Quando falamos em viagem internacional tem uma dúvida que sempre aparece: precisa de passagem de volta para o Brasil? Por isso resolvemos fazer um artigo especialmente dedicado ao assunto. Aqui vamos falar sobre a obrigatoriedade de comprar passagem de volta para o Brasil antecipadamente, o que pode acontecer se você não comprar, o que compensa mais financeiramente (comprar só ida ou ida e volta) e muito mais.

Portanto, se tem planos de fazer uma viagem para fora ou até de morar no exterior, continue essa leitura que ela pode ser bastante útil para você.

É obrigatório comprar a passagem de volta para o Brasil?

Não existe uma determinação por lei que obrigue a compra da passagem de volta para o Brasil quando você vai fazer uma viagem internacional. Porém, é interessante que você compre para não passar perrengues.

Como os países que fazem parte do Espaço de Schengen não exigem visto para turistas brasileiros que vão permanecer por até 90 dias, a imigração europeia considera uma boa conduta/regra comprar a passagem de volta para o Brasil em uma viagem para a Europa.

O que pode acontecer se eu não comprar passagem de volta?

Em alguns casos, pode ser que os agentes federais não permitam que você entre no país. Isso pode acontecer porque muitos imigrantes entram na Europa como turistas para morar ilegalmente.

Então, você pode ser confundido como um potencial imigrante ilegal, se tornando um risco para a União Europeia.

Portanto, é melhor já garantir a sua passagem de ida e volta quando for comprar. Porque além de não correr risco de ser barrado, os valores costumam ser melhores do que comprar apenas um trecho.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Seguro de Viagem na Europa é obrigatório

Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

Ver Cotação →

E se eu for viajar por vários países e não souber a data de volta?

Mesmo que você vá viajar por vários países e não saiba a data da volta, o indicado é que compre a passagem de volta da mesma forma. Pode ser que você gaste dinheiro para remarcar a passagem, mas pelo menos não corre o risco de ser barrado.

Quais passageiros são dispensados de comprar a passagem de volta para o Brasil?

Existem algumas pessoas que são dispensadas de comprar passagem de volta para o Brasil para entrar na Europa, elas são:

  • Estrangeiros que tenham visto de residência de alguns país da União Europeia, como de trabalho ou estudo;
  • Cidadãos da União Europeia;
  • Pessoas que têm dupla cidadania, sendo uma delas, a europeia.

Se você não se encaixar em nenhum dos casos acima, o nosso conselho é que compre a passagem de volta para o Brasil para não correr o risco de ser barrado pela imigração na Europa.

Vale mais a pena comprar passagem de ida ou ida e volta?

Na maioria das vezes, comprar passagem de ida e volta sai mais barato, principalmente para voos internacionais. A maior parte das companhias aéreas oferece melhores preços para a compra dos dois trechos.

É possível encontrar valores próximos para comprar ida e volta separados, mas dificilmente sai mais barato comprar os dois trechos separados. A compra da passagem para um trecho único sem retorno pela mesma companhia pode dificultar o planejamento e até a gestão do número de tripulantes em cada voo.

Então, as companhias costumam manter as passagens de ida e volta com valores aproximados de um único trecho, precavendo possíveis eventualidades e custos gerados pela falta de passageiros no voo de volta.

Preços das passagens ida e volta

Para entender a diferença de valores comprando só ida ou ida e volta dos voos, fizemos simulações no site Skyscanner, com voos saindo de São Paulo para Lisboa, Madrid e Paris.

Em uma simulação com ida em 01/05/2023 e volta em 15/05/2023, os resultados foram os seguintes:

São Paulo – Lisboa

Na simulação realizada, encontramos passagem aérea para Lisboa de ida e volta a partir de R$ 3.840,00 em classe econômica.

São Paulo – Madrid

Ao simular uma compra de passagem para Espanha com destino a capital Madrid, encontramos valores a partir de R$ 4.048,00 ida e volta.

São Paulo – Paris

Já a passagem aérea para Paris encontramos a partir de R$ 5.069,00 ida e volta em classe econômica.

Pessoas compram passagem de volta para o Brasil
A imigração europeia pode cobrar a passagem de volta para o Brasil.

Preço da passagem apenas de ida

Fizemos a mesma simulação no site Skyscanner, saindo de São Paulo para Lisboa, Madrid e Paris, mas apenas com o voo de ida para 01/05/2023. Os resultados foram:

São Paulo – Lisboa

A passagem apenas de ida para Lisboa, encontramos a partir de R$ 2.317,00 em classe econômica.

São Paulo – Madrid

Com destino a Madrid, encontramos passagem aérea a partir de R$ 2.959,00 apenas de ida em classe econômica.

São Paulo – Paris

Considerando uma simulação para a capital francesa, as passagens aéreas apenas de ida custam a partir de R$ 2.798,00 em classe econômica.

Podemos perceber que comprar ida e volta sai mais barato do que apenas ida. Mesmo com o valor inferior de apenas uma passagem, comprar ida e volta separadas sairia mais caro.

Onde comprar passagem aérea?

Após testar diversos sites de passagens aéreas consideramos o site Skyscanner a melhor opção, pois esse site busca preços em sites diversos da internet para verificar onde a sua passagem ficará mais barata e te indica para a compra nesse site específico – que pode ser o site da companhia aérea ou outro site de venda de passagens.

É importante ressaltar que o Skyscanner não vende a passagem, ele apenas busca onde está o melhor preço e te indica para a compra.

Outra boa opção é o site brasileiro Passagens Promo. Nele, é possível fazer a compra diretamente dentro do site, é seguro, faz comparações de diversas companhias aéreas e oferece diferentes formas de pagamento, incluindo Pix. O preço não costuma ser tão barato quanto o Skyscanner, mas eles fazem promoções bem interessantes, vale a pena cotar também nesse site.

Outros sites que também valem a pena pesquisar são:

O que fazer com a passagem de volta se vou morar?

Se você vai morar na Europa, deve fazer isso através de uma solicitação de visto de residência do país que pretende viver. Se você tem o visto em mãos, você não precisa comprar a passagem de volta. Nenhum fiscal de imigração poderá te exigir a passagem de volta caso você tenha um visto válido para a Europa.

Vou fazer reagrupamento familiar, preciso da passagem de volta para o Brasil?

Aqui a questão é um pouco mais delicada: quando um dos brasileiros tem o visto de permanência na Europa e irá fazer o reagrupamento familiar de seu cônjuge ou filho, que não possui visto e entra como um turista.

A resposta é: não, não é preciso. Mas para isso você precisa ter todos os documentos que comprovem o casamento ou união estável ou ainda o grau de parentesco direto (filhos) porque é provável que o fiscal de imigração solicite a documentação para comprovar.

Como cônjuge ou filho de um estrangeiro com visto válido para a Europa, não se pode exigir a passagem de volta para o Brasil.

Vou como turista, mas pretendo morar

Se você entrará no continente como turista, deverá apresentar a passagem de volta na imigração.

É possível remarcar a passagem de volta e em alguns casos, dependendo das condições de cada companhia aérea, você pode até conseguir o reembolso. Porém, é importante lembrar que a passagem só tem validade de um ano e depois disso, você pode perdê-la.

Os valores para remarcação podem variar de acordo com a companhia aérea e até com a época do ano, caso seja alta ou baixa temporada.

Se os termos e condições da sua companhia permitirem reembolso, você deve entrar em contato diretamente com a companhia aérea ou a agência onde comprou a passagem para solicitar o dinheiro.

É importante lembrar que você sempre deve avisar quando não for comparecer em algum voo. Isso porque algumas companhias cobram taxa de no-show, que significa que caso você não avise que não vai comparecer, terá que pagar uma multa.

E se vai viajar para o velho continente, nunca esqueça de contratar o seguro viagem Europa, pois ele é obrigatório em 26 países. Você pode utilizar o nosso comparador de seguro viagem para realizar uma cotação. Nele vai encontrar diversas opções de seguradoras e planos para contratar a sua proteção.

Vale lembrar que o Euro Dicas não recomenda que você vá para a Europa como turista com intenção de morar, caso você não tenha cidadania europeia. Para morar no Velho Continente, você precisa solicitar um visto de permanência.