Sempre que mudamos de país, nos deixamos levar pelas comparações, principalmente de preços. É claro que não é justo converter as moedas, o mais certo é se basear no poder de compra. Mas, ali, no mercado, na hora da compra, nós só conseguimos comparar os preços e com produtos que temos familiaridade. Então, confira no artigo a seguir, quais são os produtos caros no Brasil, mas baratos em Portugal.

Conheça quais são os produtos caros no Brasil, mas baratos em Portugal

A primeira impressão quando vamos às compras em Portugal é pensar como tudo aqui é barato. Muitos itens da cesta básica não chegam a custar 1€! É o que acontece com o arroz, o macarrão, a farinha e até mesmo o açúcar. Sem contar as frutas e legumes, que também chegam a custar centavos (ou melhor, cêntimos!) o quilo, dependendo da época do ano.
É claro que, pela extensão do Brasil, fica difícil ter uma base de preço no país, já que os valores mudam e muito de região para região, coisa que não acontece em Portugal. Mas com 30€, conseguimos encher uma grande sacola com alimentos essenciais. E, se você souber ir atrás dos descontos, pode até levar um peixe nesse montante. Vamos ver o que eu consigo comprar com 30€ no mercado em Portugal?

Produto Preço
Arroz (1kg) 0,79€
Farinha de trigo branca (1kg) 0,42€
Açúcar branco (1kg) 0,69€
Feijão preto (1kg) 1,90€
Macarrão (1kg) 0,90€
Café (500g) 2,99€
Batata (1kg) 0,83€
Cenouras (5 unidades) 0,40€
Atum em lata (2 unidades) 1,78€
Ervilhas congeladas (1 pacote) 0,99€
Pão de forma (1 pacote) 1,05€
Manteiga (200g) 1,29€
Leite semi-desnatado (1l) 0,48€
Queijo (250g) 1,59€
Óleo de girassol (1l) 1,59€
Bolacha água e sal (1 pacote) 0,29€
Bolacha Maria (1 pacote) 0,39€
Banana (1kg) 0,99€
Laranja (1kg) 1,29€
Pescada congelada (1kg) 5,99€
Bolacha recheada (1 pacote) 1,29€
Total 29,72€

Considerando que 30€ representa 4,5% do salário mínimo em Portugal, que atualmente é de 665€, o que você conseguiria comprar na sua cidade com 4,5% do salário mínimo no Brasil, ou seja, R$ 49,50?

Peixes são um dos produtos caros no Brasil, mas baratos em Portugal

O peixe é um dos alimentos com uma diferença absurda do Brasil. Entendo ser uma comparação injusta, visto que Portugal tem a maior parte do seu território banhada pelo mar. Mar este que, devido a sua baixa temperatura, abriga espécies incríveis de peixes, crustáceos e moluscos.
Um dos destaques vai para o bacalhau. E, a título de curiosidade: a pesca do bacalhau não é feita em Portugal, apenas a salga e o ultracongelamento para ser exportado e consumido.
Em Portugal, o bacalhau é um alimento comum na mesa dos portugueses e o quilo do peixe seco e salgado costuma custar 8,99€. Já no Brasil, não se encontra bacalhau por menos de R$ 100/kg.
Mas nem só de bacalhau se vive em Portugal. Um dos produtos que mais nos surpreendemos com o preço é o vinho português.

Vinhos portugueses têm preços acessíveis

Não tem como negar, Portugal respira vinho. Toda tasca em que entrarmos para comer oferecerá um bom e barato vinho da casa. E é, de fato, possível encontrar um vinho bom e, ao mesmo tempo, barato por aqui. Os chamados vinhos de mesa são aqueles que não custam mais do que 4€ a garrafa e que, muitas vezes, podem ser comprados na box de 5 litros.
Neste caso, há preços bem distintos, mas já provei vinhos excelentes por 6€ a caixa. Enquanto aqui pagamos 5€ ou 6€ em um vinho excelente, no Brasil o mesmo pode até passar a faixa dos R$ 100. É ou não é para ficar de boca aberta?

Sair para comer não impacta no seu orçamento

E se você pensa que apenas o mercado oferece bons preços, está muito enganado! Comer fora em Portugal é um dos prazeres do país. Isso porquê, além de acessível, a gastronomia local é excelente. As tradicionais tascas portuguesas são aquelas que devem ser apreciadas, pois oferecem comida de verdade, com abundância e por um preço inacreditável.

Peixe é um alimento barato em Portugal
Mesa típica de uma tasca portuguesa: farta, deliciosa e por um bom preço

Normalmente, um menu fechado, com entrada, prato principal, vinho da casa e sobremesa, custa 10€ por pessoa. Se você for cliente assíduo, ainda ganha repeteco de entradas e de vinho. Ou seja, come-se e bebe-se muito mais pelo menos valor.
No Brasil, especialmente nas capitais, comer fora é praticamente um luxo. Na maioria das vezes, gasta-se por volta de R$ 70 por pessoa (sem bebidas alcoólicas) e ainda pode ser que a comida não alcance a qualidade desejada.
Depois das visitas às tascas portuguesas, eu sempre me surpreendo com a conta. Tanto que fico imaginando os valores de custo, dos ingredientes e as despesas do dono do restaurante para saber como é possível cobrar aquele valor.

Roupas e calçados

Mas não só de comida sobrevivemos, temos que nos vestir também. E Portugal possui algumas lojas bem baratas para roupas. Além disso, a época de saldos, como chamam as promoções aqui, é o melhor momento para comprar itens bons e com um super desconto. Afinal, os descontos em Portugal existem mesmo. Não são como no Brasil, em que lojas aumentam os valores para diminuírem uma semana mais tarde.
Os descontos giram em torno dos 50% e ainda é possível encontrar peças ainda mais baratas. Por exemplo, uma blusa de lã custa por volta de 15€. Nos saldos, seu preço pode chegar até 5€. Já as camisetas e as calças jeans, que normalmente custam 15€, ficam por volta dos 5€ a 10€.
Embora sejam um pouco mais caros, os tênis de marca são bem mais acessíveis do que no Brasil. Também encontramos em Portugal muitas opções em outlets com preços ainda mais atrativos. Conseguimos encontrar tênis Nike e Adidas por menos de 50€ nos saldos, e ainda mais em conta se garimpamos nos outlets.
Outro lugar interessante para conseguir roupas a bons preços são os brechós, aqui chamados de segunda mão, artigos usados ou até feira da bagageira, onde as pessoas abrem os porta-malas e vendem tudo o que se possa imaginar. São muitos brechós espalhados pelo país e é muito comum em Portugal, assim como no restante da Europa, esse movimento de comprar itens bons, porém usados.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Quer morar em Portugal com segurança e qualidade de vida?

Recomendamos a assessoria boutique da Atlantic Bridge, para quem deseja ir para Portugal de forma planejada, sem contratempos e com a segurança de ser acompanhado pelos profissionais mais experientes do mercado.

Saber Mais →

Itens de casa

Uma outra coisa que me surpreendeu em relação aos valores no Brasil foram os itens para casa: móveis, acessórios para cozinhar, roupa de cama e artigos de decoração. É verdade que a comparação é desleal, já que em Portugal podemos contar com a Ikea. Para quem não conhece, é uma loja sueca que vende desde móveis, artigos de cozinha, itens de decoração e até mesmo comida.
Os valores são imbatíveis e faz os olhos dos brasileiros brilharem, principalmente quando chegam de mudança e precisam comprar tudo novo. Já pensou comprar copos por 0,50€, taças de vinho a 1€ e talheres por 5€?

E o que é mais caro em Portugal?

Mas nem tudo são flores, e o contrário também é válido. Há itens em Portugal bem mais caros do que no Brasil. Alimentos que nós brasileiros estamos acostumados como, por exemplo, mandioca, mamão, manga, limão tahiti, amendoim, guaraná, tapioca e muitos outros, acabam sendo bem caros por aqui, já que precisam ser importados.
Então, se você pretende morar em Portugal, comece a se acostumar a ficar sem essas maravilhas brasileiras ou consumi-las bem ocasionalmente. Aliás, quase tudo que vem do Brasil é muito mais valorizado por aqui, como as Havaianas e os biquínis.

Queijos portugueses
Portugal oferece uma variedade incrível de queijos e os preços são acessíveis

Além disso, há itens que eu me surpreendi com o valor quando cheguei em Portugal, como os produtos de higiene oral. Ainda não entendi muito bem o motivo, mas pasta de dente e fio dental em Portugal custam muito caro, quando comparados a outros itens de consumo básico.
Ainda no setor de alimentos, a carne de vaca é a mais cara em Portugal. Uma bandeja de 400g de carne moída, por exemplo, chega a custar 2,99€, enquanto o quilo da maminha custa por volta de 12,99€.
Outros artigos com preços um tanto abusivos por aqui são os eletrônicos. Smartphones, tablets, computadores e até TVs são itens bem caros. Por isso, se pensa em vir a Portugal para comprar algum desses produtos, mude seus planos ou economize bastante.

Serviços e mão-de-obra são escassos e caros no país

Seja pela falta de pessoal especializado, seja pela escassez de serviços, o fato é que a maioria dos serviços por aqui são caros. Nem sempre é possível encontrar mão-de-obra qualificada para os mesmos, o que encarece bastante os trabalhos como assistência técnica, reparos de costura, manutenção de carros, reparos e reformas de casas, entre outros.
Geralmente, Portugal tem um custo de vida barato, se comparado ao restante da Europa. Morar em um novo país requer adaptação, o que inclui experimentar novos alimentos, incorporar novos hábitos e abrir mão de produtos que estamos acostumados a consumir diariamente no Brasil.
Agora que você já conhece os produtos baratos em Portugal, mas caros no Brasil, ficou com vontade de morar em Portugal? Para ajudar os nossos leitores, criamos o Programa Morar em Portugal. É um guia completo com 22 aulas em video + um ebook com 300 páginas explicando tudo o que você precisa fazer para organizar a sua mudança de país, desde a organização dos documentos até a chegada e adaptação ao país. Confira!