Sistema educacional da Suécia

Suécia  / 

Uma das formas mais simples de compreender como o sistema educacional de um país funciona é através de uma espécie de linha do tempo que acompanha as pessoas desde criança até a vida adulta. Venha conhecer um pouco sobre o sistema educacional da Suécia, um dos países com melhor qualidade de vida do mundo.

Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil.


Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem. Faça uma cotação online sem compromissos e confira as várias opções de seguro para a sua viagem.

FAZER COTAÇÃO »

A linha do tempo do sistema educacional da Suécia

  1. Pré-escola “creche”* (förskola)
  2. Pré-escola* (förskoleklass)
  3. Ensino fundamental* (grundskola)
  4. Ensino médio* (gymnasieskola)
  5. Ensino superior*

*É importante ter em mente que o significado desses termos é diferente no Brasil e na Suécia porque o sistema educacional sueco não funciona exatamente como o sistema educacional brasileiro.

Pré-escola “creche” no sistema educacional da Suécia

Aqui na Suécia as crianças podem começar a frequentar ambientes escolares quando completam um ano de idade. Antes disso geralmente pelo menos um dos pais tira ao menos parte da licença parental e ficam com a criança em casa.

Veja em detalhe como funciona a licença maternidade e paternidade na Suécia.

Com pelo menos um ano a criança poderá começar a frequentar a pré-escola “creche” , que aqui na Suécia de chama förskola (também já foi chamada de daghem e dagis, termo ainda usados por algumas pessoas).

Sistema baseado em atividades

Creche na Suécia
É claro que o foco nesta fase não é baseado em livros e provas, e por isso as atividades da pré-escola na Suécia são desenvolvidas para fazer com que as crianças possam criar, aprender e explorar o mundo ao seu redor através de diferentes tipos de brincadeiras, pintura e até mesmo canto (ou seja, um conceito bem próximo das creches que temos no Brasil, então por isso estou me referindo às förskolor como pré-escolas “creche”, ok?).

Não é obrigatório no sistema educacional da Suécia

A pré-escola “creche” não é obrigatória, mas a maioria das crianças frequentam uma förskola aqui na Suécia.

Existem pré-escolas “creche” municipais e também pré-escolas “creche” independentes, que são operadas por cooperativa de pais, fundações ou até mesmo empresas. É responsabilidade das prefeituras verificar que as pré-escolas “creche” independentes cumprem as exigências do governo sueco.

Quanto custa a pré-escola “creche” na Suécia

Nenhuma pré-escola “creche” da Suécia é de graça, nem mesmo as municipais. Os preços variam, mas o site do Skolverket (Agência Nacional de Educação da Suécia) afirma que existe um teto máximo que regula o preço que pode ser cobrado das famílias (ou seja, as prefeituras, cooperativas e empresas não podem cobrar como bem entenderem).

O site também afirma que a partir do outono do ano em que a criança completa três anos de idade ela tem direito a 525 horas de förskola sem ter que pagar.

Começando a vida escolar no sistema educacional da Suécia

Quando a criança completa seis anos de idade ela sai da förskola e vai para a förskoleklass por um ano, que funciona como uma ponte entre a “pré-escola creche” (förskola) e a escola convencional.

As förskoleklasser (plural de förskoleklass) são escolas municipais gratuitas que passaram a ser obrigatórias a partir do höstterminen 2018 (semestre que começou agora no início de 2018).

O Ensino Fundamental da Suécia

Ensino Fundamental na Suécia
A maioria das crianças suecas entram no ensino fundamental ao completar 7 anos, quando iniciam o ano 1 (årskurs 1). Esta fase é obrigatória para todas as crianças que moram na Suécia, sendo que ela é composta por um total de 9 anos de estudo.

Os anos letivos são dividos em dois semestres: um que começa no outono e um que começa na primavera, sendo que a maioria começa o ano letivo no outono após as férias de verão.

Quanto custa o ensino fundamental na Suécia

Existem escolas de ensino fundamental públicas (municipais) e também escolas independentes (privadas), sendo que a maioria das crianças frequentam escolas municipais.

As escolas independentes/privadas são chamadas de friskolor, e pasme: não são os pais das crianças que ficam com a despesa! As prefeituras repassam dinheiro para essas escolas com base no número de alunos que elas recebem.

