Horário alargado no SEF: veja o novo horário de funcionamento

A partir da primeira semana de julho de 2019, o horário de atendimento no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) aos imigrantes vai ser maior, das 8h30 às 20h00. O horário alargado é devido ao aumento de cidadãos estrangeiros que estão morando em Portugal. O anúncio do horário alargado no SEF foi feito na sexta-feira, dia 28 de junho, pelo ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

“A tendência continua a verificar-se no atual ano. Decidimos, no início da próxima semana, alargar os períodos de atendimento do SEF com um ajustamento que permite ter os serviços de atendimentos a imigrantes a funcionar entre as 08h30 às 20h00, aumentando a capacidade de resposta”, afirmou o ministro, ao final da cerimônia que do 43º aniversário do SEF.

Aumento do número de estrangeiros em Portugal

Na cerimônia, foi divulgado o Relatório de Imigração Fronteiras e Asilo 2018 (RIFA), que mostra um aumento de 13,9% do número de estrangeiros a residir em Portugal em 2018, um total de 480.300, o maior valor registrado pelo SEF desde o seu surgimento, em 1976.

De acordo com Cabrita,

As alterações demográficas e o sucesso da economia portuguesa determinaram que nos últimos três anos, sobretudo em 2018, se tenha verificado um significativo crescimento dos residentes estrangeiros. Foram 480 mil em 2018 e é o maior número de sempre. Em 2019, atingimos já o meio milhão de cidadãos estrangeiros com autorização de residência em Portugal.

Além de melhorar a capacidade de resposta do atendimento no SEF, o ministro afirmou que Portugal está “a tratar de acordos de migração legal adequadas àquilo que é a evolução do mercado de trabalho”.

Precisa enviar dinheiro para o exterior?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Veja neste artigo como funciona o SEF.

O ministro ponderou que o país “encara como necessária e positiva” a imigração para Portugal de estudantes, trabalhadores, investigadores e investidores estrangeiros

Ao explicar os dados do relatório, Cabrita destacou o aumento de cidadãos das origens mais tradicionais, como: Brasil e Cabo Verde, e ainda o crescimento “muito positivo” de imigrantes advindos do Reino Unido, da França e da Itália, assim como da Índia, de Nepal, de Bangladesh e da Venezuela.

E complementa, em referência ao aumento de cidadãos da Índia, de Nepal, de Bangladesh e da Venezuela:

Temos novas origens, que não estão ainda no ‘top ten’, mas tiveram em 2018 um crescimento muito significativo que tem a ver com setores como agricultura, construção civil e algumas áreas do turismo.

Como se legalizar em Portugal: tudo o que você precisa saber.

Alargamento de horário não será imediato

A diretora nacional do serviço de segurança, Cristina Gatões, disse que o alargamento do horário de funcionamento nos centros de atendimento do SEF ocorreu a partir desta segunda-feira (1º de julho), mas, de acordo com ela, não é imediato em todo o país.

Sem falar sobre os locais, Gatões disse aos jornalistas:

O alargamento do horário vai passar a funcionar em todas as unidades orgânicas que neste momento tenham capacidades e recursos humanos para o fazer.

E afirmou, ainda, aguardar pela integração dos 116 assistentes técnicos até ao final do ano para o horário alargado no SEF chegar a todos os centros de Portugal.

Mais informações sobre o RIFA

O RIFA revela também que em 2018 mais de 93 mil estrangeiros conseguiram novas autorizações de residência em Portugal, um aumento de 51,7% em relação à 2017. Ainda com base no RIFA, os cidadãos oriundos do Bangladesh e de Nepal estão entre os novos imigrantes.

Conforme informa o RIFA, houve redução dos pedidos de asilo a Portugal, de 27% em 2018 em relação à 2017, totalizando 1.272, os quais estão inclusos os referentes ao mecanismo de recolocação na área da União Europeia.

Ainda segundo o relatório, os estrangeiros barrados pelo SEF nos postos de fronteira, principalmente no aeroporto de Lisboa, por não possuírem as condições legais para entrar no país subiram 75,4% de 2017 para 2018.

O RIFA mostra também que mais de 41 mil cidadãos estrangeiros solicitaram a nacionalidade portuguesa em 2018, o maior número dos últimos cinco anos.

Veja também: SEF aumenta atendimento em Lisboa.

Fonte: Expresso.

Carolina é luso-brasileira, jornalista e especializada em Comunicação Empresarial. Desenvolve e revisa conteúdos para diversas mídias. Adora viajar o mundo, conhecer novas culturas e escrever sobre suas experiências. Tem prazer em dar dicas de restaurantes, hotéis e também em ajudar brasileiros que desejem morar em outro país.

Artigos relacionados

Sites de emprego em Portugal: veja a lista com os melhores

Descubra os melhores sites de emprego em Portugal e algumas alternativas para encontrar a sua vaga, seja através de sites, agências ou pelas redes sociais.

Como trabalhar em Portugal: visto, salários e oportunidades

Todos os passos para trabalhar em Portugal: veja como obter o visto de trabalho, média salarial, os melhores sites de emprego e mais.

Visto para Portugal: tipos, custos e como solicitar o seu

Vai se mudar para Portugal?Sozinho ou com a família? Confira o visto necessário, custos e procedimentos passo a passo para viajar tranquilo.

Como morar em Portugal em 2020 (Guia Atualizado!)

Dicas que ninguém te conta sobre como morar em Portugal na primeira pessoa: passo a passo, como conseguir um visto, qual é o custo de vida e mais.

Custo de vida em Portugal 2020: quanto custa viver no país

Conheça o custo de vida em Portugal, quanto custa alugar apartamento, fazer compras do mês, gasto com saúde, transporte e salário para viver no país.

Estudar em Portugal de graça: bolsas de estudo e intercâmbio

Estudar em Portugal de graça pode ser mais comum do que você imagina, basta ser aprovado em programas de bolsas e intercâmbios. Veja como se inscrever!

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube