Sem dúvida, morar na Espanha é uma experiência que muda a vida de qualquer pessoa e, se você decidiu que a capital será a sua cidade, é importante saber o custo de vida em Madrid para começar a sua jornada.

Por isso, preparamos um artigo com preços de aluguel, contas, supermercado, ou seja, tudo o que você precisa saber para ter como base e iniciar o seu planejamento financeiro.

Qual o custo de vida em Madrid?

Por ser a capital do país, o custo de vida em Madrid pode ser um pouco mais elevado em comparação com outras cidades da Espanha. Porém, é possível morar em Madrid sem gastar muito, pois tudo depende de como você se organiza e administra os seus recursos.

Como em qualquer lugar do mundo, o seu cálculo de custo de vida vai depender de diversos fatores, como: a região onde você vive, o tipo de alojamento, suas despesas mensais, o tipo de comida que você consome, os serviços que você necessita, entre outros.

Por isso, falaremos um pouco de alguns desses aspectos para viver em Madrid.

Quanto custa alugar apartamento em Madrid?

A maioria das pessoas, quando vem morar na Espanha, para sua primeira experiência, prefere alugar antes de comprar. Esta estratégia é excelente, já que você ainda não conhece o país e não sabe se vai gostar ou não do local. O problema é que, este gasto, é o mais relevante, pois representará a maior parte das suas despesas no país.

Segundo o informe do Portal Idealista, no mês de Setembro de 2021, a média do país é:

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Procura assessoria para morar na Espanha?

Para solicitar a sua cidadania espanhola, visto, documentos, validação de diploma ou acompanhamento jurídico recomendamos o Escritório Madeira da Costa. Agende a sua consultoria e mude para a Espanha com segurança e tranquilidade.

SABER MAIS →
Localização Valores médios por m²
Média de Madrid 14,7€/m²
Salamanca 17,4€/m²
Chamberí 16,7€/m²
Centro 16,8€/m²
Vicálvaro 10,4€/m²
Villaverde 10,6€/m²
Moratalaz 10,8€/m²

A recomendação é que a despesa com aluguel não ultrapasse 30% ou 35% do valor que dispõe mensalmente para viver, então faça os cálculos para ver em qual região você pode morar sem passar sufoco.

Entretanto, é importante também considerar que existem diversos tipos de imóveis e o preço varia segundo alguns fatores específicos, além da localização, como a quantidade de quartos e banheiros, se tem área externa, se está mobiliado e se há disponibilidade de vaga de garagem, o que é raro. Além do preço, esses são alguns dos aspectos que você deve ter em conta na hora de decidir por um ou outro local.

Custos de contas da casa em Madrid

No cálculo do custo de vida em Madrid devemos considerar os gastos com a casa, já que o aluguel de um apartamento não será sua única despesa para viver na Espanha.

Esses gastos podem ser resumidos em três grupos de serviços, que são: fornecimento de energia elétrica, abastecimento de água e serviços de telecomunicações (internet, telefone e TV a cabo).

Por isso, vamos falar um pouco de cada um desses grupos, com seus custos médios.

Fornecimento de Energia Elétrica

Na Espanha existem muitos provedores de energia elétrica, e você pode escolher entre o que é chamado de mercado livre e mercado regulado.

No mercado regulado, estão presentes as empresas estatais, que possuem seus preços regulados pelo governo, por isso o nome. Para algumas pessoas o mercado regulado não é vantajoso porque os preços variam dependendo da hora de consumo. O horário mais barato é a madrugada e os mais caros são durante a manhã e a noite, ou seja, para quem trabalha de casa, de fato, esta não é uma boa opção.

Já no mercado livre estão todas em empresas privadas e você pode escolher entre ter tarifas variáveis de acordo com a hora do dia, ou uma tarifa fixa para todo o dia. Além disso, neste tipo de mercado há melhores ofertas, já que as empresas competem para oferecer os melhores preços e captar mais clientes, o que não acontece no mercado regulado.

Outro detalhe importante e que fará diferença na sua conta é que algumas casas e apartamentos na Espanha usam um sistema de gás para aquecimento da água. Se esse for o seu caso, saiba que a mesma empresa que fornece energia é responsável pelo abastecimento de gás e que isso, claro, se reflete no valor da sua conta, que será mais alto.

Hoje eu moro em Sevilha, mas já vivi em Madrid em um apartamento cujo sistema de aquecimento era a gás. Portanto, pela minha experiência, um casal deve considerar, em média, um gasto entre 75€ e 100€ por mês no custo de vida em Madrid.

Abastecimento de Água e Saneamento Básico

Diferentemente do abastecimento de energia, a gestão do ciclo de águas na Espanha ocorre através de empresas públicas.

No caso de Madrid, o abastecimento ocorre através da empresa Canal de Isabel II e o gasto médio de uma família de duas pessoas em um apartamento pequeno costuma ser de aproximadamente 25€ por mês.

Esta é considerada uma tarifa baixa no país, inclusive, a Associação Espanhola de Abastecimento de Águas e Saneamento (AEAS) divulgou um informe constando que o custo do consumo de água na capital espanhola é 20% mais barato que a média nacional, o que é uma excelente notícia, já que isso contribui para reduzir o custo de vida em Madrid.

Telefone, Internet e TV a cabo

Mais um item no seu custo de vida em Madrid que é essencial é o gasto com os serviços de telefone, internet e TV a cabo, que podem ser cobrados juntos ou separados, dependendo do plano e da empresa que você escolher.

Se você quiser contratar todos os serviços, a sugestão é buscar nas maiores empresas de telecomunicações da Espanha, que são: Movistar, Orange e Vodafone. Assim, você poderá combinar planos e serviços, como plano de celular (tarifa móvil), internet em casa (fibra en casa) e TV a cabo (televisión).

Se você não usa muito o celular e deseja ter um chip pré-pago, pode buscar empresas menores, como: Pepephone, Lebara e outras.

Em relação a valores, vamos exemplificar na tabela a seguir:

Serviço Preço Médio
Chip de Celular pré-pago 10€
Internet em casa 30€ – 40€
Celular pós pago + internet em casa 50€ – 70€
Celular pós pago + internet em casa + TV a cabo 70€ – 100€

Os preços médios apresentados dependem do uso, da capacidade da internet e quantidade de canais escolhidos, por exemplo. Mas, de forma geral, refletem um plano com o básico, para que você tenha uma ideia de valores antes de vir morar na Espanha.

Custo com lazer em Madrid

Custos de supermercado em Madrid

Depois de falar dos principais gastos fixos no custo de vida em Madrid, vamos entrar em um tema que gera bastante curiosidade para quem quer viver na Espanha e que pode ser considerado como um gasto variável: as compras de mês.

Para ir direto ao ponto, uma pessoa deve considerar gastar em média 125€ por mês com as compras do supermercado. Entretanto, se você vai com sua família, por exemplo, o consumo para 4 pessoas a ser considerado é de 430€ em média, no total.

Claro que estes valores dependem de onde você realiza as compras e qual o tipo de comida você costuma consumir.

É importante levar em consideração que o supermercado mais caro da Espanha está em Madrid, em Alcobendas e se chama Sánchez Romero. Por outro lado, o mais barato em Madrid é o Mercadona do bairro Mirasierra.

Para efeito de comparação, a seguir vamos listar alguns produtos do mercado mais caro e do mais barato de Madrid.

Produto Preço Mercadona Preço Sanchez Romero
1 Litro de Leite Integral 0,84€ 1,39€
1 Kg de Arroz 0,79€ 1,60€
0,5 kg de Macarrão 0,55€ 1,65€
Carne moída 6,18€/kg 13,95€/kg
Salmão 7,50€/kg 21,90€/kg
Bandeja de Framboesas 1,99€ (170 g) 4,99€ (125 g)
Melão 0,79€/kg 4,99€/kg

Custos com lazer em Madrid

Os itens descritos acima são as despesas básicas do custo de vida em Madrid que você terá ao iniciar sua vida como residente na Espanha. Entretanto, podemos também adicionar mais alguns itens, que você provavelmente já tinha como gastos com restaurantes, hobbies e viagens.

Se você gosta de ir à academia, por exemplo, saiba que você gastará entre 30€ e 50€ mensalmente para frequentar uma na capital espanhola. Mas se o seu hobby é sair para jantar e conhecer novos restaurantes, um jantar para duas pessoas pode custar entre 40€ e 60€ em um restaurante mediano em Madrid.

Já em relação às viagens, o Aeroporto de Barajas é um dos maiores da Europa e possui um fluxo muito grande de voos, o que faz com que surjam muitas promoções à preços bem acessíveis. Eu mesmo já viajei para Londres, pagando 7€, por exemplo. Toulouse, na França também é um destino com preços acessíveis na maior parte do ano, com preços abaixo dos 20€.

Quanto custa o transporte em Madrid?

Seja por motivos de trabalho ou quaisquer outras circunstâncias, usar o transporte público em Madrid, que na minha opinião é um dos melhores do mundo, pode ser necessário, ainda que você tenha um carro.

O metrô te leva a qualquer lado, os ônibus têm Wi-fi e os trens são bastante confortáveis. Por isso, é interessante saber os preços, incluir no seu planejamento de custo de vida em Madrid e saber um pouco sobre como funciona.

Preço do transporte público em Madrid

O preço de um bilhete individual, que é a forma mais cara de usar o transporte público de Madrid, depende da sua origem e seu destino. Na maior parte dos casos, você gastará entre 1,50€ e 2€ por viagem.

Entretanto, existe uma maneira mais barata para quem mora em Madrid de usar o transporte público, que é através do Abono mensal.

O que é o Abono Mensal?

O Abono mensal de transporte nada mais é do que um cartão pessoal e intransferível, que permite que você use qualquer meio de transporte do Consórcio de Madrid ilimitadamente, e isso inclui os seguintes serviços:

  • Rede de metrô;
  • Rede de ônibus urbanos EMT (exceto a linha Airport Express);
  • Cercanías Renfe;
  • Rede de Metro Ligeiro;
  • Linhas de ônibus urbanos de outros municípios da Comunidade de Madrid;
  • Linhas de ônibus interurbanas na Comunidade de Madrid e algumas localidades de Castilla-La Mancha.

Preços e Tipos de Abonos de transporte

Você terá as seguintes opções de Abonos mensais, dependendo da sua idade e zona de abrangência:

  • Passe Normal (pessoas entre 26 e 64 anos): Zona A (54,60€), Zona B1 (63,70€), Zona B2 (72€), Zonas B1-B2; B2-B3; B3-C1; C1-C2 (47,90€), Zona B3 (82€), Zona C1 (89€), Zona C2 (99,30€), Zona E1 (110,60€) e Zona E2 (131,80€);
  • Passe Jovem (até 26 anos): todas as áreas por 20€;
  • Passe Sênior (A partir de 65 anos): todas as áreas exceto E1 e E2 por 6,30€.

Custo com transporte em Madrid

Madrid é uma cidade cara para viver?

É verdade que o custo de vida em Madrid não é dos mais baratos do país. Entretanto, a capital espanhola possui uma vantagem que são as muitas opções disponíveis de imóveis, restaurantes e até de prestadores de serviços.

Não será difícil encontrar aluguéis a preços exorbitantes, principalmente não regiões centrais da cidade. Mas, sabendo onde procurar, você encontrará preços acessíveis também.

Alternativas nas proximidades de Madrid

Uma das opções para reduzir o custo de vida em Madrid é optar por alternativas nas proximidades de Madrid. Nesse cenário, entre as vantagens podemos citar os preços mais baixos e a tranquilidade.

Além disso, muitas pessoas que optam por morar no entorno da capital espanhola o fazem porque planejam ter filhos e essas cidades são ideais para crianças, pois elas não viverão rodeadas de carros, ruídos e poluição.

Mas o tema principal é que, em muitas localidades, o preço será muito mais baixo se comparado ao centro de Madrid e você poderá economizar bastante dinheiro.

Quer exemplos? Vamos a eles:

San Lorenzo del Escorial

San Lorenzo del Escorial é uma das preciosidades da capital espanhola com seu imponente monastério, que é Patrimônio da Humanidade desde 1984.

Esta cidade está a aproximadamente uma hora de Madrid e você pode chegar de carro, trem ou ônibus. Mas, leve em consideração que o preço pago pelo transporte pode ser um problema se você trabalha no centro de Madrid, não compensando o valor do aluguel pago na região.

Por outro lado, se você não precisa sair de casa todos os dias, pode ser uma excelente opção para reduzir o custo de vida em Madrid.

Aranjuez

Uma das principais cidades da Comunidade de Madrid está localizada ao sul, na fronteira com a província de Toledo.
Viver em Aranjuez é estar rodeado de muita história e cultura, já que uma das residências da família real espanhola é o Palácio Real de Aranjuez.

A comunicação com Madrid é excelente graças ao Renfe, às linhas de ônibus e as autoestradas que ligam as duas cidades.

Alcalá de Henares

Indo em direção ao nordeste de Madrid, a aproximadamente 35 quilômetros, você chegará em uma das cidades Universitárias mais importantes da região, a cidade de Alcalá de Henares.

A cidade onde nasceu Cervantes é bastante procurada por estudantes e pessoas que buscam um lugar mais barato e tranquilo para se viver, já que o custo de vida em Madrid é mais elevado.

A comunicação entre as cidades é excelente e, mais uma vez, você terá como opção o Renfe, as linhas de ônibus e as autoestradas, para dirigir até o centro de Madrid quando necessário.

O custo de vida em Madrid vale a pena?

Diante de tudo que foi exposto e levando em consideração que a capital espanhola é a responsável pelos salários mais altos do país e é o local que oferece mais oportunidades de trabalho, podemos dizer que o custo de vida em Madrid é favorável.

Entretanto, para garantir que não haverá nenhum problema na sua mudança, é importante realizar um bom planejamento migratório. Por isso, recomendamos o nosso E-book Como Morar na Espanha, onde você encontrará todas as dicas necessárias para realizar uma mudança sem surpresas.