Coronavírus em Portugal: os números da pandemia e a fase de reabertura

Para conter o avanço dos casos de coronavírus em Portugal, o governo adotou medidas que mudaram a rotina dos portugueses e imigrantes que vivem no país. A partir de maio o país inicia o processo de reabertura faseada da economia. Confira os números do COVID-19 no país e as datas para o retorno à normalidade no país.

Coronavírus em Portugal: panorama atual

Segundo dados da Direção Geral de Saúde (DGS), até o dia 30 de abril foram comprovados 25.045 casos de coronavírus em Portugal e 989 óbitos. A região norte continua sendo o epicentro da doença no país, veja os números de casos de cada região do país:

  • Norte: 15.090 casos;
  • Lisboa e Vale do Tejo: 5.815 casos;
  • Centro: 3.389 casos;
  • Algarve: 331 casos;
  • Alentejo: 207 casos;
  • Açores: 127 casos;
  • Madeira: 86 casos.

Para conter o avanço da pandemia no país, o governo português decretou estado de emergência no país até o dia 2 de maio. A partir do dia 4, haverá a abertura faseada da economia, veja abaixo.

Descubra aqui como é morar na Europa em tempos de coronavírus.

Reabertura da economia e fim faseado do confinamento

Depois de 3 períodos consecutivos de Estado de Emergência, que completa um total de 45 dias no dia 2 de maio, o Primeiro Ministro António Costa anunciou o plano de reabertura da economia portuguesa.

Precisa enviar dinheiro para o exterior?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Depois de uma reunião com os partidos, realizada no dia 29 de abril, ficou decidido que o processo será realizado em 3 fases.

1ª fase: Dia 4 de maio

  • Pequenos comércios de até 200 m2 poderão reabrir. Esses incluem os cabelereiros, barbeiros, conservatórias (cartórios), serviços de atendimento ao público (não concentrados), livrarias, bibliotecas e stands de automóveis;
  • Autocarros voltaram a circular normalmente, mas com uma cabine que irá isolar o motorista;
  • Atividades desportivas individuais (como tênis e golfe, por exemplo) serão permitidas.

2ª Fase: Dia 18 de maio

  • Comércios de até 400m2 poderão reabrir. Esses incluem restaurantes, museus, cafés, Palácios.
  • As creches irão reabrir, mas numa primeira fase os pais podem optar por continuar com o apoio à família;
  • Escolas do 11º e 12º ano irão retornar;

Nessa fase, as Autarquias terão a liberdade de decidir a abertura de outros estabelecimentos que não concentrem muitas pessoas, mesmo que esse tenha mais de 400m2.

3ª Fase: Dia 1 de junho

  • Comércios e Espaços com mais de 400 m2 poderão abrir;
  • Cinemas e teatros terão lotação restringida;
  • Reabertura de eventos desportivos em recintos abertos, mas sem público;
  • Permissão para desportos coletivos;
  • Lojas do cidadão voltaram a abrir.

Estado de emergência foi decretado e renovado por 2 vezes

O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Souza, declarou o Estado de Emergência e renovou por 2 vezes, deixando o país em quarentena por 45 dias para combater o avanço do coronavírus em Portugal.

Durante esse período, a rotina diária dos portugueses foi alterada devido às restrições governamentais. Para a população em geral, o decreto ordenou que pessoas infectadas com COVID-19 ou sob suspeita são obrigadas, por lei, a permanecer em isolamento domiciliar ou hospitalar.

Deslocamentos apenas em casos excepcionais

As demais pessoas foram obrigadas ficar isoladas nas suas residências, realizando deslocamentos rápidos apenas em casos excepcionais. Na prática, os portugueses só podiam sair de casa apenas para ir ao trabalho, comprar bens ou serviços, por motivos de saúde ou no auxílio a vítimas de violência.

Foram permitidos também deslocamentos curtos para a prática de exercícios físicos, passear com animais de estimação e até agências bancárias. Foi proibido os passeios coletivos, com mais de duas pessoas juntas.

Estabelecimentos fechados

Os estabelecimentos recreativos como cinemas, bares e restaurantes foram fechados. Apenas permaneceram abertos estabelecimentos essenciais como supermercados, bancos, funerárias, clínicas, postos de combustíveis e outros.

O decreto também proibiu as celebrações religiosas e cultos em todo o país. Os deslocamentos em carro particular só puderam ser feitos apenas para atividades profissionais, abastecimento e situações de emergência.

Esclareça neste artigo todas as suas dúvidas sobre a prevenção de coronavírus em viagem.

Orientações da DGS sobre o coronavírus em PortugalPrimeiros casos e primeiro óbito no país

Os primeiros casos de coronavírus em Portugal foram comprovados no dia 03 de Março. Segundo boletim da DGS, duas pessoas foram contagiadas após terem realizado viagens para a Itália e Espanha e as outras duas foram infectadas por contágio comunitário.

Essas pessoas tinham residência fixa na cidade do Porto, Lisboa e Coimbra com faixa etária de 30 a 39 anos e de 40 a 69 anos. Contudo, passaram-se apenas 14 dias entre a primeira infecção e primeiro óbito no país.

Primeira vítima foi um idoso

No dia 17 de março, a DGS confirmou o primeiro óbito por coronavírus no país. A vítima foi um homem de 80 anos, internado há vários dias no Hospital Santa Maria em Lisboa.

Nesse dia, Portugal tinha alcançado o marco de 448 pessoas infectadas pelo vírus. Contudo, o panorama da doença no país tornou-se preocupante no período de 20 a 21 de março.

No dia 20 de março haviam 1.020 pessoas infectadas e seis mortes por COVID-19 e, em menos de 24 horas, foram registradas mais seis mortes e 200 pessoas doentes.

Se você tem planos de viajar para Europa pós coronavírus, leia atentamente esse artigo completo sobre o tema.

Lista de estabelecimentos que permaneceram em funcionamento no Estado de Emergência

O governo também impôs restrições aos estabelecimentos comerciais durante o período de Estado de emergência. Em geral, as empresas que vendem bens e prestam serviços essenciais para o dia a dia das pessoas podem permanecer abertas.

Veja a seguir uma lista dos principais estabelecimentos:

  • Mercearias;
  • Supermercados;
  • Padarias;
  • Farmácias;
  • Postos de gasolina;
  • Hospitais;
  • Clínicas.

Estabelecimentos que foram obrigados a fechar no Estado de emergência

Ao mesmo tempo, estabelecimentos e espaços recreativos estarão fechados durante todo o estado de emergência. Confira abaixo uma lista dos estabelecimentos que tiveram suas atividades suspensas no país:

  • Cafés;
  • Restaurantes;
  • Bares;
  • Parques de diversões, feiras e similares;
  • Zoológicos;
  • Cinemas e teatros;
  • Academias;
  • Campos de futebol;
  • Cassinos.

Os bares e restaurantes puderam operar no regime take-away (pronta entrega) e com entregas em domicílio. O governo estimulou que as empresas adotassem o sistema de teletrabalho para que os funcionários pudessem trabalhar em casa.

Decreto de emergência devido ao coronavírus em Portugal

Leia também: brasileiros retidos na Europa pedem ajuda para voltar para casa.

Brasileiros em Portugal em tempos de coronavírus: principais desafios

Em tempos de coronavírus em Portugal, os brasileiros viveram uma série de desafios. O principal deles é a dificuldade de conseguir voos para retornar ao Brasil, já que várias companhias aéreas estão cancelando as rotas de e para Portugal. O medo do contágio e a incerteza em relação ao futuro também foram comentários constantes.

Aproveite e leia depoimentos de brasileiros em quarentena na Europa e também sobre a situação dos brasileiros irregulares em Portugal em tempos de coronavírus.

Voos cancelados e fronteiras encerradas

Devido ao aumento dos casos de coronavírus em Portugal, companhias aéreas têm noticiado a suspensão de todas de e para o país. A TAP, por exemplo, afirmou que irá suspender os voos para 75 destinos até o dia 19 de abril. A Azul também cancelou as rotas do Brasil para Lisboa e Porto. A companhia low cost Ryanair também vai tomar medidas semelhantes. Até o dia 25 de março, ela vai reduzir cerca de 80% das rotas para país e manter quase todos os aviões em terra. Os passageiros afetados pelo cancelamento dos voos devem acessar o site das companhias para remarcar ou cancelar voos por coronavírus.

Fechamento de fronteiras por 30 dias

Para conter a doença, o governo português também decretou o fechamento das suas fronteiras terrestres. Desde o dia 16 de março, às divisas entre Portugal e Espanha estão fechadas por até 30 dias. A única exceção são alguns pontos para o transporte de mercadorias e deslocamento para trabalho.

Em respeito às restrições impostas pela União Europeia, a entrada de estrangeiros não europeus está proibida em Portugal e nos países do espaço Schengen. As únicas exceções são para cidadãos europeus, residentes e familiares, profissionais da área de saúde, transporte, cientistas e diplomatas em caso de emergência.

Veja a lista dos voos cancelados por coronavírus na Europa.

Campanha Fica em Casa

Os portugueses e imigrantes que vivem no país têm sido elogiados pelas autoridades pela postura de respeitar o isolamento social. Os casos de portugueses lotando as praias de Carcavelos no dia 11 de março, ou o Cais de Sodré lotado na sexta-feira dia 13 não se repetiram. Campanhas como o #ficaemcasa têm surgido para estimular que as pessoas cumpram a quarentena e só saiam de casa em casos excepcionais. Fica em Casa Muitos artistas têm feito Lives no Instagram com shows virtuais, peças de teatro estão sendo transmitidas pela televisão, empresas de internet liberaram mais gigas para os utilizadores e outras campanhas têm sido feitas para que o isolamento social seja garantido, pois é peça chave para conter o avanço da doença no país e evitar a sobrecarga do sistema público de saúde.

Se morar em Portugal está nos seus planos, não desista do sonho. É preciso adiar, mas não cancelar. Veja o artigo e faça o seu planejamento.

Andrea é jornalista e também tem formação em Linguística. Apesar de nascida em Curitiba, não demorou muito tempo para seu coração ganhar o mundo. Começou a trabalhar com agronegócio, área que a fez ganhar gosto para trabalhar fora do escritório, com pessoas de culturas e lugares diferentes. Com uma câmera na mão, desbravou inúmeras cidades e nunca mais parou. Decidiu unir a paixão pela profissão e pelas viagens e fez disso sua vida. Viajou por todos os cantos do Brasil e também se aventurou pelos Estados Unidos, sete países da África e Ásia. Ao lado do filho já morou no Sri Lanka e no Vietnã. Desde 2018 vive na Inglaterra e divide seu tempo entre a maternidade, produção de conteúdo e viagens pelo Reino Unido e Europa.

Artigos relacionados

Como trabalhar em Portugal: visto, salários e oportunidades

Todos os passos para trabalhar em Portugal: veja como obter o visto de trabalho, média salarial, os melhores sites de emprego e mais.

Visto para Portugal: tipos, custos e como solicitar o seu

Vai se mudar para Portugal?Sozinho ou com a família? Confira o visto necessário, custos e procedimentos passo a passo para viajar tranquilo.

Sites de emprego em Portugal: veja a lista com os melhores

Descubra os melhores sites de emprego em Portugal e algumas alternativas para encontrar a sua vaga, seja através de sites, agências ou pelas redes sociais.

Como morar em Portugal em 2020 (Guia Atualizado!)

Dicas que ninguém te conta sobre como morar em Portugal na primeira pessoa: passo a passo, como conseguir um visto, qual é o custo de vida e mais.

Custo de vida em Portugal 2020: quanto custa viver no país

Conheça o custo de vida em Portugal, quanto custa alugar apartamento, fazer compras do mês, gasto com saúde, transporte e salário para viver no país.

Estudar em Portugal de graça: programas e bolsas de estudo

Estudar em Portugal de graça pode ser mais comum do que você imagina, basta ser aprovado em programas de bolsas e intercâmbios. Veja como se inscrever!

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube