Validar diploma na Itália, saiba como validar e documentos necessários.

Como validar diploma na Itália

Itália  / 

Quando mudamos de país precisamos estar atentos a documentação necessária para poder estudar e trabalhar. Para quem vai morar na Itália, validar o diploma é fundamental na área acadêmica.

Por isso, vamos te mostrar como é possível validar o diploma na Itália, quais os custos e quanto tempo demora. Estar preparado para a burocracia é o primeiro passo, o segundo é ter paciência. Vamos lá?

Como validar diploma na Itália

Todos os diplomas obtidos fora da Itália precisam ser validados (inclusive pelos italianos).

Por isso, é necessário percorrer duas etapas: fazer a Declaração do Valor in Loco (ainda no país que foi obtido o título) e a Equivalência de Estudos na Itália.

Veja também se é fácil e o que precisa fazer para estudar na Itália.

1 – Declaração do Valor in Loco

O primeiro passo é fazer a Declaração do Valor in Loco ainda no Brasil (ou no país que foi feito o estudo). Você deve juntar todos os seus diplomas (e histórico escolar) e ir a um cartório fazer cópias autenticadas.

É importante que a assinatura do diretor da escola ou do reitor tenha firma reconhecida no cartório. Para reconhecimentos de diploma do ensino médio é necessário que haja o carimbo da Secretária Estadual de Educação.

Para validação do diploma da graduação é preciso que junto com o diploma tenha tem uma declaração da universidade com a duração do curso (em semestres), se houve ou não a apresentação do TCC (Trabalho de Conclusão do Curso) e a média final obtida no curso com os valores de referência.

2 – Tradução juramentada dos documentos

O segundo passo é fazer a tradução juramentada dos seus diplomas e demais documentos, ou seja, por tradutores autorizados a fazer esse tipo de trabalho. Todas as traduções devem ter a assinatura do tradutor reconhecidas em cartório.

3 – Apostilamento

O terceiro passo é fazer o apostilamento dos documentos no Cartório da sua cidade, seguindo as regras da apostila de Haia.

Condições para validar diploma na Itália

Para validar diploma na Itália é necessário que o título tenha sido obtido em uma instituição de ensino ou universidade reconhecida pelo Ministério da Educação do país ou Secretária de Educação do Estado no país obtido.

O título pode ser de ensino médio (mínimo 12 anos de estudo, contando com o ensino fundamental), graduação, mestrado ou doutorado.

É necessário que exista um título italiano que se possa comparar ao título estrangeiro, ou seja, precisa haver um curso similar na Itália para poder validar o diploma no país.

Confira várias dicas essenciais para quem quer morar na Itália.

Equivalência de Estudos na Itália

Como validar diploma na Itália
Já na Itália ou enviando os documentos por Correio (após ter percorrido os caminhos listados acima), você deve procurar uma universidade na Itália para fazer o reconhecimento.

A instituição de ensino precisa ter uma ementa escolar parecida com o do seu curso. Junto com documentos é necessário solicitar o formulário de pedido de reconhecimento do diploma para que possa ser anexada ao pedido.

Documentos necessários

Para validar diploma na Itália, você precisará da seguinte documentação:

  • Formulário da universidade italiana escolhida para a validação do diploma;
  • 3 fotos (uma precisa ser autenticada);
  • Diploma original do Ensino Médio (traduzido);
  • Histórico escolar (com suas notas) (traduzido);
  • Ementas curriculares (programa de cada disciplina cursada) (traduzido);
  • Diploma original do Ensino Superior (traduzido).

Veja quem é que têm direito a cidadania italiana e como solicitar.

Quanto tempo leva

O tempo de duração de validação do diploma na Itália vai depender da universidade escolhida. Importante que você veja e reveja todos os documentos antes de enviar, para confirmar se tudo que era necessário foi feito no seu país de origem.

Você pode conferir uma lista com as melhores universidades italianas.

Importante saber

Esse processo para validar diploma na Itália é exigido para fins acadêmicos, para quem pretende estudar na Itália, fazer uma graduação, mestrado, doutorado, etc.

O processo para fins profissionais é diferente

Para fins profissionais, o processo é diferente e depende de cada profissão e órgão competente, por exemplo, para profissionais de Direito, o reconhecimento é feito no Ministério da Justiça, para profissionais da Saúde no Ministério da Saúde, para profissões ligadas ao ensino no Ministério da Educação e assim por diante.

Saiba mais no site do Ministério da Itália.

COMPARTILHE

Amanda é brasileira, jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Mora desde 2014 em Portugal. Escreve para seu site Vagas pelo Mundo sobre oportunidades de emprego, a experiência de morar fora, bolsas de estudo e vistos para morar no exterior.