Imóveis a venda na Itália: como comprar, custos e principais requisitos

Itália  / 

Investir em um imóvel nas principais cidades italianas é uma boa alternativa para quem deseja se mudar definitivamente para o país. Apesar de existir uma grande quantidade de imóveis à venda na Itália, você sabe como funciona o processo para comprar uma propriedade?

Confira o artigo abaixo para descobrir as principais informações sobre a aquisição de imóveis, assim como os custos e principais requisitos para estrangeiros. Vamos lá?

Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil.


Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem. Faça uma cotação online sem compromissos e confira as várias opções de seguro para a sua viagem.

FAZER COTAÇÃO »

Imóveis a venda na Itália: como comprar

Encontrar imóveis a venda na Itália não é uma tarefa difícil. Pelo contrário, existem várias opções de apartamentos e casas nas principais cidades italianas, com valores que cabem nos mais diversos orçamentos.

Se você já estiver na Itália a melhor maneira de encontrar imóveis a venda é da maneira tradicional: buscando nos classificados e imobiliárias pela cidade.

De modo geral, seja à distância ou presencialmente, para conseguir comprar casa na Itália você precisará cumprir as seguintes etapas:

  • Acesse os sites de imobiliárias italianas;
  • Escolha o imóvel ideal;
  • Visite os imóveis selecionados;
  • Faça o pagamento do depósito de 10% do valor do imóvel;
  • Assine o Compromesso;
  • Assine a escritura do imóvel Rogito;
  • Pague os gastos da transação imobiliária e taxas de impostos.

Imobiliárias na Itália

A Itália é um país bem grande e, assim como no Brasil, cada cidade ou região possui suas agências imobiliárias. É muito difícil dizer qual é a melhor imobiliária da Itália, mas existem aquelas que prestam serviço em quase todo o país, como a REMAX e a Gabetti.

Contrate uma assessoria

Mesmo sendo possível comprar um imóvel por conta própria, é importante lembrar que você vai fazer uma transação de alto valor em outro país. Para evitar golpes na Itália, é indicado contar com a assessoria de uma imobiliária italiana.

Apesar de ser cobrada uma taxa por isso, é um investimento que vale a pena. Principalmente para estrangeiros que pretendem se mudar para o país.

Vale a pena morar na Itália? Conheça as desvantagens e vantagens do país.

Imóveis a venda na Itália: como são as casas italianas

Para conseguir encontrar o imóvel certo para comprar na Itália, é preciso saber como são as casas aqui no País da Bota.

No Brasil, quando estamos buscando uma casa, normalmente buscamos pelo número de quartos, na Itália é um pouco diferente. As casas na Itália são classificadas pelo número de cômodos que possui, excluindo o banheiro (e em algumas regiões do país, a cozinha).

Classificação das casas na Itália

  • Monolocale – É o que chamamos aqui no Brasil de kitinete;
  • Bilocale – É uma casa de 1 quarto, normalmente;
  • Trilocale -Podem ser casas com um quarto, uma sala e cozinha separados. Ou então, dois quartos e sala com a cozinha juntas;
  • Quadrilocale – As casas de 2 quartos são chamadas assim.

Pequeno dicionário de italiano para facilitar a escolha de sua casa na Itália

Nome em Italiano Significado em Português
Soggiorno ou Salotto Sala de estar
Camera matrimoniale Quarto de casal
Camaretta Quarto bem pequeno
Rispostiglio Armário ou closet. Um pequeno cômodo sem janelas para guardar objetos
Studio Escritório
Piano terra Térreo
Primo piano Primeiro andar
Riscaldamento Aquecimento

Preste atenção ao tipo de aquecimento

Se na sua busca por imóveis a venda na Itália, compreender apartamentos também, é importante prestar atenção no tipo de aquecimento (riscaldamento).

O aquecimento pode ser autônomo ou centralizado e essa informação é de suma importância em se tratando de economia. No aquecimento autônomo você paga apenas o seu consumo. Já no centralizado, o consumo é dividido entre todos os condôminos.

Imóveis a venda na Itália: custos médios por cidade

Assim como em qualquer lugar do mundo, o preço dos imóveis a venda na Itália variam de acordo com a cidade. Normalmente, as casas e apartamentos localizadas nas grandes cidades custam mais caro em comparação com as cidades pequenas.

Para ajudar, fizemos um levantamento dos custos médios dos apartamentos monolocale de 60m² nas principais cidades italianas. Confira:

Milão

  • Valor de apartamento no centro por m²: 300 mil€ a 630 mil €;
  • Valor de apartamento fora do centro por m²: 141.300€ a 270 mil €.

Roma

  • Valor de apartamento no centro por m²: 240 mil € a 600 mil €;
  • Valor de apartamento fora do centro por m²: 120 mil € a 300 mil €.

Turim

  • Valor de apartamento no centro por m²: 180 mil € a 270 mil €;
  • Valor de apartamento fora do centro por m²: 66 mil € a 180 mil €.

Verona

  • Valor de apartamento no centro por m²: 72 mil € a 180 mil €;
  • Valor de apartamento fora do centro por m²: 60 mil€ a 108 mil €

Impostos e taxas

Os preços dos imóveis a venda na Itália ficam mais caros quando são acrescentados os impostos e taxas da compra. No valor final do imóvel, é preciso somar os valores do IVA correspondentes a:

  • Imóvel novo: 10% a 20%;
  • Imóvel construído de maneira independente: 4%;
  • Imóvel usado: 20%.

Além do IVA, ainda é preciso pagar os impostos referentes ao registro do imóvel. Normalmente, é cobrada uma taxa de 10% para as propriedades urbanas e 17% para as propriedades rurais. As outras despesas que podem incidir sobre esse valor são aquelas relacionadas aos honorários da imobiliária e do registro do contrato.

Para não ter surpresas no seu orçamento, faça um levantamento detalhado de todos os valores. Assim, você garante uma compra 100% segura e de acordo com o estipulado.

Continue lendo sobre o custo de vida na Itália.

Garantia de depósito

Na Itália, os proprietários exigem o pagamento de um depósito no valor médio de 10% a 30% do imóvel. Com ele, você consegue reservar a propriedade durante um tempo determinado.

Após a realização do pagamento, é preciso assinar um termo denominado Compromesso. Essa é a garantia de que o imóvel estará reservado para você. Caso você desista da negociação, esse valor inicial não é devolvido. Por isso, apenas pague a garantia de depósito quando tiver certeza que encontrou o imóvel ideal.

Confira neste artigo 6 formas seguras de enviar dinheiro para a Itália.

requisitos para a compra de imoveis na italia

Requisitos para garantir um imóvel a venda na Itália

Os estrangeiros também podem comprar os imóveis a venda na Itália. Para tanto, é necessário apresentar os seguintes documentos:

  • Passaporte;
  • Codice Fiscale;
  • Visto de permanência;
  • Ter o valor total do imóvel;
  • Fazer o pagamento do depósito de garantia;
  • Comprovante de residência e de renda.

Também é recomendado abrir uma conta em um banco italiano porque alguns proprietários não aceitam transferências internacionais. A boa notícia é que fazer uma conta é muito fácil, basta apresentar os documentos acima.

Por fim, para formalizar a compra do seu imóvel, é necessário fazer a assinatura da escritura, também chamada de Rogito. Esse documento deve ser assinado diante de um notário para que a transação seja legal.

Onde procurar imóveis a venda na Itália?

Como mencionamos anteriormente, a maneira mais segura de procurar imóveis a venda na Itália é por meio das imobiliárias. Atualmente, existem diversos sites para alugar apartamento e comprar imóveis nos quais você pode encontrar várias opções de propriedades em todo o país.

Para encontrar a casa ou apartamento pelo preço e condições sob medida, recomendamos o acesso aos principais portais da Itália. Esses sites são confiáveis e utilizados por estrangeiros de todo o mundo que desejam encontrar imóveis à venda na Itália:

Melhores regiões

Após acessar os sites para comprar imóveis a venda na Itália, é comum que você tenha dúvidas para saber qual a melhor região do país para morar. Essa decisão deve ser tomada de acordo com o seu perfil e necessidades.

Se você pretende investir em imóveis na Itália para alugar para turistas, é recomendado comprar propriedades em lugares mais movimentados. Sendo assim, opte por cidades como Veneza, Milão, Roma, dentre outras.

Por outro lado, se o seu objetivo é morar na Itália com a sua família, uma boa ideia é optar pelas cidades pequenas ou mais afastadas do centro, não só porque são mais baratas, mas porque são também são locais mais sossegados, seguros e junto de atrações naturais como o mar mediterrâneo.

Nesse caso, recomendo que você pesquisa por habitações nas seguintes regiões:

  • Toscana;
  • Sardenha;
  • Ligura;
  • Puglia;
  • Úmbria.

Se você quer encontrar imóveis a venda na Itália baratos, saiba que, em comparação com outras regiões, Abruzzo é uma região bem barata.

Imóveis a venda na Toscana

A Toscana é, sem dúvida, a região da Itália que mais encanta as pessoas que sonham em comprar uma casa e se mudar para o País da Bota.

Principalmente aqueles que, assim como eu, assistiram o filme Sob o Sol da Toscana. Para quem não assistiu, vale a resenha (e sem spoiler): no filme a protagonista vai de férias para a Toscana, se apaixona pelo lugar e compra uma casa lá.

Uma das regiões mais bonitas de Itália

Pois é, a Toscana é sem dúvida lindíssima e suas belas propriedades rurais (chamadas de Villa, em italiano), habitam os sonhos de muitas pessoas. Imaginem só morar próximo a Siena ou Firenze.

Confesso: É um verdadeiro sonho!

Porém, comprar uma casa dessas na Toscana é para quem tem bastante dinheiro. A média de preços de uma casa na Toscana está acima dos 500 mil euros. É bastante dinheiro mesmo!

Existem mesmo casas de 1 euro na Itália

Volta e meia surge a notícia de que algum município italiano está vendendo casas a 1 euro para atrair moradores para o local.

É preciso investir na requalificação do imóvel

As casas custam realmente 1 euro, mas o custo total do negócio era bem maior, beirando os 50 mil euros. Na verdade, o comprador precisava se comprometer com o restauro do imóvel e com os impostos para obter a posse da casa.

E as casas são localizadas em regiões remotas

Além disso, essas casas estavam localizadas em municípios bem pequenos em regiões remotas do país.

Ou seja, o valor de 1 euro era só para atrair interessados, pois o custo real era o custo de um apartamento pequeno numa grande cidade do país ou de uma casa que não precisa de restauro numa cidade do mesmo porte.

Principais cuidados ao procurar imóveis a venda na Itália

O investimento em uma casa ou apartamento na Itália é uma decisão muito importante. Isso não poderia ser diferente, afinal você terá que aplicar um alto valor para adquirir esse bem.

A regra número 1 para não errar nesse investimento é contratar uma agência imobiliária. Ela conta com um grupo de especialistas aptos para negociar por você e analisar bem o histórico do imóvel. Também conhecem muito bem o mercado imobiliário, o que ajuda no momento de negociar e reduzir o preço do apartamento.

Outro cuidado que você precisa tomar é solicitar um informe completo sobre o imposto da propriedade. Com esse documento, você saberá quais impostos e taxas precisará pagar após comprar a propriedade.

Comprar casa na Itália dá residência ou visto?

Diferente do que ocorre em outros países da Europa, como Portugal, comprar uma casa na Itália não dá direito a residir legalmente no país. Veja como funciona o Golden Visa para Portugal.

Não existe, ainda, na Itália nenhum programa de visto ou permissão de residência para quem adquire um imóvel no país. Infelizmente.

Como transferir dinheiro para a Itália

Quem está buscando por imóveis a venda na Itália, com certeza deseja saber como transferir dinheiro para a Itália.

Transferência internacional

Você pode fazer uma transferência internacional, usando o banco em que tenha conta no Brasil. A vantagem desse tipo de transferência é que seu gerente cuidará de tudo. Porém é a maneira mais cara de se transferir dinheiro para o exterior, já que as taxas bancárias para esse tipo de transferência são bem altas.

Métodos alternativos

É possível também usar métodos como Remessa Online, TransferWise, MoneyGram, Western Union, PayPal ou casas de câmbio que fazem esse tipo de serviço.

Dos métodos acima citado, todos são mais baratos do que transferir o dinheiro por transferência bancária internacional.

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autores

Andrea é uma jornalista curitibana que uniu a paixão pela profissão e pelas viagens e fez disso sua vida. Viajou por todos os cantos do Brasil e também se aventurou pelos Estados Unidos, África e Ásia. Ao lado do filho e do marido foi morar no Sri Lanka e no Vietnã. Desde 2018 vive na Inglaterra e divide seu tempo entre a produção de conteúdo e os passeios pelo Reino Unido.

Ana Eliza, ou Ni como é conhecida, é brasileira, apaixonada por viagens e mãe da Olívia. Mora em Turim, na Itália e, juntamente com seu marido Fabiano, escreve o In Turim, um blog sobre a vida e turismo na cidade que foi a primeira capital da Itália.