel mensal de um apartamento de 1 quarto fora do centro 3,122.03 R$ – (7,933.33 kr) 1,803.70 R$ – (4,583.33 kr) -42.23 %
Aluguel mensal de um apartamento de 3 quartos no centro 7,499.63 R$ – (19,057.14 kr) 3,607.39 R$ – (9,166.67 kr) -51.90 %
Aluguel mensal de um apartamento de 3 quartos fora do centro 4,869.18 R$ – (12,372.97 kr) 2,715.38 R$ – (6,900.00 kr) -44.23 %

Comprar um imóvel na Suécia

Devido a alugueis extemamente altos, muitas pessoas acabam preferindo comprar um imóvel aqui na Suécia, o que por si só já contribui para que o preço dos imóveis aumente por um motivo bem simples: quanto maior a procura, maior será o preço.

Se você quer comprar um imóvel em cidades de grande ou médio porte na Suécia, prepare o bolso porque você vai ter que gastar muito dinheiro.

Comparação do preço por metro quadrado
Imóvel Cidade de grande porte, Estocolmo Cidade de médio porte, Umeå> Diferença de preço
Preço por metro quadrado de um apartamento no centro 36,981.86 R$ – (93,973.81 kr) 14,757.51 R$ – (37,500.00 kr) -60.10 %
Preço por metro quadrado de um apartamento fora do centro 21,821.46 R$ – (55,450.05 kr) 8,001.85 R$ – (20,333.33 kr) -63.33 %

Veja também qual era o custo de vida na Suécia.

Mas o que deu origem a crise imobiliária da Suécia?

Bairro na Suécia
A falta de lugar para morar na Suécia não é um problema recente por aqui. Algumas fontes dizem que a origem da crise imobiliária da Suécia é a crise financeira que a Suécia enfrentou nos anos 90.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Naquela época o ritmo de construções era bem alto, mas com a crise imobiliária da Suécia o número de novas construções diminiu, e o que inicialmente não era um problema foi ficando cada vez pior porque com o tempo o crescimento populacional do país foi superior ao crescimento do número de imóveis sendo construídos.

A falta de investimentos estatais podem ter causado o problema

Já outras fontes dizem que o problema foi causado/vem sido causado por diversas medidas que o governo sueco tomou/vem tomando na área da construção, como por exemplo o corte de investimentos e outros tipos de intervenções estatais.

Martin Grander, especialista e pesquisador da área pela univeside sueca de Malmö acredita que o problema tem várias raízes. Ele explicou ao jornal The Local que “as mudanças nas políticas e na legislação da Suécia que aconteceram nos anos 90 fizeram com que muita gente pudesse comprar um imóvel para viver”.

Você pode conferir os tipos de visto disponíveis para a Suécia.

A explicação do especialista

Ele diz também que além disso, as construtoras também se deram bem porque elas começaram a construir alguns tipos de imóveis que são muito populares na Suécia. Com o tempo, construir casas que seriam vendidas tornou-se um negócio mais rentável do que construir casas que seriam alugadas. E isso é um dos motivos para a crise imobiliária da Suécia.

Sendo que o público alvo dos imóveis que são construidos para serem alugados geralmente são pessoas que tem uma alta renda (posso confirmar que o que Martin disse é verdade, já que na cidade onde eu moro (Skellefteå) alguns imóveis estão sendo construídos, mas geralmente o aluguel é tão caro que grande parte da população simplesmente não pode pagar).

Porque continua sendo difícil alugar um imóvel na Suécia

O jornal sueco The Local explica que algo que piora ainda mais a situação de quem quer lugar um imóvel na Suécia é o fato de que muitas vezes o governo vende imóveis que ele tem para pessoas físicas ou para cooperativas porque o governo precisa de dinheiro para construir novos imóveis.

O problema é que construir acaba saindo mais caro, e Martin explica o resultado: “mesmo que o número de imóveis disponíveis para serem alugados cresca, o total de imóveis que grande parte da população pode pagar vai cair“.

Na Suécia existem leis municipais e nacionais que proibem as imobiliarias de cobrar alugueis caros demais. Isso parece bom, certo? O problema é que o número reduzido de imóveis disponíveis para aluguel faz com que quem já tenha um imóvel alugado possa sublocar o tal imóvel através dos “contratos de segunda mão” e cobrar o quanto quiser pelo aluguel.

A lei também diz que pessoas privadas não podem abusar do preço, mas o desespero das pessoas para conseguir alugar alguma coisa faz com que elas raramente questionem o preço das sublocações.

As filas para alugar um imóvel na Suécia

Bairro em Estocolmo
Como eu já expliquei para vocês, alugar um imóvel aqui na Suécia geralmente funciona da seguinte forma: cada cidade pode ter uma ou mais imobiliarias que trabalham com as filas, e quanto mais tempo você fica na fila mais pontos você terá.

Sabendo de como esse esquema funciona, muitos suecos já colocam os filhos recém-nascidos nas filas das imobiliárias de muitas cidades, para que quando a criança se tornar adulto ela possa alugar sem ter que esperar por muito tempo.

Isso com certeza é bom para a criança, mas pense comigo: se você fosse sueco(a) e decidisse morar em uma cidade onde seus pais não te colocaram na fila de nenhuma imobiliaria desde que você nasceu, você teria uma grande desvantagem, que aliás seria a mesma que muitos imigrantes tem ao chegar na Suécia.

Já estão a ocorrer alterações no sistemas de fila

Para tentar por um freio nesse sistema algumas imobiliarias já estão mudando algumas regras: algumas empresas estão passando a cobrar uma taxa para que a pessoa possa ficar na fila e outras também estão exigindo que só maiores de 18 anos possam começar a acumular pontos.

Existem imobiliárias sem fila?

Importante: existem imobiliarias da Suécia que não trabalham com esse tipo de fila, mas aí a situação pode ficar ainda mais complicada: algumas alugam para quem acha que merece, para quem não tem animal de estimação, para algum conhecido, etc.

Também existem pessoas físicas que alugam seus imóveis, mas geralmente essas pessoas não demoram muito tempo até encontrar um inquilino (ou seja, se você não for rápido ou não tiver contatos, é bom não contar com esta opcão).

Onde as pessoas vivem até conseguir alugar um imóvel na Suécia

Todo mundo de vira como pode: fica na casa dos pais ou de algum parente, aceita os preços absurdos dos alugueis de segunda mão (sublocações), estudantes dormem em tendas (sim, tendas!) ou no sofá de amigos até conseguir alugar alguma coisa e assim vai.

O alto número de pessoas que quer alugar um imóvel gera um outro problema: criminosos se aproveitam do desespero das pessoas para aplicar golpes. A boa notícia é que se você alugar direto de uma imobiliaria as chances de cair em um golpe diminuem. Expliquei melhor sobre essas história de golpe aqui, confira agora.

Aluguel para estudantes na Suécia

Em algumas cidades os estudantes da Suécia (já residentes aqui) ainda tem moradia estudantil garantida (em geral são kitnets onde as vezes o banheiro e/ou a cozinha são compartilhados), mas isso vem se tornando cada vez menos comum. Se você vem para o país como estudante internacional, aqui vai o meu conselho: veja com a sua universidade se você terá moradia garantida.

Aluguel para quem se muda para a Suécia a trabalho

Se você recebeu uma oferta de uma empresa sueca para vir trabalhar aqui, anote uma coisa: pergunte a eles sobre como seria a sua moradia. Algumas empresas da Suécia (geralmente as maiores) ainda garantem moradia para as pessoas que são recrutadas de outros países, pelo menos por um tempo.

O futuro do mercado imobiliário na Suécia

Rua na Suécia
Algumas medidas para acalmar ou resolver a crise imobiliária da Suécia estão sendo tomadas, como por exemplo a construção de imóveis temporários (o que as vezes acaba comprometendo a qualidade das construções). É claro que isso afeta principalmente quem não ganha muito dinheiro, já que quem tem renda alta pode comprar um imóvel tradicional.

Precisamos criar soluções que atentam às necessidades da geração atual, não de algo que fique parado no tempo graças a ideologias políticas dos anos 60“, diz Fredrik Forss, co-fundador da empresa Tech Farm, que busca trazer soluções de moradias alternativas para a Suécia.

O governo sueco sabe e adimite que existe um problema relacionado à moradia no país, porém não acredita que a chave para a solução do problema esteja em simplesmente extingir/alterar a regulamentação ligada ao aluguel de imóveis, o que poderia fazer com que o preço dos alugueis aumentassem sem se novos imóveis fossem de fato construidos.

Conselhos de quem já mora na Suécia

Você mora ou já morou na Suécia? Então por favor deixe um comentário contando em qual cidade você mora ou já morou e também a sua opinião sobre este assunto. Se possível, também de dicas para quem pensa em se mudar para a Suécia e terá que alugar ou comprar um imóvel. Você ajudará muita gente e desde já eu te agradeço por isso! 🙂

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autor

Taís é natural do Espírito Santo e mora na Suécia há mais de 6 anos. Criou o Aqui no Exterior, um canal no YouTube, página no Facebook e perfil no Instagram onde ela mostra tudo sobre a vida no exterior, sobre viagens, sobre intercâmbio e tudo que tem a ver com esses temas.