Escolas particulares no sistema educacional da Suécia

Existem cada vez mais escolas particulares no país, e isso é algo que vem criando uma certa polêmica no país pelo seguinte motivo: por um lado é bom que a quantidade de escolas particulares aumente, assim cria-se concorrência e as escolas tem que melhorar cada vez mais, porém o que se discute também é que a qualidade do ensino pode cair, já que algumas escolas podem acabar focando em conseguir o maior número possível de alunos para conseguir o máximo de dinheiro possível do governo, mas as vezes sem ter um bom plano de ensino ou até mesmo uma boa estrutura (mesmo que em teoria as escolas particulares tenham que ser e ter uma qualidade equivalente às escolas municipais).

Não há consenso sobre qual tipo de escola é melhor

Na verdade o que acontece é que algumas escolas particulares são melhores do que escolas públicas sim, mas algumas escolas públicas também são melhores que escolas particulares (aqui onde eu moro, por exemplo, uma escola foi fechada há alguns anos porque os alunos não conseguiam ter notas boas o suficiente para as próximas fases da vida estudantil).

Como eu já te contei, as escolas particulares da Suécia recebem dinheiro do governo sueco, mas também é permitido que elas recebam doações de terceiros. Além disso, elas são inspecionadas pelo governo sueco.

Os alunos recebem nota no ensino fundamental na Suécia?

Durante o ensino fundamental os alunos só recebem notas a partir no ano 6 (årskurs 6). A Agência Nacional de Educacão na Suécia (Skolverket) explica em seu site que:

Os alunos recebem notas nos anos 6, 7, 8 e 9. No ano 8 eles recebem uma nota por semestre (uma no final do semestre de outono e outra no final do semestre de primavera). No ano 9 eles também recebem uma nota por semestre (uma no final do semestre de outono) e uma nota final no fim do semestre de primavera. Essa nota final é extremamente importante e funciona como base para que os alunos possam aplicar e serem aceitos no ensino médio.

O ensino médio no sistema educacional da Suécia

Ensino médio na Suécia
Uma das grandes diferenças entre o ensino fundamental e médio aqui na Suécia é que o ensino médio não é obrigatório (mas ainda é gratuito), porém os alunos que completaram o ensino fundamental com boas notas tem direito a continuar estudando (existem cursos preparatórios especiais para quem precisa melhorar as notas ou quem chegou de algum outro país.**)

**Não se aplica a pessoas adultas. Daqui a pouco vou te contar como funciona a educação de adultos por aqui.

Aqui na Suécia o ensino médio dura três anos e a faixa etária dos alunos é entre 16 a 20 anos. “Após completar 20 anos de idade as pessoas podem estudar na escola de ensino médio para adultos comum ou então em uma escola para adultos que tem dificuldades de aprendizagem (särvux).” (Skolverket)

Ensino médio focado na carreira

É no ensino médio que muitas pessoas já começam a traçar o caminho que precisam para terem a profissão desejada aqui na Suécia. Existem matérias/módulos que os alunos podem escolher de acordo com suas vocações (lembra um pouco o ensino técnico que temos no Brasil) ou planos para o futuro (caso queiram estudar no ensino superior/universidade, por exemplo). Também é possível escolher programas para quem quer ser aprendiz de determinadas profissões.

Funciona assim: os alunos podem escolher entre 18 modalidades/programas nacionais. Cada modalidade dura três anos e nelas os alunos estudam matérias básicas, matérias específicas para a modalidade escolhida e também precisam fazer um trabalho de conclusão (uma espécie de TCC).

Matérias básicas do ensino médio

As matérias básicas do ensino médio são compostas por:

  • Inglês;
  • História;
  • Educação física;
  • Matemática;
  • Ciências naturais;
  • Ciências sociais;
  • Sueco;
  • Religião.

Ciências naturais é uma matéria substituída por biologia, física e química para quem escolhe uma modalidade na área de ciências naturais (parece controverso, mas isso quer dizer que os alunos estudam coisas mais específicas nessas matérias), e quem quer se dedicar aos estudos na área de tecnologia vai estudar física e química ao invés de “” ciências naturais.

Conteúdos específicos

Além disso existem também conteúdos específicos para cada modalidade.

Exemplo: quem quer estudar algo na área de economia vai ter matérias como direito e economia. Você pode ler mais sobre cada modalidade/programa no site da Agência Nacional de Educação na Suécia (Skolverket) em inglês.

Ah, algumas modalidades também possibilitam o aluno fazer um estágio (sim, na Suécia é possível sair do ensino médio pronto para o mercado de trabalho dependendo da modalidade de estudo escolhida).

A educação de adultos na Suécia

Educação para adultos na Suécia
Adultos que precisam melhorar as notas (para entrar no ensino superior, por exemplo), cursar matérias que faltam para poder concluir o ensino médio ou até mesmo fazer cursos que podem prepará-los para alguma profissão podem estudar nas escolas de ensino médio para adultos (komvux) ou em escolas especiais caso tenham alguma dificuldade de aprendizagem (särvux).

Opção para os imigrantes

Imigrantes também podem estudar nessas escolas, o que muitas vezes acontece quando a pessoa precisa complementar os estudos (estudar matérias que não estudou no país de origem) para poder concluir o ensino médio sueco. A forma em que as Komvux funcionam variam, mas as prefeituras de todo o país são obrigadas a disponibilizar o serviço de forma gratuita.

Além das Komvux, aqui na Suécia também existem as chamadas folkhögskolor, que são escolas parecidas com as Komvux, mas que funcionam de maneira independente e que são livres para decidir quais cursos serão disponibilizados, assim como a grade curricular dos mesmos. O sistema educacional na Suécia em si é gratuito, mas os alunos precisam pagar pelos livros e outros materiais.

Além das Komvux e das Folkhögskolor também existem as Yrkeshögskolor, que são escolas onde os cursos são projetados juntamente a empresas e outros empregadores, e que oferecem exatamente a mão de obra qualificada que o mercado de trabalho precisa em determinadas áreas. Leia mais clicando aqui (em inglês).

O ensino superior na Suécia

Suecos e imigrantes que já moram na Suécia com visto permanente, assim como pessoas que tem alguma cidadania europeia não pagam para estudar no ensino superior aqui na Suécia, mas é preciso pagar pelos livros e outros materiais.

Aqui é possível entrar em uma universidade/faculdade (graduação) de duas maneiras: através das notas que a pessoa obteve durante o ensino médio e também através de uma prova nacional (uma espécie de ENEM), chamada högskoleprovet.

Como se aplicar para um curso de graduação

Imigrantes que querem aplicar para um curso de graduação já morando no país devem trazer o histórico escolar/certificado de conclusão do ensino médio do país de origem.

Tradução do certificado e equivalência

Aqui o documento será traduzido e será feita a equivalência das notas para o “sistema de notas sueco”, e depois disso você saberá quais matérias você irá precisar estudar para poder concluir o ensino médio da Suécia (você provavelmente precisará estudar pelo menos sueco até o nível exigido pelo curso superior que você deseja).

Curso de proficiência em sueco

Caso você já fale sueco é possível fazer uma prova de proficiência em sueco chamada TISUS, e se você for bem você provavelmente não precisará fazer os cursos de sueco para poder aplicar para a universidade.

Veja as dicas que já dei sobre como aprender sueco.

ENEM da Suécia

Assista ao vídeo para entender como funciona o “enem da Suécia” e também como funciona a divisão das vagas nos cursos superiores aqui na Suécia:

Como eu entrei na universidade na Suécia

Eu também já contei neste vídeo como eu entre na universidade na Suécia e também dei informações importantes para quem ainda está no Brasil e pretende estudar por aqui. Leia também como estudar na Suécia de graça.

O ensino superior (universidade/faculdade) aqui na Suécia é um tópico complexo por si só e por isso eu quero escrever um texto só sobre ele para vocês para poder contar todos os detalhes (até para que este texto não fique maior do que já está).

Então por enquanto vou deixar algumas sugestões de vídeos sobre o tema que eu já fiz lá no YouTube, onde eu conto a minha experiência no ensino superior aqui na Suécia.

Aproveita e me conta nos comentários o que você quer saber sobre o ensino superior por aqui, beleza? Prometo que tentarei sanar a sua dúvida nos próximos textos sobre o tema!

Veja tudo que você precisa saber para como morar na Suécia.

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autor

Taís é natural do Espírito Santo e mora na Suécia há mais de 6 anos. Criou o Aqui no Exterior, um canal no YouTube, página no Facebook e perfil no Instagram onde ela mostra tudo sobre a vida no exterior, sobre viagens, sobre intercâmbio e tudo que tem a ver com esses temas.