Expectativa de vida em Portugal: o quanto vivem os portugueses

Quinto país com mais idosos proporcionalmente no mundo, atrás apenas do Japão, Itália, Grécia e Finlândia, é possível ter uma percepção geral da expectativa de vida em Portugal apenas com essa informação.

Qual é a expectativa de vida em Portugal?

A expectativa de vida ou esperança de vida, termo usado em Portugal, em 2019 é de 80,93 anos segundo o relatório do Instituto Nacional de Estatística divulgado em maio de 2020.

Sendo para os homens uma expectativa de 77,95 anos e 83,51 anos para as mulheres. Estes valores representam em uma década, aumento de 1,99 anos de vida para o total da população, 2,11 anos para os homens e 1,64 anos para as mulheres.

Outro dado interessante é a expectativa de vida em Portugal da população que atualmente está na faixa dos 65 anos, sendo esperados mais 19,61 anos para o total da população. Entre os homens com 65 anos a esperança é que vivam mais 17,70 anos, alcançando os 82 anos, enquanto as mulheres mais 21 anos, o que representaria viver até os 86 anos.

Por que é tão elevada?

O aumento da expectativa de vida nos países europeus e no restante do mundo é uma tendência desde o início do século XX, mas afinal, o que leva a população a viver mais que antes?

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Um dos fatores que contribui ainda na base para uma elevada expectativa de vida é a redução da taxa de mortalidade precoce, especialmente focada na mortalidade infantil. Em 2019 a taxa de mortalidade foi de 2,7 para mil habitantes, abaixo da média europeia, que é de 3,6.

Mas existem muitos outros fatores que contribuem para uma vida mais longeva, em especial os cuidados com a saúde. Os avanços gerais da medicina elevaram a expectativa de vida em todo o globo, mas em Portugal se destacam os cuidados básicos com a saúde, como a presença do médico de família.

envelhecer em Portugal

Parte dos resultados colhidos se deve aos programas lançados para promover o bem-estar da população idosa, como o Programa Nacional para Saúde das Pessoas Idosas, lançado em 2006. O programa se desenvolveu com base em 3 pilares: promover um envelhecimento ativo; adequar os cuidados às necessidades das pessoas idosas; promover o desenvolvimento de ambientes capacitadores.

O estilo de vida e alimentação

Além de todos os aspectos mais pragmáticos, existem ainda questões mais subjetivas que não podem ser medidas, mas que afetam diretamente essa questão: o estilo de vida. Em Portugal, a existência das aldeias, vilarejos muito pequenos às vezes com pouco mais de um centenar de habitantes, é bastante comum. E quem são os principais habitantes desses locais? Os idosos.

Enquanto os mais jovens acabam migrando para as cidades maiores do país em busca de oportunidades de trabalho, os idosos vivem na tranquilidade do interior, longe do estresse das cidades, da poluição. Contribui para isso ainda a alimentação, a dieta mediterrânea é a base da alimentação portuguesa e tem elementos comprovadamente benéficos para uma vida longa.

Entre os pratos habituais na cozinha portuguesa estão as sopas, os cozidos, os ensopados e as caldeiradas. Assim como a prevalência de produtos vegetais, como hortícolas, fruta, leguminosas secas e frescas, frutos secos e oleaginosas, em detrimento de alimentos de origem animal. Outro segredo é o uso do azeite como principal fonte de gordura e a ingestão de peixes e frutos-do-mar.

Comparativo com demais países europeus e com o Brasil

A expectativa de vida ao nascer na União Europeia (UE) é de 81 anos (dados de 2018), atingindo 83,6 anos para mulheres e 78,3 anos para homens, segundo dados do Eurostat.

Se comparado com outros países do sul da Europa, Portugal tem uma expectativa abaixo da Espanha (83,5), Itália (83,4) e França (82,9).

A Suíça é o país com a mais alta expectativa de vida no UE, 83,8 anos. Enquanto o país com a expectativa mais baixa ao nascer é a Ucrânia, 73,2 anos.

A expectativa de vida no Brasil também aumentou consideravelmente. Se em 1991 era de 66,9 anos, em 2018 o número chegou aos 76,3, o que representa o aumento de 10 anos, em quase duas décadas. O valor ainda está bem abaixo dos 80,93 anos de Portugal.

Por outro lado, a expectativa de sobrevida aos 60 anos é e mais 22,6 anos no Brasil, ou seja, expectativa de vida de 82,6 anos, valor também abaixo de Portugal que é aproximadamente 85 anos.

A quarta idade em Portugal

Com o aumento da longevidade, a 3ª idade não foi suficiente para enquadrar todos que passaram dos 65 anos. Se o marco do início da vida idosa já representou a proximidade do fim, esse detalhe está cada vez mais distante de quem chega a idade e ultrapassar os 80 anos parece tão normal quanto alcançar a aposentadoria.

A quarta idade é exatamente isso, a população com mais de 80 anos. Em Portugal a quarta idade já soma 660 mil pessoas, ou seja, representa cerca de 6% da população. Um detalhe importante, 4 mil deles têm mais de 100 anos. As mulheres ainda nesta fase representam maioria, são 64%.

Mas afinal, o que difere a 3ª da 4ª idade? Existem algumas diferenças entre os dois períodos, por exemplo, em muitas casas os idosos continuam trabalhando após os 65 anos, mas dificilmente aos 85 anos. Outra questão está na independência, a partir de certa idade é mais difícil viver sozinho e os lares de idoso se tornar uma opção para envelhecer longe da solidão.

População envelhecida em Portugal e segurança social

O envelhecimento das população e o impacto nos sistemas de aposentaria se tornaram preocupação de muitos países, em Portugal não é diferente. A Segurança Social, equivalente ao INSS, já começa a sentir os impactos do aumento da população idosa do país.

O sistema de pensões começa a ser pressionado pela junção de dois importantes fatores: a baixa taxa de natalidade e o aumento da esperança de vida. Além do impacto no mercado de trabalho, o envelhecimento da população pode levar a um déficit considerável na Segurança Social. Apesar das reformas pelas quais o sistema passou nas últimas décadas, ainda está longe de encontrar uma solução ideal para o problema.

Em reportagem da OECD de março de 2019, o Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social declarou que “a ênfase deverá agora ser colocada no reforço dos incentivos e das condições que permitam aos idosos permanecer mais tempo no mercado de trabalho, simplificando o sistema de segurança social e de pensões cujo modelo conceptual deverá ser aperfeiçoado de forma a lidar melhor com vidas mais longas”.

Ou seja, é preciso adequar o modelo atual a realidade. Atualmente, a idade para aposentadoria em Portugal é de 66 anos e 5 meses, segundo a Portaria nº 50/2019.

Como é viver em um país de idosos?

Nitidamente Portugal é um país de idosos. Seja nos mercados, no transporte público ou andando pelas cidades, os idosos se fazem presentes. Uma característica dos idosos portugueses é a independência, muitos vivem sozinhos em casas que antes abrigavam toda a família.

Alguns detalhes mostram que o país foi se adaptando a essa nova realidade. Por exemplo, no sistema público de transporte, tanto ônibus quanto o metrô, são de fácil acesso com elevadores em todas as estações, escadas rolantes. Nos ônibus o sistema hidráulico permite que os veículos sejam rebaixados a ponto de facilitar o acesso direto da calçada para o ônibus.

Não é raro encontrar grupos de idosos, seja nas praças jogando ou em pequenos grupos de excursões pelo próprio país que aproveitam os passes mais baratos para a faixa etária.

idosos em Portugal

Mas nem tudo é perfeito, especialmente nas cidades maiores. As construções antigas, maioria em muitas cidades, não são adaptadas para esses públicos e não oferecem rampas ou elevadores. O que dificulta a locomoção.

E a taxa de natalidade no país?

Se em 2018 Portugal teve um leve crescimento na taxa de natalidade, em 2019 o feito não se repetiu, no qual nasceram 86,6 mil crianças no país. Os números de Portugal só não são mais baixos que Itália, Espanha, Grécia e Finlândia.

A natalidade no país está abaixo da taxa de reposição. O que impacta diretamente no crescimento da população e no futuro de Portugal. Se morreram 111,8 mil pessoas e nasceram 86,6 mil em 2019, como manter a balança positiva? A resposta é simples: imigração.

Atração de estrangeiros

Foi a imigração a responsável pelo ligeiro crescimento populacional no ano, com um saldo de 19,3 mil residentes a mais. Assim, Portugal investe sobretudo em atrair estrangeiros em idade produtiva para construir família no país.

A única saída para fugir da assombrosa previsão de baixar dos 10 milhões de habitantes em 2033 é abrir as portas para quem deseja morar em Portugal. O cenário é ainda mais assustador quando se avalia a mão de obra do país, as expectativas é que nesse mesmo ano, ela represente apenas 4 milhões de pessoas, ou seja, menos de 40% da população do país estaria apta e ativa no trabalho.

O país vem trabalhando nos últimos anos para estimular a imigração, seja o retorno de portugueses que emigração ou a atração de estrangeiros qualificados para o país, com o objetivo de suprir os dois principais problemas do envelhecimento. Os tipos de visto para quem deseja começar uma nova vida em Portugal são muitos e englobam desde estudantes até idosos.

Como morar em Portugal como aposentado?

Se Portugal é parte dos seus sonhos de aposentadoria, saiba que você não está sozinho. O país atrai não só brasileiros que querem viver o período com tranquilidade, mas também europeus de origens diversas.

Mas se mudar a essa altura da vida pode parecer um sonho um pouco ousado, certo? Errado. Como falamos, a aposentadoria é apenas o início de uma nova e longa fase da vida, com a 4ª idade e tudo que uma vida financeira tranquila tem para oferecer.

Por onde começar a planejar a mudança? Preparamos um e-book especial sobre Morar em Portugal Aposentado, um guia completo com todas as informações que você precisa para planejar a mudança e começar uma nova fase na vida.

Carolina é mineira e vive no Porto, em Portugal, desde 2018. Conheceu a cidade em 2013, quando realizou um intercâmbio acadêmico, se apaixonou e voltou para estudar e aproveitar o que o país tem de melhor; a qualidade de vida. Ama organizar roteiros de viagens detalhados e compartilha um pouco das experiências de viagem no @ourvieworld. Mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto e graduada em Jornalismo pela Puc-Minas, se especializou em Marketing Digital, área na qual atua há 6 anos.

Artigos relacionados

Como trabalhar em Portugal: visto, salários e oportunidades

Todos os passos para trabalhar em Portugal: veja como obter o visto de trabalho, média salarial, os melhores sites de emprego e mais.

Visto para Portugal: tipos, custos e como solicitar o seu

Vai se mudar para Portugal?Sozinho ou com a família? Confira o visto necessário, custos e procedimentos passo a passo para viajar tranquilo.

Como morar em Portugal em 2020 (Guia Atualizado!)

Dicas que ninguém te conta sobre como morar em Portugal na primeira pessoa: passo a passo, como conseguir um visto, qual é o custo de vida e mais.

Sites de emprego em Portugal: veja a lista com os melhores

Descubra os melhores sites de emprego em Portugal e algumas alternativas para encontrar a sua vaga, seja através de sites, agências ou pelas redes sociais.

Custo de vida em Portugal 2020: quanto custa viver no país

Conheça o custo de vida em Portugal, quanto custa alugar apartamento, fazer compras do mês, gasto com saúde, transporte e salário para viver no país.

Estudar em Portugal de graça: programas e bolsas de estudo

Estudar em Portugal de graça pode ser mais comum do que você imagina, basta ser aprovado em programas de bolsas e intercâmbios. Veja como se inscrever!

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube