Visto em mãos, malas prontas. O grande dia está chegando. Mas ainda falta um passo importante: alugar apartamento na Itália. Se você quer saber como vencer este obstáculo, continue lendo o nosso artigo pensado especialmente para você!

Como alugar apartamento na Itália?

Procurar casa é uma etapa importante e talvez a mais difícil de todo o processo de morar na Itália! Alugar apartamento na Itália pode ser um pouco trabalhoso, principalmente nas cidades grandes, uma vez que existe muita procura e pouca oferta.

Além disso, há alguns fatores que dificultam o aluguel do apartamento, como a necessidade de um fiador ou comprovante de renda para fazer com que o contrato seja devidamente registrado (para quem acabou de se mudar para a Itália, é um pouco difícil encontrar alguém que atue como o seu fiador, é claro).

Porém, devemos ressaltar que a figura do fiador é um muito incomum na Itália, visto que a renda é comprovada pelos bens e os salários dos membros da própria família. Assim sendo, saiba que é normal pagar alguns meses (uma média de um a quatro) de caução para alugar um quarto ou um apartamento.

Onde encontrar apartamento para alugar na Itália?

Pode parecer difícil, mas saiba que alugar apartamento na Itália não é nada impossível! Você poderá encontrar ofertas em sites especializados, imobiliárias – e sites das mesmas – anúncios em murais nas faculdades na Itália, anúncios em grupos do Facebook e outras opções.

Melhores sites para buscar apartamentos

As melhores opções para buscar apartamento são:

Nestes sites, você poderá encontrar ofertas de apartamentos para alugar e negociar diretamente com o proprietário, sem intermediação de imobiliárias, ou também anúncios das próprias agências imobiliárias.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Melhores imobiliárias para alugar

Existe, claro, a opção clássica – e mais fácil – de alugar apartamento na Itália: através de uma imobiliária.

As mais famosas são:

Em cada cidade, claro, você poderá encontrar ainda imobiliárias locais. Basta dar uma voltinha no centro da cidade e procurar a imobiliária mais próxima. Normalmente, as agências publicam na vitrine as ofertas de casas e apartamentos para alugar, acompanhadas de preço, especificidades (como classe energética, tamanho do imóvel, etc.), localização, entre outros dados.

Que tal se mudar para Roma? Leia mais sobre a capital da Itália!

Outras formas de alugar apartamento na Itália

Além dos grupos e imobiliárias mencionadas acima, você pode também negociar diretamente com o proprietário do apartamento. Claro, nesses casos, você terá que conhecê-lo ou ter a sorte de alguém indicá-lo. Além disso, você poderá procurar anúncios e ofertas de apartamentos para alugar nos grupos do Facebook.

Você poderá dar uma olhadinha nos sites das imobiliárias. Há ainda opções interessantes nos grupos do Facebook. Basta procurar por “affitto appartamento” (“affitto” é a palavra em italiano para “aluguel”) seguido do nome da cidade.

Para quem está a procura de um quarto – e não somente um apartamento inteiro – nesses grupos é possível encontrar algumas boas opções, principalmente para estudantes. Os anúncios de quartos normalmente vêm acompanhados das frases “stanze in affitto” ou “camere in affitto”.

Documentos para alugar apartamento na Itália

Para alugar apartamento na Itália, você deverá apresentar alguns documentos:

  • Holerite italiano ou outro comprovante de renda italiano ou válido na Itália;
  • Cópia da carta d’identità ou passaporte italiano válido;
  • Codice fiscale.

Brasileiros precisam apresentar outros documentos?

Se você acabou de se mudar para a Itália, você deverá comprovar a sua renda de alguma forma. Além disso, os cidadãos brasileiros sem a cidadania italiana precisam apresentar também:

  • Passaporte brasileiro com o visto italiano;
  • Permesso di soggiorno;
  • Comprovante de estadia (como contrato de trabalho ou matrícula em uma universidade italiana);
  • Comprovante de renda (como imposto de renda brasileiro traduzido ou comprovante de bolsa de estudos, caso seja aluno bolsista).

Lembre-se de traduzir o Imposto de renda brasileiro antes de se mudar para a Itália. Ele poderá ser requerido em outras situações também, como para conseguir uma bolsa de estudo na Itália.

É mais fácil para quem tem cidadania italiana?

Digamos que para quem tem cidadania italiana, alugar um apartamento pode ser tão difícil quanto para quem não a possui. Isso porque alguns proprietários e imobiliárias pedem, caso não seja possível comprovar a renda, de três a seis mensalidades do aluguel mais a caução, dificultando, desta forma, a realização do contrato de aluguel.

Do ponto de vista burocrático, por outro lado, é muito fácil alugar apartamento na Itália, dado que não é exigido nenhum outro documento de viagem, além do passaporte italiano (ou carta d’identità italiana). Digamos que a dificuldade principal, também nesses casos, é em relação ao comprovante de renda.

Como é o contrato de aluguel na Itália?

O contrato mais comum é chamado de “3+2”, ou seja, três anos de aluguel com possibilidade de renová-lo por mais dois anos. Porém, tudo vai depender da sua necessidade e da flexibilidade da imobiliária ou do proprietário. Tudo é negociável, inclusive a caução.

Casal pegando as chaves do apartamento recém-alugado
Existem diversos tipos de contratos de aluguéis na Itália

Existe também o tipo de contrato chamado de “4+4” (quatro anos mais quatro anos renováveis), além do Contratto transitorio, ou seja, de duração temporária, muito comum entre os estudantes.

Normalmente, para os universitários, são previstos de uma a três mensalidades como caução, além dos documentos já citados acima. Assim como no Brasil, a caução é devolvida para o inquilino depois do fim do contrato.

Uma vez assinado o contrato, ele deverá ser registrado na Agenzia delle Entrate – um órgão do Estado italiano que atua como a Receita Federal brasileira.

Uma taxa (cerca de 150€) também deverá ser paga no momento da registração, mas fique tranquilo: esse processo é de responsabilidade do proprietário do imóvel ou da imobiliária.

Como alugar apartamento para solicitar a cidadania italiana?

Alugar apartamento na Itália pode ser necessário para quem possui interesse em solicitar a cidadania italiana, já que para dar início ao processo, você precisará ser residente no país.

É o que nos diz a Circolare K. 28.1, circular do Ministero degli Affari Esteri (o correspondente ao Ministério de Relações Exteriores), que reporta as indicações sobre a aquisição da cidadania italiana em território italiano.

Além dos documentos que você precisará apresentar para a cidadania italiana, também deverá apresentar o contrato de aluguel devidamente registrado no Comune (prefeitura). Não importa o tipo de contrato, o importante é que seja em seu nome e registrado na Agenzia delle Entrate. Somente com um contrato regular será possível dar entrada no pedido de cidadania italiana em território italiano.

Após essa etapa, você deverá ir até o Comune e solicitar a inscrição na chamada Anagrafe Nazionale della Popolazione Residente, uma espécie de censo da população residente naquela cidade. Em seguida, você deverá atualizar o seu nome e sobrenome na campainha e esperar pelo vigile (oficial da polícia local) passar e controlar a situação da sua casa.

Alugar um quarto na Itália

Para quem quer para estudar na Itália, trabalhar ou fazer o processo de reconhecimento de cidadania italiana, talvez uma opção econômica e prática seja alugar um quarto.

Uma ferramenta muito utilizada na Europa é a Uniplaces. Por ela é possível pesquisar quartos e apartamentos inteiros e fechar o contrato pela própria ferramenta. Os preços são acessíveis e é uma forma muito utilizada por quem busca uma moradia temporária pela Itália. A plataforma está disponível nas cidades de Roma, Bolonha, Milão, Florença, Pádua e Turim.

O HousingAnywhere é um site muito completo e que oferece diversas opções de quartos e apartamentos, principalmente para estudantes. A plataforma, que está presente em mais de 400 cidades em todo o mundo, é também muito segura e confiável.

Outras opções disponíveis: o site Roomgo e o Airbnb, onde também é possível encontrar quartos para alugar em todo o território italiano, para todos os gostos e bolsos.

Os universitários que vão estudar na Universidade de Pádua podem alugar um quarto também pela Bed Student, uma empresa que aluga dezenas de quartos na cidade.

Quanto custa alugar casa na Itália?

O custo de alugar apartamento na Itália vai depender do que você procura em uma casa: número de quartos, m², localização em relação ao centro da cidade, etc.

O preço médio do aluguel de um apartamento de 1 quarto em uma zona periférica é de cerca €500, enquanto um apartamento no centro poder sair por €680. Para apartamentos de 3 quartos, tal valor sobe para €900 no primeiro caso e €1.300 no segundo. O valor irá depender de uma grande quantidade de fatores, como o tamanho da cidade e a localização da mesma na Itália.

Bosco Verticale, conjunto residencial em Milão
Milão é uma das cidades com os aluguéis mais caros da Itália

Cidades maiores e mais importantes economicamente, como Milão e Roma, possuem valores de aluguéis muito altos em relação à cidades pequenas e médias ou cidades grandes, mas em regiões periféricas do país.

Abaixo, você poderá conferir alguns valores de aluguéis de apartamentos no centro histórico. Os dados foram retirados do site Numbeo.

Cidade/Região, localização Apartamento 1 quarto Apartamento 3 quartos
Palermo/Sicília, sul 500€ 850€
Bari/Púglia, sul 510€ 800€
Perúgia/Úmbria, centro 400€ 800€
Roma/Lázio, centro 1060€ 2200€
Turim/Piemonte, norte 530€ 1150€
Pádua/Vêneto, norte 650€ 1300€

Cidades mais caras para alugar apartamento na Itália

Confira valores médios de aluguéis nas cidades mais caras para alugar apartamento na Itália:

Cidade Apartamento 1 quarto Apartamento 3 quartos
Milão 1190€ 2500€
Roma 1060€ 2200€
Florença 820€ 1450€
Bergamo 850€ 2000€
Bologna 720€ 1300€
Veneza 800€ 1200€

Cidades mais baratas para alugar apartamento na Itália

Confira, por outro lado, os valores nas cidades mais baratas da Itália:

Cidade Apartamento 1 quarto Apartamento 3 quartos
Alessandria 400€ 650€
Chieti 250€ 550€
Belluno 350€ 700€
Pescara 550€ 700€
Cuneo 400€ 600€
Ragusa 250€ 500€

Como fazer para enviar dinheiro do Brasil para pagar o aluguel

Como já sabemos, será necessário pagar uma caução (caparra) ou alguns meses de aluguel adiantado para garantir o seu apartamento na Itália. O valor varia muito e será definido junto do proprietário ou do agente imobiliário.

Normalmente não temos esse dinheiro em mão na Itália, não é mesmo? Por isso, temos que dar um jeito de enviar dinheiro do Brasil para fazer esse pagamento. A parte boa é que, em todo o processo de alugar apartamento na Itália, essa é a parte mais simples.

Existem diversas maneiras de enviar dinheiro do Brasil para a Itália. As maneiras mais conhecidas, confiáveis e utilizadas são:

Como são os apartamentos na Itália?

Diferente do que ocorre no Brasil, onde os apartamentos são classificados pelo número de quartos, na Itália os imóveis têm sua tipologia baseada no número de cômodos, excluindo o banheiro e a cozinha (em algumas regiões a cozinha entra na conta). Veja os exemplos abaixo:

  • Monolocale: significa kitinete (loft – só um ambiente e banheiro);
  • Bilocale: nada mais é que um apartamento com dois ambientes (1 sala e 1 quarto – além da cozinha e banheiro);
  • Trilocale: é um apartamento de 2 quartos mais sala (três cômodos mais banheiro e cozinha);
  • Quadrilocale: apartamento com quatro cômodos (quatro cômodos mais banheiro e cozinha).

Durante a sua saga para alugar apartamento na Itália, você vai reparar que cada casa é de um jeito. Os apartamentos italianos são bem diferentes dos apartamentos aos quais estamos acostumados no Brasil. Primeiramente, esqueça a lavanderia: os apartamentos “tradicionais” italianos não possuem uma área específica para máquina de lavar, tanque e varal.

Máquina de lavar

“E onde eu lavo a roupa?”. Depende, muitas famílias optam pelo banheiro, mas há quem opte também pela cozinha! O mesmo acontece com o varal de chão – ainda que no verão seja comum colocá-lo na varanda, caso o apartamento possua um. E não se assuste, mas é difícil que um apartamento italiano possua um tanque!

“Cadê o lixinho?”

Em relação ao banheiro, as janelas não são pequenas como nos apartamentos ou casas brasileiras, elas são exatamente iguais às janelas dos quartos. E claro, não pode faltar o queridinho dos italianos: o bidê!

Outra diferença é o número de banheiros. A tendência é que tenha um único banheiro, até mesmo em apartamentos grandes! Essa tendência está mudando de uns anos para cá, mas somente em apartamentos reformados ou novos.

Repare, em muitos banheiros não há os lixinhos! Os italianos possuem o costume de jogar o papel higiênico no próprio vaso sanitário.

Ingresso

É comum também que nas casas e apartamentos italianos exista um espaço anterior à sala: é o chamado “ingresso”. Lá, as pessoas podem deixar casacos, guarda-chuvas… E repare, terá sempre um espelho! É para deixar na rua toda a energia e pensamentos negativos que não pertencem àquela casa!

Cuidados ao alugar apartamento na Itália

Todo cuidado é pouco, já dizia o ditado. É importante ficar de olho em algumas coisas quando for alugar apartamento na Itália, como:

  • Preço;
  • Condição do apartamento;
  • Tipo de contrato: nunca alugue sem assinar o contrato;
  • Preço muito baixo;
  • Tipo de aquecimento (as classes energéticas dos apartamentos podem influenciar o preço das contas do mês. Procure se informar antes de alugar um apartamento/quarto).

Fuja de anúncios sem muitos detalhes, como foto ou localização. Além disso, não aceite morar em apartamentos muito úmidos, escuros ou frios: no inverno, a umidade é grande e por isso, o apartamento pode se deteriorar.

Ficou com vontade de morar na Europa? Então você vai gostar do nosso Ebook O sonho de viver na Europa. Nele contamos histórias de conterrâneos que contam sobre as delícias e dificuldades de ser um brasileiro na Europa com histórias que vão inspirar você!