Deportação de brasileiros da Europa: tire as suas dúvidas

Europa  / 

Tem dúvidas sobre a deportação de brasileiros da Europa? Só de acordo com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) de Portugal, sete em cada dez pessoas impedidas de entrar em Portugal ainda no aeroporto são brasileiras.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Se você pretende saber mais informações sobre como evitar ser deportado no velho continente, nos acompanhe nesse texto.

Confira também o artigo que fizemos sobre deportação, extradição e expulsão e entenda as diferenças dos conceitos.

Como e por que ocorre a deportação de brasileiros da Europa

Na verdade, não existe exatamente um guia que mostre o passo a passo do que deve ser feito para evitar a deportação de brasileiros da Europa.

Se você entrar legalmente na Europa, respeitar o prazo do visto que permitirá a sua entrada e não tentar permanecer no país depois do fim do visto, o que viola a lei da imigração, não trabalhar (de forma remunerada) na Europa enquanto estiver como turista e não for flagrado em situação irregular, como violar uma lei, por exemplo, você não tem o que temer.

Normalmente, o imigrante ilegal na Europa é designado por meio de uma carta, caso não se retire do território voluntariamente dentro do prazo fixado.

A maior dica para evitar ser deportado é manter-se sempre na legalidade no país europeu.

Você sabia que 91% dos brasileiros têm vontade de deixar o país para trabalhar no exterior? Confira o que diz a pesquisa.

Deportação é diferente de inadmissão no país

Não pode ocorrer a deportação se o imigrante for pego sem visto ou outra irregularidade ainda no aeroporto. Tecnicamente, neste caso não é considerada a entrada em território estrangeiro, e o viajante é apenas barrado.

Nessas situações, devemos nos atentar nos principais motivos pelos quais os brasileiros são barrados nos aeroportos:

  • Falta de provas do motivo da viagem. Se for à Europa a turismo, é importante ter em mãos (impressos) itens como: comprovante de hospedagem ou carta convite, passagem de volta para o Brasil, passaporte com validade mínima de seis meses depois da data de seu retorno, entre outros documentos que comprovem que você não tem a intenção de ficar ilegal na Europa;
  • Falta de recursos financeiros (dinheiro mínimo por dia de viagem, que varia de acordo com o país);
  • Não apresentação de seguro viagem Europa obrigatório, com cobertura mínima de 30 mil euros com base no Tratado de Schengen;
  • Comportamento inadequado na imigração: tenha respeito com as autoridades, evite cair em contradições nas suas respostas e mantenha a calma;
  • Falta de conhecimento (mínimo) do idioma local e do roteiro de sua viagem (tenha provas dos pontos turísticos que pretende conhecer).

Nesses casos, o imigrante pode esperar por, no máximo, 48 horas por uma decisão das autoridades sobre o que será feito com ele.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Acesse o site do Diário da República e verifique quais são as consequências da deportação no caso de Portugal.

Saiba tudo sobre o visto para Europa aqui.

Principais dúvidas sobre deportação de brasileiros da Europa

Muitos imigrantes têm dúvidas sobre como e por que ocorre a deportação de brasileiros da Europa, assuntos que já explicamos. Mas também procuram respostas sobre outras dúvidas, principalmente em como proceder caso seja barrado no aeroporto.

deportação de brasileiros da europa duvidas

Confira as principais dúvidas e suas respectivas respostas a seguir.

1. A quantidade de bagagem é observada, ou seja, devo ficar com receio de levar mais bagagem, caso precise?

Não há uma regra geral para este caso. Isso vai depender, muitas das vezes, da sua postura e de você possuir toda a documentação exigida para viajar.

2. O que devo fazer caso eu seja detido pela imigração?

É recomendado pedir a ajuda da representação consular do Brasil no local. O Ministério das Relações Exteriores mantém o Núcleo de Assistência aos Brasileiros (61/3411-8802, [email protected]). Qualquer pessoa no exterior pode acioná-lo. Mas é importante destacar que a autoridade de imigração é soberana e que a decisão de quem entra ou não no país é dela.

3. Quais são meus direitos caso eu seja detido pela imigração?

Você tem direito a fazer sua higiene pessoal, a fazer ligações, a receber água, alimentação e cuidados médicos, caso precise.

4. Uma pessoa barrada fica presa em uma cela?

Não. Ela não tem permissão para sair. Mas não há grades na sala de inadmitidos, que pode ficar dentro do aeroporto ou nas imediações. O viajante pode esperar por uma decisão das autoridades por, no máximo, 48 horas. Após esse prazo já se configura, oficialmente, abuso de autoridade.

5. Meu passaporte fica marcado se eu for barrado?

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, isso varia de acordo com as regras de cada país. A ocorrência é arquivada no sistema de imigração local. Porém, em países-membros de comunidades, como a União Europeia, pode ocorrer a troca de informações entre os governos. Caso você seja deportado ou expulso do país, seu passaporte fica marcado e você fica impedido de entrar na União Europeia.

6. Qual é a diferença entre ser deportado, expulso e extraditado de um país?

Para efeito da lei, quando alguém é inadmitido no aeroporto não esteve naquele território. A deportação ocorre quando o estrangeiro é flagrado em situação irregular. Já a expulsão, quando foi cometido algum ato ilícito. A extradição é a solicitação de um governo a outro para receber de volta um cidadão foragido.

Com a crise que assusta grande parte da população brasileira, muitos querem imigrar para países que proporcionem melhor qualidade de vida. Descubra neste artigo os motivos pelos quais nunca morar ilegalmente na Europa.

Regras antes e depois

Como vimos, é importante ter toda a documentação exigida para entrar no continente europeu, além de seguro saúde e comprovar meios financeiros de se manter no país pelo período de sua viagem. Além disso, a deportação de brasileiros da Europa só é possível se eles estiverem de maneira irregular no continente.

Até 2020, brasileiros podem viajar para a Europa a turismo sem visto por até 90 dias (a cada seis meses, que pode ser renovado) e, caso pretendam ficar em um país europeu por mais tempo sem correrem risco de serem deportados, devem solicitar um visto, seja de estudante, de trabalho, de aposentado ou outro que lhe permita ficar legalmente no local escolhido.

Porém, a partir de 2021 entrará em vigor o visto ETIAS, que deverá ser solicitado por todos os brasileiros que não possuam nacionalidade europeia e que pretendam viajar para a Europa a turismo.

Segundo especialistas, essa autorização de viagem visa primar por uma maior segurança, prevenir a imigração ilegal, além de facilitar e otimizar a passagem dos turistas nas fronteiras.

Confira também o artigo que fizemos com tudo sobre a Europa.

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autor

Carolina é luso-brasileira, jornalista e especializada em Comunicação Empresarial. Desenvolve e revisa conteúdos para diversas mídias. Adora viajar o mundo, conhecer novas culturas e escrever sobre suas experiências. Tem prazer em dar dicas de restaurantes, hotéis e também em ajudar brasileiros que desejem morar em outro país.