Você acabou de chegar em Portugal e não sabe como se deslocar pela cidade. Como fazer o cartão de transporte Lisboa? Qual é a melhor opção de carregamento? O que é Zapping? E passe navegante? Viva Lisboa?

Calma! Preparamos um guia com todas essas informações detalhadas para te ajudar nessa etapa tão confusa da vinda para Portugal.

Como funciona o cartão de transporte Lisboa?

Existem dois tipos de cartão de transporte em Lisboa: o ocasional e o personalizável.

O ocasional é indicado para quem usa pouco o transporte público na cidade, que é o caso de quem possui carro ou até quem está na cidade a turismo.

Cartão ocasional

O cartão ocasional custa 0,50 €, é feito de papel e tem validade de um ano, podendo ser recarregado quantas vezes desejar nesse período. Você pode conseguir esse cartão de forma simples, em qualquer bilheteria do metrô ou nas máquinas de venda das estações.

Com o ocasional, é possível fazer carregamentos de bilhetes unitários, bilhetes com duração de 24 horas para utilizar o transporte público da cidade à vontade e Zapping – um valor pré-pago que você carrega no cartão e, à medida que utiliza o transporte público, o valor vai sendo descontado do seu saldo.

Cartão Viva Lisboa

O cartão Viva Lisboa, que é o personalizável, é o mais indicado para quem usa transporte público regularmente e vive na cidade. Sua emissão custa entre 3,50€ e 12€, com validade entre 4 e 6 anos, dependendo do perfil do utilizador.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Quer morar em Portugal legalmente e com segurança?

Recomendamos a assessoria da Madeira da Costa, uma sociedade de advogados experientes para auxiliar na sua solicitação de vistos, autorização de residência, cidadania e outros trâmites. É da nossa confiança.

ENTRAR EM CONTATO →

Ele é especialmente interessante pela possibilidade de carregar o passe navegante. Existem diversas tarifas de passe navegante: crianças de até 12 anos não pagam; idosos com mais de 65 anos pagam 20€ por mês.

Para quem vai mudar para Portugal com a família, boa notícia: há um passe navegante família, no valor de 60€ no municipal e 80€ no metropolitano.

O valor padrão, no entanto, é de 30€ para deslocamentos no município escolhido e 40€ para andar pela Área Metropolitana da cidade, que conta com 18 cidades.

Por esse valor mensal, você pode circular livremente pelo serviço público de transporte regular de passageiros da área escolhida, o que ajuda bastante a diminuir o custo de vida em Lisboa.

Veículos em que você pode utilizar o cartão Viva Lisboa

O cartão Viva Lisboa pode ser utilizado em todas as empresas de serviço público de transporte regular de passageiros dos 18 municípios da Área Metropolitana de Lisboa. Isso inclui:

  • Metrô (empresas Metropolitano de Lisboa e Metro Sul do Tejo);
  • Ônibus (linhas que andam pela cidade e linhas que seguem a municípios na Área Metropolitana de Lisboa);
  • Trem;
  • Barco;
  • Estacionamento (Parques Fertagus e Parques EMEL e Empark, que tenham acordos para passes combinados);
  • Carsharing (Mob carsharing);
  • Bondinhos, ou “elétricos”, como são chamados em Portugal;
  • Ascensores, como o Ascensor da Bica, Ascensor da Glória, Ascensor da Lavra ou o Elevador de Santa Justa;
  • Bicicletas do serviço Gira.

Glossário

Se você acabou de chegar em Lisboa, pode ser que você se confunda com o vocabulário do transporte público em português de Portugal.

Isso porque, nesse assunto em específico, há muitas palavras que mudam entre as variações da língua. Para te ajudar nessa tarefa que pode ser confusa a quem acabou de chegar no país, preparamos um breve glossário com algumas palavras que podem te ajudar.

Português brasileiro   Português europeu
Ônibus Autocarro
Trem Comboio
Metrô Metro
Ascensor Elevador
Bonde Elétrico
Ponto (de ônibus) Paragem (de autocarro)

Onde comprar o cartão de transporte Lisboa?

Você pode fazer dois tipos de cartão.

O cartão eletrônico de uso ocasional é feito de papel e pode ser adquirido em qualquer estação de metrô, nas máquinas de carregamento dos bilhetes ou nas bilheterias e postos de atendimento. Também pode ser comprado nos agentes Pagaqui, Payshop, CTT e lojas MOB do distrito de Lisboa. Ele tem um custo de 0,50€ e validade de um ano.

Esse tipo de cartão é ideal para turistas: com ele, você carrega bilhetes unitários, bilhetes com duração de 24 horas ou saldos para serem utilizados em diversas modalidades, carregamento chamado de Zapping.

Caso você vá utilizar o transporte público com mais frequência, o ideal é fazer um cartão definitivo, o cartão Viva Lisboa. Você pode solicitá-lo de forma urgente, em que ele fica pronto na hora ou após um dia útil, ou com a emissão normal, em que ele fica pronto em até 10 dias úteis.

Emissão urgente com entrega na hora

Confira onde buscar o bilhete definitivo na hora, e já economizar dinheiro com os transportes desde o primeiro dia.

  • Kiosk Viva da Estação do Fertagus, no Pragal;
  • Lojas Mob da Carris: há três unidades, em Santo Amaro (rua 1º de Maio, 101), Arco Cego (av. Duque d’Ávila, 12) e Loja do Cidadão do Saldanha (Mercado 31 de janeiro, Rua Eng. Vieira da Silva, Praça Duque de Saldanha);
  • Estação Fluvial do Cais do Sodré, no gabinete de apoio ao cliente da Transtejo.

Emissão urgente com entrega em até um dia útil

Saiba onde fazer o bilhete de forma rápida, com emissão em até um dia útil.

  • Estação Campo Grande do metrô;
  • Estação Marquês de Pombal do metrô.

Emissão normal

Saiba onde solicitar o bilhete e buscá-lo em até 10 dias úteis.

  • Portal VIVA (disponível apenas para entrega em casa);
  • Estações de metrô em Lisboa: Jardim Zoológico, Campo Grande, Cais do Sodré e Oriente;
  • Quiosques Carris do Campo Pequeno, Lumiar, Colégio Militar e Cais do Sodré;
  • Bilheterias do CP (Comboios de Portugal) das Linhas de Cascais, de Sintra, da Azambuja e do Sado;
  • Bilheterias da Fertagus de Setúbal, Pinhal Novo, Coina, Fogueteiro, Foros de Amora, Corroios, Pragal, Campolide, Sete Rios, Entrecampos e Roma-Areeiro;
  • Posto de venda da Mafrense em Ericeira;
  • Postos de Atendimento do Metro Transportes Sul (MTS) de Almada, Cacilhas, Corroios e Pragal;
  • Lojas de Caneças e de Bucelas da Rodoviária de Lisboa;
  • Postos de venda dos Transportes Sul do Tejo (TST) de Cacilhas, Montijo e Setúbal;
  • Postos de venda da Vimeca em Algés, Amadora (estação), Amadora (Bairro do Bosque), Cacém, Carnaxide, Colégio Militar, Marquês de Pombal, Oeiras, Paço de Arcos e Queluz 4 Caminhos.

Ah! Não se esqueça de checar o horário de funcionamento de cada um dos locais de emissão.

Quanto custa o Cartão Viva Lisboa?

Os custos de emissão variam de acordo com o tipo de cartão solicitado e da modalidade de emissão. Confira:

Modalidade Tipo de cartão Custo
Urgente Normal, Jovem, Criança, Reformado/Pensionista e Terceira Idade 12€
Urgente 4_18 e Sub23 6€
Normal Normal, Jovem, Criança, Reformado/Pensionista e Terceira Idade 7€
Normal 4_18 e Sub23 3,50€

Como utilizar o cartão Viva?

O cartão de transporte Viva Lisboa é de uso individual, ou seja, cada um deve ter o seu. Mesmo no caso de crianças de até 12 anos, que não pagam para utilizar o transporte público, é necessário solicitar um cartão.

Nas estações de metrô, é necessário passar o cartão para liberar a catraca. Em outros transportes, como o ônibus, o bonde e algumas estações de trem, não há catraca, mas, ainda assim, é necessário utilizar o cartão.

Quando for utilizar esses transportes, não se esqueça de buscar por uma máquina para validar o bilhete. De vez em quando, há alguns fiscais que passam por esse tipo de transporte que não exige catraca, verificando quem validou o cartão.

Caso você não tenha o cartão ou ele não esteja validado, terá de pagar uma multa no valor de 120€ a 350€. Melhor não arriscar, não é mesmo?

Se você tiver validado o seu cartão, pode ficar tranquilo. É só apresentá-lo ao fiscal quando for solicitado e seguir o seu percurso.

O Regis, do canal Super Dicas Portugal, utiliza o cartão Viva Lisboa e contou em um vídeo os detalhes. Vale a pena conferir:

Como carregar o cartão?

O cartão pode ser carregado de diversas formas.

É possível fazer pelo Portal Viva se você possuir um leitor de cartões. Se esse não for o caso, é possível utilizar qualquer caixa eletrônico, conhecido em Portugal como Multibanco. Há ainda a opção de utilizar a rede de agentes Pagaqui e Payshop.

Se você frequentar o metrô de Lisboa, talvez seja mais prático carregar diretamente nas bilheterias ou nas máquinas de venda automática das estações.

Nesse caso, siga o seguinte passo a passo:

  1. Insira o cartão na máquina de venda automática;
  2. Selecione a opção que indica que você já possui um cartão;
  3. Indique o carregamento desejado: Navegante Lisboa, Navegante Metropolitano ou Zapping;
  4. Faça o pagamento com cartão, dinheiro ou MBWay;
  5. Coloque seu número de contribuinte, se desejar (o número de contribuinte é semelhante à Nota Fiscal Paulista, para quem é de São Paulo);
  6. Retire o cartão e pronto! Já pode se deslocar pelos arredores.

O cartão tem validade?

Sim.

O cartão de uso ocasional, aquele de papel, tem validade de um ano. Durante esse período, você pode carregar o cartão quantas vezes quiser. Depois de passado o tempo, é necessário comprar um novo cartão para voltar a carregar.

O cartão personalizável, aquele de plástico, para uso recorrente, tem uma validade apresentada no próprio cartão. Ela varia de 4 a 6 anos, de acordo com o perfil do utilizador.

O cartão de transporte Lisboa vale em outras cidades de Portugal?

Cada uma das 18 cidades perto de Lisboa e pertencentes à Área Metropolitana de Lisboa possui o seu próprio cartão Navegante Municipal.

Isso significa que, ao solicitar o seu cartão, você pode optar pelo Navegante Metropolitano, que é válido em toda a Área Metropolitana de Lisboa, ou por algum dos outros 18 Navegantes Municipais, de acordo com a cidade em que você morar.

O valor do Navegante Municipal, independente da cidade desejada, é de 30€, enquanto o valor do Navegante Metropolitano é de 40€. Por isso, mesmo que saia pouco da sua cidade, o metropolitano pode compensar. Se você trabalha em Lisboa e vive em alguma cidade próxima, vale muito a pena.

Perdi meu cartão de transporte Lisboa, o que fazer?

Infelizmente, passei por essa situação recentemente e posso falar com experiência de causa.

O primeiro a se fazer é comparecer a um dos pontos que emitem o cartão com um documento em mãos. Pode ser o passaporte, Título de Residência ou Cartão Cidadão (se possuir).

Cartão provisório do transporte público de Lisboa
Quem perde o cartão Navegante tem direito a um provisório até que o cartão novo fique pronto. Foto: Luísa Cortés

Não há uma indicação no site Viva de quais estações realizam o serviço em caso de extravio do cartão. Eu fui à estação Campo Grande e fui atendida, e conheço pessoas que também conseguiram na estação Marquês do Pombal.

Ali, você deve comunicar um funcionário que perdeu o seu cartão e que deseja emitir outro. Você deverá, então, preencher um formulário, apresentar seu documento e pagar uma taxa de 7€.

Você receberá um cartão provisório para utilizar enquanto o seu cartão novo não fica pronto. Ele virá com um papel atestando que pertence a você. Guarde esse papel porque, se um fiscal aparecer quando você estiver utilizando o transporte público em Lisboa durante esse período, você terá de apresentá-lo.

Para mim, deram um prazo de 12 dias úteis para que o novo cartão ficasse pronto, mas você pode ir utilizando o provisório nesse período.

Por fim: se você já tiver feito o carregamento mensal quando tiver perdido o seu cartão, não se preocupe. O saldo pode ser recuperado. A partir dos seus dados no sistema, eles conseguem passar o dinheiro que você tinha no cartão perdido para o cartão temporário.

Agora, sim! Com todas as informações sobre o cartão de transporte de Lisboa, é hora de emitir o seu e aproveitá-lo para desbravar essa cidade incrível!