Após recordes de casos da variante Ômicron, a nova onda de Covid-19 em Portugal começa a registrar queda no número de casos. Com isso, o Conselho dos Ministros está preparando novas medidas de alívio às restrições para turistas e moradores. Entenda como está o cenário da doença no país e quais devem ser as exigências para nos próximos meses.

Portugal prepara alívio de restrições contra a Covid-19

Vários países europeus estão eliminando algumas restrições no combate a Covid-19. Portugal é um deles, mas o país deve seguir um calendário um pouco mais cauteloso.

Em Portugal, o Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (INSA) está preparando o país para uma adaptação para lidar com a Covid-19. Para isso, estão usando os mesmos mecanismos de vigilância aplicados à gripe.

As novas medidas devem entrar em vigor durante a primavera e verão, que começa em março no país. Atualmente, a vigilância é feita de pessoa a pessoa, com a obrigação de testes. Uma das mudanças é a gradual transição para uma vigilância por amostragem.

A curva de incidência da Ômicron começou a baixar

Após registrar recordes de casos de Covid-19 por conta da variante Ômicron, no dia 3 de fevereiro de 2022, o país registrou 50.477 novos casos e 53 óbitos, e já a curva já começa a baixar, como se pode ver abaixo:

Curva de novos casos Covid 19 Portugal
Número de novos casos de Covid-19 em Portugal, print do Google

Nesse mesmo dia, o país atingiu a marca de 2.795.830 casos e 20.077 mortes por Covid-19 desde o início da pandemia.

Especialistas apontam que o país chegou ao pico da nova onda da pandemia, causada pela variante Ômicron. Com isso, eles vêm uma redução no número de casos, mortes e internamentos nas próximas semanas. O que é uma porta aberta para o relaxamento das restrições.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Quer morar em Portugal com segurança e qualidade de vida?

Recomendamos a assessoria boutique da Atlantic Bridge, para quem deseja ir para Portugal de forma planejada, sem contratempos e com a segurança de ser acompanhado pelos profissionais mais experientes do mercado.

Saber Mais →

Aliás, o número de casos em enfermaria por conta da doença em Portugal já começou a descer.

A taxa de vacinação é elevada

Enquanto o número de casos cai, a taxa de vacinação também é bastante elevada – o país tem a maior taxa de vacinação de toda União Europeia. Com 15.212.273 doses aplicadas, 90,5% da população em Portugal já está com o esquema vacinal completo, ou seja, duas doses ou dose única.

Além disso, segundo dados disponibilizados pela DGS, cerca de 49,6% da população também já recebeu uma dose de reforço da vacina contra a covid-19.

Considerando apenas o esquema vacinal inicial, sem a dose de reforço, Portugal é o 11.º país com a maior taxa de doses administradas por 100 habitantes do mundo. Já quando se trata de porcentagem da população, o país ocupa a 2.ª posição, perdendo apenas para os Emirados Árabes Unidos.

E outra notícia positiva: em Portugal, as crianças também já estão tomando a vacina. Crianças a partir de 5 anos já estão sendo imunizadas no país.

Teste negativo para Covid-19 não será obrigatório
Portugal suspende a obrigatoriedade de teste negativo para Covid-19 para quem tem Certificado Europeu de Vacinação

O Conselho dos Ministros suspendeu a obrigatoriedade dos testes negativos para entrar em Portugal

No dia 3 de fevereiro de 2022, o Conselho dos Ministros aprovou um comunicado que suspende a obrigatoriedade dos testes negativos para que turistas entrem em Portugal. Será publicado um decreto que permitirá que turistas entrem no país somente com o Certificado Digital da União Europeia ou outro comprovativo de vacinação que tenha sido reconhecido.

O fim da exigência passará a valer no dia seguinte à publicação do decreto, mas ainda não foi informada a data para o novo requerimento entrar em vigor.

Mas o Certificado Brasileiro de Vacinação ainda não é aceito

No entanto, vale lembrar que o Certificado Brasileiro de Vacinação não é aceito no país por falta de reciprocidade.

Isso porque, Brasil e Portugal ainda não fecharam um acordo de reciprocidade para reconhecimento mútuo de seus certificados de vacinação. Apesar disso, os países estão em negociações para que o certificado brasileiro seja aceito.

Sendo assim, brasileiros podem entrar em Portugal, mas precisam ainda apresentar o teste negativo à covid-19. Ainda é necessário aguardar mais informações e decretos oficiais para saber se o certificado brasileiro passará a ser aceito no país.

Retorno à normalidade a partir de março?

Acredita-se que Portugal deve começar a retomar a normalidade a partir de março. Com a queda no número de casos e a ampla cobertura da vacinação.

Aliás, o Instituto Superior Técnico (IST) da Universidade de Lisboa apontou que estudos mostraram que a Covid-19 deve passar a ser uma doença como a gripe comum e que a sociedade poderá ter imunidade ao vírus depois de fevereiro.

Por isso, as medidas de saúde devem ser parecidas com os cuidados com gripes comuns que todo o país já está acostumado.

Sendo assim, se você pretende viajar para Portugal nos próximos meses, é importante ficar de olho nas notícias para saber quais são as restrições no país. Acompanhe o Euro Dicas para saber de todas as novidades.