Tipos de visto para Itália, saiba se é preciso, quais são e como solicitar

Tipos de visto para Itália

Itália  / 

Quando estamos planejando uma viagem de férias ou mudança de país, é imprescindível saber é se é exigido um visto de entrada para o destino escolhido. Se você vai viajar para o “país da bota“, continue comigo para saber se é preciso visto para a Itália.

Tipos de Visto para Itália

Existem vários tipos de visto para Itália, dependendo do motivo da sua viagem. Se você não é um cidadão europeu e está vindo para a Itália para morar/trabalhar/estudar, precisará de um visto.

Onde solicitar o visto

O visto para Itália deverá ser solicitado no Consulado Italiano responsável pela região onde você mora no Brasil.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Não é possível morar, com visto de turista

E não é possível entrar na Itália como turista (e isento de visto) e depois tentar morar/estudar/trabalhar sem um visto específico prévio.

É preciso visto para conseguir permissão na Itália

Isso ocorre, pois o visto de ingresso, será um dos requisitos para a obtenção do Permesso di Soggiorno, que é a autorização para permanecer na Itália.

Você pode conferir todas as dicas importantes para planejar uma viagem para Itália.

Consulte o site “Visto per Italia”

Para saber exatamente quais documentos são necessários para cada tipo de visto, o site Visto per Italia do governo italiano possui simulador de visto bem completo. E eu aconselho a usá-lo.

Para saber qual é o Consulado Italiano no Brasil que atende a região onde você mora, clique aqui.

Visto de Turismo para a Itália

Visto de turismo para Itália
Se você é brasileiro e está vindo para a Itália a turismo, fique tranquilo. Não é necessário um visto de turismo para brasileiros que queiram visitar a Itália (e qualquer outro país do Espaço Schengen) por um período de até 90 dias.

Pois é, o primeiro dos tipos de visto para Itália não se aplica a nós brasileiros.

Documentos necessários e outros requisitos

Apesar de não ser necessário um visto para os brasileiros visitarem a turismo a
Itália, é preciso possuir alguns requisitos, que são:

Precisa enviar dinheiro do Brasil para a Europa?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram e etc), a plataforma que nós recomendamos é a TransferWise.


Com mais de 35.000 avaliações positivas, na TransferWise você vai economizar até 8x nas suas transferências. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »
  • Passaporte com validade de, no mínimo, 3 meses além do período de estadia;
  • Comprovação de Disponibilidade Financeira;
  • Comprovação de hospedagem idônea;
  • Passagem de volta;
  • Seguro saúde com cobertura de, no mínimo, 30 mil euros.

Visto de Estudo para a Itália e Estágio

Quem pretende estudar na Itália, por um período superior a 90 dias, deve solicitar um visto de estudo ao Consulado Italiano mais perto de sua residência. Os vistos de estudo são:

  • Visto para Curso Universitário;
  • Visto para Curso e Formação Profissional;
  • Visto para Curso de Pós-Graduação;
  • Visto para Intercâmbio de estudos;
  • Visto para Estágio.

Como estudar na Itália. Veja tudo o que precisa saber sobre o assunto.

Custo do visto e documentação

Todos os tipos de visto de estudos custam 50 euros e devem ser solicitados ao Consulado Italiano mais perto da sua residência. A documentação varia de acordo com o tipo de visto solicitado e não há um prazo para a emissão.

Veja aqui uma lista dos consulados italianos.

Visto de Trabalho para a Itália

Visto de trabalho para Itália
Para se mudar para a Itália para trabalhar, você precisará primeiro de uma promessa/contrato de trabalho. E depois de um visto de trabalho para entrar no país.

Veja o que já compartilhamos sobre como trabalhar na Itália.

Promessa ou contrato de trabalho

É preciso ter uma promessa ou contrato de trabalho de um empregador italiano, pois será necessário a apresentação de documentação do empregador para a obtenção do visto.

Dos tipos de visto para Itália, este é o que tem mais subtipos. Todos os tipos de visto de trabalho custam 116 euros e para cada um existe uma documentação específica, para conhecê-la clique aqui.

Visto de Trabalho Autônomo para a Itália

Existem alguns tipos de visto de trabalho autônomo, entre eles para profissional liberal, empreendedor e empreendedor startup.

O pedido pode ser mais difícil e demorado

Todos esses tipos de visto de trabalho autônomo exigem comprovações financeiras e dos motivos da solicitação e são processos extremamente burocráticos.

Não há Golden Visa

Diferente do que ocorre em Portugal e na Espanha, a Itália ainda não possui um Golden Visa para atrair empreendedores e investidores que desejam morar no país.

Visto de Trabalho Subordinado para a Itália

O visto de trabalho subordinado é destinado aos trabalhadores assalariados, ou seja, que possuem um contrato ou promessa de trabalho na Itália. Existem vistos de trabalho subordinado em geral, para repórter e para trabalhadores de navios.

Outros Tipos de Visto para Itália

Além dos tipos de visto para Itália que falei acima, existem vários outros, entre eles os seguintes:

  • Visto para adoção: para quem está em processo de adoção de uma criança na Itália;
  • Visto para Tratamento de Saúde: para quem precisa realizar um tratamento médico;
  • Visto para competições esportivas: para quem vai participar de uma competição esportiva na Itália;
  • Visto para Missão Diplomática: para membros do Corpo Diplomático de um país que precisa visitar a Itália em missão;
  • Visto para Negócios: para quem vem realizar negócios na Itália;
  • Visto para Aposentados: o Visto per Residenza Elettiva. A Itália possui um visto específico para cidadãos extra comunitários aposentados ou que vivam de rendimentos que queiram morar no país.
  • Visto para Motivos Religiosos: para para os religiosos que vem a Itália por motivos religiosos;
  • Visto para Reunião Familiar: para os familiares diretos (cônjuge, filhos e ascendentes se dependentes) de quem mora legalmente na Itália e não é um cidadão italiano ou europeu.

Cidadania italiana

Se o cônjuge/familiar que vive na Itália possuir a cidadania italiana ou européia, não há a necessidade de um visto prévio para os familiares brasileiros.

Saiba se você tem direito a cidadania italiana e como solicitar.

Visto é sempre necessário para estadias superiores a 90 dias

A maioria dos tipos de visto para Itália acima se aplicam a nós, brasileiros, quando os período na Itália for superior a 90 dias. Se inferior, aplica-se a regra do visto de turismo, ou seja há isenção de visto.

Prazos para emissão dos vistos para a Itália

Os prazos para a emissão dos vistos para a Itália não são fixos, podendo variar muito conforme o motivo, a época e o local da solicitação.

Por isso, é importante entrar em contato com o Consulado Italiano que atende a sua região para verificar exatamente os prazos e a documentação necessária.

Veja também o passo a passo para descobrir os seus antepassados italianos.

Ana Eliza, ou Ni como é conhecida, é brasileira, apaixonada por viagens e mãe da Olívia. Mora em Turim, na Itália e, juntamente com seu marido Fabiano, escreve o In Turim, um blog sobre a vida e turismo na cidade que foi a primeira capital da Itália.