Hoje em dia já é fácil encontrar excelentes tatuadores brasileiros que decidiram vir morar em Portugal e tatuar por aqui. Se você tem interesse em saber como é ser um tatuador em Portugal e o que é preciso fazer para isso, acompanhe este artigo para ficar sabendo de tudo.

Como ser tatuador em Portugal?

Se você é tatuador e pretende vir morar em Portugal, saiba que é preciso obter um visto para poder morar no país e trabalhar legalmente aqui, exceto se você tem cidadania europeia. Caso você pretenda trabalhar como freelancer ou mesmo como empreendedor (e abrir o seu próprio estúdio), o mais indicado é o visto D2. A seguir eu explico o que é preciso para fazer o pedido.

A melhor maneira é vir para Portugal com um emprego certo, ou seja, com um contrato de trabalho ou uma promessa de contrato de trabalho. Para conseguir fazer isso, é recomendável que você entre em contato com estúdios de tatuagem em Portugal, para saber se existem vagas disponíveis para você. Muitos estúdios portugueses contratam profissionais brasileiros, e também há estúdios de tatuadores brasileiros que resolveram empreender por aqui.

Visite o país primeiro

Se você ainda está na fase de planejamento da mudança, uma boa opção é vir conhecer o país antes de bater o martelo e tomar a decisão. Em Portugal acontecem eventos que reúnem tatuadores de várias partes do mundo. Se você tiver a oportunidade de vir participar de um deles, é uma excelente ideia, tanto para fazer contatos de trabalho, como para conhecer um pouco mais do mercado de tatuagem no país.

Eventos como o Lisbon Tattoo Rock Fest e o Oporto Tattoo são boas opções de convenções em que você pode participar. No site Tattoo Filter é possível acompanhar o calendário de eventos de tatuagem de Portugal para saber quando acontecerão as próximas edições.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →

Como solicitar o visto D2 para empreendedores e profissionais independentes?

Para poder pedir o visto D2, como empreendedor ou freelancer, é preciso reunir a documentação exigida e fazer o pedido através da empresa VFS Global, ainda no Brasil.

Fique atento à lista dos documentos e não deixe faltar nada para não correr o risco de ter o pedido negado.

Documentos básicos exigidos

  • Formulário de pedido de visto (preenchido e assinado);
  • 2 fotos 3×4;
  • Passaporte
  • Cópia do passaporte (páginas de identificação e folhas utilizadas);
  • Seguro de viagem ou PB4;
  • Certificado de Antecedentes Criminais emitido pela Polícia Federal (deve ser recente e com Apostila de Haia);
  • Autorização para consulta do Registro Criminal Português pelo SEF.

Documentos específicos

  • Profissionais independentes: contrato de sociedade ou proposta de contrato de prestação de serviços para profissionais liberais;
  • Empreendedores: comprovante de que fez uma operação de investimento no país, súmula do plano de negócios, certidão permanente, declaração de início de atividade, registro da constituição da sociedade e comprovante de depósito bancário com saldo em um banco português.

Como fazer o pedido?

É preciso encaminhar a documentação completa para a VFS Global no escritório que atende o seu Estado de residência.

Fique atento: você deve enviar os documentos conforme as indicações dadas no site, para que o processo seja aceito. Não esqueça de enviar também o comprovativo de pagamento das taxas.

A análise do pedido leva cerca de 60 dias, segundo a VFS Global. Se for aprovado, você receberá um visto válido por 120 dias. Assim que chegar a Portugal, é preciso fazer um agendamento no SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras) para pedir a sua autorização de residência em Portugal.

Valor das taxas

Em março de 2021 a taxa total cobrada pelo visto é de R$ 777,82. O valor inclui:

  • Taxa consular: R$ 596,78;
  • Taxa de transferência: R$ 15,27;
  • Taxa de processamento: R$ 165,77.

Caso utilize algum serviço da consultoria, eles serão cobrados a parte.

Quanto ganha um tatuador em Portugal?

O ganho de um tatuador normalmente não é fixo, o valor é proporcional ao tipo e à quantidade de trabalho realizado. Para saber um pouco mais sobre isso, eu conversei com dois brasileiros que são tatuadores em Portugal, a Katryn Kischlat (@katryntattoo) e o Thiago Pinhas (@thiagopinhastattoo), do estúdio Zero21 Porto.

Eles me contaram que consideram justo o preço das tatuagens em Portugal, ainda que achem que esse tipo de trabalho possa ser mais valorizado. Segundo Thiago, os preços são mais baixos do que em outros mercados europeus, como Alemanha, Holanda e França. Mas tendo em conta o salário mínimo do país e as condições de vida por aqui, pode-se viver bem sendo um tatuador em Portugal.

tatuador em Portugal zero21
Trabalho do Thiago Pinhas

Quanto custa uma tatuagem em Portugal?

Os preços das tatuagens podem variar bastante, conforme o profissional, o tipo de trabalho que ele faz e o tamanho do desenho escolhido. O local do corpo onde você vai fazer a tatuagem e o uso de cores (ou não) também pode fazer o preço variar. Por isso, essa é uma resposta bem difícil e o ideal é conversar diretamente com o profissional para ter um orçamento exato.

De modo geral, mesmo para desenhos pequenos, os tatuadores precisam cobrar um valor mínimo pela hora trabalhada e pelo custo do material. Em média, esse valor fica em torno de 50€. Já para os valores máximos… o céu é o limite. Brincadeiras à parte, tudo depende. Uma tatuagem que cubra as costas, feita em várias sessões, pode ser bem cara e ultrapassar os mil euros.

Principais estúdios de tatuagem em Portugal

Se você quer conhecer um pouco mais do trabalho dos tatuadores em Portugal, nós preparamos uma listinha das boas com os melhores estúdios de tatuagem do país. Dá uma olhada para conhecer o trabalho deles.

Entrevista com tatuadores brasileiros em Portugal

Quando conversei com a Katryn e com o Thiago, eu queria saber como é a experiência de ser um tatuador brasileiro em Portugal e as impressões de cada um deles. Veja o que eles dividiram comigo.

Como é ser um tatuador brasileiro em Portugal?

A Katryn me contou que a experiência tem sido ótima. Ela disse que um ponto positivo é que em Portugal é possível ter acesso a materiais e equipamentos de alta qualidade com um preço muito mais acessível, em comparação com o Brasil.

O Thiago também tem gostado da experiência e conta que se sentiu muito acolhido no país. Inclusive, ele contou que participou de uma convenção de tatuagens e muitos clientes chegavam para conversar e fazer uma tatuagem justamente pelo fato de ele ser brasileiro.

Para ele, a maior dificuldade é ter que recomeçar do zero. É preciso ter um bocadinho de paciência até que o trabalho comece a ser conhecido e que os novos clientes comecem a chegar.

É diferente do mercado do Brasil?

A Katryn só tatuou em Portugal, mas acompanhava o trabalho no Zero21 no Brasil. Segundo ela, aqui ainda existe uma certa preocupação com o preconceito em relação à tatuagem e alguns clientes optam por fazer desenhos em regiões que não ficam tão aparentes. Mas ela acredita que a mentalidade vem mudando e que o preconceito com as tatuagens está diminuindo.

O Thiago acha que o mercado é um pouco diferente e a maior procura dos clientes é por tatuagens menores ou mais simples. Muitas pessoas chegam ao estúdio para fazer a primeira tatuagem. Ele me contou que no Brasil era mais habituado a fazer projetos grandes e a procura por tatuagens maiores era bem mais comum.

Já teve oportunidade de ir tatuar em outros países da Europa?

Eles ainda não tiveram essa oportunidade, mas tatuar em outros países faz parte dos planos da Katryn e do Thiago. Por enquanto, o projeto está pausado por conta da pandemia do coronavírus, mas eles pretendem fazer isso assim que for possível.

Como foi o processo para vir para o país e trabalhar aqui?

A Katryn decidiu vir morar em Portugal depois de conhecer o país em uma viagem de férias. Como ela vem de uma família de origem portuguesa, teve mais facilidade com a documentação, já que não precisou passar pelo processo de obtenção de visto. Depois que decidiu vir, ela e o Thiago receberam a proposta de trazer o estúdio Zero21 (que já existia no Rio de Janeiro) para Portugal. Eles chegaram ao país em 2018 e abriram a marca por aqui.

Como o Thiago veio junto com a Katryn (eles são casados) a documentação não foi uma grande dificuldade para ele também. Ele me contou que chegou a procurar vagas de trabalho em alguns estúdios que já existiam, mas acabou decidindo seguir com o projeto inicial e abrir o Zero21 Porto.

Agora que você já sabe como é o trabalho de tatuador em Portugal e conhece melhor a experiência de quem se aventurou para trabalhar no país, é hora de começar o seu planejamento. O Programa Morar em Portugal é um guia completo com tudo que você precisa saber para se mudar, do visto aos primeiros meses no país. Além de um ebook com mais de 300 páginas, conta, ainda com 22 videoaulas com várias informações relevantes.