Sites de emprego na França: conheça os melhores

Viver na França é sonho de muitos brasileiros, mas a verdade é que, com a alta do câmbio a vida no exterior está cada vez mais cara. Neste artigo nós vamos listar os melhores sites de emprego na França e esclarecer tudo sobre este assunto para ajudar você.

Melhores sites de emprego na França

Existem algumas maneiras de encontrar um emprego na França, assim como no Brasil. Por base de indicação sempre funciona, mas quando somos estrangeiros esta não é uma realidade tão comum.

Por isto, é essencial manter o Linkedin sempre atualizado e ficar de olhos nas ofertas de emprego que aparecem por lá. Crie uma rede, adicione pessoas de sua área de atuação e, caso encontre alguma empresa que você sonha em trabalhar, não tenha medo de se apresentar.

procurando emprego

Entretanto, existem outros sites com inúmeras ofertas também. O mais importante de todos, sem dúvida, é o Pole Emploi, que possui mais de 10 milhões de visitantes e está ligado ao próprio governo francês. Conheça abaixo os 5 melhores:

Por que escolhemos a Goldenergy em Portugal?

1. Pole Emploi

Como eu citei acima, o Pole Emploi é a agência de empregos oficial da França e isto quer dizer que a plataforma é mais do que um site de busca. Ele também possui a importante missão de guiar o candidato na busca pelo emprego ideal, oferece palestras e acompanhamentos. Basta preencher todas as informações e enviar uma foto e alguns documentos, que o site irá mostrar as melhores ofertas em sua região.

Quem usa: O Pole Emploi foi criado em 2008 e hoje é usado desde estagiários em busca do primeiro emprego, até profissionais com anos de carreira.

2. Linkedin

Impossível deixar o Linkedin de fora desta lista, afinal, este é a maior rede social profissional da atualidade. A maior vantagem do Linkedin é que, através dele todos são iguais e as pessoas podem criar conexões, o que pode contar muito na hora de encontrar um emprego. Caso você já viva na França, a dica é deixar todo o seu currículo do Linkedin em francês para facilitar as buscas e a comunicação com as empresas.

Quem usa: franceses de todas as idades e classes sociais estão no Linkedin, que totaliza mais de 16 milhões de usuários no país.

3. Indeed

Este é o segundo site de emprego mais utilizado na França, com cerca de 6 milhões de visitantes. O indeed funciona como um diretório que lista todas as ofertas de emprego publicadas em sites diferentes. Ao contrário do Pôle Emploi, você não pode postar seu currículo no Indeed, mas tem acesso a uma lista fornecida de anúncios com links para os sites que hospedam as vagas.

Quem usa: O site costuma ser usado pelos mais jovens, entre 18 até 35 anos.

4. Régions Job

O site atualmente possui 2,4 milhões de visitantes únicos e o grande diferencial é que ele mostra as ofertas de emprego correspondentes às suas habilidades e à sua localização. A vantagem do Régions Job é ter uma rede de 8 sites separados, um para cada região francesa importante: ParisJob, NordJob, OuestJob, SudouestJob, PacaJob, RhonealpesJob, CentreJob e EstJob.
Quem usa: apesar de menor quando comparado aos outros, o Régions Job é muito usado por pessoas que vivem em cidades menores e encontra dificuldades de encontrar ofertas de emprego.

5. Météojob

Este é o Tinder da busca de emprego, já que costuma linkar ofertas de emprego que correspondem ao perfil de candidatos registrados, através de um algoritmo. A correspondência pode ser vista como uma situação em que uma pessoa e uma empresa se complementam perfeitamente, sendo a mesma lógica de sites de encontro.

Seu perfil e desejos profissionais são comparados com todas as novas ofertas de emprego da Meteojob e os anúncios são classificados por relevância, com base em quão bem eles correspondem ao seu perfil. Os trabalhos são publicados na página “Meus trabalhos” e enviados por e-mail a você. Eu gosto muito deste site, porque ele é muito mais personalizado e enxerga a individualidade do candidato.

Dicas para utilizar sites de emprego na França e conseguir uma boa vaga

Encontrar emprego não é a coisa mais simples do mundo e exige uma certa dedicação, principalmente quando somos estrangeiros. Por isto, dedique um certo tempo para preencher seu currículo nestes sites, já que cada um possui a sua particularidade. Apesar disto, estas dicas que eu listarei valem para todos os sites:

Como montar o currículo

Não sei se você conhece esta regra, mas o ideal é que a sua experiência profissional e formações sejam listadas da mais recente até as mais antigas. Assim, o recrutador verá em primeiro lugar as suas experiências atuais e não as mais antigas.

Além disto, sempre coloque foto, mas não vale qualquer uma! Não se esqueça que você está procurando emprego, por isto a foto precisa ser séria e atualizada.

Idiomas

Pode até parecer óbvio, mas muita gente esquece: o currículo precisa ser 100% em francês. Seja sincero em relação aos idiomas que você fala. Caso seu francês não seja fluente, evite passar vergonha ao dizer isto!

Ative as notificações

Todos estes sites possuem a opção de enviar notificações por e-mail quando algum recrutador tiver interesse em você. Como o risco de esquecer de entrar nos sites é grande, vale a pena ativar estas notificações para não perder uma boa oportunidade.

pessoas na empresa

Indicação funciona na França?

Assim como eu citei no início do artigo, indicação funciona na França assim como qualquer outro país. Basta se colocar no lugar do recrutador para compreender. Afinal, ele prefere contratar um conhecido que alguém já trabalhou e possui boas indicações do que apostar suas fichas em uma pessoa totalmente desconhecida.

E é exatamente por este motivo que é tão importante manter o Linkedin atualizado. Através desta rede social podemos estabelecer ótimas conexões, pedir indicações e até mesmo receber as famosas recomendações.

Também não deixe de visitar feiras e convenções de empreendedorismo e empregos e manter contato com seus professores, caso tenha estudado na França. Eles também sempre possuem ótimas indicações!

Grupos de Facebook funcionam como sites de emprego na França?

Depois de se inscrever em todos estes sites de emprego da França que eu citei, você pode entrar para alguns grupos de Facebook, que costumam funcionar. Porém, muito mais para os autônomos do que para quem está procurando vagas de emprego fixo. É muito difícil você encontrar uma vaga de CDI, que é o contrato de trabalho por tempo indeterminado através do Facebook.

Cuidados necessários com sites de emprego na França

Se você utilizar quaisquer destes sites que eu citei não correrá nenhum risco em relação às vagas, já que todos estão ligados de alguma maneira ao próprio governo. O único cuidado que você precisa ter é em relação aos documentos que precisará apresentar no consulado no momento de tirar o visto.

Por isto, não se esqueça de conferir o contrato de trabalho e ter um comprovante de residência para os 3 primeiros meses, mesmo que seja na casa de um amigo. Neste caso, ele precisará escrever uma carta convite com firma reconhecida.

Onde mais posso buscar emprego na França?

Existem várias maneiras de conseguir um emprego na França, as seguir listamos mais algumas:

Portal Europeu

A Comissão Europeia também tem um portal onde anunciam vagas para todos os países da Europa e pode ser uma excelente fonte de pesquisa.

Na Rua

Caso você queira trabalhar em lojas, restaurantes, e outros trabalhos “de rua”, sempre é bom ficar de olho nos anúncios que eles colocam nas portas de lojas e restaurantes.

Nos sites das empresas

Muitas empresas anunciam suas vagas também nos seus próprios sites. Então, caso você já tenha em mente um grupo de empresas onde gostaria trabalhar, fique sempre de olho no site deles.

Dicas para pesquisar emprego na França

Subscrever newsletters

Se inscreva em um ou mais dos sites listados acima e crie alertas para receber ofertas de empregos nas áreas que deseja.

CV atualizado

Em diversos sites apresentados acima você pode deixar seu CV. Mantenha sempre uma versão atualizada do seu CV inglês e outra em francês.

Feiras de emprego

Na França, principalmente em Paris, é muito comum haver “feiras” de emprego. São dias em que diversas empresas se reúnem num local e os candidatos vão para entregar CV, fazer entrevistas e quem sabe já sair de lá com seu emprego. Pesquise quando ocorrerá as feiras das áreas de seu interesse. Um exemplo delas é a: Lavillete.

Devo já sair do Brasil com o emprego garantido ou ir para a França procurar?

Isto irá depender de seu estatuto. Se você viajar à França como turista, não poderá tirar o visto de trabalho (assim como qualquer outro visto), precisará voltar ao Brasil, agendar uma visita ao consulado e voltar para a França para começar a trabalhar.

No entanto, se você já estiver na França legalmente como estudante ou com qualquer outro tipo de visto, poderá pedir uma mudança sem precisar voltar ao Brasil. Esta é uma dúvida que muitos brasileiros possuem, pois, algumas pessoas simplesmente se apaixonam pela França quando viajam pela primeira vez e não querem voltar ao Brasil. Mas, infelizmente isto não é possível.

Preciso de visto? Como solicitar?

Sim, você precisará de um visto de trabalho, tanto se for um contrato e trabalho por tempo indeterminado, quanto um trabalho temporário. Caso você já esteja na França legalmente, precisará apenas ir à prefeitura de sua cidade e entregar o contrato de trabalho para mudar o tipo de visto. Caso esteja no Brasil, precisará agendar um horário no consulado e entregar uma série de documentos. Conheça abaixo os tipos de visto:

  • Visto de trabalho: para isso você deverá conseguir primeiro o emprego e depois pedir o visto no consulado. Você necessitará do convite de trabalho ou do contrato fornecido pela empresa constando os seus dados, nome da empresa, cargo que ocupará, salário e carga horária;
  • Visto de estudante: neste caso você pode procurar emprego já estando na França, porém somente em tempo parcial.

O procedimento para o visto de trabalho é o mesmo de todos os outros vistos. Através do site do consulado da França você poderá ter acesso ao formulário e aos modelos de declaração. Para conseguir este visto também é preciso apresentar o comprovante de que terá onde morar, pelo menos nos 3 primeiros meses, mas o empregador muitas vezes pode ajudar em relação a isto. Converse com ele.

Tipos de contrato de trabalho

Se você for estudante e estiver procurando estágio, poderá trabalhar com o próprio visto de estudante, já que é em período parcial. No entanto, se for ter um contrato de trabalho, saiba que existem 2 tipos na França:

CDD – Contrato de duração determinada

Em que você será chamado para trabalhar por um período pré-determinado pelo local. Nesse caso, a empresa pode escolher um contrato de 1 mês a 1 ano, podendo ser renovado ou transformado no CDI.

CDI – Contrato por tempo indeterminado

Após 3 meses de experiência, a empresa pode contratá-lo de fato, como qualquer situação normal de emprego, por tempo indeterminado. Neste caso, o solicitante do visto terá direito a todos os benefícios dentro da lei francesa, além de salário fixo ou comissionado.

Confira também as melhores dicas de como conseguir emprego no exterior ainda no Brasil e de como fazer entrevista de emprego em inglês.

E você? Já utilizou algum desses sites? Conte como foi sua experiência ao buscar vagas de emprego por eles.

Gabriela é brasileira, jornalista e vive na França, onde faz mestrado em comunicação. Apaixonada pelo país desde sempre, foi na França que ela se encontrou e aproveita este espaço para dar dicas e contar histórias e curiosidades sobre este país que vive no imaginário de muita gente. Com um gosto particular por cultura e viagens, ela é nômade digital e nunca mais pretende deixar de ser.

Elaine é brasileira e mora em Paris. Completamente apaixonada por Paris desde pequena, sempre sonhou em  morar na cidade Luz. Adora viajar, fazer novos amigos, conhecer novas culturas e descobrir cada vez mais sobre França e a cultura francesa.

Artigos relacionados

Salário mínimo na França: o valor em 2020 e custo de vida

Você sabe qual é o salário mínimo na França? Descubra o valor, quando ele aumenta e ainda informações sobre o seguro desemprego no país.

Trabalhar na França: salários, visto e como encontrar vaga

Considerando trabalhar na França? Confira tudo que é preciso saber para conseguir um emprego, o valor dos salários, como procurar e se é preciso visto.

Custo de vida na França: quanto é preciso para viver no país

Veja qual é o custo de vida na França, um dos países mais procurados por estrangeiros para morar. Conheça o custo da alimentação, moradia, saúde e mais.

Profissionais em falta na França: veja quais são e os salários

Sabia que existem profissionais em falta na França? Saiba quais áreas que têm maior carência de profissionais e quais os que setores que mais empregam.

Morar na França: tudo sobre visto, emprego e custo de vida

Veja qual o visto necessário para morar na França, o mercado de trabalho, as melhores cidades para morar, quanto custa e vantagens e desvantagens.

Visto para França: tipos, como tirar e quanto custa

Morar na França é o sonho de muitos brasileiros. Existem diversos tipos de visto para a França, veja aqui qual é o melhor para o seu caso.

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube