Mudar de fornecedor de energia em Portugal vale a pena?

Ter a liberdade de trocar de fornecedor quando você está insatisfeito com valores ou a qualidade do serviço é uma vantagem que os consumidores portugueses têm. Pelo menos no que diz respeito ao serviço de energia elétrica e gás natural. Vamos te explicar neste artigo de que maneira você pode mudar de fornecedor de energia e o passo-a-passo para tanto. Confira.

Posso mudar de fornecedor de energia em Portugal?

Sim. Graças ao mercado livre de energia português, todos os consumidores de luz e gás natural têm liberdade para mudar de fornecedor de energia. E o melhor de tudo: sem custos adicionais e sem burocracias.

Mudar de fornecedor de energia: para brasileiros, uma grata surpresa

Se você está insatisfeito com os serviços ou com os preços praticados pelo seu fornecedor de energia elétrica e gás natural, saiba que em Portugal você tem liberdade de escolha.

Isto porque o setor é de mercado livre no país. Isto quer dizer que diversas empresas atuam no fornecimento e não há taxação de valores – a livre concorrência é que dá os parâmetros para os preços praticados.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

A concorrência traz melhores preços

Para o consumidor, isto é ótimo, porque os prestadores de serviços estão sempre buscando se reinventar e apresentar soluções mais satisfatórias que impliquem na fidelização dos clientes. Não por imposição de cláusulas contratuais, mas por estarem satisfeitos.

Para quem chega para morar em Portugal com parâmetros brasileiros na cabeça, a surpresa é duplamente boa. É que, no Brasil, o setor de energia funciona por concessão, isto quer dizer que apenas uma única empresa “abocanha” toda uma fatia do mercado e para o consumidor só resta aceitar preços e qualidade oferecida. Não tem escapatória: ou fica com a concessionária em questão, ou fica sem luz e gás.

O outro ponto favorável é que dá para mudar de fornecedor de energia, e sem burocracia alguma. Vou mostrar como, acompanhe.

Passo-a-passo para mudar de fornecedor de energia

Os passos necessários para mudar de fornecedor de energia são estes a seguir.

1. Escolha o novo fornecedor que mais agrada

A primeira coisa é definir qual será a mudança.

Você tinha um contrato antigo com a Energias de Portugal (EDP)? Esta é a antiga estatal que detinha quase a totalidade do market share antes do mercado livre ser instituído em Portugal. Muita gente ainda tem contrato com ela, sem atentar para a possibilidade de mudança para melhor.

A EDP, apesar de ser a empresa mais tradicional do setor em Portugal, não pratica os melhores preços, como você mesmo pode checar consultando o simulador disponível no site da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (Erse), que é o órgão regulador de todo o setor no país.

Ou, então, você aderiu a alguma das mais de quarenta fornecedoras de energia de Portugal (sim, a concorrência é bem ampla) e está insatisfeito? Neste caso também pode fazer a mudança.

Para mudar, pesquise

Para escolher com critérios, nós recomendamos que você tenha como foco o melhor custo-benefício, ou seja, escolha o menor preço possível pelo melhor serviço possível.

Para tanto, nossa dica é ter boa informação. Pesquise sobre as empresas de energia em Portugal, veja a avaliação que elas recebem em sites de reclamação e redes sociais, fale com conhecidos e confira os preços praticados no simulador da Erse.

2. Faça a adesão com o novo fornecedor

Escolhido seu novo fornecedor, você deve ir ao site desta empresa e escolher seu plano de acordo com seu perfil de consumidor.

Na Goldenergy, por exemplo, você pode descobrir em qual perfil se encaixa respondendo a poucos questionamentos no próprio site da Goldenergy, clicando em “Aderir” e, depois, em “Simular”.

Questão solucionada, clique em “Aderir” e preencha seus dados.

3. Agora deixe o novo fornecedor trabalhar por você!

Sua “mão de obra” acaba aqui. Isso mesmo. Além da possibilidade de mudar de empresa de energia, quem tem o “desgaste” de cancelar contrato com o antigo prestador não é você, mas seu novo fornecedor.

Pense só na economia de tempo que terá não precisando fazer aquelas ligações intermináveis junto aos serviços de telemarketing! É tudo muito simples e gratuito.

E não há limitação, você pode trocar de fornecedor sempre que desejar.

Não é preciso rescindir o contrato antigo para mudar de fornecedor de energia?

Não. Ao mudar de fornecedor de energia, como falamos, quem vai entrar em contato com o fornecedor antigo e realizar a alteração é a própria nova empresa contratada.

A rescisão de contrato só acontece quando você quer cancelar o fornecimento de energia e gás. Neste caso, você deverá enviar uma carta com aviso de intenção 30 dias antes. No caso apenas de mudança de fornecedor, não rescinda o contrato para não deixar de usufruir dos serviços.

Quando devo mudar de fornecedor de energia?

A data da mudança pode ocorrer, preferencialmente, com a leitura de fim de ciclo (fim do mês). Mas também pode ser solicitada uma leitura extraordinária fora dos períodos típicos de leitura.

mudar de fornecedor de energia acender

Como mudar de fornecedor de energia e aderir à Goldenergy?

Dentre as empresas de fornecimento de energia elétrica e gás, nós recomendamos a Goldenergy, porque consideramos que ela possui o melhor custo-benefício, oferece bons descontos e ainda é sustentável. Você pode aderir à empresa por diversos meios:

  • Online: no site da empresa, preencha a adesão com seus dados pessoais e informação do local onde pretende iniciar o fornecimento do serviço;
  • Telefone: ligue para a central 808 205 005, disponível nos dias úteis, das 9h às 20h;
  • Presencialmente: você pode contratar a Goldenergy em qualquer loja ou agente autorizado. Para saber os endereços e horários de funcionamento, consulte a página específica do site da empresa.

Documentos para mudar de fornecedor de energia

Para fazer mudar de fornecedor de energia e fazer o novo contrato, serão solicitados os seguintes documentos:

  • Cartão de Cidadão (ou passaporte, para estrangeiros);
  • Os números do código de ponto de entrega (CPE) e do código universal da instalação (CUI);
  • Comprovante de endereço (por exemplo, escritura, contrato de locação, promessa de compra e venda);

Caso a residência não tenha contador de gás natural, deverá ser feita a solicitação de instalação e ligação do mesmo no momento da contratação.

Vantagem de mudar para a Goldenergy

A Goldenergy, Empresa Comercializadora de Energia S.A., comercializa eletricidade e gás natural e pertence ao grupo suíço Axpo.

A empresa é bem avaliada pelos clientes, recendo classificação “boa” no Decoproteste e somando 73 pontos. Ela solucionou 79% das reclamações recebidas, em consulta feita em 9 de agosto de 2020. Comparativamente, a EDP recebe avaliação “razoável”, com 51 pontos.

A proposta da Goldenergy é oferecer o melhor produto pelo melhor preço. E é isso mesmo que ela faz. No comparador da Erse, em pesquisa realizada dia 9 de agosto de 2020, encontramos o seguinte resultado para a conta anual de energia de uma casa formada por dois adultos (faixa de consumo mais baixa).

Consumo anual Goldenergy EDP
1.140 kWh (contagem bi-horária) A partir de 394,90 euros A partir de 419,55 euros

Além de ser mais barata, a Goldenergy oferece 5% de desconto para quem faz adesão online ao serviço. Quem opta por débito automático em conta ou por fatura eletrônica, ganha 8,5% de desconto. E para quem opta por débito automático e fatura eletrônica ganha 12% de desconto.

Ou seja, sua conta pode ficar ainda 12% mais barata.

Goldenergy: empresa verde

A Goldenergy também é 100% verde. Sua energia é proveniente de fontes renováveis com baixa emissão de dióxido de carbono, o que reduz o efeito estufa e a liberação de gases prejudiciais.

A Goldenergy é atestada pela Aenor (Associação Espanhola de Normalização e Certificação), entidade global dedicada ao desenvolvimento de padronização e certificação em todos os setores industriais e de serviços.

Por todos estes pontos, nós recomendamos a empresa. Mas pesquise você mesmo e compare. Boa sorte na sua decisão!

Cláudia Zucare Boscoli trabalha como jornalista há 20 anos, tendo se formado na Cásper Líbero, com extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), especialização em Marketing Digital pela FGV e pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP. Já trabalhou para IstoÉ Online, O Estado de S. Paulo, Diário de S. Paulo e Editora Abril, entre outros veículos. Adora viajar, conhecer novas culturas e contar o que descobriu.

Artigos relacionados

Como trabalhar em Portugal: visto, salários e oportunidades

Todos os passos para trabalhar em Portugal: veja como obter o visto de trabalho, média salarial, os melhores sites de emprego e mais.

Visto para Portugal: tipos, custos e como solicitar o seu

Vai se mudar para Portugal?Sozinho ou com a família? Confira o visto necessário, custos e procedimentos passo a passo para viajar tranquilo.

Como morar em Portugal em 2021 (Guia Atualizado!)

Dicas que ninguém te conta sobre como morar em Portugal na primeira pessoa: passo a passo, como conseguir um visto, qual é o custo de vida e mais.

Sites de emprego em Portugal: veja a lista com os melhores

Descubra os melhores sites de emprego em Portugal e algumas alternativas para encontrar a sua vaga, seja através de sites, agências ou pelas redes sociais.

Custo de vida em Portugal: quanto custa viver no país em 2021

Conheça o custo de vida em Portugal, quanto custa alugar apartamento, fazer compras do mês, gasto com saúde, transporte e salário para viver no país.

Validar diploma em Portugal: como fazer e quanto custa

Saiba todos os documentos, preço e o passo a passo de como validar diploma em Portugal, para quem pretende estudar ou trabalhar em Portugal.

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube