Morar ilegalmente na Europa: motivos para não se arriscar

Motivos não faltam para morar fora e, muitas vezes, o desespero faz com que as pessoas optem por caminhos complicados e que jamais deveriam ser cogitados. Essa é uma possibilidade tentadora para muitos brasileiros, porém, morar ilegalmente na Europa não é uma opção viável. Por quê? Bem, viver no exterior sem autorização cria muitos problemas no país em que você estiver e também no Brasil. Partindo do princípio que ninguém quer morar ilegalmente no exterior por opção, mas pela falta dela, neste artigo vamos trazer inúmeros motivos para que você jamais parta do seu país nesta situação. Vale lembrar que não temos o interesse em julgar quem está morando ilegalmente em qualquer país do mundo e somente pretendemos alertar para as dificuldades de serem imigrantes ilegais.

Motivos para nunca morar ilegalmente na Europa

Muito se fala sobre os riscos de morar ilegalmente na Europa, mas afinal, quais são as principais consequências de viver no continente sem autorização? É preciso entender que não se trata apenas de ser enviado de volta ao Brasil, mas de não poder usufruir de todos os direitos assegurados.

Previdência social

Na maioria dos países europeus, a previdência social é chamada de “segurança social”. Porém, se você morar ilegalmente na Europa, definitivamente não terá direito à previdência. Em muitos casos, isso o impedirá de ter um emprego formal. Além disso, não terá os benefícios ao se aposentar e nem terá direitos ao engravidar, ficar doente ou ser despedido. Confira o artigo e descubra se os imigrantes estrangeiros são um problema ou solução para o equilíbrio do Sistema Previdenciário Português.

Serviço de saúde

Morar ilegalmente na Europa também significa que você não pode utilizar o sistema de saúde do país em que estiver. Isso porque é preciso apresentar os seus dados legais e moradia para que lhe atribuam um médico de família, por exemplo. Portanto, sempre que você ficar doente, precisará recorrer às consultas particulares para ter acesso à saúde na Europa. E, em alguns países, o custo de uma simples consulta pode significar uma conta de mais de 80 euros, sem contar exames ou ainda internações.

Segurança

Ser um imigrante ilegal também aumenta a sua insegurança em casos de emergência. Se você tiver os documentos furtados ou simplesmente perdê-los, como poderá registrar o problema à polícia? Ou até mesmo se a sua casa for invadida e levarem seus objetos, você não poderá contar com esse auxílio.

Por que escolhemos a Goldenergy em Portugal?

Educação

Se você pretende estudar na Europa, nem pense em morar ilegalmente no continente. Isso porque a universidade solicita todos os seus documentos, incluindo o visto, para permitir a matrícula. Isso vale inclusive para quem se muda com filhos pequenos, já que eles não poderão estudar nas escolas públicas.

Impossibilidade de viajar

Seja para visitar sua família no Brasil ou até mesmo viajar por outros países europeus, você precisará ter todos os documentos em dia. Outro risco de morar na Europa ilegalmente é ser pego pela imigração do país onde estiver vivendo e ser deportado para o Brasil. Então, não se arrisque.

Emprego formal

Morar ilegalmente na Europa compromete até mesmo a busca por um emprego. Ou seja, é preciso muita atenção, principalmente porque em 2018 houve um aumento de 60% dos brasileiros barrados no continente europeu. Ainda, em geral, as empresas sérias evitam contratar qualquer imigrante ilegal, pois elas mesmas podem sofrer altas multas trabalhistas. Morar ilegalmente na Europa também significa, muitas vezes, ter que optar pelos empregos informais. Porém, saiba que este é outro risco. Afinal de contas, você poderá acabar em empresas que não pagam seus direitos e podem te dar um calote. E nesses casos, estando ilegal, não terá a quem recorrer. Evite morar ilegalmente na Europa
Morar na Europa ou nos Estados Unidos? Veja qual é o destino ideal para você.

Riscos de morar ilegalmente na Europa

Além dos motivos para não morar ilegalmente na Europa, existem também os riscos associados com a condição que não compensam. Tudo bem que existe, por trás daquela ideia de morar fora e viver na Europa, uma glamorização exagerada e que é, no mais dos mais, uma grande ilusão. Ao morar ilegalmente na Europa você vai se deparar com todo um submundo que envolve a ilegalidade e a marginalidade da lei. Acredite, mas existem pessoas em condições de vida péssimas e que, infelizmente, não podem pedir ajuda por correrem até risco de serem mortas.

Deportação

A deportação, sinceramente, pode ser até o menor dos problemas e vir como uma salvação. A deportação pode ser, inclusive, uma solução para a saída da condição de sofrimento e ilegalidade. Mas as regras da União Europeia para cidadãos estrangeiros deportados são bastante rígidas, incluem multas e até suspensão de entrada no continente europeu por alguns anos. No caso de Portugal, é possível acessar o site do Diário da República e verificar as consequências da deportação.

Multa

Dependendo de como a pessoa em situação de ilegalidade seja apreendida, pode haver a aplicação de uma multa. Os valores variam, bem como os dias de aplicação das sanções, e serão estipulados pelo juiz que julgar o caso.

Visto vencido é morar ilegalmente na Europa?

Existe uma situação em particular que também é preciso atenção, mas neste caso para quem já mora na Europa. O que acontece é que muitas pessoas se mudam de forma legal e acabam sofrendo na hora de renovar o visto. Nesse contexto, vale salientar a diferença entre morar ilegalmente na Europa e se encontrar em situação irregular. O imigrante ilegal é aquele que sequer obteve o visto para viver no país. Entrou como turista e permaneceu sem nunca se legalizar, por exemplo. Por outro lado, quem já possui um visto para morar no país e ele não foi renovado dentro do período determinado, está irregular. Apesar disso, há muitas circunstâncias a serem consideradas.

Fique atento aos detalhes

Em primeiro lugar, é preciso renovar seu visto com urgência, caso a culpa pela perda do prazo seja sua. Por outro lado, se o problema for referente à demora do próprio órgão de imigrantes do país para renovar o seu visto, então você pode ficar tranquilo. Em Portugal, por exemplo, é possível solicitar a renovação até 60 dias após a validade do visto. Porém, o serviço sobrecarregado pode gerar demora para conseguir marcar a renovação dentro desse prazo. Então, é preciso se dirigir ao SEF para garantir que você não será penalizado por isso.

Como se regularizar como imigrante legal

Conforme citado acima, quem está irregular em um país tem mais possibilidade de se regularizar. Em muitos casos, é aplicada uma multa de acordo com o tempo em que a pessoa ficou sem o visto. Porém, quem está ilegal desde que chegou, poderá ter mais problemas. O ideal é sempre dirigir-se ao serviço de estrangeiros do país e procurar conversar e negociar. Se você tiver documentos que comprovem uma promessa de contrato de trabalho, por exemplo, a sua situação pode melhorar. documentação legal na Europa Além disso, se estiver dentro do prazo do visto de turista e conseguir uma aprovação para estudar no país, também pode solicitar a mudança. Os trâmites dependerão de cada país. Aliás, em alguns países pode se exigir que se retorne ao Brasil para dar entrada no processo. Em outros você pode ter mais sorte e legalizar a situação no próprio país.

Pesquise e evite riscos

A primeira medida ao pensar em se mudar para a Europa é uma boa pesquisa sobre os trâmites legais. Afinal de contas, morar ilegalmente na Europa é uma escolha que pode comprometer o seu futuro. Portanto, procure no Brasil o consulado do país em que deseja viver e informe-se sobre os documentos necessários para morar no Velho Continente legalmente. Alguns consulados, inclusive, possuem serviços online, com o objetivo de oferecer aos cidadãos mais praticidade e comodidade no requerimento de vistos e demais documentações. Dessa forma, otimizam-se os procedimentos de cadastramento, de emissão de boletos, agendamento entre outros. Saiba também quais são os melhores países para emigrar na Europa.

Como morar na Europa legalmente?

A lista de motivos para não morar ilegalmente na Europa é sem fim, por isso, o ideal, caso seu sonho seja viver no exterior, é buscar formas de se mudar legalmente. Cada país europeu tem sua própria legislação para imigração. Se você já tem um país em mente, pesquise muito e se planeje para a mudança. Para quem pensar em morar na Europa, listamos alguns artigos que ajudarão no processo de morar legalmente na Europa. São eles:

Sabemos que os processos para morar fora não são tão fáceis como parecem. Mas no fim valerá a pena percorrer o processo legal. Agora que você entendeu melhor os riscos e desvantagens de morar ilegalmente na Europa, é hora de buscar maneiras legais de se mudar para o continente. Para ajudar nossos leitores que desejam se mudar, especialmente para terras lusitanas, preparamos um E-book com todas as informações que você precisa sobre Como Morar em Portugal.

Andrea é jornalista e também tem formação em Linguística. Apesar de nascida em Curitiba, não demorou muito tempo para seu coração ganhar o mundo. Começou a trabalhar com agronegócio, área que a fez ganhar gosto para trabalhar fora do escritório, com pessoas de culturas e lugares diferentes. Com uma câmera na mão, desbravou inúmeras cidades e nunca mais parou. Decidiu unir a paixão pela profissão e pelas viagens e fez disso sua vida. Viajou por todos os cantos do Brasil e também se aventurou pelos Estados Unidos, sete países da África e Ásia. Ao lado do filho já morou no Sri Lanka e no Vietnã. Desde 2018 vive na Inglaterra e divide seu tempo entre a maternidade, produção de conteúdo e viagens pelo Reino Unido e Europa.

Amanda Corrêa é brasileira, jornalista, mora na Europa desde 2014. Possui Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho, experiência na área de assessoria de imprensa e televisão. Já morou na Inglaterra e atualmente mora em Portugal. Amanda já visitou 15 países do mundo, ama viajar e conhecer novas culturas e gastronomias. É co-fundadora do site Vagas pelo Mundo, apresentadora do podcast "Partiu Morar Fora" e produtora de conteúdo para diversos portais.

Artigos relacionados

Family Search: saiba se é seguro e como funciona

Para ajudar a conectar familiares existe o Family Search, ferramenta que coleta, preserva e compartilha registros genealógicos no mundo todo.

Apostila de Haia: o que é, como fazer e quanto custa

Entenda o que é a Apostila de Haia, por que ela ajuda quem quer morar fora do Brasil, quais documentos pode apostilar e onde apostilar.

Carta de motivação: modelos e dicas para preparar o documento

Confira dicas para preparar uma carta de motivação, um modelo desse documento e veja exemplos de como escrevê-la para intercâmbio, mestrado e universidade.

Cidades que pagam para morar: 10 regiões encantadoras

Confira a lista de cidades que pagam para morar ou dão moradia ou terreno e veja quais são as condições para isso. Há várias na Europa.

Países fáceis de imigrar: veja os 4 mais receptivos da Europa

Confira a lista de países fáceis de imigrar e descubra o porquê da facilidade. Veja como é a adaptação, visto e burocracias para brasileiros nesses países.

Conseguir emprego no exterior ainda no Brasil: dicas úteis

Conseguir emprego no exterior não é uma tarefa fácil, mas temos dicas para fazer um bom currículo, onde procurar vagas e os melhores países para trabalhar.

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube