Mudança de país: como aceitar as diferenças e ser feliz em Portugal

Portugal  / 

Perdi as contas das vezes que busquei informações que pudessem clarear a minha escolha de sair do Brasil e ir buscar qualidade de vida em outro lugar. Foram meses de planejamento, pesquisas e, no final, olha aonde eu estou: morando em Portugal.

Pensando em se mudar para Portugal? Conheça o nosso Guia

Venha morar em Portugal sem complicações nem imprevistos com a orientação do nosso guia Como Morar em Portugal.


Num só lugar você vai encontrar o passo a passo para conseguir trabalho em Portugal, cidadania ou visto, saber os documentos obrigatórios, tudo sobre custo de vida, educação, as melhores cidades para morar e muito mais.

AMOSTRA GRÁTIS »

Se este é o seu caso, esse texto foi escrito para você. Cada palavra que você vai ler aqui é a mais pura verdade da minha experiência e pode acreditar: é possível realizar nossos sonhos!

mudar de país

Dando o 1º passo

Se é hoje, daqui a um mês ou no próximo ano que você vai decidir essa mudança, não tem problema. O primeiro lema que você precisa internalizar e jamais esquecer é: imigrar é bem mais difícil que todos esses textos inspiradores que eu e você lemos por aí, a superação e a força precisam ser irmãs siamesas e as conquistas… ahh, essas sim fazem tudo isso valer a pena!

Há dois anos eu chegava com meu marido e meu filhinho de 3 anos em Portugal de paraquedas. Não era esse o nosso destino inicial e daqui eu quase nada sabia. Estudei as linhas de metro, jardins de infância e gírias de outro país.

Veja como é a adaptação de crianças e adolescentes a Portugal.

Sabia o valor das casas, os times de futebol e o prato mais tradicional de outro país. Planejei, entrevistei e decidi por outro país. De Portugal só sabia o clichê de sempre: Vinho e bacalhau! Isso junto com uma proposta de emprego já era mais que suficiente para nos fazer mudar um ano de planejamento e partir para esse canto encantado da Europa. Quando eu digo que foi Portugal que escolheu a gente é a mais pura verdade.

A escolha do país

Você pode achar lindo aquele Globo Repórter falando da Suíça, ou até mesmo as fotos que sua prima mandou do intercâmbio no Canadá em pleno inverno abaixo dos 10ºC, mas diferente de uma programação de férias, quando o assunto é escolher um novo país para morar, criar laços, família, plantar sua árvore da vida a identificação com a cultura, clima e pessoas precisa ser ponderado e considerados como pontos chaves para essa decisão.

Veja aqui 7 dicas para morar fora do país que você precisa saber antes de se mudar.

Existem várias expectativas dentro de você, eu sei, e é normal depositar tudo que você espera no lugar onde decidimos recomeçar e para te ajudar nesse processo por que você não começa se perguntando “o que eu quero a partir de agora?”. Ter filhos, morar em uma cidade de praia, estudar ou conquistar uma vaga em uma multinacional podem ser as respostas que você precisa para encontrar o lugar certo e ir realizar essa deliciosa e fascinante “virada de chave”!

morar no porto

Como isso estava muito bem decidido na nossa cabeça, Portugal foi uma grata surpresa!

Encontramos inicialmente tudo que precisávamos para uma adaptação segura e feliz, desde um ótimo Jardim de Infância, um cheirinho de salitre para lembrar sempre a nossa cidade natal, a vizinhos incríveis que fizeram toda a diferença para desmistificar o estereótipo criado por mim inicialmente sobre o povo português.

Como é morar no Porto? Descubra aqui.

Planejamento

Em nosso processo de imigração, o planejamento foi e ainda está sendo a palavra de ordem.

Não estou falando só do planejamento financeiro, ponto importantíssimo e que precisa de muita disciplina e cuidado, mas o planejamento emocional é tão importante quanto e merece ser ressaltado quando o assunto é largar uma vida e recomeçar em outro lugar.

Eu entendo muito bem disso e ainda no Brasil, quando criei um bazar online e comecei a vender todas as minhas coisas para tentar iniciar uma vida minimalista, toda convicta da minha escolha e mudança, só me dei conta que naquele momento eu era apenas uma personagem querendo conquistar a vaga da novela, em um dias desses de inverno, enrolada na minha manta verde e de cara na lareira, chorosa de saudade dos meus quadros que não estavam aqui para enfeitar minhas paredes brancas e frias.

É desse tipo de planejamento que eu estou me referindo e a melhor forma de ter controle emocional é se preparar para situações não desejadas que podem ocorrer no meio do caminho. Só não vale colocar a culpa sempre na mudança, como estamos mais fragilizados e transformamos pequenos problemas em grandes tempestades, coisas do dia a dia que seriam difíceis até tendo sua mãe como vizinha, irão parecer uma novela mexicana. Não se sabote. Enfrente e siga adiante.

Como morar fora do Brasil: do planejamento até a mudança

A cultura de Portugal

Os fumantes são fumadores, cara é “gajo” e garota é “gaja”. Malta é pessoal ou galera. Crianças são “putos” ou “miúdos”. Rapariga é mulher, nada mais.

Quer saber como pode morar, trabalhar ou estudar tranquilamente em Portugal?

A Atlantic Bridge é o parceiro que nós recomendamos para ajudar você a legalizar o seu sonho de vir para Portugal.

SABER MAIS »

Eu poderia enumerar pelo menos mais umas 20 interessantes diferenças do nosso dicionário e da brincadeira de algumas palavras que naturalmente no dia a dia entram em piada entre a malta do trabalho e círculo de amigos portugueses, mas na real, nossas diferenças vão além do dicionário.

Veja aqui neste artigo um dicionário do português de Portugal.

Se eu estivesse escrevendo esse texto um ano atrás certamente nesse parágrafo eu falaria de como o povo português é fechado, do quanto é difícil fazer novos amigos e que a gastronomia renomada se resume a bacalhau.

Que tolice a minha! Era só um pretexto para não me apaixonar por esse país que agora chamo de meu.

Os portugueses são incríveis! Meu vizinho é o coração mais solidário que já vi na vida!

Foi esse cara que bateu na minha porta no meu 1º dia de inverno para nos ensinar a usar o aquecedor e acender a lareira! Ele faz surgir pirulitos das costelas e orelhas em toque de mágica só para fazer meu filho sorrir, ainda arruma minha garagem, troca minhas lâmpadas e nos traz frutas da sua vila.

As mães da escola se oferecem para pegar meu filho mais cedo pois trabalham de turno e conseguem pegar seus pequenos na escola antes do meu horário.

Toda ligação é encerrada com um “com licença” e “desculpa” é tão usual, tão usual que as vezes eu nem sei se também peço desculpas ou digo “tá tudo bem”!

O atendente no açougue do mercado abre o atendimento sempre com um sorriso e perguntando como vão as coisas lá no Brasil. Ele faz questão de entregar suas carnes fatiadas, picadas ou seja lá como você vai querer, porque quer te ver feliz. A fila de espera pode até crescer, mas você não vê ninguém reclamando ou achando aquilo ruim, pois chegando a sua vez vai ser tratado igualzinho.

Visto para Portugal: veja tudo o que você precisa saber.

Diferenças que senti no dia a dia

Falando em igualzinho, tá aí uma palavra que para mim virou referência quando converso sobre Portugal: Igualdade! Civilidade e educação também estão nessa receita e talvez por isso seja tão gostoso comer esse “bolo” com um café expresso que só o amigo Jota da minha padaria predileta sabe tirar!

Você vai ouvir uma buzina raramente, mas em compensação vai ter que respirar um trilhão de vezes a cada 500m por encontrar um carro parado no meio da rua. Aqui é mesmo normal ligar o pisca alerta e ir ali “rapidinho” resolver alguma coisa, mas sem querer defendê-los, já sei porque isso tanto nos irrita: Vivemos imersos por anos em uma vida corrida, estressada, onde não se pode perder tempo nem para um oi na cabine de pedágio que passamos diariamente senão lá vem uma buzina infinita do carinha do carro atrás.

O português é diferente e tudo pode esperar. Leem seu jornal matinal na padaria do bairro antes de irem ao trabalho. Apreciam calmamente o almoço, leia-se banquete, com suas copas de vinho, pão, sopa e prato principal. Esperam na fila. Respeitam as prioridades, sejam elas no trânsito, no hospital ou na fila do pão.

Veja neste artigo como é a qualidade de vida em Portugal.

Aceitando as diferenças

Sempre vai existir a parte que sai do planejado, aquela que não queremos ou não aceitamos, mas como diria uma amiga querida “basta querer e desejar profundo que tudo se ajeita, continue firme”.

Parei de me vitimizar e passei a aceitar as diferenças, a entender o jeito das pessoas e naturalmente a adaptação aconteceu. Se foi algo que eu busquei e quis tanto porque não me esforçar para entender que as coisas não serão iguais ao de costume? Até porque o que muitos de nós querermos na “virada de chave” é justamente as diferenças para crescermos nessas adversidades.

As relações foram criadas e fortalecidas, o bacalhau passou a fazer parte da mesa sem clichê, na reunião de pais da escola ainda ganho olhares curiosos, mas carinhosos e prestativos, o inverno passou a ser uma estação esperada onde a casa é adaptada para recebê-lo e os dias se tornaram muito mais felizes.

Nos dias mais turbulentos lembre quando você rezava para ter o que conquistou hoje e não desista, há sempre alguém se inspirando em você!

Descubra quais são as cidades mais baratas para morar em Portugal.

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autor

Fernanda já deixou o Brasil por Angola, Espanha e agora é Portugal. Vive imersa em um estilo de vida que permite estar sempre em contato com diferentes culturas e aprendizados. A brasileira mãe do Leo é inquieta e sonhadora, amante de uma boa gastronomia e um bom jazz. Atualmente presta consultorias de Marketing para empresas Portuguesas, é responsável pelas estratégias de Marketing da iDigital Media , videomaker nas horas vagas e sócia-fundadora do Mães em Conexão.