Muitas pessoas já sabem que é possível receber no Brasil por serviços prestados no exterior. Exemplos disso são o profissional liberal e o freelancer, que trabalham para uma empresa estrangeira.

E, se você trabalha dessa forma ou tem interesse em saber como receber por serviços prestados no exterior, qual é a melhor maneira de receber e se vale a pena prestar serviços para o exterior, confira este artigo, pois aqui vamos explicar tudo para você!

Como receber por serviços prestados no exterior

É preciso contar com uma plataforma de transferências internacionais, para que o prestador possa receber pelos serviços prestados. Nós do Euro Dicas recomendamos a Remessa Online. Para receber pelos serviços prestados no exterior, o prestador deve fazer o seu cadastro na Remessa Online e cumprir com as seguintes atividades:

Emitir uma invoice

O primeiro passo para receber por serviços prestados no exterior é emitir a invoice, com a discriminação dos serviços prestados no exterior, o valor do serviço e a forma de pagamento.

Compartilhar os dados para recebimento do cliente

É possível inserir na própria invoice os dados para o seu cliente fazer a transferência. Na Remessa Online, é possível visualizar estas informações quando o prestador de serviços clica em “Receber Dinheiro”.

Os dados que devem ser compartilhados são:

  • Nome do banco beneficiário;
  • IBAN;
  • Código SWIFT do banco beneficiário;
  • Titular da conta no banco beneficiário;
  • Endereço do banco beneficiário.

Enviar os documentos para a Remessa Online

É preciso, também, fazer o upload dos documentos em determinadas situações, de modo a comprovar a origem do dinheiro no Banco Central. Se o caso de pagamento por serviços for em quantia superior a USD 3 mil, é preciso apresentar, ainda, o contrato de prestação de serviços e a invoice. Estes documentos são registrados na História de Recebimento.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →

Resgatar os valores na sua conta

Uma vez recebido o pagamento, informe a conta-corrente para a qual o dinheiro será transferido. Lembre-se de que a conta deve ter a mesma titularidade do cadastro na Remessa Online.

prestar serviços no exterior

Veja também informações sobre como receber dinheiro pela Remessa Online.

Como emitir invoice para serviços prestados no exterior?

Atualmente, o processo para emitir uma invoice de serviço para o exterior está mais simplificado, graças às opções de plataformas online. Por meio delas, pequenos empreendedores, trabalhadores freelancers e prestadores de serviço em geral podem criar as suas próprias faturas, de forma prática e rápida.

Não existe um modelo único para uma invoice de serviço; há muitos modelos prontos para esta fatura – e é possível seguir um deles ou criar o seu próprio. Pela internet, é possível fazer uma invoice em poucos minutos. Geralmente, o formulário é escrito no idioma do contratante (no idioma do país onde foi realizado o serviço) e este documento pode substituir o contrato, formalizando a negociação.

Para criar uma invoice por meio de uma plataforma, como a Remessa Online, basta criar a sua conta e clicar na opção “Gerar Boletos”. Depois de criar a fatura, o usuário deve preencher os dados do cliente e enviar o documento.

O documento deve conter as seguintes informações essenciais:

  • Dados da empresa cliente (razão social ou nome completo e endereço);
  • Dados do prestador de serviço (empresa e endereço completo);
  • Data da transferência;
  • Resumo dos serviços prestados (ou do produto);
  • Valor dos serviços prestados;
  • Dados bancários do prestador de serviço;
  • Moeda do pagamento;
  • Método de pagamento;
  • Outros dados, com base na natureza da remessa.

É válido frisar que todos os dados devem ser preenchidos corretamente, pois é por meio da invoice que o cliente poderá pagar pelo serviço recebido.

Qual é melhor maneira de receber por serviços prestados no exterior?

A equipe do Euro Dicas recomenda a Remessa Online para quem precisa receber por serviços prestados no exterior. A plataforma, criada em 2016, oferece taxas baixas e transparentes, é simples e intuitiva de usar e com ela o dinheiro cai na conta de destino em até 1 dia útil após a identificação do pagamento.

Além disso, utilizar a Remessa Online é seguro e a plataforma é autorizada a operar pelo Banco Central do Brasil.

Como funciona tributação por serviços prestados no exterior?

No Brasil – e em outros países – o governo evita tributar os bens e os serviços exportados, com o objetivo de manter a competitividade. Em contrapartida, a cobrança é feita em determinadas situações.

É preciso deixar claro que, de acordo com a Constituição Federal, não é cobrado Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS), Programa de Integração Social (PIS) e Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (COFINS) na exportação de serviços para o exterior. Em relação a outros impostos, é necessário entender as particularidades. Em geral, isso varia de acordo com o regime tributário escolhido.

  • No Lucro Real, o cálculo pode ser anual ou trimestral, com base no resultado obtido no ano em exercício.
  • No Lucro Presumido, varia com base na presunção da margem de lucro.
  • No Simples Nacional simplifica o recolhimento dos impostos.

Dois dos principais tributos são o Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ – em alguns casos, é possível restituir o pagamento deste tributo) e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL). O ISS, o PIS e COFINS são isentos, como dissemos.

No envio de dinheiro para o exterior, há incidência de IOF, com alíquota de 0,38% para contas de terceiros e de 1,1%, para remessas para conta de sua titularidade.

O que saber antes de começar a prestar serviços para o exterior

Modalidades de prestação de serviços

Antes de começar a prestar serviços para outros países, é necessário saber que existem modalidades de prestação de serviços. Prestar serviços para o exterior entra na modalidade de exportação de serviços. Esse conceito atende a produção, a venda e a entrega de serviços prestados por uma pessoa a outro país. Para a Organização Mundial do Comércio (OMC), abrange diferentes situações e consiste na transposição de fronteiras.

As modalidades de prestação de serviços em outro país estão descritas no Acordo Geral sobre o Comércio de Serviços da OMC (GATS). São elas:

Comércio transfronteiriço

Ocorre quando um serviço é prestado de um país para o outro. Ou seja, uma pessoa que está no Brasil presta serviços para uma empresa estrangeira. Os mais comuns são os serviços realizados por meio da internet.

Consumo no Brasil

Ocorre quando o serviço é contratado no Brasil, por um estrangeiro residente ou domiciliado no em outro país, e prestado por um brasileiro. Exemplo: cursos de capacitação que os profissionais prestam para profissionais de empresas multinacionais.

Presença comercial no exterior

Ocorre entre empresas do mesmo grupo. Exemplo: a filial da empresa no Brasil presta serviços para a matriz no exterior.

Movimento temporário de pessoas físicas

Ocorre quando profissional brasileiro vai para outro país, por um tempo determinado, para prestar um serviço. Exemplo: um engenheiro viaja à Europa para prestar um serviço específico.

Documentos para quem quer prestar serviços para o exterior

Agora que você já conhece as formas de trabalhar em outro país, confira os documentos necessários para quem quer prestar serviços para o exterior.

Contrato de compra e venda internacional

É um documento formal, apresentando todos os direitos e as obrigações entre os envolvidos e comprovando sua relação comercial. Além disso, precisa constar no contrato o nível de serviço, os prazos, as metas, os indicadores e as responsabilidades das partes envolvidas.

Fatura invoice

É o documento emitido pelo prestador para comprovar o serviço. Geralmente, o formulário é escrito no idioma do contratante e pode substituir o contrato, formalizando a negociação. O documento possui informações de orçamento e não gera uma obrigação de pagamento.

Fatura comercial

É o documento emitido pelo exportador, equivalente a uma nota fiscal. Serve para representar a operação comercial e o seu objetivo. Por isso, o documento deve conter as mesmas informações do contrato. Caso o pagamento seja parcelado, o prestador deverá emitir uma nova fatura a cada vencimento.

Contrato de câmbio

É necessário fazer a conversão de valores em todas as operações que envolvem mais de uma moeda. Por isso, deve ser feito um contrato de câmbio para regulamentar a operação.

ISS e documentos fiscais

Como o serviço é prestado no exterior, não há incidência de ISS – como determina a Lei Complementar 116/2203. No entanto, a legislação também determina que o prestador de serviços preste contas sobre esse trabalho, sendo necessário que emita uma nota fiscal com a isenção da taxa.

É importante ressaltar que todos os documentos são necessários para que o processo seja realizado.

Vale a pena prestar serviços para o exterior?

Sim! A globalização, o avanço tecnológico e a evolução dos meios de comunicação digitais aumentaram a possibilidade de realizar trabalho remoto.

E, devido à pandemia do coronavírus, os modelos de trabalho home office ficaram ainda mais consolidados. Dessa forma, o mercado atual busca profissionais para prestar serviços para o exterior e o profissional pode realizar vários trabalhos, atendendo a empresas de todos os lugares do mundo. E isso é uma ótima oportunidade!

Com o euro supervalorizado em relação ao real, trabalhar para uma empresa estrangeira e receber por serviços prestados no exterior se tornou uma alternativa bem interessante. Dessa forma, é possível ter vantagens, como:

  • Aumentar o seu faturamento (recebendo em moeda estrangeira);
  • Ter mais flexibilidade com relação a horário de trabalho;
  • Ter menos gastos com locomoção (e, com isso, mais tempo livre);
  • Ser reconhecido por trabalhar para uma empresa internacional, entre outras.

Como você viu, a internet facilitou a vida de muitas pessoas. E, devido a plataformas de envio de dinheiro, como a Remessa Online, as burocracias para receber dinheiro por serviços prestados diminuíram, pois o procedimento, conforme apresentamos, é simples. Além disso, a plataforma cobra taxas baratas para o envio de dinheiro e o prestador paga pouca tributação para receber os valores.

Descubra aqui se receber dinheiro do exterior paga imposto.