Como estudar na Itália: visto, custos e bolsas e outras dicas

Estudar na Itália, um país com tanta história e tão lindo, está na lista de sonhos de muitos brasileiros. Mas será que o processo para estudar no país da bota é muito complicado? Vamos ver como estudar na Itália, quais os documentos necessários, como funciona o processo seletivo e muito mais, vamos lá?

Como estudar na Itália: as diferenças no sistema de ensino

O sistema de ensino na Itália pode ser, como no Brasil, público ou privado. Existem basicamente 2 diferenças entre o ensino na Itália e no Brasil.

A primeira é que as universidades públicas não são de graça, mas a taxa a ser paga varia conforme a renda familiar do estudante. Assim, pessoas de baixa renda não pagam, enquanto famílias com alta renda pagam valores mais relevantes.

De qualquer forma, a média de preço de uma universidade pública gira em torno de 1000€ a 4.000€ por ano. A segunda diferença é que aqui as universidades privadas são normalmente bem mais caras que as públicas (dependendo da universidade, podem chegar até 20 mil € por ano). Mas já vamos aprofundar sobre os preços abaixo.

Veja o que é necessário para fazer faculdade na Itália.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Entendendo os ciclos do ensino superior

No Brasil, estamos acostumados com três ‘ciclos’ no ensino superior: o Bacharelado/Licenciatura, o Mestrado e o Doutorado. Em tese, uma pessoa pode iniciar qualquer um dos três em uma Universidade, desde que cumpra os pré-requisitos necessários (como realização de provas e análise curricular, por exemplo).

Na Itália é um pouquinho diferente, então fique atento para entender exatamente em que nível está se matriculando e qual é o equivalente brasileiro. Aqui na Itália, temos quatro ‘ciclos‘: a Laurea, a Laurea Magistrale, o Master e o Dottorato di Ricerca. Vamos conhecê-los melhor a seguir:

  • Laurea: três anos de estudos básicos; equivale ao Bacharelado;
  • Laurea Magistrale: 2 anos de estudos adicionais após os 3 básicos, em temáticas mais específicas; equivale ao Mestrado;
  • Master: é um ciclo de estudos que comprova particulares competências em um específico campo de estudo ou atividade profissional. Normalmente não dura menos de 1 ano;
  • Dottorato di Ricerca: como o nome sugere, este é o equivalente ao Doutorado. Nem todas as instituições de ensino superior oferecem esta modalidade.

Dica: o ano letivo na Itália começa em setembro. Ou seja, as aulas só começam quando o verão está para terminar.

O que são os créditos?

Os créditos universitários, chamados na Itália de CFU (Crediti Formativi Universitari) e na Europa de ECTS (European Credit Transfer and Accumulation System) são o total de horas que o aluno deverá se dedicar ao estudo. Um crédito equivale a 25 horas e, normalmente, os alunos têm um total de 60 créditos por ano para realizar.

Esses créditos não substituem as notas de avaliação, porém são indispensáveis para terminar o curso (por exemplo, não é possível terminar um curso “devendo” créditos).

Provas e notas

Uma coisa bastante diferente das universidades brasileiras é que nas italianas existem disciplinas onde a frequência nas aulas não é obrigatória.

Por isso, nessas aulas o aluno pode escolher se vai ou não nas aulas (mas de qualquer maneira ele tem que fazer os testes da disciplina). Porém, mesmo não sendo obrigatórias, as salas de aula estão sempre cheias.

As avaliações nas universidades italianas são compostas por provas orais e escritas, isso vai depender de cada disciplina. Na Itália as notas são dadas de 0 a 30 e a média para passar é no mínimo 18 pontos (na maioria das universidades).

Dedicação para estudar
Estudar na Itália exige dedicação

Como escolher o curso

A escolha do curso que você vai fazer é crucial para o seu futuro. Além disso, isso irá interferir no processo de como estudar na Itália. Cada curso (e universidade) tem o seu próprio processo de candidatura, e por isso antes de saber como estudar na Itália é ideal que você escolha o seu curso, para entender o processo seletivo.

Melhores cursos na Itália

As universidades italianas oferecem cursos em todas as áreas. Existem alguns cursos que são mais renomados do que outros, mas a maioria dos cursos na Itália são muito bons. Veja a lista dos melhores cursos na Itália:

  • Design de moda;
  • Engenharia;
  • Medicina;
  • Artes;
  • Física;
  • Gastronomia;
  • Arquitetura.

Como escolher a Universidade

Escolher a universidade para a qual você vai se candidatar é muito importante. A escolha da universidade é crucial para que você saiba qual o processo seletivo, os requisitos, documentos necessários e custos.

Se você precisar de ajuda nesse processo, leia aqui como se candidatar à Universidade na Itália, esse artigo vai ajudar você.

Melhores universidades italianas

A Itália e um país que possui universidades de renome que estão sempre no ranking das melhores do mundo. O ranking das melhores universidades italianas de 2020 não varia muito do ranking de 2019, o que não é muito surpreendente.

É interessante saber quais as melhores universidades antes de decidir estudar fora do Brasil, assim, quando você for fazer a sua candidatura e pesquisar sobre como estudar na Itália, poderá ir direto ao site da universidade para saber como funciona exatamente o processo seletivo.

Veja o ranking das 10 melhores universidades italianas de 2020, de acordo com a Times Higher Education:

  1. Scuola Superiore Sant’Anna;
  2. Scuola Normale Superiore di Pisa;
  3. Universidade de Bolonha;
  4. Universidade de Pádua;
  5. Universidade Vita-Salute San Raffaele;
  6. Universidade de Roma Sapienza;
  7. Universidade de Milão;
  8. Universidade Politécnica de Milão;
  9. Universidade de Trento;
  10. Universidade de Florença.

Como se candidatar a uma universidade na Itália

Se candidatar a uma universidade na Itália não é complicado. O mais importante, e que deverá sempre ser feito, é conferir o edital de abertura de cada curso e cada universidade, pois os documentos e requisitos poderão variar.

ENEM

Infelizmente as universidades Italianas não aceitam o ENEM como forma de ingresso. Por isso, é necessário juntar os documentos exigidos por cada universidade para poder fazer a sua candidatura.

Documentos necessários

  • Declaração de valor: documento emitido pelo consulado italiano a partir do histórico e diploma do ensino fundamental e médio;
  • Carta de motivação: normalmente é exigida para o processo seletivo. Deve falar sobre os motivos que te levam a querer estudar na instituição;
  • Currículo: também é um documento que normalmente as universidades pedem. Deve ser feito em formato Europass.

Tipos de ingresso

Nas universidades italianas existem 2 tipos diferentes de ingresso. Existem os cursos de acesso livre (accesso libero), onde não é necessário fazer qualquer tipo de prova de ingresso, e os cursos de vagas fechadas (numero chiuso), que são muito concorridos e exigem provas de ingresso. estudar universidade na italia

Quanto custa estudar na Itália?

Saber quanto custa estudar na Itália é tão importante quanto saber como estudar na Itália. Afinal, é necessário fazer as contas para saber se conseguimos arcar com todas as despesas.

A maioria das universidades italianas são públicas, mas, como já comentamos, isso não isenta os estudantes do pagamento das taxas administrativas. O valor dessas taxas irá variar de acordo com a universidade, o curso e em alguns casos a renda familiar do estudante. Veja alguns exemplos do custo de acordo com a universidade:

Universidade de Pádoa

  • Graduação e Mestrado: 2.529€ (cursos de humanas), 2.622€ (outros cursos);
  • Doutorado: 187€,

Universidade de Bolonha

  • Graduação 2.040€;
  • Mestrado: 2.550€;
  • Doutorado: 157€.

Universidade de Trento

  • Graduação: 3.000€;
  • Mestrado: 6.000€
  • Doutorado: 250€.

Esses custos são anuais e podem ser reduzidos dependendo da colocação do aluno no processo seletivo e até da renda familiar do estudante.

Isenção de taxas universitárias

O governo italiano estipulou a existência de isenção das taxas para os estudantes universitários na Itália. Essa isenção é feita de acordo com o rendimento familiar de cada aluno. Porém, na maioria das universidades esse processo só é válido para estudantes italianos.

Existem algumas universidades italianas que aceitam fazer a revisão das taxas universitárias para alunos estrangeiros, como, por exemplo, a Universidade de Bolonha. Essa informação estará no site da universidade, assim como a explicação do processo.

Bolsas de estudo para estudar na Itália

Se você quer saber como estudar na Itália com uma bolsa de estudos, saiba que existem diversas possibilidades:

Governo Italiano

O Governo Italiano oferece todos os anos algumas bolsas de estudo para quem quer ir estudar na Itália. As bolsas são para algumas áreas específicas (como arte, dança e música) e para mestrado e doutorado. As candidaturas devem ser feitas diretamente no site do Ministerio degli Affari Esteri e della Cooperazione Internazionale (MAECI), onde estará disponível o edital com todos os pré-requisitos e documentos necessários.

Programas de intercâmbio

A bolsa de estudos Erasmus + foi criada para que os estudantes de países terceiros tenham a oportunidade de estudar na Europa. Esse programa contempla o pagamento das taxas administrativas das universidades mais uma ajuda financeira mensal (o valor varia de acordo com o país onde vai estudar e o grau de ensino). Para se candidatar você deve entrar em contato diretamente com a universidade onde deseja estudar.

Confira tudo que precisa saber para fazer intercâmbio na Itália.

Universidades italianas

Existem algumas universidades italianas que possuem programas de bolsas de estudos para estudantes internacionais. Os documentos necessários e o valor da bolsa irão variar de acordo com o edital de cada universidade. As candidaturas às bolsas devem ser feitas no site da própria universidade, de acordo com as datas fixadas nos editais.

estudar na Itália com professor

É necessário visto para estudar na Itália?

Sim, se você não tiver cidadania europeia não tem como estudar na Itália sem visto.

Tipos de visto

O seu visto para estudar na Itália vai depender do tipo de curso que você vai fazer.

  • Visto para Curso Universitário;
  • Visto para Curso e Formação Profissional;
  • Visto para Curso de Pós-Graduação;
  • Visto para Intercâmbio de estudos.

Onde pedir o visto

Para pedir o seu visto para estudar na Itália você deverá se dirigir a um dos Consulados Italianos no Brasil. Antes de ir no consulado você precisará ter todos os documentos necessários. Além disso, alguns consulados exigem a marcação da visita, por isso confira no consulado da sua região como funciona o processo.

Documentação

Como qualquer pedido de visto, o requerimento do visto de estudos para a Itália é um processo burocrático que exige bastante documentação.

  • Formulário de pedido de visto: esse formulário deverá ser impresso e preenchido. Você poderá encontrá-lo no site do consulado italiano;
  • Fotografia: é necessário levar uma fotografia 3×4 recente com fundo branco;
  • Passaporte: é necessário apresentar o passaporte brasileiro com validade superior a 3 meses a partir da data final do visto;
  • Comprovante de alojamento: você precisará apresentar um documento comprovando onde você ficará hospedado na Itália. Pode ser a reserva de um hotel (ou hostel, Airbnb), a aceitação em um alojamento universitário ou o contrato do aluguel de um apartamento (ou quarto);
  • Comprovante de renda: um documento comprovando que você possui meios financeiros para se sustentar na Itália durante todo o período de estudo;
  • Seguro saúde: você precisa ter um seguro saúde privado ou então ter o IB2 (formulário retirado no INSS);
  • Comprovante de inscrição no curso: você deverá apresentar a sua inscrição ou pré inscrição no curso que você vai fazer na Itália.

Custo e tempo de espera

O visto para estudar na Itália custa em torno de 60€. O tempo que vai demorar para ter a resposta vai variar de acordo com cada consulado e sua demanda.

Estudar na Itália sem visto

Talvez você já saiba que pode viajar para a Itália e passar até 90 dias no país sem visto nenhum. São três meses, tempo suficiente para completar cursos de curto prazo.

É comum que muitos brasileiros venham para a Itália para fazer cursos de italiano, gastronomia, moda, etc, por esse período sem a necessidade de um visto.

Você pode ficar todo esse tempo no país europeu, sem documentação adicional alguma, é uma facilidade enorme – diferentemente do que acontece com que planeja passar a mesma quantidade de tempo nos EUA, por exemplo. Quanto sufoco para conseguir seu visto.

Mas, se o seu curso na Itália for de duração maior que 90 dias, então você precisará de um visto para estudar na Itália.

Veja tudo o que você precisa saber para morar na Itália.

É necessário saber italiano para estudar na Itália?

Essa é uma pergunta básica de quem quer saber como estudar na Itália e a resposta é bem simples, você não precisa saber italiano para estudar na Itália.

É claro que, se você souber italiano a sua vida será bem mais fácil tanto no seu dia a dia no país quanto na sua rotina na universidade. Muitos cursos das universidades italianas oferecem aulas em inglês, porém, se você souber italiano, a gama de aulas que poderá frequentar é bem maior.

Outros benefícios de estudar na Itália

Estudar na Itália é sonho de um número crescente de brasileiros. Também, pudera. A Itália:

  • É o berço do Renascimento;
  • Tem mais de 2.000 anos de história viva, que pode ser visitada pelos turistas (como os monumentos da Roma antiga) e pelos novos cidadãos italianos;
  • É polo de alta costura, com renome mundial;
  • É lar dos melhores eventos de moda, design e arquitetura;
  • É um país de forte tradição cultural e excelência acadêmica, com algumas das melhores Universidades do mundo.

De fato, há muitos pontos positivos em vir para a Itália, aproveitar esse vasto e animado caldeirão cultural, aprender bastante e fortalecer o seu currículo. Pessoalmente, eu sugeriria aproveitar a Itália e aprender a parlare italiano!

Nada como uma imersão para aprofundar seus conhecimentos (mesmo que você comece do zero). Brasileiros são muito bem recebidos na Itália, e esse contato com o povo será essencial para fazer o estudante ganhar confiança no idioma, aprender expressões coloquiais (isto é, como o povo se comunica ‘de verdade’, no dia a dia) e voltar ao Brasil craque em italiano!

Agora que você já sabe como estudar na Itália, saiba tudo sobre o seguro viagem para Itália. É um documento obrigatório para entrar no país, seja a turismo ou para morar. Utilize nosso comparador de seguros para encontrar o plano que mais se adequa às suas necessidades, no preço que você deseja. Utilize nosso cupom EURODICAS5 para ganhar 5% de desconto!

Julia é brasileira, formada em Turismo, morou 6 anos em Portugal e hoje mora em Budapeste. Tirou o mestrado em Empreendedorismo na Universidade da Beira Interior e atualmente está terminando o doutorado em Gestão. Apaixonada por viagens, baladas e por fazer novas amizades, gosta de usar o tempo livre para conhecer novos países e culturas.

Dario é italiano (melhor, siciliano!), adotado pelo quente e colorido Brasil! É fundador do Pesquisa Italiana, e com um time de 14 colaboradores ajuda os descendentes de italianos a descobrir as próprias origens! Ama praia, churrasco e obviamente, pizza!

Artigos relacionados

Como morar na Itália: visto, custo de vida e melhores cidades

Se você quer morar na Itália confira tudo o que precisa saber sobre o país: tipos de visto, empregos, como estudar, custo de vida, saúde e muito mais.

Custo de vida na Itália: veja quanto se gasta por mês no país

Saiba qual é o custo de vida na Itália para um casal, incluindo aluguel, despesas fixas, transporte e saúde. Veja quanto é preciso para viver na na Itália.

Cidadania italiana: quem tem direito, como solicitar e custos

Veja como reconhecer a sua cidadania italiana, desde saber se tem direito, recolher documentos e reconhecer no Brasil ou na Itália (e qual o custo).

Como trabalhar na Itália: salários, visto e como conseguir vaga

Tudo sobre como trabalhar na Itália: se precisa de visto ou cidadania, onde procurar emprego, custo de vida no país e as profissões mais procuradas.

Cidades da Itália: conheça as principais e informações sobre o país

Confira informações sobre as cidades da Itália, como: qual é a mais importante, quais são as mais lindas e sugestão de roteiro pelo país.

Sites para alugar apartamento na Itália: conheça os melhores

Confira uma lista com os melhores sites para alugar apartamento na Itália e descubra os principais requisitos e quais são as melhores cidades para morar.

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube