Sala VIP aeroporto: 3 formas diferentes de ter acesso

Passagens Aéreas  / 

Quem não quer ser VIP nessa vida? Aguardar a conexão do avião em uma confortável poltrona, bebericando uns bons drinques, conectando a internet sem maiores dramas, recarregando seus eletrônicos sem ter que “lutar” por uma tomada. Isso é possível, em uma sala vip aeroporto. E não precisa ser rico para poder desfrutar. Vamos te mostrar como.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Quem pode usar a sala VIP do aeroporto?

Horas e mais horas de espera por uma conexão de voo. Já passou por isso? Quem tem a experiência sabe o quanto é desagradável aguardar em um aeroporto.

Ok, há lojas e restaurantes, mas só. Não tem onde acomodar-se com conforto, não tem onde trabalhar direito, não tem onde higienizar-se da maneira que gostaríamos.

Mas tudo muda quando se tem acesso a uma Sala VIP de aeroporto.

Sala VIP de aeroporto é só para ricos?

Diferentemente do que muitos acreditam, a sala vip aeroporto não é coisa de rico. Mas é um espaço agradável, bem decorado e bem mais confortável que o saguão comum dos aeroportos.

Existem diversos tipos de salas VIP ou lounges pelo mundo. Das mais simples, que servem bebidas, salgadinhos e mini-sanduíches, àquelas que contam com garçons, menu feito por chefes, serviço de spa, cabeleireiro, barbeiro, chuveiro com amenidades como xampus e cremes, e bebidas caríssimas entre outros “mimos”.

Para quem precisa trabalhar no espaço, há também mesas com cadeiras confortáveis, jornais do dia, revistas, internet gratuita, copiadora, impressora e fax.

Como ter acesso a uma sala VIP aeroporto

Primeira classe e classe executiva

O mais comum é que as companhias aéreas ofereçam o espaço VIP como uma agrado para os consumidores que compram passagens na primeira classe ou na classe executiva.

Cartões de crédito de luxo

Outra forma bastante comum de acesso é através dos cartões de crédito de luxo. Geralmente, as bandeiras mais tradicionais, como Visa e Mastercard, costumam oferecer a regalia aos seus clientes preferenciais.

Para quem viaja bastante, ter um cartão Black ou Infinite pode ser vantajoso não só pelo acesso às salas VIP. Os usuários desses cartões costumam ter muitos benefícios e incentivos. Então, é algo que pode valer a pena.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Visa e Mastercard usam a plataforma Lounge Key para oferecer essa comodidade. Pelo aplicativo, os clientes dos cartões podem selecionar as salas que gostariam de reservar e saber mais detalhes do que vão encontrar de comodidade.

Clube VIP Priority Pass

Há uma forma ainda mais fácil de ter acesso aos lounges: associando-se a um dos clubes que se destinam a isso.

O maior e mais famosos deles é o da empresa Priority Pass. Ao entrar para o clube, comprando sua associação pelo site da empresa, você passa a ser membro, com acesso a salas VIP de aeroportos do mundo todo.

Atualmente, são mais de 1.300 salas em 600 cidades espalhadas por 148 países.

A empresa oferece três tipos de planos anuais e os valores são definidos de acordo com a quantidade de vezes que o associado fará uso das salas:

  • Standard, por US$ 99, recomendado para o viajante ocasional. Nesse plano, o associado paga mais US$ 32 a cada utilização de sala.
  • Standard Plus, US$ 299, para o viajante regular. O plano inclui dez utilizações gratuitas de sala. Depois, paga-se US$ 32 a cada utilização.
  • Prestige, US$ 429, para o viajante frequente. A utilização de salas é ilimitada.

Clube VIP Lounge Pass

Do mesmo grupo que o Priority Pass, o Collinson Group, o Lounge Pass oferece 500 salas VIP em 250 diferentes aeroportos do mundo todo.

A diferença é que não existe anuidade. Você se cadastra no site da empresa, seleciona a sala VIP que deseja frequentar e paga por uma entrada única. Os preços e as regras variam de acordo com cada sala, mas há lounges a partir de US$ 20 e valor diferenciado para crianças.

Se você colocar na ponta do lápis quanto vai gastar de alimentação no aeroporto (uma conta que não é nada barata), possivelmente o valor do Lounge Pass já justifique o custo.

Mas ao entrar no site da empresa e selecionar a sala que deseja, preste atenção aos detalhes do lounge, para ver se atendem suas necessidades de conforto.

É uma ótima pedida, até para quem deseja, antes de tudo, conhecer o serviço para avaliar se vale mesmo a pena fechar uma assinatura anual do Priority Pass.

sala VIP aeroporto empresário

As melhores salas vip de aeroporto do mundo

Todo ano, a empresa Priority Pass realiza uma pesquisa entre seus associados para eleger as melhores salas VIP do mundo. Em sua 14ª edição, divulgada em 2019, o Global Airport Lounge of the Year Awards elegeu a Sala VIP Internacional do Aeroporto Internacional de Quito, no Equador, como a melhor. Os destaques: vista panorâmica da cidade, adega onde os visitantes podem escolher o vinho que vão beber, e restaurante liderado por um renomado chefe local, Andrés Miño.

Além desta sala, também foram escolhidos os melhores por região. Confira:

Europa

  • Vencedor regional: Primeclass Riga Business Lounge, Aeroporto Internacional de Riga, Letônia;
  • Altamente recomendado: Northern Lights Executive Lounge, Aeroporto Internacional de Aberdeen, Escócia.

África e Oriente Médio

  • Vencedor Regional: Ahlan Lounge at B, Aeroporto Internacional de Dubai, Emirados Árabes;
  • Altamente recomendado: Marhaba Lounge, Aeroporto Internacional de Dubai, Emirados Árabes.

Ásia

  • Vencedor regional: Miracle First Class Lounge, Aeroporto Internacional de Bangkok-Suvarnabhumi, Tailândia;
  • Altamente recomendado: SATS Premier Lounge, Aeroporto Internacional Changi, Singapura.

América do Norte

  • Vencedor regional: Lounge 19, Aeroporto Internacional Benito Juarez, Cidade do México, México;
  • Altamente recomendado: The Club MCO, Aeroporto Interancional de Orlando, Flórida, Estados Unidos.

América Latina e Caribe

  • Vencedor regional (e também global): Sala VIP Internacional, Aeroporto Internacional de Quito, Equador;
  • Altamente recomendado: Eldorado Lounge, Aeroporto Internacional El Dorado, Bogotá, Colômbia.

Vale a pena utilizar sala vip aeroporto?

Se você se enquadrar em um dos perfis que têm acesso às salas VIP, desfrute mesmo desse benefício. Afinal, todo mundo merece ser bem tratado.

Se estiver no grupo dos que precisam pagar para usar, avalie o tempo que permanecerá no aeroporto, o que poderia fazer com esse tempo em uma sala VIP e o custo cobrado pelo acesso. Ficar horas no saguão comum do aeroporto é desgastante, de fato, e o valor pode compensar.

Conexão: o que fazer enquanto se espera um voo?

O que fazer enquanto você espera a conexão de voo? Bom, se só tiver uma hora, o melhor é se dirigir para o portão de embarque e aguardar lendo, checando e-mails ou adiantando algum trabalho.

Se a espera for maior, há lojas e lanchonetes pelos aeroportos para passar o tempo e comprar aqueles itens que faltam na mala. A maioria dos aeroportos também dispõe de salão de cabeleireiro e barbearia, então você pode aproveitar para cortar o cabelo, fazer a barba, fazer pé e mão, ou quem sabe até um tratamento estético.

Agora, se o tempo entre um voo e outro for de mais de quatro horas, então é possível até sair do aeroporto. Que tal dar uma volta na cidade de sua escala? Mas lembre-se sempre de calcular o tempo necessário de deslocamento para ida e volta, para não perder o voo. É preciso estar de volta ao aeroporto 1 hora antes dos voos nacionais e 2 horas antes dos voos internacionais.

Passatempos

O tempo de espera pelo voo também é uma ótima oportunidade de, enfim, poder fazer tudo que todo mundo deixa para “quando tiver um tempinho”. Abaixo, elencamos algumas dicas de como aproveitar ao máximo seu “dolce far niente”:

  • Baixe em seu computador uma temporada da sua série favorita, ou suas músicas favoritas, ou seus livros favoritos;
  • Coloque no papel (ou na tela) aquelas ideias para o novo projeto de trabalho;
  • Compre palavras-cruzadas na livraria;
  • Compre um livro novo;
  • Aproveite para atualizar seu currículo e fazer novos contatos;
  • Gaste horas nas redes sociais sem sentir culpa – afinal, tudo o que você quer agora é fazer o tempo passar mais depressa;
  • Aproveite o tempo para fazer o roteiro dia a dia de sua viagem e aproveitar ao máximo. Use o Google como aliado, ou compre um guia turístico na livraria.

Agora que você já sabe como usufruir das salas vip de aeroportos, como ter assinaturas como a da Priority Pass ou usufruir do Lounge Pass, e como se entreter entre uma escala e outra, só me resta desejar uma boa viagem!

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autor

Cláudia Zucare Boscoli trabalha como jornalista há 20 anos, tendo se formado na Cásper
Líbero, com extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha),
especialização em Marketing Digital pela FGV e pós-graduação em Jornalismo Econômico
pela PUC-SP. Já trabalhou para IstoÉ Online, O Estado de S. Paulo, Diário de S. Paulo e
Editora Abril, entre outros veículos. Adora viajar, conhecer novas culturas e contar o que
descobriu.