Europa

Como financiar estudos no exterior: veja bolsas e empréstimos

Estudar em outro país pode ser bom não apenas para o currículo, como pode proporcionar experiência de vida, conhecimento de uma cultura nova e futuramente, um bom emprego. Antes de mudar de país para estudar a questão que preocupa grande parte dos estudantes é “Como eu vou pagar por isso?”. Caso esse seja o seu impasse, esse artigo pode ajudar. Saiba que não é preciso desistir do seu sonho porque não tem condições no momento. Vamos falar sobre como financiar estudos no exterior de diferentes formas.

Financing to study in Europe?

If you are planning to take a postgraduate, MBA or Masters degree in Europe, but you do not have the start up capital for this investment, check out the Prodigy Finance's solutions.


More than 14,500 students have secured funding through Prodigy to study at 600 international schools, you may be next.

KNOW MORE »

Como financiar estudos no exterior: 3 instituições que oferecem empréstimo

Além dos tradicionais bancos, temos instituições que podem ajudar na sua busca de como financiar estudos no exterior. Conheça algumas opções a seguir.

1. Prodigy Finance

A Prodigy Finance oferece empréstimos financiados por ex-alunos para estudantes internacionais em importantes escolas de negócios do mundo, ou em alguma instituição de pós-graduação que faça parte do programa.

Porém, não são todos os cursos das universidades que podem ser financiados. Os empréstimos são oferecidos para determinados cursos de pós-graduação e MBA relacionados à Engenharia, Negócios, Saúde, Direito e Políticas Públicas.

Você pode conferir quais são as universidades e cursos que possuem parceria na página da Prodigy. A instituição oferece um programa sem fronteiras. Por isso, a empresa possui tarifas competitivas para mais de 150 nacionalidades e estudantes em mais de 600 escolas. Você só começa a pagar o financiamento 6 meses depois de concluir o seu curso. Vale conferir.

2. Remessa Online e Creditas

A Remessa Online se juntou ao Creditas para oferecer um serviço simples e transparente para empréstimo e envio de dinheiro para o exterior. O objetivo é que os clientes evitem os juros altos e burocracias dos empréstimos tradicionais.

Para pagar o curso internacional pelo Creditas, é possível usar um imóvel ou automóvel como garantia. A solicitação do empréstimo é feita online e a instituição monta uma proposta personalizada de acordo com suas necessidades. Com as informações detalhadas, eles encaminham sua proposta para análise e acompanham o processo até o valor cair na sua conta.

3. Geru

A Geru foi a primeira plataforma para empréstimos online no Brasil. O site foi ao ar em 2015 e trabalha para oferecer a possibilidade de empréstimo sem sair de casa, de forma transparente, rápida e segura. As taxas são justas e personalizadas.

Se você busca como financiar estudos no exterior, pode ser uma boa opção. Faça uma simulação de empréstimos de 2 a 50 mil em até 36 vezes e descubra qual será a sua taxa.

Financiar estudos no exterior empréstimo

Conheça também as melhores formas de financiamento para estudar na Europa.

Como financiar estudos no exterior: bancos que financiam

Se você está buscando como financiar estudos no exterior, os bancos também podem ser uma opção. Apesar de normalmente terem taxas mais altas para empréstimos, são instituições tradicionais e confiáveis.

Além disso, alguns bancos possuem programas de incentivo para intercâmbio e o Santander, por exemplo, oferece até bolsas para estudantes. Conheça algumas opções de bancos para você que quer saber como financiar estudos no exterior.

1. Bradesco: CDC Intercâmbio

Pensando nos estudos de seus clientes, o Bradesco oferece uma linha de empréstimos com parcelamento em até 48 vezes, sendo que a entrada deve ser equivalente a pelo menos 30% do valor total. A taxa de juros é definida diretamente na agência, depois da consulta do valor. Além de intercâmbio, a empresa oferece empréstimos para pós-graduação, MBA, congressos e materiais didáticos.

2. Santander

O banco Santander oferece uma linha de empréstimos para pós-graduação e viagens ao exterior, a turismo ou intercâmbio. O valor total poderá ser parcelado por até 36 vezes e a primeira parcela tem carência de até 90 dias.

Além do financiamento, o banco é um dos grandes incentivadores da mobilidade internacional, oferecendo bolsas de estudos para alunos e professores. Uma das bolsas oferecidas pela instituição é um curso de três semanas na Universidad de Salamanca, umas das mais tradicionais da Europa. Todo o valor é pago pelo Santander, além dos custos com passagem, transfer, hospedagem, alimentação, material didático e certificado.

3. Itaú

O Itaú oferece um empréstimo que pode ser estendido por até duas vezes o período do curso que será realizado. Porém, exige um fiador que possua renda mínima no valor que seja o dobro da mensalidade. Os juros podem ser de 0 a 2,19% ao mês, dependendo do curso.

Saiba também como fazer mestrado na Europa.

Bolsas de estudo para financiar estudos no exterior

As bolsas de estudos são ótimas opções para quem sonha em estudar no exterior, mas não tem condições financeiras. A maior parte das universidades e escolas internacionais oferecem algum tipo de financiamento para estudar fora, com ajuda financeira para estudantes internacionais, seja um desconto integral ou parcial.

A bolsa poderá ser baseada na necessidade do aluno, em seu mérito acadêmico ou em ambos os fatores.

Fundações e bolsas nacionais

Antes de pensar em como financiar estudos no exterior, você pode concorrer a uma das bolsas que são oferecidas pelas instituições. É possível encontrá-las tanto nos sites das universidades onde deseja estudar, quanto em outros como a Fundação Estudar (voltada para jovens com alto potencial); a Fundação Lemann (que além da bolsa, apoia o desenvolvimento da sua carreira) e o Programa Santander Universidades, que já citei anteriormente.

Ainda é possível concorrer a bolsas concedidas por programas do governo como o Ciências sem Fronteiras, por órgãos como CAPES e CNPq, e pelas Fundações de Amparo à Pesquisa Estaduais, como FAPESP e FAPERJ, que oferecem bolsas de pesquisa ou ensino no exterior.

Fundações e bolsas internacionais

Você também pode pesquisar bolsas em programas oferecidos por instituições como a Fundação Carolina e o Instituto Ling. Ou por programas como Erasmus Mundus (para fazer mestrado na Europa), Orange Tulip Scholarship Brazil (para estudar na Holanda), Chevening (para estudar no Reino Unido), Campus France (para estudar na França), entre outros.

Não desista do seu sonho de estudar no exterior

Ou seja, não desista do seu sonho de estudar fora. Não faltam opções para financiamentos ou bolsas que te ajudem a pagar seu curso e se manter no exterior.

Com certeza, esse será um investimento que valerá à pena e fará toda a diferença na sua vida acadêmica, profissional e pessoal. Boa sorte e bons estudos!

Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas.
Compartilhe

Mariele Velloso

Mariele é brasileira, formada em Jornalismo e especialista em Marketing Digital. Nasceu em Minas Gerais, estudou em Portugal e hoje mora em São Paulo. Suas duas grandes paixões são: viajar e escrever. Já visitou 9 países e conhece especialmente Portugal e Itália. Todos os dias aguarda ansiosamente pela próxima viagem.

Artigos Relacionados

Fechar