Quando passamos por uma grande mudança, é natural criar expectativas, tanto boas quanto ruins. Isso também acontece quando estamos nos mudando para outro país, que muitas vezes pode ser a realização de um sonho. E as expectativas na imigração fazem parte desse processo.

Porém, é importante saber diferenciar uma expectativa saudável de uma exagerada, pois isso pode influenciar bastante na forma como lidamos com essa transição.

Entenda a sua expectativa

Uma expectativa exagerada pode nos fazer imaginar fatos que não condizem com a realidade da vida no exterior, o que, aos poucos, pode se transformar em ansiedade ou frustração constantes.

Por outro lado, uma preocupação realista nos ajuda a nos preparar para as partes boas e também para os desafios que virão nessa jornada.

A romantização do exterior

Essa romantização é algo que muita gente faz quando idealiza como seria viver num país diferente. Isso acontece quando imaginam que nesse país tudo seja perfeito e maravilhoso. Um dos motivos principais dessa romantização é a ideia de que fora do Brasil há mais oportunidades e sucesso, e que pode trazer reconhecimento e admiração.

Para algumas pessoas, romantizar também é uma forma de escapar das pressões e limitações da vida no país de origem, especialmente quando estão insatisfeitas com sua situação atual.

Parece que no exterior não existem problemas, mas, na verdade, os problemas não resolvidos podem nos seguir para qualquer lugar.

Essa romantização pode gerar expectativas irreais sobre como será a vida em outro país. E quando a realidade não corresponde à fantasia, pode levar a desilusões.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Por isso, é importante distinguir entre a romantização e a realidade, para que os imigrantes possam se preparar melhor para os desafios e oportunidades que encontrarão ao se mudarem para um país estrangeiro.

Diferenciando as idealizações e a realidade

As expectativas irrealistas surgem quando há uma diferença entre o que era esperado e o que acontece na realidade. Muitos imigrantes sentem a pressão de corresponder às expectativas de suas famílias, comunidades de origem ou até de si mesmos, o que acaba sendo mais uma sobrecarga emocional.

Essas expectativas podem gerar emoções como decepção, frustração, estresse e ansiedade, o que pode fazer com que o estrangeiro considere voltar a viver no Brasil. Esses sentimentos podem ser interpretados como um fracasso na mudança, mas, na verdade, podem ser apenas o resultado de expectativas desalinhadas com a realidade.

Por outro lado, ter uma visão mais realista do que esperar permite que os imigrantes se preparem mentalmente para os altos e baixos da transição. Isso pode motivá-los a enfrentar os desafios da imigração com mais confiança e determinação.

A importância do equilíbrio em todo o processo

Encontrar um equilíbrio entre a idealização e a realidade pode ajudar os imigrantes a reduzir o estresse e a ansiedade, permitindo que lidem melhor com os obstáculos que podem surgir, como barreiras linguísticas, diferenças culturais e desafios de integração.

Além disso, expectativas realistas auxiliam os imigrantes a permanecerem com os pés no chão enquanto exploram oportunidades no novo país. Ao estabelecerem metas alcançáveis, podem trabalhar de forma mais eficaz para atingi-las, aumentando assim a sensação de controle sobre suas vidas.

Manter expectativas reais na imigração
Avaliar o que sente e manter suas expectativas reais vai fazer o processo de imigração ser um pouco mais tranquilo.

Portanto, é essencial que os imigrantes reconheçam e gerenciem suas expectativas de maneira saudável. Isso pode incluir ajustá-las para algo mais realista em relação aos desafios que podem surgir na imigração, o que pode ajudar na sua adaptação e a manter a saúde mental mais equilibrada.

Como criar expectativas reais?

Viver no exterior como imigrante é uma jornada cheia de emoções e desafios, mas pode ser uma experiência enriquecedora e maravilhosa se você souber se organizar adequadamente. Ter paciência e entender o máximo possível esses desafios pode ajudá-lo a se preparar melhor, evitando surpresas desagradáveis e sentimentos de insegurança.

Para se preparar para essa mudança e manter expectativas realistas para uma adaptação mais fácil e leve, há algumas estratégias importantes a serem consideradas. Aqui estão algumas dicas para os imigrantes desenvolverem expectativas saudáveis ao viver no exterior:

1. Conheça o país

Antes de se mudar, pesquise bem sobre o país para onde está indo. Saiba mais sobre a cultura, tradições, clima e fuso horário, sistema de saúde, custo de vida, oportunidades de emprego e outros aspectos importantes.

Essa pesquisa ajudará a ter uma visão mais realista do que esperar.

2. Converse com outros imigrantes

Troque ideias com outros imigrantes que já vivem no país. Eles podem compartilhar conselhos valiosos baseados em suas próprias experiências, incluindo os desafios enfrentados e dicas para uma adaptação mais suave.

Isso pode ajudar a ajustar suas expectativas com base em experiências reais.

3. Esteja aberto a desafios

Mantenha em mente que viver no exterior pode apresentar desafios, como barreiras linguísticas, diferenças culturais, solidão e mudanças no estilo de vida.

Estar mentalmente preparado para enfrentar esses desafios pode ajudá-lo a lidar melhor quando eles surgirem. Estar aberto a novas experiências pode facilitar a sua integração e reduzir sentimentos de estresse.

4. Defina metas realistas

Estabeleça metas que sejam alcançáveis e realistas para sua vida no exterior, seja em termos de carreira, estudos, vida social, aprendizado de idiomas, entre outros aspectos. Metas realistas ajudam a manter o foco e a motivação.

Lembre-se também de ser gentil consigo mesmo durante o processo de adaptação, pois é normal sentir-se cansado ou frustrado às vezes.

5. Crie uma rede de apoio

Você pode construir uma rede de apoio local participando de grupos de expatriados, clubes, atividades comunitárias ou conhecendo colegas de trabalho.

Ter um sistema de suporte pode ajudá-lo a enfrentar os desafios e compartilhar experiências com outras pessoas na mesma situação, além de te ajudar a se sentir mais pertencente e menos sozinho em sua nova cultura.

6. Busque ajuda profissional se necessário

Se você sentir que está enfrentando dificuldades emocionais, não hesite em procurar ajuda profissional. Psicólogos, terapeutas ou conselheiros podem oferecer suporte e orientação para lidar com questões emocionais durante a transição. Não sinta vergonha de cuidar da sua saúde mental, pois isso pode ser o principal obstáculo em sua jornada.

Ao manter expectativas realistas e uma abordagem equilibrada, os imigrantes podem desfrutar ao máximo da experiência e enfrentar os desafios com resiliência. É importante lembrar que cuidar da sua saúde mental é essencial para ajudá-lo a realizar o sonho de viver no exterior.

Mesmo com diversos desafios, a vida no exterior pode ser maravilhosa e encantadora se você estiver aberto e tiver coragem para aceitar que ela não precisa ser perfeita.