Combater as fake news e o discurso de ódio com informação de qualidade, obtida de fontes confiáveis. E, com isto, reduzir o preconceito que existe contra o imigrante em Portugal. Esta é a ideia que norteia o projeto Migra Myths, da Casa do Brasil em Lisboa.
Especialmente se você é um brasileiro que vive em Portugal, ou pretende morar no país, vai gostar de saber sobre esta iniciativa. Acompanhe.

Migra Myths: o que é o projeto?

O projeto Migra Myths nasceu na Casa do Brasil em Lisboa, a partir da percepção de que a internet e principalmente as redes sociais vinham ampliando o discurso de ódio contra os imigrantes, via disseminação de fake news.
Apesar de nascer de uma instituição voltada ao imigrante brasileiro, a campanha não se destina apenas a ele, mas a todos os imigrantes que vivem em Portugal, vindos de qualquer outro país.

Como nasce o preconceito?

Quem nunca ouviu – ou até afirmou – que os imigrantes estão invadindo Portugal? Mas você sabia que os imigrantes representam apenas 5% dos residentes no país? E que esta informação não foi inventada, mas colhida no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) do governo português? Ela, inclusive, foi transformada em postagem de Facebook que você confere abaixo.

Migra Myths post 1
Reprodução/Facebook Migra Myths

Ou então, quem já não escutou por aí que os brasileiros se mudam para Portugal de olho na seguridade social? Mas não sabe que, na realidade, são muitos os brasileiros que se mudam para Portugal para abrir pequenos negócios e, além de gerar empregos, garantem, via pagamento de impostos, a aposentadoria de muitos portugueses?
Pois, citando uma tese de doutorado do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, o Migra Myths esclarece que:

“A baixa natalidade e a emigração (saída dos portugueses para outros países), contribuem para o problema da pirâmide demográfica invertida e envelhecimento da população. Dessa forma, a imigração e os/as imigrantes, além de contribuir para a sustentabilidade da Segurança Social, também ajudam a garantir o pagamento de pensões, benefícios, subsídios e aposentadoria de todos e todas que vivem em Portugal”.

Migra Myths pessoas
E tem ainda mais exemplo: desde 2000, o número de idosos ultrapassou o número de jovens em Portugal. A baixa taxa de natalidade se tornou, desde então, uma questão relevante em Portugal, porque impacta diretamente na oferta de mão de obra disponível para o trabalho.
Neste contexto, os imigrantes não só aumentam e diversificam o mercado de trabalho, como também contribuem com a taxa de natalidade. Em 2018, eles responderam por 11% do total de nascimentos em Portugal.
É com informações deste tipo, disseminadas via Facebook e Instagram, que o projeto pretende conter as simplificações mal fundamentadas e os preconceitos que circulam nas redes.
“Entendemos que precisávamos falar mais sobre esses mitos e notícias falsas e que as pessoas pensassem se é real ou uma construção que nada tem a ver com a realidade”, afirmou Cyntia de Paula, presidente da Casa do Brasil em vídeo disponível no Facebook da entidade.

Migra Myths post 2
Reprodução/Facebook Migra Myths

Estereótipo dificulta a vida dos brasileiros em Portugal

Especificamente sobre os brasileiros em Portugal, Ana Paula salienta que existe uma sexualização exacerbada sobre a mulher e uma desconfiança quanto à honestidade e à competência, que dificulta, por exemplo, a obtenção de emprego e de contratos de aluguel.
Tais estereótipos vêm ainda do tempo da colonização do Brasil e já deveriam ter sido desconstruídos ao longo dos anos. Mas, infelizmente, ganharam projeção via fake news.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →

Projeto deve contar com ciclo de tertúlias

A primeira etapa do Migra Myths foca em uma campanha de sensibilização via redes sociais. Já em outubro, deve ter início a segunda parte do projeto, com um ciclo de tertúlias – reuniões presenciais ou virtuais (dependendo do desenrolar da pandemia) -, para debater os assuntos relacionados à imigração.
“Temos expectativa que o projeto contribua para que os imigrantes possam ter igualdade de oportunidades, possam conseguir se estabelecer de forma digna e não passar por nenhum tipo de preconceito, de xenofobia”, ela diz.
Acompanhe o projeto Migra Myths pelo Facebook e contribua para erradicar o preconceito, xenofobia e estereótipo em Portugal.
Quer morar em Portugal? Te mostramos um guia completo com todas as dicas necessárias. E mais: leia nosso artigo completo sobre quantos são os imigrantes brasileiros na Europa e a importância de se mudar legalmente.