Morar no país da bota é o sonho de muitos brasileiros. Mas, nós sabemos que escolher uma cidade para viver pode ser uma tarefa complicada, uma vez que diversos fatores devem ser considerados com muita cautela. Assim, para te ajudar na sua escolha, vamos te mostrar as melhores cidades da Itália para morar.

Venha com a gente conhecer essas cidades e descobrir quais são principais vantagens e desvantagens de viver em cada uma delas. Andiamo!

Quais são as melhores cidades da Itália para morar?

Não são só os brasileiros que querem saber quais são as melhores cidades da Itália para morar, mas os italianos também. Pensando nisso, o jornal Il Sole 24 Ore organiza, todos os anos, um ranking das melhores províncias do país.

A análise feita pelo jornal considera diversos fatores, como segurança, salário médio, qualidade dos serviços públicos e expectativa de vida.

Se você está enfrentando a difícil decisão de escolher uma cidade italiana para viver, a classificação do Il Sole 24 Ore pode ser um bom ponto de partida para te ajudar.

Nós iremos te apresentar as cidades que ocupam os 10 primeiros lugares no ranking de qualidade de vida publicado em 2023, com base em dados de 2022. Vamos conhecê-las!

1. Bolonha

Bolonha ocupa o prestigioso primeiro lugar no ranking de melhores cidades da Itália para morar. De fato, a capital da Emilia-Romagna é sinônimo de desenvolvimento econômico, segurança e oportunidades no país.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Com quase 400 mil habitantes, Bolonha é uma das cidades mais populosas da Itália e pode ser a opção ideal para quem busca uma cidade dinâmica, cosmopolita e internacional.

Quanto custa morar em Bolonha?

Apesar de não ser uma meta turística, Bolonha é a quarta cidade mais cara da Itália. Assim, um dos fatores mais importantes que devem ser considerados por quem está pensando em morar em Bolonha é o custo de vida.

Para que você possa fazer uma estimativa de quanto custa morar na cidade, separamos uma tabela com os possíveis gastos mensais de uma pessoa que vive em Bolonha. Todos os dados foram coletados do Numbeo em agosto de 2023.

Despesa Valor médio
Aluguel de apartamento de 1 quarto no centro da cidade 803€
Contas da casa (gás, luz, água, etc) 238€
Alimentação 250€
Passe de transporte mensal 36€

Com base nos valores médios apresentados, eu diria que uma pessoa gasta pelo menos 800€ para morar sozinha na cidade, mas alugando um quarto e não um apartamento inteiro. Mas, é claro que esse valor pode ser muito maior ou menor dependendo do estilo de vida de cada um.

Vantagens e desvantagens de morar em Bolonha

Eu sempre considerei Bolonha uma ótima opção, mas é claro que esse pode não ser o caso de todos os brasileiros que querem morar na Itália. Veja quais são as principais vantagens e desvantagens de morar na cidade e decida se irá querer chamar a cidade de “casa” ou não.

Vantagens

Uma das maiores de vantagens de morar em Bolonha é sentida pelos universitários. Afinal, a cidade é sede de uma das melhores universidades da Itália: a Università di Bologna.

Assim, se você está buscando uma oportunidade de pós-graduação, por exemplo, o que acha de considerar Bolonha uma opção?

Piazza Maggiore em Bolonha
Bolonha é a cidade ideal para estudantes universitários. Foto: Giovanna Mauro

Além disso, a cidade possui uma ótima rede de transporte público, com ônibus e bondes modernos e que funcionam bem.

Para quem quer trabalhar na Itália, morar em Bolonha pode ser uma vantagem: numerosas oportunidades de emprego em indústrias, lojas e empresas podem ser encontradas na cidade. Afinal, estamos falando de uma das regiões mais ricas da Itália.

Ainda, segundo dados do Istat, Bolonha é também a cidade italiana com maior propensão feminina ao trabalho: 51 mulheres de 100 trabalham.

Por fim, outra vantagem de morar na cidade é que existem opções variadas de lazer e vida noturna; é impossível ficar entediado!

Desvantagens

É claro que todas as cidades italianas podem ter desvantagens, não é mesmo? O mesmo é válido quando estamos falando de Bolonha.

No caso da capital da Emilia-Romagna, a maior queixa dos moradores é o alto custo de vida da cidade, especialmente em relação aos preços dos aluguéis.

Aliás, encontrar uma casa na cidade é uma tarefa muito difícil: devido aos milhares de estudantes da universidade, o mercado imobiliário de Bolonha é saturado e pode ser abusivo também.

Por fim, quem não gosta de frio e quer morar em Bolonha deve pensar duas vezes antes de se mudar para a cidade, uma vez que os invernos bolognesi são muito rigorosos: nevascas nos meses de dezembro e janeiro não são incomuns!

2. Bolzano

Muitos brasileiros escolhem a Itália como novo lar buscando qualidade de vida: se esse é o seu caso, Bolzano pode ser a cidade ideal para você.

Além de ser a capital de uma das regiões mais ricas e desenvolvidas da Itália, o Trentino Alto-Adige, a cidade não deixa a desejar em termos de limpeza, transporte, oportunidades e escolas.

Quanto custa morar em Bolzano?

Bem, sempre existe um preço a pagar, não é mesmo? No caso de Bolzano, a ótima qualidade de vida oferecida aos seus moradores vem acompanhada de outro lado: viver na cidade possui um custo altíssimo.

Não é à toa que Bolzano ocupa o primeiro lugar no ranking de cidades mais caras da Itália! Entenda quanto custa morar em Bolzano com base nos gastos mensais que separamos a seguir.

Despesa Valor médio
Aluguel de apartamento de 1 quarto no centro da cidade 830€
Contas da casa (gás, luz, água, etc) 165€
Alimentação 220€
Passe de transporte mensal 50€

Vantagens e desvantagens de morar em Bolzano

Apesar de ser a segunda cidade do ranking, será que viver em Bolzano é para todo mundo? Descubra as principais vantagens e desvantagens a seguir.

Vantagens

Além da alta qualidade de vida, Bolzano conta com uma excelente rede de transporte público. A cidade está posicionada estrategicamente no norte da Itália e em proximidade com outros países, como a Alemanha.

Não podemos nos esquecer também das oportunidades variadas de emprego na cidade, principalmente nas indústrias, com salários altos e acima da média nacional.

Desvantagens

É melhor não morar em Bolzano se você não gosta de frio. Os invernos na cidade são intensos, com temperaturas que podem chegar a -8°C.

Outra desvantagem de Bolzano é o alto custo de vida. Mesmo que os salários sejam mais altos do que a média nacional, não é fácil arcar com os custos de viver na cidade.

Bolzano pode também não ser a melhor opção para os universitários, uma vez que cidade está distante das melhores universidades do país.

3. Florença

Com quase 400 mil habitantes, Florença é a capital da Toscana, uma região no centro-norte da Itália conhecida internacionalmente.

Além das boas escolas e do sistema de saúde eficiente, existe outro motivo que atrai novos moradores para a capital da Toscana todos os anos: morar em Florença é viver rodeado por história, arte, cultura, beleza e lazer. Afinal, a cidade é a capital do Renascimento italiano!

Pôr do sol em Florença
Florença é o berço do Renascimento, além de ser uma cidade belíssima. Foto: Giovanna Mauro

Eu já morei em Florença e a minha experiência foi positiva: apesar de alguns problemas de limpeza e eficiência dos transportes públicos, a cidade oferece um alto nível de vida aos seus moradores.

Quanto custa morar em Florença?

Florença está entre as cidades mais caras da Itália. O custo de vida é muito alto por dois motivos principais: além de ser uma meta turística internacional, a cidade oferece um nível de vida alto aos seus moradores.

Está curioso e quer saber quanto custa morar em Florença? Veja a tabela que separamos a seguir com os principais gastos de uma pessoa que vive na cidade.

Despesa Valor médio
Aluguel de apartamento de 1 quarto no centro da cidade 885€
Contas da casa (gás, luz, água, etc) 215€
Alimentação 280€
Passe de transporte mensal 35€

Vantagens e desvantagens de morar em Florença

Está pensando em chamar Florença de lar? Então conheça as principais vantagens e desvantagens de morar na cidade para tomar a sua decisão da melhor maneira possível.

Vantagens

Florença já foi considerada diversas vezes a cidade mais bonita do mundo. Viver na cidade, assim, é ter a chance de encontrar beleza por todas as partes.

Os estudantes também podem encontrar muitas vantagens em viver na cidade. As escolas (níveis fundamental e médio) são consideradas ótimas, assim como a principal universidade local: a Università di Firenze.

Outra vantagem está relacionada ao lazer: existem inúmeras opções de lazer na cidade, como baladas, teatros, cinemas, bares e restaurantes. Por fim, não podemos deixar de mencionar que Florença é uma cidade muito segura e com baixa ocorrência de crimes.

Desvantagens

Sendo uma meta turística, morar em Florença possui um custo de vida elevado. Além disso, abusos de preços no mercado imobiliário são muito comuns na cidade, infelizmente.

Apesar de ser satisfatório, o sistema de transporte público da cidade apresenta algumas falhas, como a falta de pontualidade.

Além disso, a única opção para quem quer se locomover por toda a cidade é o ônibus, uma vez que as linhas de tram (bonde) não alcançam regiões importantes de Florença, como o centro histórico.

Por fim, é impossível viver em Florença e não notar a superlotação das ruas e transportes públicos devido ao grande número de turistas.

4. Siena

A poucos quilômetros de Florença está Siena, uma cidade de pouco mais de 50 mil habitantes no coração da Toscana.

Apesar de pequena, Siena é uma cidade “completa”, digamos assim. Ela conta com hospitais de qualidade, transporte público de qualidade e duas grandes universidades: Università di Siena e Università per Stranieri di Siena.

Quanto custa morar em Siena?

Mesmo ocupando um lugar entre as melhores cidades da Itália para morar, Siena não é uma cidade tão cara como Florença ou Bolonha, por exemplo. De fato, muitos italianos optam por morar no local justamente por esse motivo.

Dessa maneira, Siena é uma excelente alternativa em termos de custo-benefício. Veja quais são os principais gastos médios em Siena.

Despesa Valor médio
Aluguel de apartamento de 1 quarto no centro da cidade 715€
Contas da casa (gás, luz, água, etc) 180€
Alimentação 200€
Passe de transporte mensal 37€

Agora você pode concordar comigo, não é?

Vantagens e desvantagens de morar em Siena

É necessário conhecer as vantagens e as desvantagens de uma cidade antes de tomar a decisão de morar ou não no local. Afinal, nem tudo são flores e precisamos considerar os prós e contras de viver em Siena.

Vantagens

A principal vantagem de morar em Siena é que, mesmo sendo uma ótima cidade, o custo de vida não é elevado.

Apesar de a cidade em si não ser grande, é possível chegar facilmente em todas as regiões da Itália através da excelente rede de transporte público local, que conecta Siena ao restante do país.

Para os universitários, Siena é uma ótima opção. As duas universidades presentes na cidade são conceituadas e possuem acordos com todo o mundo. É preciso notar também que a cidade possui uma infraestrutura adequada para receber os seus estudantes.

Desvantagens

Siena é uma cidade com poucas opções de lazer. Assim, pode não ser a melhor opção para quem possui o hábito de sair com frequência e gosta de vida noturna agitada.

Outra desvantagem de Siena é que a cidade é pequena e, sobretudo, provinciana. Por esse motivo, é muito comum encontrar habitantes locais com uma mentalidade mais fechada e conversadora, principalmente em relação aos estrangeiros que chegam lá.

A cidade também não é a melhor opção para quem busca um espaço no mercado de trabalho italiano. Não existem muitas oportunidades e a maioria das vagas é para cargos temporários.

5. Trento

Trento está localizada no norte da Itália, na região de Trentino-Alto Adige. A cidade é muito calma e tranquila, oferecendo um ótimo nível de vida para os seus moradores.

Dentre os fatores que explicam a posição de Trento entre as melhores cidades da Itália para morar, podemos mencionar a limpeza, a qualidade do transporte público e a segurança.

Quanto custa morar em Trento?

Uma das etapas mais importantes de planejar uma mudança para um lugar novo é entender qual o custo de vida do local. Conheça alguns dos principais gastos de um morador de Trento:

Despesa Valor médio
Aluguel de apartamento de 1 quarto no centro da cidade 790€
Contas da casa (gás, luz, água, etc) 190€
Alimentação 250€
Passe de transporte mensal 34€

Vantagens e desvantagens de morar em Trento

Será que vale a pena morar em Trento? Veja as principais vantagens e desvantagens a seguir.

Vantagens

A principal vantagem de morar em Trento é que a cidade combina a alta qualidade de vida com um custo de vida contido, o que não acontece em outras das melhores cidades da Itália para viver.

Trento, na Itália
Trento é uma das melhores cidades da Itália em termos de qualidade de vida. Foto: Giovanna Mauro

O transporte público da cidade é extremamente eficiência e muito pontual. Para quem prefere, andar a pé ou de bicicleta também é possível e muito tranquilo.

Além disso, a segurança é outro ponto positivo que pode ser elogiado por qualquer pessoa que mora em Trento.

Desvantagens

Eu não recomendo Trento para quem busca uma vaga de emprego. Apesar de a cidade estar localizada em uma região muito desenvolvida, as oportunidades de trabalho são muito limitadas. Existem somente indústrias pequenas e locais e pode ser complicado conseguir uma vaga sem precisar sair da cidade.

Além disso, é mais difícil encontrar brasileiros na cidade, o que pode ser um problema para quem gosta de criar uma comunidade e se sentir em casa, mesmo estando no exterior.

6. Aosta

O sexto lugar no ranking é ocupado por Aosta, a capital da região do Valle d’Aosta. A cidade fica no norte da Itália e possui pouco mais de 120 mil habitantes.

Localizada em uma região montanhosa, Aosta é uma das melhores cidades italianas em termos de qualidade de vida e de segurança pública.

Quanto custa morar em Aosta?

Ao contrário do que você pode estar pensando, morar em Aosta não é tão caro. Vamos ver os principais gastos de quem mora na cidade a seguir.

Despesa Valor médio
Aluguel de apartamento de 1 quarto no centro da cidade 700€
Contas da casa (gás, luz, água, etc) 175€
Alimentação 180€
Passe de transporte mensal 37€

Vantagens e desvantagens de morar em Aosta

Aosta pode agradar ou não os seus novos moradores, dependendo das expectativas e objetivos de cada um. Vamos conferir os prós e os contras de viver na cidade a seguir.

Vantagens

Aosta faz parte de uma das regiões com maior índice de desenvolvimento de toda a Itália. O Valle d’Aosta é muito bem administrado e conta com abundantes recursos, investidos nos serviços da região.

Outra grande vantagem é que não é preciso enfrentar um alto custo de vida para ter acesso ao excelente nível de vida de Aosta. Os aluguéis na cidade, por exemplo, são baratos e muito inferiores à média nacional.

Desvantagens

A principal desvantagem de Aosta é que a cidade é, assim como a região do Valle d’Aosta como um todo, isolada do restante do país.

Não existem tantas opções diárias de meios de transporte público para quem quer alcançar outras regiões da Itália, por exemplo. Também é muito difícil encontrar linhas diretas e, assim, é provável que você tenha que descer e pegar outro ônibus/trem em alguma cidade grande, como Turim.

O inverno na cidade é muito rigoroso e o verão, por sua vez, costuma ser ameno, o que pode ser uma desvantagem para quem prefere o calor.

7. Trieste

Por muito tempo considerada uma “cidade-modelo” para toda a Itália, Trieste ocupa o sétimo lugar no ranking de melhores cidades da Itália para morar.

A capital da região de Friuli-Venezia-Giulia foi integrada à Itália tardiamente, somente depois da Primeira Guerra Mundial. Assim, é possível observar muitas influências sobre a cidade, principalmente austríacas.

Quanto custa morar em Trieste?

Apesar de muito rica e desenvolvida, Trieste não apresenta um custo de vida alto para os seus habitantes. Veja a tabela que separamos a seguir com os dados do Numbeo.

Despesa Valor médio
Aluguel de apartamento de 1 quarto no centro da cidade 591€
Contas da casa (gás, luz, água, etc) 194€
Alimentação 250€
Passe de transporte mensal 35€

A maior vantagem de Trieste em relação às outras cidades do ranking que apresentamos é o valor do aluguel, que é mais reduzido.

Vantagens e desvantagens de morar em Trieste

Está com vontade de morar em Trieste? Veja quais são os pontos positivos e negativos de viver na cidade e conclua se ela é a melhor opção para você.

Vantagens

Trieste é um destaque em termos de oportunidades de emprego. Além de possuir um grande número de start-ups e indústrias, a cidade ocupa o segundo lugar no ranking de cidades com maiores salários da Itália.

Outro ponto muito positivo de Trieste é a grande oferta de atividades culturais, como museus, shows e apresentações teatrais.

Desvantagens

Como muitas pessoas se mudam para Trieste por motivos de trabalho, os aluguéis na cidade não são nada baratos, o que pode ser um problema para o orçamento dos moradores locais.

Para quem prefere viver nos grandes centros da Itália, Trieste pode não ser uma boa opção. De fato, a cidade é um pouco isolada do ponto de vista geográfico.

8. Milão

Milão é a capital da Lombardia e possui mais de 1 milhão de habitantes. A cidade é considerada o centro financeiro e industrial da Itália, atraindo novos moradores todos os anos.

Quanto custa morar em Milão?

Morar em Milão é muito caro. Os valores dos aluguéis, principalmente, são extremamente altos, mesmo nas regiões mais distantes do centro histórico.

Para que você entenda se morar em Milão cabe no seu orçamento, veja a tabela a seguir com alguns dos custos médios na cidade.

Despesa Valor médio
Aluguel de apartamento de 1 quarto no centro da cidade 1.381€
Contas da casa (gás, luz, água, etc) 235€
Alimentação 300€
Passe de transporte mensal 39€

Vantagens e desvantagens de morar em Milão

Como toda metrópole, Milão oferece vantagens e desvantagens para os seus moradores. Vamos conhecer as principais a seguir.

Vantagens

A principal vantagem de morar em Milão é, sem dúvidas, o mercado de trabalho milanês. A cidade oferece oportunidades de emprego nas mais variadas áreas e conta com a média salarial mais alta de toda a Itália.

Milão é, ainda, a cidade mais industrializada da Itália e concentra o maior número de vagas de empregos do país.

Outra vantagem de morar em Milão é que você pode esquecer o carro: a cidade possui uma extensa rede de transporte público que cobre todas as suas regiões, desde o centro até a periferia. Você pode usar o bonde, o ônibus ou o metrô, como preferir.

Do ponto de vista cultural, Milão oferece opções para todos os gostos. A cidade conta com diversos teatros, cinemas, bares, restaurantes, além de apresentações e shows durante o ano todo.

Desvantagens

A segurança não é o ponto forte de Milão, considerada a cidade mais perigosa da Itália. Furtos são muito comuns na capital da Lombardia, especialmente no centro histórico.

Interior das Galerias de Moda de Vittorio Emanuele II
Considerada o centro financeiro e industrial da Itália, a Capital da Moda é a cidade mais cara do país

Outra grande desvantagem de morar em Milão é o custo de vida. Os valores dos aluguéis são extremamente altos e, por isso, muitos moradores precisam sair da cidade e morar em locais próximos para economizar com o aluguel.

Por fim, não podemos deixar de mencionar que o trânsito de Milão é caótico. Se você decidir dirigir, saiba que precisará enfrentar muito trânsito.

9. Parma

Localizada no coração da Emilia-Romagna, Parma possui cerca de 200 mil habitantes. Além de suas atrações turísticas, a cidade possui uma economia forte e é um centro de referência acadêmico na Itália.

Parma é um prato cheio para quem busca a tranquilidade de uma cidade média e, ao mesmo tempo, não abre mão de oportunidades de estudo, trabalho e lazer.

Quanto custa morar em Parma?

Parma é uma das cidades italianas menos afetadas pela inflação econômica em 2023. Além disso, o custo de vida médio na cidade não é muito elevado.

Veja quais são os valores dos gastos mensais de um morador de Parma com base nos dados fornecidos pelo Numbeo em agosto de 2023.

Despesa Valor médio
Aluguel de apartamento de 1 quarto no centro da cidade 572€
Contas da casa (gás, luz, água, etc) 260€
Alimentação 220€
Passe de transporte mensal 34€

Vantagens e desvantagens de morar em Parma

Mesmo não sendo uma cidade tão conhecida entre os brasileiros, Parma têm atraído cada vez mais novos moradores. Então, será que vale a pena morar na cidade? Chegue à sua própria conclusão com base nas vantagens e desvantagens de viver no local que separamos a seguir.

Vantagens

O custo de vida em Parma não é alto e, dessa maneira, é possível alugar um imóvel no centro da cidade por um valor honesto.

Além disso, Parma é a sede da prestigiosa Università di Parma, instituição histórica e muito conceituada na Itália. Essa pode ser uma grande vantagem para os universitários que estão pensando em morar na cidade.

Oportunidades de trabalho na cidade também não faltam: Parma é uma cidade industrial e possui indústrias numerosas, principalmente na área alimentar e farmacêutica.

Por fim, não podemos deixar de incluir a qualidade dos serviços e a limpeza da cidade entre as vantagens de morar em Parma.

Desvantagens

As opções de lazer em Parma são restritas a apresentações locais e opções de restaurantes e bares. E, se você estiver buscando atividades de maior escola ou internacionais, por exemplo, será necessário se locomover até Bolonha.

Além disso, o aeroporto da cidade é pequeno e possui poucas conexões com outras regiões da Itália e com países da Europa.

10. Pisa

Pisa é muito conhecida pela sua torre torta, mas poucos sabem que a cidade se destaca também devido à qualidade de vida oferecida aos seus moradores.

Com seus 400 mil habitantes, Pisa é uma cidade média na região da Toscana. Para quem busca o equilíbrio entre oportunidades e tranquilidade, essa pode ser a opção ideal.

As ofertas de emprego podem não ser abundantes, mas eu recomendaria Pisa especialmente para os universitários. Afinal, a cidade possui 3 universidades muito importantes: a Università degli Studi di Pisa, a Scuola Normale Superiore di Pisa e a Scuola Superiore Sant’Anna.

Quanto custa morar em Pisa?

Você precisa saber quais são os custos mensais de alguém que mora em Pisa. Veja os valores que separamos e entenda se a cidade é para você.

Despesa Valor médio
Aluguel de apartamento de 1 quarto no centro da cidade 516€
Contas da casa (gás, luz, água, etc) 218€
Alimentação 220€
Passe de transporte mensal 30€

Para quem quer viver em uma das melhores cidades para morar na Itália, mas busca uma alternativa com custo de vida mais baixo, Pisa pode ser o ideal!

Vantagens e desvantagens de morar em Pisa

A melhor forma de decidir se você vai morar em Pisa ou não é confrontando as vantagens e as desvantagens oferecidas pela cidade.

Vantagens

Morar em Pisa é ideal para quem quer estudar na Itália. A cidade é, como mencionamos, a sede de três universidades de excelência respeitadas em toda a Europa.

Mesmo com tantos universitários, o custo de vida em Pisa não é dos mais elevados. Ainda é possível encontrar aluguéis baixos, por exemplo.

Cidade de Pisa vista de cima, uma das melhores cidades da Itália para morar
Não é só pela Torre que a cidade é conhecida: pela qualidade vida, Pisa entra no ranking de melhores cidades

Além disso, a cidade é muito segura e não existem regiões particularmente perigosas ou que devem ser evitadas.

Desvantagens

Morar em Pisa pode ser um pouco monótono. A cidade não é muito internacional e poucos são os eventos que acontecem lá ao longo do ano.

Mesmo fazendo parte de uma região rica, Pisa pode não ser a melhor opção para quem precisa de uma oportunidade de emprego. Não existem muitas indústrias e empresas na cidade e pode ser difícil conseguir uma vaga.

Melhores cidades da Itália para morar com família

Morar na Itália é uma excelente opção para famílias. O país oferece escolas de qualidade para crianças, segurança, opções de lazer variadas e muitas outras vantagens.

Com tantas opções, não é fácil escolher uma cidade, não é? Para ajudar na sua escolha, separamos as melhores cidades da Itália para morar com a família. Veja quais são elas:

  • Siena (Centro, Toscana);
  • Aosta (Norte, Valle d’Aosta);
  • Ravenna (Norte, Emilia-Romagna);
  • Florença (Centro, Toscana);
  • Bolonha (Note, Emilia Romagna).

Melhores cidades da Itália para morar como aposentado

Se a tão sonhada aposentadoria chegou e você tem a oportunidade de viver na Itália, é preciso escolher uma cidade com cautela.

Veja quais são as melhores cidades para morar na Itália como aposentado. As nossas indicações são baseadas no ranking por idade (acima de 65, neste caso) feito pelo Il Sole 24 Ore em 2023.

  • Trento (Norte, Trentino Alto-Adige);
  • Bolzano (Norte, Trentino Alto-Adige);
  • Fermo (Centro, Marche);
  • Trieste (Norte, Friuli-Venezia Giulia);
  • Sondrio (Norte, Lombardia).

Melhores cidades da Itália para morar como estudante

Os estudantes devem ficar atentos a muitos fatores para escolher uma cidade para morar na Itália, como oferta de escolas e universidades, vida noturna, bibliotecas, oportunidades de estágio, etc.

Descubra algumas das melhores cidades para os estudantes na Itália:

  • Bolonha (Norte, Emilia-Romagna);
  • Pádua (Norte, Veneto);
  • Siena (Centro, Toscana);
  • Pisa (Centro, Toscana);
  • Perúgia (Centro, Umbria);
  • Pavia (Norte, Lombardia);
  • Roma (Centro, Lazio).

Melhores cidades baratas para morar na Itália

A Itália não é um país barato, mas existem opções mais econômicas. Veja quais são as melhores cidades baratas no país a seguir.

  • Alessandria (Norte, Piemonte);
  • Rieti (Centro, Lazio);
  • Belluno (Norte, Belluno);
  • Pescara (Centro, Abruzzo);
  • Cuneo (Norte, Piemonte);
  • Ancona (Centro, Marche);
  • Chioggia (Norte, Veneto).

É melhor morar no norte, centro ou sul da Itália?

Depende.

As regiões da Itália possuem diferenças muito marcadas entre si, mas é difícil dizer qual é a melhor delas para quem quer morar no país.

O norte da Itália é mais desenvolvido e muito mais rico do que o sul. Para quem busca uma oportunidade de emprego ou de estudo, essa é a melhor opção. Em contrapartida, o sul é uma região muito mais econômica e pode ser ideal para os aposentados ou smartworkers, por exemplo.

Jovem em Siena, na Itália, uma das melhores cidades da Itália para morar
Escolher uma região da Itália para morar irá depender muito das suas necessidades e expectativas

No meu caso, eu já morei no centro e no norte da Itália e hoje vivo no norte, na cidade de Pádua. As diferenças com o centro-sul são claras: o norte apresenta, em geral, redes de transporte mais eficientes, mais oportunidades, universidades melhores e cidades mais limpas.

Mas, é claro que isso não é uma regra. Um brasileiro pode muito bem morar no sul e sentir que a região é melhor para ele. Escolher um lugar da Itália para morar, na verdade, depende muito das necessidades de cada um.

O meu conselho é: pesquise sobre as regiões da Itália e entenda quais são as principais vantagens e desvantagens de cada uma delas. Assim, você poderá entender qual é a melhor para você.

Como escolher a melhor cidade para morar na Itália?

Escolher a melhor cidade para morar na Itália é um processo longo e que pode não ser tão simples como parece. Diversos fatores devem ser levados em consideração, como custo de vida, tamanho da cidade, região, etc.

Para quem busca tranquilidade e qualidade de vida, eu recomendo as cidades pequenas da Itália. Mas, para quem quer dinamismo e oportunidades, acredito que os grandes centros urbanos possam ser melhores alternativas.

A primeira etapa do seu processo deve ser pesquisar e entender qual é a cidade que melhor atende as suas necessidades pessoais. Um estudante não terá os mesmos objetivos de um aposentado, por exemplo.

Se possível, visite a cidade antes de se mudar definitivamente. É claro que você pode conhecer a cidade através de relatos e vídeos, mas visitar pessoalmente pode fazer muita diferença.

Para mim, a dica mais importante é: fique tranquilo, com certeza você vai encontrar uma cidade que seja ideal para você. As cidades italianas são muito diferentes entre si e existem opções para todos os gostos, objetivos, necessidades e bolsos.

Precisa de visto para morar nas melhores cidades da Itália?

Sim, caso você não seja cidadão europeu.

Todos os brasileiros que não possuem cidadania europeia precisam de visto para morar na Itália. O documento deve ser solicitado ainda no Brasil, no Consulado italiano.

Existem diferentes tipos de visto para Itália: trabalho, estudo, aposentado, etc. Dessa forma, você deve entender qual é o melhor para você e solicitá-lo o quanto antes.

Vale a pena morar nas melhores cidades da Itália?

Sim, vale muito a pena.

As melhores cidades da Itália foram escolhidas com base em fatores muito importantes, como segurança, escolas, oportunidades de trabalho, número de médicos, lazer, funcionamento dos serviços, etc. De uma forma geral, o ranking é uma excelente ferramenta que mede a qualidade de vida nessas cidades e permite que elas se destaquem.

Muitos brasileiros se mudam para a Itália em busca de qualidade de vida e é exatamente isso que as cidades selecionadas oferecem aos seus moradores.

Além disso, você deve ter observado que as cidades mencionadas possuem perfis muito diferentes. Assim, vale a pena você morar em uma delas, pois certamente terá as suas necessidades atendidas e poderá desfrutar do alto nível de vida que elas oferecem.

Bem, acho que agora você já possui todas as informações necessárias para decidir em qual cidade quer morar, não é mesmo? Considere todas as opções com cuidado, tome a sua decisão e escolha a sua nova “casa”. Buona fortuna!