Ensino na Itália: como é a estrutura do sistema educacional

Itália  / 

O ensino na Itália é muito conhecido por sua excelência. Você sabia que a estrutura do ensino na Itália é bem diferente da do Brasil?

Vamos ver como funciona o ensino na Itália, entender o ano letivo e descobrir os detalhes da estrutura do ensino.

Como funciona o ensino na Itália

O ensino na Itália é obrigatório a partir dos 6 anos. Para os imigrantes que moram na Itália, os filhos também são obrigados a estudar, e quem não fala italiano recebe um acompanhamento especial dos professores, para facilitar a integração.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Ano letivo

O ano letivo na Itália é bem diferente do Brasil. O ano letivo inicia em setembro e termina em junho. As férias são nos meses de julho e agosto (no verão europeu). Tem também uma pausa entre o Natal e Ano Novo e nos feriados.

Custos

O ensino na Itália, obrigatório a partir dos 6 anos até o segundo grau, não tem custos. Porém, existe uma taxa anual que deverá ser paga de acordo com a renda familiar.

Entenda mais sobre quanto custa estudar na Itália.

Estrutura

  • Creche ou Berçário (Asilo nido): para crianças de 3 meses a 2 anos;
  • Educação Infantil ou Pré-Escola (Asilo): para crianças dos 2 aos 6 anos;
  • Escola Primária (Elementare): para crianças dos 6 aos 11 anos;
  • Escola Secundária (Media e Superiori): para crianças/adolescentes dos 11 aos 18 anos;
  • Escola Superior (Universitá): a partir dos 18 anos.

Qualidade do ensino na Itália

O ensino na Itália é excelente. As crianças recebem um acompanhamento de professores e outros profissionais desde muito novos. Esse acompanhamento ajuda na formação das crianças como cidadãos e futuros profissionais.

As crianças na Itália, com 13 anos, já conseguem definir mais ou menos a área que querem seguir. Elas são preparadas para isso desde novas, e aconselhadas pelos professores e psicólogos.

Ensino na Itália: público X privado

Como escolher onde colocar os nosso filhos para estudar na Itália? Quais as principais diferenças entre o ensino público e privado?

Quanto ao programa de ensino, não existe diferença, pois as escolas públicas e privadas seguem as normas do Ministério. Também não existe muita diferença na qualidade do ensino.

Portanto, a escolha entre uma escola pública ou privada vai da vontade dos pais.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Ensino público na Itália

O ensino público na Itália é um ensino de qualidade (como já falamos no tópico anterior). As escolas públicas são divididas em 2 diferentes tipos:

  • Comunale;
  • Estatale.

Esses 2 tipos são escolas do governo italiano, onde as crianças podem estudar gratuitamente.

Ensino privado na Itália

As escolas privadas na Itália são chamadas de paritárias (não federais). Elas recebem auxílio financeiro e devem seguir o programa escolar criado pelo Ministério.

A escolha por colocar um filho em uma escola privada é unicamente dos pais. Pois o ensino na Itália, nas idades obrigatórias, é totalmente gratuito (garantido por lei).

Muitas das pessoas que optam por colocar os filhos nas escolas privadas fazem essa escolha por querer que os filhos tenham mais de atenção durante a educação escolar, já que as turmas têm menos alunos.

Por seguirem o mesmo programa escolar que as escolas públicas seguem, o ensino público e privado acaba sendo bem parecido.

Saiba também quais são as melhores universidades da Itália.

ensino Itália universidade

Mais detalhes sobre a estrutura do ensino na Itália

Já vimos nos tópicos anteriores que a Itália é um país onde a qualidade do ensino é excelente. Vimos também como é a estrutura do ensino na Itália. Vamos entender mais detalhadamente como funciona.

Creche ou Berçário (Asilo nido)

É destinado às crianças de 3 meses à 2 anos. Normalmente as cidades possuem creches públicas, para que os pais que trabalham possam deixar os filhos aos cuidados dos professores.

Apesar de serem públicas, os pais deverão pagar uma taxa anual, que serve para ajudar no funcionamento do local.

Existem também creches privadas, que são muito procuradas pois as vagas nas públicas são difíceis de conseguir.

Educação Infantil ou Pré-Escola (Asilo)

Essa educação é destinada às crianças dos 2 aos 6 anos. É uma formação não obrigatória, que prepara as crianças para o ensino primário.

As pré-escolas são públicas ou privadas.

Escola Primária (Elementare)

A escola primária é obrigatória e destinada às crianças dos 6 aos 11 anos. Em média as crianças ficam 30h por semana na escola, sendo as aulas durante as manhãs e tardes.

Escola Secundária (Media e Superiori)

A escola secundária também é obrigatória, e prepara os jovens para a entrada na universidade. É destinada às crianças/adolescentes dos 11 aos 18 anos. Tem a duração de 8 anos.

Os alunos quando terminam a escola secundária (media) podem escolher em qual área querem continuar os estudos. Por exemplo, escolhem ensino técnico, profissionalizante, voltado para as artes, etc.

No final da escola secundária (superiori) os alunos fazem um exame nacional (tipo o ENEM no Brasil) para poder concorrer às vagas nas universidades. É um exame obrigatório.

Escola Superior (Universitá)

O ensino universitário na Itália não é obrigatório. Ele começa a partir dos 18 anos, para os estudantes que decidiram ingressar na universidade. Para isso, os estudantes poderão escolher entre 2 métodos de ensino:

Laurea Triennale

São cursos da universidade que possuem a duração de 3 anos. Depois desses 3 anos, os estudantes normalmente decidem cursar o mestrado na Itália por mais 2 anos.

Laurea Magistrale

São cursos que possuem uma duração maior (entre 4 e 6 anos). São chamados de cursos de ciclo único, e englobam os cursos da área da saúde como odontologia e medicina, e outras áreas como arquitetura e direito.

Se você pensa em fazer faculdade na Itália, morar no país ou mesmo visitá-lo, saiba que você precisa contratar um seguro viagem para Itália. É um documento obrigatório e indicado para proteger você. Saiba como contratá-lo ao melhor preço no nosso artigo.

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autor

Julia é brasileira, formada em Turismo e mora em Portugal há 6 anos. Tirou o mestrado em Empreendedorismo na Universidade da Beira Interior e atualmente está terminando o doutorado em Gestão. Apaixonada por viagens, baladas e por fazer novas amizades, gosta de usar o tempo livre para conhecer novos países e culturas.