Worldpackers: como funciona e como se tornar um voluntário

Europa  / 

Existem maneiras simples de viajar, mesmo com um orçamento apertado. E uma destas maneiras a cada dia ganha mais adeptos: o trabalho voluntário. Se você está pensando em se lançar nessa experiência e quer saber mais sobre o Worldpackers, como funciona, se é confiável, como ser um voluntário e outras informações sobre a plataforma, confira tudo no artigo a seguir.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Tudo sobre a Worldpackers e como funciona

A Worldpackers é uma empresa que possibilita que viajantes encontrem um local de hospedagem e que troquem a estadia por trabalho. Ou seja, você trabalha por hospedagem e pode conhecer cidades e países. No site da Worldpackers, é possível fazer um cadastro como viajante ou como anfitrião e, segundo eles, viajar é um direito universal e que todos deveriam ter a oportunidade de fazer por pelo menos uma vez na vida.

Enquanto viajante você pode optar por trabalhar em albergues e pousadas, ONGs, pequenos negócios, acomodação em casa de família ou em projetos relacionados com a natureza e bem-estar.

O que é a Worldpackers

De uma forma simples, a Worldpackers é uma plataforma online que conecta viajantes que querem trabalhar gastando pouca ou quase nenhuma grana e pessoas que precisam de ajuda com seus negócios, ou nas suas casas.

Mas a troca não envolve dinheiro e sim hospedagem grátis (em alguns casos, refeições e outros benefícios), o que é excelente para baixar os custos de uma viagem, além de permitir que você aprenda novas habilidades, idiomas, culturas e conheça novas pessoas.

Trabalho voluntário com a Worldpackers

Atualmente, a comunidade Worldpackers reúne mais de 1,5 milhão de usuários cadastrados, entre viajantes e anfitriões (hostels, famílias, ONGs e projetos ecológicos), espalhados por todo o mundo. A ideia consiste em encurtar o caminho entre quem pretende viajar e está com a grana curta e donos de pousadas, albergues, ONG, donos de pequenos negócios, etc., que precisam de pessoas para trabalhar.

Dessa maneira, os viajantes trocam hospedagem por trabalho e podem ter, de acordo com a Worldpackers, uma experiência cultural aprofundada e com custos muito reduzidos.

Confira nossas 7 dicas que para morar fora do país.

Vale a pena?

Até vale. Digo “até” porque para quem tem o sonho de viajar e ter uma experiência de trabalho em outro país pode ser um começo. Porém, como em todas as relações que envolvem pessoas, há o risco de a experiência se tornar um problema. Especialmente se as horas de trabalho não forem respeitadas e a “troca” se torne uma exploração de mão-de-obra sem salário e com muitas atividades laborais e horas por fazer.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Worldpackers é pago?

Apesar de ser uma plataforma colaborativa, para se candidatar às vagas de voluntariado disponíveis na Worldpackers e confirmar viagens com os anfitriões, é preciso pagar uma taxa de US$ 49, o que lhe tornará um Membro Verificado.

A taxa é paga somente uma vez por ano e permite que você confirme quantas viagens quiser para qualquer destino. Lembrando que, como a Worldpackers é uma plataforma de voluntariado, os demais gastos da viagem, como passagens aéreas, transporte local, passaportes, etc., são de responsabilidade total do viajante.

Se você deseja ir para a Europa, veja aqui quanto custa viajar para o velho continente.

Worldpackers é confiável?

A Worldpackers tem várias medidas para garantir que a plataforma e o intercâmbio de voluntários sejam o mais seguras possível.

Hosts verificados

Para entender como funciona a Worldpackers quanto aos hosts, é preciso saber que antes que qualquer anfitrião possa oferecer vagas na plataforma, a Worldpackers faz um processo de verificação para garantir que eles estejam oferecendo uma experiência segura e digna para os viajantes. Além disso, os hosts também recebem avaliações dos viajantes que tiveram experiências com eles. Portanto, você pode ler as opiniões e ter uma noção real do que esperar.

Equipe de Suporte

A Worldpackers oferece suporte 24 horas por dia para atender os viajantes, seja por aplicativo, e-mail ou telefone.

Seguro Worldpackers

Se você tiver algum problema relacionado ao seu host durante a sua estadia, o Seguro Worldpackers pagará 3 noites de hospedagem para você em um hostel próximo e sua equipe de suporte fará com que você encontre outro anfitrião da Worldpackers o mais rápido possível.

Voluntariado com a Worldpackers

Se viajar para a Europa está nos seus planos, veja como encontrar hotel barato na Europa.

Worldpackers como participar?

O site Worldpackers é fácil de usar. Você faz a sua inscrição, lista algumas das habilidades que possui, paga a taxa para ser um membro verificado e já pode começar a busca pelos seus possíveis hosts, ou seja, a pessoa que te receberá como funcionário/ajudante voluntário. É possível aplicar filtros ​​na busca pelo destino, tipo de trabalho voluntário, habilidades, categorias de anfitriões, duração da viagem, dentre outros.

Os tipos de trabalho voluntário oferecidos na Worldpackers são:

  • Receber e ajudar hóspedes;
  • Reformar e decorar;
  • Comunicação e Marketing;
  • Cozinha e bar;
  • Divertir e entreter hóspedes;
  • Ensinar e compartilhar;
  • Cuidados com a natureza;
  • Melhorias em sites & SEO;
  • Tarefas de casa;
  • Trabalho comunitário.

Quais tipos de intercâmbio existem na plataforma

Como referido, é possível trabalhar em albergues ou pousadas, ONGs, pequenas empresas, em casa de família ou ainda em projetos sociais e ambientais.

Saiba como conseguir emprego no exterior, ainda no Brasil.

Páginas similares a Worldpackers

Como o “work exchange” já se tornou uma tendência no mundo, existem muitas outras empresas de voluntariado que funcionam de forma similar à Worldpackers. Algumas opções são:

A Worldpackers vale a pena?

Se você é uma pessoa aberta e está disposta a trocar o seu tempo e trabalho por bens que, geralmente, não serão materiais, mas que podem ser extremamente enriquecedores e recompensantes, então ser voluntário pela Worldpackers valerá a pena, sim. Através dele você poderá conhecer pessoas de diversos lugares e ainda ter tempo livre para conhecer a cidade e os arredores sem gastar uma fortuna.

Veja aqui as cidades da Europa mais baratas para viajar.

Testemunhos de brasileiros que utilizaram a Worldpackers

Além de conhecer a Worldpackers, como funciona e se é seguro, é importante ver a opinião de quem já utilizou. No site, é possível encontrar vários relatos sobre as experiências de voluntários. Por isso selecionamos alguns deles, que consideramos verdadeiramente inspiradores. Leia os relatos a seguir:

“Estar na Índia foi uma das melhores experiências da minha vida. Essa experiência da Worldpackers me ensinou a enfrentar o novo, o desconhecido. Aprendi muito a respeitar os costumes e aceitar a forma como eles resolvem os problemas no dia a dia.” Vanessa, 34 anos. Tem 3 experiências como worldpacker na Índia, Croácia e República Tcheca;

“Descobri com toda essa experiência de voluntariado um modo único de viajar, que, além de mais econômico, é particularmente o mais gratificante. Durante todo o período que fiz parte do Cooly YHA, conheci pessoas incríveis, das mais diversas nacionalidades, com as quais formei grandes amizades.” André, 23. Tem 4 experiências como worldpacker na África do Sul, Estados Unidos e Austrália.

“Sabe aquela sensação de que você está exatamente onde deveria estar no momento? Pois é! Foram raríssimas às vezes que me senti assim, mas depois de algumas semanas trabalhando na Worldpackers, durante uma prática de ioga que fazemos todas as quartas-feiras no final do dia na parte externa do escritório, comecei a sentir muita gratidão por encontrar um lugar tão especial para trabalhar como este.” Lucas, 28 anos.

Dica Importante

A Worldpackers não cuida das questões burocráticas como visto, passagens aéreas ou seguro de viagem, portanto são os viajantes que devem agilizar e pagar isso. Se você está pensando em passar um tempo fora e está com a grana curta, talvez com a Worldpackers você encontre a oportunidade que está buscando.

Agora que você já sabe tudo sobre a Worldpackers e como funciona, não esqueça que, se você estiver pensando em realizar um trabalho voluntário na Europa, o seguro viagem é obrigatório. Recomendamos que você utilize nosso comparador de seguro viagem. Ele apresenta planos das principais seguradoras do mercado e ainda garantimos os melhores preços aos leitores do Euro Dicas.

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autores

Andréia é brasileira, jornalista e consultora de viagens. O seu interesse por lugares, culturas, comidas locais, cafés alternativos e cidades antigas beira ao vício, e por isso ela resolveu unir suas duas paixões: viagens e escrita, para inspirar, ensinar e informar que o mundo é mais acessível e seguro do que a gente pensa, e muito mais maravilhoso do que a gente jamais poderia imaginar!

Amanda é brasileira, jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Mora desde 2014 em Portugal. Escreve para seu site Vagas pelo Mundo sobre oportunidades de emprego, a experiência de morar fora, bolsas de estudo e vistos para morar no exterior.