Viajar com cachorros braquicefálicos: tudo o que precisa saber

Viajar com cachorros braquicefálicos não é uma tarefa simples. Por conta do focinho curto ou achatado, muitas companhias aéreas proíbem o transporte de diversas raças de cães e também gatos. Mas se uma viagem de avião é inevitável para os nossos filhos de quatro patas, hoje vamos te ajudar a encontrar uma solução.

Viajar com cachorros braquicefálicos: o que são

Os cachorros braquicefálicos são os animais com focinho curto e cara amassada. A palavra vem do grego e significa curto = “braqui” e cabeça = “cefálico”. O crânio dos cachorros braquicefálicos apresenta uma compressão fronto-caudal, eles são resultados de uma seleção artificial.

Raças braquicefálicas

Conheça a lista com alguns dos cachorros braquicefálicos:

  • Bulldog francês
  • Bulldog inglês
  • Shih tzu
  • Pequinês
  • Pug
  • Boxer
  • Boston terrier
  • Cavalier King Charles Spaniel
  • Dogue de Bourdeaux
  • Shar-pei
  • Chow chow
  • Bully Americano

Saiba como é ter um animal na Europa e dicas de adaptação.

Riscos para a saúde

Os nossos melhores amigos podem sofrer de problemas respiratórios, com os olhos secos e também com a irritação das dobrinhas da pele. Por isso, alguns cuidados extras precisam ser tomados com essas raças diariamente. E em voos de avião, os cuidados devem ser ainda maiores.

Por que escolhemos a Goldenergy em Portugal?

Os cães braquicefálicos possuem muita sensibilidade a altas temperaturas, por conta da anatomia dos focinhos. Eles são animais que não conseguem se resfriar facilmente. Por isso, é preciso ter muito cuidado para evitar complicações respiratórias durante o voo e até mesmo infartos.

Como levar cachorro no avião: veja as regras, os custos e os cuidados a ter.

Cuidados especiais em viagens de avião

Viajar com cachorros braquicefálicos é bastante complicado, porque muitas companhias aéreas não transportam os animais. E nós, donos, ficamos muito apreensivos.

O risco de morte é bastante grande e é preciso ter muito cuidado com as temperaturas. De acordo com Departamento de Transporte Americano, 50% das mortes de cachorros em aviões, entre 2005 e 2010, foram de cachorros braquicefálicos.

No Brasil, por exemplo, companhias aéreas como a Gol não transportam mais as raças, depois de um caso de um cachorro braquicefálico ter morrido por ter ficado muitas horas no porão do avião, por conta de um atraso no voo.

Por isso, confira alguns cuidados extras para se viajar com cachorros braquicefálicos:

Escolha da companhia aérea

O primeiro passo é escolher bem a companhia aérea em que você vai viajar com cachorros braquicefálicos. Leia os comentários de outros clientes, veja como foi o atendimento ao cão, se houve atrasos e como foi a viagem e a chegada no destino.

Saiba quais as raças de cachorro que não podem viajar de avião em cada uma das principais companhias aéreas, conheça a lista.

Viagem na cabine

Se seu cão tiver até 8 quilos, ele pode viajar na cabine com você. Isso é o ideal. Junto com o dono, os cães tendem a ficar mais calmos em situações de estresse e conseguem controlar melhor a temperatura corporal. Por isso, sempre que possível, evite despachar seu cão para viajar no porão do avião. Além disso, evite viagens desnecessárias.

Veja também como viajar com animal para Itália.

Voos diretos

Se a viagem for longa, para exterior, prefira voos diretos e sem conexão. Quanto menos tempo durar sua viagem com cachorros braquicefálicos, melhor.

Por isso, opte por voos mais rápidos, para garantir o bem-estar do seu melhor amigo.

Se o seu próximo destino é a Europa, lembre-se que precisa contratar um seguro viagem, ele é obrigatório para entrar no continente e pode ser exigido de você ainda no aeroporto. Por isso, utilize o nosso comparador de seguro viagem e compare os principais planos do mercado para encontrar o ideal para você, garantimos o melhor preço aos nossos leitores. cachorros braquicefalicos

Custos da viagem

O transporte do animal varia de acordo com a companhia aérea e do destino. Mas a média é entre US$ 100,00 a US$ 200,00 o transporte canino para o exterior.

Além do valor da companhia aérea, os cães precisam de uma série de documentação para poder viajar como: microchip, vacina anti-raiva, sorologia anti-rábica, atestado de saúde, entre outros. Confira a lista completa na matéria que preparamos sobre como viajar com animais para Europa.

Companhias aéreas que permitem viajar com cachorros braquicefálicos

Confira algumas das companhias aéreas que transportam animais braquicefálicos:

Air Europa

A companhia Air Europa transporta cachorros e gatos com focinho chato de até 8 quilos para viagens na cabine com seus donos. Os valores de transporte custam 50€ para voos internos dentro da Europa e África e 150€ para demais percursos de longa distância (ex: Brasil para Europa).

Lufthansa

A Lufthansa recomenda que as raças de animais com nariz achatado viajem no porão climatizado em contentores com mais de 10 cm de distância das paredes e do teto.

A companhia lista em seu site as raças consideradas com risco de morte para viajar com cachorros braquicefálicos.

Cães:

1. Boxer

2. Bulldog (todas as raças exceto o Bulldog Americano)

3. Chow Chow

4. Mops

5. Pequinês

Gatos:

1. Gato de pelo curto britânico

2. Gato dos Himalaias

3. Gato persa

4. Scottish Fold

Saiba mais no site da Lufhtansa.

TAP Portugal apenas na cabine

Desde o dia 17 de setembro de 2018, a TAP Portugal só transporta cachorros braquicefálicos (e gatos braquicefálicos) na cabine. Os animais precisam estar dentro do limite de peso e medidas para poderem viajar na cabine (até 8 quilos). Os gatos que entram nessa classificação são: persa, birmanês, exótico (Shorthair), himalaio e scottish fold. Saiba mais no site na TAP.

Já os valores de transporte da TAP para cachorros até 32 quilos são: 70€ (voos dentro de Portugal), 100€ (dentro da Europa e Norte da África) e 200€ para voos intercontinentais.

*Em quase todas as companhias existem exceções para cães-guia e cães de assistência emocional. Por isso, verifique se a companhia aceita a raça/tamanho do seu animal, antes de comprar a passagem aérea.

Animal em Portugal: saiba quais são os gastos e a burocracia.

Amanda Corrêa é brasileira, jornalista, mora na Europa desde 2014. Possui Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho, experiência na área de assessoria de imprensa e televisão. Já morou na Inglaterra e atualmente mora em Portugal. Amanda já visitou 15 países do mundo, ama viajar e conhecer novas culturas e gastronomias. É co-fundadora do site Vagas pelo Mundo, apresentadora do podcast "Partiu Morar Fora" e produtora de conteúdo para diversos portais.

Artigos relacionados

Raças de cachorro que não podem viajar de avião: veja a lista

Vai viajar de avião e quer levar o seu cachorro? Veja as raças de cachorro que não podem viajar e as restrições que as companhias aéreas impõem.

Comprar passagem para Portugal: preços e como economizar

Quer comprar passagem para Portugal? Saiba quanto custa, a melhor época para viajar e como escolher a melhor companhia aérea.

Passagem de volta para o Brasil: é obrigatório comprar? Descubra aqui

Entenda se é necessário comprar passagem de volta para o Brasil. Veja o que acontece se não comprar e se é possível remarcar a passagem de volta.

Sites de passagens aéreas: conheça os 9 melhores e economize

Veja quais são os melhores sites de passagens aéreas no Brasil e no estrangeiro. Saiba se é seguro comprar através desses sites e qual é a vantagem em usar.

Cancelar voo TAP com reembolso: entenda como solicitar

Precisa cancelar voo tap e pedir reembolso? Mostramos como fazer isso de forma simples e clara e as condições impostas pela companhia aérea.

Como levar remédios em viagens internacionais: regras e dicas práticas

Você sabe como levar remedios em viagens internacionais? Veja as principais regras e dicas para montar a sua farmácia de viagem de forma correta.

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube