Nos últimos anos, a Irlanda tem atraído cada vez mais brasileiros que querem viver uma experiência no exterior. Seja pela relativa facilidade de obter o visto ou pela qualidade de vida do país, a verdade é que histórias que começam com “vim para a Irlanda e fiquei” são cada vez mais comuns.

Nesse artigo, vamos contar a história de duas brasileiras que foram para a Irlanda e decidiram que não voltariam mais para o Brasil. Está pensando em ir para a Irlanda? Então vem se inspirar com essas histórias!

Vim para a Irlanda e fiquei

A decisão de sair do Brasil costuma ser bastante desafiadora para a maioria das pessoas que decidem se aventurar em morar no exterior.

Por outro lado, apesar de seus desafios, a escolha de não voltar para o Brasil parece ser um ponto em comum entre brasileiros que vivem na Europa, desde que o país ofereça as condições propícias para isso.

Para este artigo, conversamos com duas brasileiras, Thamara e Suelen, que decidiram ir viver na Irlanda e que acabaram optando por não regressar ao Brasil.

Thamara Mariano: oportunidades de trabalho e qualidade de vida

A primeira história é de uma goiana que saiu da cidade que morava, Curitiba, para viver uma experiência no exterior. Thamara Mariano deixou para trás uma vida estável para ir em busca de novos ares e oportunidades.

Ela conta que, como a maioria dos brasileiros, foi com o visto de estudante para a Irlanda com permissão de trabalho e acabou se apaixonando pela ilha.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

“Eu troquei o Brasil pela Irlanda em maio de 2019, inicialmente para um período de 8 meses, mas assim como grande parte dos brasileiros que chegam aqui, me apaixonei pela ilha e ainda me encontro aqui.”

Thamara vim para a Irlanda e fiquei
Foto do arquivo pessoal de Thamara

Suelen Cruz: a saudade é grande, mas a vontade de ficar é maior

Morar na Irlanda é muito bom, mas o processo de emigração não é fácil. Há dois anos na ilha, Suelen conta que a receptividade do povo irlandês foi decisiva para decidir ficar no país, entretanto, a saudade da família e dos amigos ainda é grande.

“A receptividade foi tanta que fez com que eu ficasse aqui até agora. Ser estudante tem seus desafios, mas a distância é, com toda certeza, o maior deles. Ficar longe da família, dos amigos e das pessoas que amamos é doloroso.”

A saudade de casa é uma realidade de brasileiros que vivem em outro país, já que a adaptação no exterior pode ser bastante desafiadora.

Suelen vim para Irlanda e fiquei
Foto do arquivo pessoal de Suelen

Nesse artigo, falamos sobre a saudade de casa e como driblar a distância.

O que motiva os brasileiros a irem para a Irlanda?

Afinal, o que motiva os brasileiros a irem para a Irlanda? As respostas são as mais variadas, mas, segundo a experiência de Thamara:

“O principal motivo da mudança foi o desejo de explorar a vida no exterior, e no momento que decidi seguir com o plano, a Irlanda apresentou o melhor custo-benefício”.

O custo de vida da Irlanda é outro motivo que costuma aparecer quando brasileiros são perguntados sobre os motivos que os levaram a optar pela ilha da Esmeralda.

Já para Suelen, a vontade de aprender um novo idioma foi o motivo principal de escolher a Irlanda, seguido do custo-benefício do país.

“Dentre vários países para aprender o Inglês, a Irlanda se destacou devido ao custo-benefício e a facilidade de ingressar no país, não sendo tão burocrático o processo de visto para estudantes e turistas.”

Uma das razões do país atrair um grande número de brasileiros é a relativa facilidade para obter o visto de estudo e trabalho.

Motivos que fazem os brasileiros ficarem na Irlanda

Qualidade de vida, facilidade de obtenção do visto de estudo e trabalho, e a cordialidade do povo irlandês são alguns dos motivos que fazem os brasileiros ficarem na Irlanda.

É verdade que quem escolhe a Irlanda ganha muito em qualidade de vida. Segundo o ranking de 2021 de Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) feito pelas Nações Unidas, o país ocupa o 3° lugar na lista de países com melhor qualidade de vida, ficando atrás apenas da Noruega e Suíça.

Em relação à obtenção de visto para a Irlanda, o país apresenta excelente custo-benefício, já que o visto de estudante é obtido somente em solo irlandês. Por esse motivo, o número de intercambistas brasileiros na Irlanda é alto.

Outro ponto que costuma ganhar o coração dos brasileiros é a cordialidade do povo irlandês. Inclusive, uma das nossas entrevistadas, Thamara, é prova disso:

“Já nos primeiros dias aqui, um dos meus maiores encantos foi a cordialidade do povo irlandês. Eu moro em uma cidade do interior, então com pouco tempo eu já tive o acolhimento de lar pela cidade.”

Quais os principais desafios de quem decide ficar

Nem tudo são flores na vida de quem decide dizer “vim para a Irlanda e fiquei”. Além das questões mais pessoais, como a saudade de casa, as questões burocráticas do país também são um desafio.

No caso da Irlanda, um dos principais desafios é a questão do visto para quem decide ficar mais que dois anos no país.

O limite de permanência na ilha com o visto de estudante é até dois anos. Após esse período, o estudante de idioma deve encontrar outros meios de permanecer na Irlanda, seja conseguindo um visto de trabalho ou até mesmo ingressando no ensino superior irlandês. A Thamara passou por isso e nos explica:

“Ficar aqui como estudante de inglês é permitido por um período de até dois anos. Após isso você poderá continuar estudando, mas com cursos universitários que muitas vezes não cabem no bolso dos estudantes. Muitos de nós vão a procura de empregos que se dispõem a patrocinar o visto de estadia e, assim como eu, vários brasileiros conseguem seguir por esse caminho.”

O sotaque irlandês também costuma ser um grande desafio para quem acaba de chegar no país, principalmente aos que desejam aprender o inglês do zero, como a Suelen:

“Meus primeiros dias na Ilha não foram fáceis devido ao idioma. O sotaque irlandês sempre vai ser um desafio para os estudantes da ilha, mas tudo se ajeita e acabamos nos acostumando rapidamente.”

Quantos são os brasileiros na Irlanda?

Os números de brasileiros na Irlanda divergem. Enquanto a Embaixada do Brasil em Dublin aponta que hoje são cerca de 70 mil brasileiros vivendo no país, o último censo realizado pelo governo irlandês em 2016 contabilizou 13,6 mil brasileiros na ilha.

Um dos fatores que pode explicar a discrepância entre os números é o ano em que o último censo irlandês foi realizado, afinal, é fato que nos últimos anos a comunidade de brasileiros no país cresceu consideravelmente.

Vale a pena ficar na Irlanda?

Não existe uma resposta certa para essa pergunta, afinal, são diversos fatores que influenciam na decisão de ficar ou não na Irlanda.

Para quem busca qualidade de vida, segurança e oportunidades para ingressar no mercado de trabalho europeu, a Irlanda é, sem dúvidas, um destino bastante promissor.

Por outro lado, nem sempre é fácil driblar os desafios que surgem quando a decisão é ficar. Saudade de casa, adaptação ao sotaque irlandês e à nova cultura são alguns dos obstáculos que costumam aparecer para os brasileiros que optam por permanecer na ilha.

É preciso, portanto, estar aberto à experiência de viver em um país diferente. Aos que desejam fazer da Irlanda o seu lar, abrir a cabeça e expandir as ideias do que já conhecemos é fundamental. Tudo tem o seu lado positivo e lado negativo. Por fim, Suelen nos conta:

“Sentir saudades e ter que se contentar com uma ligação ou videochamada, não estar presente em momentos importantes e datas especiais… Isso tudo é o preço que pagamos para ter todo o conforto, qualidade de vida e segurança que podemos encontrar por aqui. E se eu pudesse voltar no tempo, faria tudo isso novamente… com certeza é a melhor experiência que tive até agora!”

Quer conhecer a vida e a experiência de outros brasileiros que vivem no velho continente? Recomendo a leitura do ebook “O sonho de viver na Europa” para se inspirar e refletir sobre todo o processo de mudança.

*As opiniões dos colunistas não refletem necessariamente a opinião do site Euro Dicas.