Roaming Europa, saiba como funciona depois da mais recente alteração.

O que é e como funciona o Roaming Europa

Europa  / 

Quem está habituado com as viagens internacionais sabe que as chamadas telefônicas e até um simples SMS têm custos bem elevados. O roaming é uma opção que permite o uso dos serviços de telefonia fora da área de cobertura contratada com custos diferenciados. Evidentemente que fora do país essas tarifas serão mais altas, mas desde junho deste ano mudanças importantes no roaming Europa acabaram com esses custos.

Essas mudanças atingem apenas os 28 países membros da União Europeia, além de Noruega e Islândia, que estão fora da comunidade mas também aderiram ao acordo. O Reino Unido, que deve efetivar o Brexit futuramente, deverá pensar em uma negociação específica para decidir se adota ou não a proposta.

O que é roaming

Antes de falar sobre as mudanças no roaming Europa é preciso ir a fundo nas explicações sobre essa opção de serviço, que costuma ser sinônimo de custo alto.

Roaming, em inglês, designa o ato de percorrer uma área sem rota precisa. Esse serviço permite receber e fazer ligações em regiões fora de cobertura da operadora contratada, mas essas ligações serão recebidas ou efetuadas através de um sistema diferenciado.

Utilização de operadores intermediárias

Esse sistema se utiliza de operadoras intermediárias para realizar o serviço, o que faz com que o cliente precise pagar uma taxa extra. As operadoras têm o dever de informar ao consumidor sobre a área de cobertura do serviço contratado e quais são as áreas que operam através de roaming para evitar prejuízo ou danos ao cliente.

E o roaming internacional?

Em se tratando de roaming internacional, o viajante que vai para o exterior e deseja usar seu próprio celular por lá vai arcar com tarifas altíssimas, pois a área de cobertura está muito longe da contratada. Muita gente se esquece que, além das ligações feitas, são taxadas as ligações recebidas e o uso de 3G e SMS.

Para ativar o serviço basta ligar para a operadora e as tarifas serão cobradas de acordo com o país que estiver toda vez que usar o celular, ou contratar pacotes de voz e dados, que são cobrados por dia de uso ou de acordo com o país visitado.

Você pode conferir dicas para ligar para Portugal.

O que mudou no roaming Europa

Fim do Roaming na Europa
Desde 15 de junho é possível fazer chamadas, enviar SMS e usar a internet dentro dos países membros da União Europeia pagando as mesmas taxas que seriam pagas no país de origem.

A luta pelo fim do roaming Europa começou há mais de dez anos para os quase 500 milhões de usuários de telefonia celular da União Europeia. Quando a batalha começou, uma chamada de três minutos a partir de qualquer país do bloco fora do local de registro custava quase dois euros extras.

A vitória é dos usuários, que sem dúvida terão economia representativa no uso dos aparelhos de telefonia. Porém, existe um receio de que as operadoras possam aumentar o preço dos serviços para compensar essa falta. Mesmo assim, a medida tem o apoio da maioria das associações de consumidores, que consideram a taxa extra abusiva.

Veja a notícia no portal oficial da União Europeia.

Como usar o serviço de telefonia na Europa

Basta comprar um chip, que pode ser pré ou pós pago, em qualquer operadora internacional que ofereça roaming internacional pelo mesmo preço que cobraria pelo plano exclusivamente local. Vale mais a pena recorrer às grandes operadoras, que costumam ter lojas espalhadas por diversas cidades e usam redes 4G.

As empresas de telecomunicações devem aplicar as novas regras de forma automática, sem que seja necessário o cliente fazer qualquer alteração nas configurações dos seus equipamentos, e devem também avisar os clientes do fim das tarifas de roaming Europa.

Tarifas no roaming Europa

As chamadas de voz têm limite máximo de 0,032 euros por minuto e os SMS de 0,01 euros. Já os dados móveis passam de 50 euros por GB para 7,7 euros por GB e devem baixar para 2,5 euros por GB até 2022.

O valor de um chip europeu com roaming grátis pode variar de país para país e de plano para plano. A média é de 25 a 50 euros para o plano de dados móveis 4G, por mês. A diária de uma operadora brasileira é cara, cerca de 11 euros, mas pode ser uma medida até conseguir um chip europeu.

Veja o que escrevemos sobre usar um chip internacional, na Europa.

Melhores empresas de telecomunicações na Europa

Essas são 4 empresas que estão presentes em muitos dos países da Europa e onde você poderá encontrar sempre um chip com roaming gratuito por um valor justo.

Portanto, se você estiver a visitar algum país da Europa e quiser procurar por uma loja para adquirir um chip, procure por essas primeiras.

Ressalvas e limites

Nem tudo são flores, no entanto. Há regras para a isenção de tarifas no uso do roaming Europa para evitar que haja abuso por parte dos consumidores.

Dentro de um período de quatro meses as comunicações em roaming Europa não podem ser superiores às domésticas; se isso acontecer, a operadora deve entrar em contato com o cliente, que terá 14 dias para esclarecer a situação.

Não havendo explicação satisfatória ou na ausência dessa a operadora pode cobrar uma sobretaxa de utilização do roaming Europa. O objetivo é evitar que os consumidores se aproveitem da isenção de forma que possa prejudicar outras pessoas, mas estima-se que apenas 1% dos utilizadores terá que arcar com essa sobretaxa – baseado no fato de que os cidadãos europeus viajam menos de 30 dias por ano.

Se está planejando viajar para a Europa, conheça os golpes mais comuns em turistas na Europa.

COMPARTILHE

Clara é natural do interior de São Paulo e tem muito orgulho do sotaque caipira. Jornalista que adora gatos, tatuagens e livros, vê o mundo de cabeça para baixo e tem como vícios memes da internet e soltar piadas inesperadas no meio de uma conversa.