Skiplagging: o truque para passagens mais baratas que está causando polêmica

Você pode não conhecer, mas há uma estratégia para adquirir passagens aéreas mais baratas que os passageiros mais experientes têm usado e que as companhias aéreas estão fazendo o possível para acabar com essa prática. Conhecida como “skiplagging“, o truque conta com o desembarque em cidades consideradas “ocultas”. Funciona da seguinte forma: suponhamos que uma pessoa queira voar de Boston para Houston, mas a passagem é muito cara.

Ela, então, compra uma passagem de Boston até Las Vegas, que faça escala em Houston, pois custa menos do que uma passagem aérea que vá direto para o seu destino. Assim, desembarca em Houston, sem usar o trecho final da passagem.

Ou seja: o passageiro não completa o trajeto que reservou e economiza dinheiro ao fazer isso. É válido ressaltar que esse procedimento só funciona para aqueles que não despacharam bagagem, pois esta pode ser retirada somente no destino final.

Comprar passagem para Espanha: veja dicas para pagar menos.

Skiplagging: a prática virou notícia

No início de 2019, essa prática virou notícia, quando a companhia aérea alemã, Lufthansa, processou um passageiro que poupou dinheiro ao “pular” um trecho de uma passagem de ida e volta.

Precisa enviar dinheiro para o exterior?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

As companhias aéreas são contra os passageiros que buscam maneiras de burlar o sistema. E, mesmo que processos como este tenham fracassado, a Lufthansa pede ao passageiro uma indenização de mais de US$ 2 mil.

Passagem de volta para o Brasil: é obrigatório comprar? Descubra aqui.

Empresas tentam diminuir número de passageiros que comprem passagens mais baratas para as “cidades ocultas”

As companhias aéreas visam conter a onda de passageiros que comprem passagens mais baratas com as chamadas “cidades escondidas”. Confira o que afirma o fundador da empresa de consultoria de viagens Atmosphere Research, Henry Harteveldt:

A emissão de bilhetes com ‘cidades ocultas’ é um problema que as próprias companhias aéreas estão criando. Entendo perfeitamente, como analista de companhias aéreas e empresário, por que as companhias aéreas tiram o máximo que podem onde têm vantagem. É disso que se trata o negócio. Mas quando uma companhia aérea coloca preços estúpidos e a tarifa em um hub [aeroporto] é absurdamente alta, é quase como se as empresas fizessem um convite às reservas com ‘cidade oculta’.

Em busca de passagens aéreas por bom preço? Sugerimos utilizar o portal comparador de voos Kayak, ele mostra os preços das principais companhias aéreas para o trecho que você procura e assim você pode comparar preços e condições, faça sua cotação!

Dilema entre companhias aéreas e passageiros por causa do skiplagging

O diretor-executivo da empresa de pesquisa de aviação Air Intelligence e ex-economista-chefe da companhia aérea Qantas, Tony Webber, declara que o skiplagging tem impacto na receita das companhias aéreas na medida em que elas não conseguem aumentar ao máximo seus ganhos.

Dessa forma, a emissão de passagens para “cidades ocultas” diminui o lucro que a empresa teria por cada assento e dificulta o negócio com a margem reduzida.

Mas, até que ponto a prática do skiplagging pode ser questionada?

A companhia aérea ofereceu um assento por um valor e recebeu pelo serviço.

A coluna The Ethicist, que debate questões éticas no jornal americano New York Times, acredita não haver problema com o skiplagging. Nos comentários, os leitores dizem que fazer uma compra não lhe obriga a utilizar o produto.

Voo com conexão precisa fazer novo check in? Saiba quando é necessário.

Prática arriscada

Esse tipo de negócio pode ser arriscado para o passageiro. Se ele tentar abandonar o voo em uma conexão, pode ser descoberto e impedido de sair do aeroporto.

Além disso, as companhias aéreas podem compartilhar os nomes dos passageiros que adotam esse sistema com seus parceiros ou bani-los.

Fonte: BBC

WOW Air encerra atividade: saiba o que fazer se tiver passagem.

Vai viajar para a Europa? Então você precisa contratar um seguro de viagem, é um documento obrigatório para entrar em 26 países europeus. Faça a cotação do seu no nosso comparador de seguro viagem, garantimos o melhor preço aos nossos leitores.

Carolina é luso-brasileira, jornalista e especializada em Comunicação Empresarial. Desenvolve e revisa conteúdos para diversas mídias. Adora viajar o mundo, conhecer novas culturas e escrever sobre suas experiências. Tem prazer em dar dicas de restaurantes, hotéis e também em ajudar brasileiros que desejem morar em outro país.

Artigos relacionados

Raças de cachorro que não podem viajar de avião: veja a lista

Vai viajar de avião e quer levar o seu cachorro? Veja as raças de cachorro que não podem viajar e as restrições que as companhias aéreas impõem.

Comprar passagem para Portugal: preços e como economizar

Quer comprar passagem para Portugal? Saiba quanto custa, a melhor época para viajar e como escolher a melhor companhia aérea.

Cancelar voo TAP com reembolso: saiba como obter seus direitos

Precisa cancelar voo tap e pedir reembolso? Mostramos como fazer isso de forma simples e clara e as condições impostas pela companhia aérea.

Passagem de volta para o Brasil: é obrigatório comprar? Descubra aqui

Entenda se é necessário comprar passagem de volta para o Brasil. Veja o que acontece se não comprar e se é possível remarcar a passagem de volta.

Viajar com cachorros braquicefálicos: tudo o que precisa saber

Saiba tudo sobre como viajar com cachorros braquicefálicos, as raças mais sensíveis e todos os cuidados que devem ser tomados.

Sites de passagens aéreas: conheça os 10 melhores

Veja quais são os melhores sites de passagens aéreas no Brasil e no estrangeiro. Saiba se é seguro comprar através desses sites e qual é a vantagem em usar.

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube