Perrengue Chique na Europa: quem nunca passou por isso?

Inspirados no sucesso da página Perrengue Chique no Instagram (@perrengue_chique), fizemos uma postagem na página do Euro Dicas do Facebook, perguntando aos nossos seguidores quem já passou Perrengue Chique na Europa. O resultado foi muito legal e resolvemos trazer alguns dos depoimentos para este artigo. É importante saber que todo mundo passa por perrengues e que devemos rir para não chorar. Geralmente, eles não são problemas realmente graves e não dá para reclamar estando na Europa, não é mesmo?

As coisas dão errado em qualquer lugar do mundo e a melhor escolha é sempre rir de nós mesmos, não perder o bom humor não deixar que isso estrague a viagem. E você? Já passou algum Perrengue Chique na Europa? Continue a leitura para rir bastante dos perrengues alheios.

Minhas experiências de Perrengue Chique na Europa

Antes de mostrar os depoimentos dos nossos seguidores, queria dizer que a pessoa que está escrevendo este artigo também já passou por um bocado de Perrengue Chique na Europa. De reservas em hostels terríveis a vestir três casacos para não ter que pagar taxa de bagagem extra em companhias aéreas de baixo custo.

Um dos perrengues inesquecíveis que passei foi em um réveillon em Paris, de 2013 para 2014. Para começar, pegamos o metrô completamente lotado para ir até a Torre Eiffel e sentimos muito calor com a quantidade de roupa que estávamos, já que era inverno.

Chegamos na torre em cima da hora da virada e foi uma grande decepção. Nada de fogos, música e a torre apenas piscou a luz algumas vezes. Depois disso, ficamos vagando pelas ruas sem encontrar nada para fazer.

Precisa enviar dinheiro para o exterior?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Para finalizar, uma amiga quebrou a única garrafa de bebida que tínhamos. Foi um verdadeiro desastre a nossa virada de ano, mas pelo menos as fotos ficaram bonitas. Agora, vamos ao que interessa. Veja os relatos de nossos seguidores no próximo tópico.

Perrengue Chique na Europa dos seguidores do Euro Dicas

No post feito na página do Euro Dicas, mostramos uma imagem de Perrengue Chique na Europa que é muito comum: tentar tirar uma foto em frente à igreja Duomo de Milão sem que apareça nenhum pombo. Muitas pessoas se identificaram com a situação e contaram diversos outros perrengues chiques que já passaram ao viajar para a Europa. Veja a seguir, algumas histórias de Perrengue Chique na Europa vividos pelos nossos seguidores.

Dificuldades com a língua em Amsterdam

“Eu estava em um restaurante em Amsterdam e não sabia pedir para ir ao banheiro, porque não falo inglês. Aí coloquei banheiro no Google Tradutor e a atendente não sabia e eu, muito apertado, falava befroom, restroom e please, porque estava muito apertado e a diaba só balançava a cabeça com sinal de negativo. Então eu fiquei em pé, peguei no gato e fiz sinal para mijar. Ela disse sorry e me mostrou onde era.” Rodrigo Reis

Rodrigo Reis
Foto do arquivo pessoal de Rodrigo Reis, em Amsterdam

Carro moderno e tecnológico foi uma surpresa

“Alugamos um carro de sete lugares e ao entrar nele não sabíamos como ligar, já que não precisava da chave para funcionar.

Ao estacionar na volta pra casa, meu marido fechava com o alarme e quando ia conferir a porta abria. Ficamos uns três minutos nessa, até que falei: fecha o carro e vai para longe que eu fico aqui. Então, conferi a porta fechada e entendi que o carro era tão inteligente que abria a porta só de chegar perto com a chave.

Depois que acostumamos com o carro e suas chiquezas, nós amamos! Foi muito tenso e engraçado esse dia”. Dani Cuccia

Especialista em perrengue chique na Europa

“Perrengue é meu sobrenome. Já entrei em vagão de primeira classe com bilhete de segunda classe e quase paguei multa. Fiquei perdida com celular que acabou a bateria e mapa que saiu voando da minha mão. Misturei todas as línguas do universo em cada lugar. Aprendi a falar obrigado em determinado país e, quando fui para outro, esqueci que não estava mais no outro e falei obrigado na língua do país que eu estava antes.

Perrengue Chique na Europa da Luana Borgos
Foto do arquivo pessoal da Luana Bögös, na imagem o bebê que comeu o ticket do McDonalds

O cachorro no aeroporto ficou me cheirando nas partes baixas e eu fiquei pensando na hora: que diabos esse cachorro tanto cheira? Era meu porta-dólar cheio de moedas por baixo da calça que ele estava querendo mostrar para o guarda de imigração. Minha filha comeu o papel do Mc Donald’s e eu não vi e fiquei sem lanche, porque não tinha o recibo para mostrar. Já comi comida esquisita pensando que era uma coisa e quando chegou na mesa era outra e por aí vai”. Luana Bögös

Ruas estreitas na Sicília

“Em Erice, cidade medieval na Sicília nas montanhas, o GPS nos mandou para o centro, onde as ruas da época que não existiam carros foram se estreitando ao ponto de chegarmos em um canto onde, para seguir em frente, teríamos que virar, mas não era possível, mesmo o carro sendo pequeno. Tivemos que voltar de ré com uns 20cm das paredes, chovendo e ainda era subida. Se vocês olharem no Google fotos desse lugar, terão uma ideia do que passamos. Mas a comida era maravilhosa e o lugar lindo”. Zile Silva

erice

Ratatouille da vida real

“Pombo? Isso não é nada perto do monte de ratos nas lixeiras ao redor do seu piquenique no Trocadéro, perto da Torre Eiffel. E Mickey correndo dentro do Louvre? Também é comum o metrô fechar, ninguém entra e ninguém sai por sei lá quanto tempo no calor de julho e na catinga de sovaco, porque alguém se jogou no trilho”. Regiane Fernandes

Não soube usar a torneira

“Meu perrengue chique (um dos) foi em um banheiro em um restaurante londrino. Não conseguia fechar a torneira do lavatório nem por decreto! Pedi ajuda para umas garotas que estavam se divertindo com a situação e com um simples toque, uma das mocinhas fechou a tal torneira. E ó, tem muito mais perrengues de onde veio este”. Denise Coelho

Dificuldade de comunicação é campeão no perrengue chique na Europa

“Na França, em Montpellier, fui pedir informações a senhoras que estavam na parada do ônibus. Depois de falar e perguntar em francês, as senhoras ‘responderam’ fazendo sinais que eram surdas/mudas e não haviam entendido nada”. Valônia Campos

Valônia Campos
Foto do arquivo pessoal de Valônia Campos, na França

Em busca da baguete perdida

“O meu perrengue chique na Europa foi na Suíça. Pela primeira vez no país, fui procurar uma padaria e me perdi. Daí me viram no acostamento da auto-estrada e pensaram que eu tinha problemas mentais ou estava drogada.

Então alguém ligou para a polícia e o carro da polícia parou e me mandou entrar. E pensei: agora ferrou! Mas fui levada para a casa do meu amigo porque, graças a Deus, eu sabia o número de cabeça. Eles ligaram pra ele para pegar o endereço. Eu só tinha 50 francos no bolso, porque eu só queria comprar uma baguetinha, mas quase fui para cadeia”. Paula Palinha

Não conseguiu visitar um dos maiores pontos turísticos de Bruxelas

“Tive um perrengue chique em Bruxelas, pois o Atomium não estava visível por causa da neblina”. Jacque Rob Queiroz

jacque-rob-queiroz
Foto do arquivo pessoal de Jacque Rob Queiroz, em Bruxelas

Cuidado com as gaivotas em Veneza

“Eu estava em Veneza comendo um lanche e, por um triz, uma gaivota quase roubou a minha comida”. Adriana Betti

Muito frio em Paris

“Não sabíamos que o aeroporto de Paris fechava às 23h e só abriria às 4h30! Tivemos nossa primeira noite de mendigos e quase morremos congelados”. Jackeline Lucena

Truques para fugir do excesso de bagagem

“No final de julho, no aeroporto de Luxemburgo indo para Barcelona, a mala passou do peso. Abri a minha, a do meu esposo e do nosso filho e dá-lhe vestir casaco. Quando cheguei em Barcelona, me irritei tanto que joguei minha jaqueta no lixo. Não acredito até hoje, depois te ter voado e tudo”. Regiane Fernandes

Perrengue chique no metrô de Paris

“Em Paris, eu e duas amigas entramos no metrô. Era lindo por dentro, estava de noite e bem vazio. Começamos a tirar fotos. De repente o metrô parou e não abriram as portas, ficamos uns cinco minutos sem entender o motivo. Daí veio um senhor para desligar tudo e que não falava inglês. Levamos um tempo para entender que pegamos o metrô para o lado errado”. Raquel Azevedo

“Não sabia que o metrô de Paris parava meia-noite e peguei um por volta das 23h40. Quando deu meia-noite, abriram as portas em uma estação aleatória e botaram todo mundo pra fora”. Aila Valadares

Este foram alguns relatos de perrengue chique na Europa. E você? Já viveu algum? Conta pra gente nos comentários. E não esqueça: pra evitar ainda mais passar por perrengue chique na Europa, saiba que o seguro viagem é essencial pra você viajar sem maiores preocupações!

Mariele é brasileira, formada em Jornalismo e especialista em Marketing Digital. Nasceu em Minas Gerais, estudou em Portugal e hoje mora em São Paulo. Suas duas grandes paixões são: viajar e escrever. Já visitou 9 países e conhece especialmente Portugal e Itália. Todos os dias aguarda ansiosamente pela próxima viagem.

Artigos relacionados

Family Search: saiba se é seguro e como funciona

Para ajudar a conectar familiares existe o Family Search, ferramenta que coleta, preserva e compartilha registros genealógicos no mundo todo.

Apostila de Haia: o que é, como fazer e quanto custa

Entenda o que é a Apostila de Haia, por que ela ajuda quem quer morar fora do Brasil, quais documentos pode apostilar e onde apostilar.

Cidades que pagam para morar: 10 regiões encantadoras

Confira a lista de cidades que pagam para morar ou dão moradia ou terreno e veja quais são as condições para isso. Há várias na Europa.

Carta de motivação: modelos e dicas para preparar o documento

Confira dicas para preparar uma carta de motivação, um modelo desse documento e veja exemplos de como escrevê-la para intercâmbio, mestrado e universidade.

Países fáceis de imigrar: veja os 4 mais receptivos da Europa

Confira a lista de países fáceis de imigrar e descubra o porquê da facilidade. Veja como é a adaptação, visto e burocracias para brasileiros nesses países.

Morar na Noruega: motivos para morar e para não morar no país

Razões para morar e para não morar na Noruega, custo de vida no país, história, moeda, língua, imigração, vistos e dados sobre a população local.

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube